Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Brasil Colônia

Brasil Colônia foi o período da história brasileira em que Portugal dominou e explorou o Brasil. Teve fim em 1822, quando ocorreu a independência do Brasil.

Pintura de Jean-Baptiste Debret retratando a relação de servidão entre escravizados e seus senhores no Brasil Colônia.
A mão de obra escravizada negra foi uma realidade durante o Brasil Colônia.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

O Brasil Colônia correspondeu ao período em que Portugal colonizou a porção leste da América do Sul, que hoje corresponde à grande parte do território brasileiro. De 1500 até 1822, os portugueses colonizaram o Brasil, explorando suas riquezas para atender às demandas do mercado europeu. Apesar disso, a historiografia recente reconhece o período anterior à colonização efetiva dos portugueses como Pré-Colonial, equivalente ao período de 1500 a 1530 e à primeira fase da colonização no país.

Leia também: Brasil Império — o período da história brasileira posterior ao Brasil Colônia

Tópicos deste artigo

Resumo sobre Brasil Colônia

  • O período do Brasil Colônia se estendeu de 1500 a 1822, enquanto os portugueses dominaram o território brasileiro.
  • A colonização do Brasil começou com a chegada dos portugueses, em 1500, e a historiografia recente considera o período anterior à colonização efetiva do território como Pré-Colonial, de 1500 a 1530.
  • Os portugueses instalaram o Governo-Geral na capital Salvador para administrar a colônia e fazer cumprir as ordens e leis vindas de Portugal, pois as capitanias hereditárias, instaladas inicialmente para descentralizarem o poder, não deram certo.
  • A economia colonial consistia na exploração de riquezas para atender aos interesses do mercado externo por meio da mão de obra escravizada.
  • A partir de 1808, com a chegada da família real portuguesa ao Brasil, deu-se início ao processo de independência, rompendo-se os laços políticos entre colônia e metrópole.

 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Brasil antes da chegada dos portugueses

Durante muito tempo, a historiografia iniciava os estudos sobre a história do Brasil a partir do dia 22 de abril de 1500, data da chegada da caravela de Pedro Alvares Cabral ao Brasil. Com a contribuição da antropologia e da arqueologia, os historiadores ampliaram a abordagem desses estudos para o período anterior à chegada dos portugueses. Isso fez com que a história dos povos indígenas, que já habitavam o território brasileiro antes do início efetivo da colonização europeia, pudesse ser estudada e ensinada em sala de aula.

Outra contribuição dos estudos antropológicos e arqueológicos foi o conhecimento sobre a chegada dos primeiros habitantes à América. Assim, percebeu-se que a origem dos nossos ancestrais deu-se com os primeiros seres humanos que atravessaram o estreito de Bering, na fronteira entre a Rússia e o Alasca (EUA).

A arte rupestre, produção artística feita na Pré-História, permitiu-nos acessar informações sobre os primeiros habitantes do continente americano e reconhecermos as pinturas encontradas nas paredes das cavernas em solo brasileiro, como na Serra da Capivara (PI). Ao se ampliar os estudos históricos, pôde-se conhecer com maior profundidade o modo de vida e a organização social dos habitantes do Brasil antes da chegada dos portugueses, em 1500.

As tribos indígenas eram muitas e espalhadas por toda a América. Vale destacar que cada uma delas tinha suas diferenciações, fosse na língua, fosse no modo de se organizar, fosse no local habitado. Por isso os modos de vida dos indígenas brasileiros se diferem entre si e de outros indígenas encontrados na América Espanhola, como os incas, maias e astecas. No Brasil, os indígenas se organizaram de forma simples, trabalhando a terra, cultuando os deuses da natureza, e, em muitos casos, entrando em confronto com tribos inimigas.

Em 1500, quando chegaram ao Brasil, o primeiro contato dos portugueses com os indígenas foi feito de forma cordial. Porém, ao exigirem o trabalho escravizado na exploração das riquezas daquela terra, iniciaram-se os confrontos que exterminaram milhares de indígenas e fizeram desaparecer várias tribos. Como se não bastasse o extermínio, os indígenas sobreviventes foram colonizados e tiveram de adequar seu modo de vida ao dos colonizadores portugueses. Assim, a cordialidade inicial não durou muito.

Período Pré-Colonial do Brasil

A colonização do Brasil foi iniciada com a chegada dos portugueses, em 22 de abril de 1500, e o período pré-colonial do Brasil corresponde à primeira fase do processo de colonização. A esquadra liderada por Pedro Alvares Cabral tinha como destino original as Índias, para estreitar os laços comerciais que os portugueses haviam estabelecido com os orientais. Assim, Pedro Alvares Cabral desembarcou no Brasil, mas o seu primeiro destino eram as Índias.

Algumas correntes historiográficas questionam o destino de Cabral em 1500. Alguns historiadores afirmam que o seu destino era, de fato, a América, pois Portugal reconheceu a existência de novas terras a oeste logo após a chegada de Cristovão Colombo, em 1492.

A missão cabralina era assegurar o domínio português sobre as terras a serem descobertas. Essa afirmação encontra justificativa nas discussões entre portugueses e espanhóis na elaboração do Tratado de Tordesilhas.

A princípio, a demarcação feita foi questionada por Portugal, que desejava uma fronteira mais a oeste. Deduz-se que esse pedido seja um reconhecimento da Coroa portuguesa de que Colombo não havia chegado a uma simples ilha, mas sim a um continente mais extenso, e que era do interesse de Portugal colonizar as regiões que ainda não tinham sido dominadas pela Espanha.

Logo após o desembarque, os portugueses encontraram no pau-brasil a primeira atividade econômica da colônia recém-conquistada, pois era uma árvore abundante no litoral brasileiro. A madeira e a seiva da árvore foram usadas pelos europeus na confecção de móveis e no tingimento dos tecidos.

Não era um produto valioso no mercado externo, mas era a primeira oportunidade encontrada para dar início à colonização brasileira. Os indígenas extraíam a árvore e a colocavam nas embarcações portuguesas em troca de produtos sem valor comercial, como espelhos e outros apetrechos.

Confira nosso podcast: Pau-brasil: história e exploração

Início do Brasil Colônia

Com a crise do comércio das especiarias, em meados do século XVI, os portugueses decidiram investir na ocupação e exploração do Brasil. As tentativas de invasão vindas da França e da Inglaterra também fizeram com que Portugal ocupasse em definitivo o território brasileiro. Por três séculos, os portugueses dominaram o Brasil, explorando suas riquezas, como a cana-de-açúcar e o ouro, cobrando impostos e abafando revoltas coloniais, até 7 de setembro de 1822, data da proclamação da independência brasileira.

Pintura de Debret representando o Rio de Janeiro.
Durante o Brasil Colônia, a arquitetura seguia o modelo implantado em Portugal.

Implantação das capitanias hereditárias no Brasil Colônia

Os portugueses adotaram no Brasil a mesma forma de administração utilizada nas colônias da ilha da Madeira, no litoral africano. O território foi dividido em porções de terra para serem distribuídas entre nobres aliados da Coroa portuguesa. Eram as capitanias hereditárias.

A ideia era descentralizar a administração colonial. Os donatários, como foram chamados os que geririam as capitanias, tinham como função garantir a segurança, verificar se a região era próspera para a exploração e garantir o pleno cumprimento das ordens reais. O desinteresse dos donatários em investir no Brasil fez com que as capitanias hereditárias não dessem certo. Apenas as capitanias de Pernambuco e São Vicente prosperaram.

Implantação do Governo-Geral no Brasil Colônia

Como a descentralização do poder não conseguiu administrar de forma eficiente o Brasil Colônia, a Coroa portuguesa decidiu centralizar o governo a partir da província da Bahia. Iniciava-se o Governo-Geral, com a colônia sendo governada pelo governador-geral, uma pessoa de confiança do rei de Portugal para exercer o domínio metropolitano. O primeiro governador foi Tomé de Souza, e uma de suas ações à frente do governo foi a construção da cidade de Salvador, que se tornou a primeira capital brasileira.

O Governo-Geral investiu na construção de engenhos de cana-de-açúcar, atividade econômica que prosperou nos primeiros tempos coloniais. Ao longo do litoral nordestino, espalharam-se inúmeras plantações de cana-de-açúcar, cujo principal objetivo era abastecer o mercado europeu.

Portugal fez um acordo com a Holanda: os portugueses enviariam a cana-de-açúcar para a Europa, e os holandeses ficariam responsáveis pelo refino e a comercialização do produto. Estabeleceu-se, dessa forma, o Pacto Colonial, no qual Portugal teria o monopólio do comércio brasileiro, fazendo que a economia colonial girasse em torno dos interesses metropolitanos.

Com os governadores-gerais, chegaram ao Brasil os primeiros padres jesuítas. Esses religiosos vieram em missão para evangelizar os indígenas. Não demorou para que os padres entrassem em conflito com os portugueses por conta do uso do trabalho indígena.

Enquanto os colonos queriam escravizar os indígenas para o trabalho na lavoura de açúcar, os jesuítas defendiam sua ação missionária. Esse conflito foi apaziguado com os religiosos conduzindo os indígenas para regiões distantes do litoral e mantendo o trabalho de evangelização. Nas missões jesuíticas, os indígenas trabalhavam na terra e dela se sustentavam.

Com o fracasso na escravidão indígena e a necessidade urgente de mão de obra para trabalhar no plantio e colheita da cana-de-açúcar, os portugueses encontraram nos negros africanos a força trabalhadora.

A partir do século XVI até 1888, o Brasil se sustentou tendo como base a mão de obra escravizada negra, primeiramente nos engenhos de açúcar no Nordeste, e depois na mineração no centro-sul colonial. Os negros africanos foram escravizados e o tráfico negreiro se tornou uma das atividades mais rentáveis do Brasil Colônia.

O Governo-Geral ficou responsável pela defesa da colônia, para isso, instalou em pontos estratégicos inúmeras fortificações militares para garantir a posse portuguesa das terras povoadas e expulsar as tribos indígenas mais avessas ao contato com o colonizador. A ameaça dos franceses invadirem a Baía da Guanabara fez com que o governador-geral Estácio de Sá construísse a cidade do Rio de Janeiro, que, em meados do século XVIII, tornou-se capital da colônia.

Economia no Brasil Colônia

Enquanto o Brasil esteve sob o domínio de Portugal, a economia foi de exportação, para atender aos interesses do mercado externo. A primeira atividade econômica foi a extração do pau-brasil. Como os portugueses não encontraram nenhum metal precioso no primeiro contato com a terra recém-encontrada, o comércio daquela árvore da Mata Atlântica possibilitou aos colonizadores um ganho na exploração do Brasil Colônia. A Coroa portuguesa acreditava que encontraria metais preciosos com a mesma facilidade com que os espanhóis encontraram na América Central.

Percebendo que a terra colonial era fértil e o clima favorável, os portugueses deram início, no século XVI, à plantação de cana-de-açúcar. Engenhos foram construídos no litoral nordestino para a produção açucareira. Com o fracasso na escravização da mão de obra indígena, a solução veio dos negros africanos. À medida que se produzia açúcar, maior era o número de escravizados negros em solo brasileiro. O tráfico negreiro se tornou uma atividade econômica altamente lucrativa.

A crise do açúcar ocorreu em meados do século XVII, quando os holandeses foram expulsos de Pernambuco. Os invasores começaram a plantar cana-de-açúcar nas Antilhas, sua colônia na América Central, e logo se tornaram concorrentes do açúcar brasileiro. Isso fez com que o preço da produção açucareira feita no Brasil se desvalorizasse. A Coroa portuguesa decidiu então investir em expedições para o interior brasileiro, no intuito de descobrir metais preciosos e fazer a colônia voltar a dar lucro.

No século XVIII, bandeirantes que saíram de São Paulo para o sertão do Brasil encontraram na região de Minas Gerais as primeiras minas de ouro. Logo que a notícia se espalhou, milhares de pessoas se deslocaram para as regiões, dando origem às primeiras cidades no interior brasileiro, como Ouro Preto, Mariana e Cidade de Goiás.

Tal qual na produção açucareira, os metais preciosos foram levados para Portugal. Em torno das minas de ouro, formou-se um comércio que atendia às demandas dos exploradores. A mão de obra usada nas minas era a negra escravizada. Para aumentar o controle sobre a produção do ouro, a Coroa portuguesa decidiu transferir a capital do Brasil de Salvador para o Rio de Janeiro.

Acesse também: Bandeirantismo — a busca por metais preciosos no interior do Brasil

Fim do Brasil Colônia

O fim do Brasil Colônia esteve atrelado à crise do Antigo Regime na Europa. A Revolução Francesa e a Era Napoleônica alteraram a dinâmica política europeia, enfraquecendo diversas monarquias absolutistas.

Ao não atender ao pedido francês de romper os laços econômicos com a Inglaterra, Portugal teve seu território invadido por tropas napoleônicas. Isso motivou a fuga da família real portuguesa para o Brasil, no ano de 1808. Essa transferência fez com que o centro do poder saísse da metrópole e se instalasse na colônia.

Enquanto Portugal enfrentava a invasão da França, o Brasil pôde ampliar sua autonomia com as medidas tomadas pelo rei português d. João VI, como a abertura dos portos às nações amigas e a elevação a Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves. A luta pela independência brasileira se tornou ordem do dia e de muito interesse para a elite colonial, que considerava o domínio português como um entrave para o seu desenvolvimento econômico.

Com o retorno de d. João VI para Portugal logo após a Revolução do Porto, o príncipe regente d. Pedro I permaneceu no Brasil e descumpriu todas as ordens portuguesas. O apoio da elite fê-lo liderar e declarar a independência do Brasil, que ocorreu em 7 de setembro de 1822, em São Paulo.

Exercícios resolvidos sobre o Brasil Colônia

Questão 1

(Fuvest)

Os indígenas foram também utilizados em determinados momentos, e sobretudo na fase inicial [da colonização do Brasil]; nem se podia colocar problema nenhum de maior ou melhor “aptidão” ao trabalho escravo (...). O que talvez tenha importado é a rarefação demográfica dos aborígines, e as dificuldades de seu apresamento, transporte, etc. Mas na “preferência” pelo africano revela-se, mais uma vez, a engrenagem do sistema mercantilista de colonização; esta se processa num sistema de relações tendentes a promover a acumulação primitiva de capitais na metrópole; ora, o tráfico negreiro, isto é, o abastecimento das colônias com escravos, abria um novo e importante setor do comércio colonial, enquanto o apresamento dos indígenas era um negócio interno da colônia. Assim, os ganhos comerciais resultantes da preação dos aborígines mantinham-se na colônia, com os colonos empenhados nesse “gênero de vida”; a acumulação gerada no comércio de africanos, entretanto, fluía para a metrópole; realizavam-na os mercadores metropolitanos, engajados no abastecimento dessa “mercadoria”. Esse talvez seja o segredo da melhor “adaptação” do negro à lavoura... escravista. Paradoxalmente, é a partir do tráfico negreiro que se pode entender a escravidão africana colonial, e não o contrário.

Fernando A. Novais. Portugal e Brasil na crise do Antigo Sistema Colonial. São Paulo: Hucitec, 1979, p. 105. Adaptado.

Nesse trecho, o autor afirma que, na América portuguesa,

A) os escravos indígenas eram de mais fácil obtenção do que os de origem africana, e por isso a metrópole optou pelo uso dos primeiros, já que eram mais produtivos e mais rentáveis.

B) os escravos africanos aceitavam melhor o trabalho duro dos canaviais do que os indígenas, o que justificava o empenho de comerciantes metropolitanos em gastar mais para a obtenção, na África, daqueles trabalhadores.

C) o comércio negreiro só pôde prosperar porque alguns mercadores metropolitanos preocupavam-se com as condições de vida dos trabalhadores africanos, enquanto que outros os consideravam uma “mercadoria”.

D) a rentabilidade propiciada pelo emprego da mão de obra indígena contribuiu decisivamente para que, a partir de certo momento, também escravos africanos fossem empregados na lavoura, o que resultou em um lucrativo comércio de pessoas.

E) o principal motivo da adoção da mão de obra de origem africana era o fato de que esta precisava ser transportada de outro continente, o que implicava a abertura de um rentável comércio para a metrópole, que se articulava perfeitamente às estruturas do sistema de colonização.

Resolução:

Alternativa E

O tráfico negreiro foi um comércio bastante lucrativo para Portugal, incentivando a vinda de negros africanos para o Brasil.

Questão 2

(Cesgranrio) A política colonizadora portuguesa, voltada para a obtenção de lucros do monopólio na esfera mercantil, tinha como principal área de produção:

A) a implantação da grande lavoura tropical, de base escravista e latifundiária, caracterizada pela diversidade de produtos cultivados e presença de minifúndios e latifúndios.

B) o “exclusivo colonial”, que subordinava os interesses da produção agrícola aos objetivos mercantis da Coroa e dos grandes comerciantes metropolitanos.

C) a agricultura de subsistência, baseada em pequenas e médias propriedades, utilizando mão de obra indígena.

D) a integração agropastoril, destinada ao abastecimento do mercado interno colonial, sobretudo ao do metropolitano.

E) a criação de Companhias Cooperativas, envolvidas com a produção de tecidos e demais gêneros ligados ao consumo caseiro.

Resolução:

Alternativa B

A exploração do Brasil deveria atender aos interesses da Coroa portuguesa, por isso a atividade econômica colonial seguia as ordens vindas da metrópole.

 

Por Carlos César Higa
Professor de História

Escritor do artigo
Escrito por: Carlos César Higa Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

HIGA, Carlos César. "Brasil Colônia"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiab/brasil-colonia.htm. Acesso em 18 de maio de 2024.

Videoaulas


Lista de exercícios


Exercício 1

(Objetiva) De acordo com Boris Fausto, o descobrimento do Brasil não provocou, nem de longe, o entusiasmo despertado pela chegada de Vasco da Gama à Índia. O Brasil aparece como uma terra cujas possibilidades de exploração e contornos geográficos eram desconhecidos. Por vários anos, pensou-se que não passava de uma grande ilha. As atrações exóticas – índios, papagaios, araras – prevaleceram, a ponto de alguns informantes, particularmente italianos, darem-lhe o nome de terra dos papagaios. Diante disso, assinalar a alternativa que preenche a lacuna abaixo corretamente:

A expedição de ______________________ (1530-1533) representou um momento de transição entre o velho e o novo período. Tinha por objetivo patrulhar a costa, estabelecer uma colônia através da concessão não hereditária de terras aos povoadores que trazia (São Vicente, 1532) e explorar a terra, tendo em vista a necessidade de sua efetiva ocupação.

a) Bartolomeu Dias

b) Martim Afonso de Sousa

c) Vasco da Gama

d) Mem de Sá

e) Pedro Álvares Cabral

Exercício 2

(TJ-SC) A ordem baixada pelo governador de Minas Gerais, Visconde de Barbacena, para que se realizasse a Derrama, ou seja, a cobrança dos tributos devidos à coroa portuguesa foi a causa imediata da:

a) Revolta dos Alfaiates.

b) Revolta de Vila Rica.

c) Guerra dos Mascates.

d) Guerra do Contestado.

e) Inconfidência Mineira.

 

Artigos Brasil Colônia


A organização da independência brasileira

Os atores e o projeto político que organizaram a formação do Estado brasileiro.
História do Brasil

Abertura dos portos

Acesse o site e veja como se deu a abertura dos portos no Brasil, a influência disso no processo de independência e como a Inglaterra interferiu nessa abertura.
História do Brasil

Açúcar

As características da empresa açucareira durante o período colonial.
História do Brasil

Apogeu e Crise do Açúcar

As oscilações da economia açucareira ao longo de sua trajetória na economia colonial.
História do Brasil

Bandeirantismo

Clique aqui e saiba o que foi o bandeirantismo. Veja quais são seus tipos e conheça os principais bandeirantes que lideraram expedições pelo interior brasileiro.
História do Brasil

Bloqueio Continental

Acesse e saiba detalhes sobre o Bloqueio Continental. Veja suas consequências e entenda como esse ato influenciou a vinda da família real portuguesa para o Brasil.
História do Brasil

Brasil na pintura de Frans Post

Veja de que modo aparece o Brasil na pintura de Frans Post, pintor holandês que esteve no Brasil na década de 1630, acompanhando o príncipe Maurício de Nassau.
História do Brasil

Brasil Pré-Cabralino

As culturas presentes em terras brasileiras antes da chegada de Pedro Álvares Cabral.
História do Brasil

Brasil, um segredo português

As curiosas hipóteses e indícios que rondam o descobrimento do Brasil.
História do Brasil

Câmaras Municipais

A organização e as práticas dessa instituição política do período colonial.
História do Brasil

Capitanias Hereditárias

Clique e acesse este texto para saber um pouco mais sobre as capitanias hereditárias, implantadas por D. João III a partir da década de 1530.
História do Brasil

Carlota Joaquina

Carlota Joaquina de Bourbon. Informações sobre a princesa regente de Portugal e do Reino Unido de Portugal, sua biografia e informações gerais sobre Carlota Joaquina.
História do Brasil

Ciclo do açúcar

Clique aqui e saiba o que foi o ciclo do açúcar. Conheça suas principais características e descubra como funcionavam os engenhos de açúcar.
História do Brasil

Ciclo do algodão no Brasil

Saiba como foi o ciclo do algodão no Brasil. Conheça as principais características e a importância desse período no Brasil e entenda como ele teve fim.
História do Brasil

Ciclo do ouro

Aprenda tudo sobre o ciclo do ouro no Brasil. Saiba quando ele começou, onde ocorreu e como ele modificou o país. Confira curiosidades sobre o tema.
História do Brasil

Ciclo do pau-brasil

Clique aqui e saiba detalhes sobre o ciclo do pau-brasil, um dos principais ciclos econômicos da história colonial brasileira.
História do Brasil

Colonização do Brasil

Saiba mais sobre o início da colonização no Brasil e as características da colonização portuguesa. Os primeiros contatos entre os portugueses e indígenas e os engenhos de açúcar.
História do Brasil

Comércio de escravos na África

Saiba mais sobre como se deu o comércio de escravos na África desde o Egito Antigo até a Idade Moderna.
História do Brasil

Contradições da Colonização

Uma situação imposta por um sistema de natureza exploratória.
História do Brasil

Diário de navegação de Pero Lopes de Sousa

Fique sabendo mais sobre o início da colonização do Brasil a partir de informações sobre o Diário de navegação de Pero Lopes de Sousa.
História do Brasil

Drogas do sertão

Acesse o site e conheça mais sobre o desenvolvimento do comércio das drogas do sertão. Veja como esse comércio ratificou a presença portuguesa na região Norte do Brasil.
História do Brasil

Economia Diamantífera

O desenvolvimento da extração de pedras preciosas no Brasil Colônia.
História do Brasil

Escravidão Africana no Brasil

Clique para conhecer mais detalhes sobre a escravidão africana no Brasil. Veja quando começou e como era a rotina dos escravizados africanos.
História do Brasil

Escravidão indígena

Acesse o link e veja quais os objetivos dos portugueses com a escravidão indígena. Conheça o que foi a guerra justa. Acompanhe o trabalho dos jesuítas com os índios.
História do Brasil

Escravidão na África

Clique para aprender sobre a escravidão na África. Veja como ela funcionou e entenda como se deu o comércio negreiro na região.
História do Brasil

Escravidão no Brasil

Acesse este texto e saiba como ocorreu a escravidão no Brasil ao longo de seus mais de 300 anos de existência. Entenda também como a escravidão foi abolida em 1888.
História do Brasil

Escravidão no Brasil: formas de resistência

Acesse este texto para saber mais detalhes sobre as formas de resistência realizadas pelos escravos africanos ao longo de mais de 300 anos de escravidão no Brasil.
História do Brasil

Família patriarcal no Brasil

Saiba mais sobre a família patriarcal no Brasil e a influência que esse modelo de organização social exerceu sobre nossa configuração política.
História do Brasil

Fatos controversos sobre o descobrimento do Brasil

Descobrimento ou conquista do Brasil? Alguns fatos anteriores a 22 de abril de 1500, conhecido como dia do descobrimento, revelam que o encontro da esquadra liderada por Pedro Álvares Cabral com as...
História do Brasil

Formas do trabalho escravo no Brasil

Veja aqui as diversas formas de trabalho escravo no Brasil, do século XVI até o século XIX.
História do Brasil

Grandes Navegações

Clique aqui para aprender mais sobre as Grandes Navegações. Saiba por que Portugal foi o país pioneiro desse processo e quais foram seus feitos nele.
História do Brasil

Hans Staden

Clique no link e acesse este texto para saber mais sobre a curiosa história de Hans Staden, viajante alemão que esteve no Brasil no século XVI.
História do Brasil

Índios no Brasil

Os índios no Brasil: um breve relato sobre os primeiros povos que habitaram o território brasileiro.
História do Brasil

Inquisição no Brasil Colônia

Entenda o papel da Inquisição no Brasil Colônia e como era encarada a terra colonial por aqueles que aqui habitavam.
História do Brasil

Insurreição Pernambucana

Clique aqui para saber sobre a Insurreição Pernambucana. Entenda o que foi, suas causas e seus objetivos. Confira suas batalhas, seus líderes e suas consequências.
História do Brasil

Invasões francesas no Brasil Colonial

Conheça mais sobre as tentativas de invasões francesas no Brasil Colonial que ocorreram entre os séculos XVI, XVII e XVIII.
História do Brasil

Invasões holandesas no Brasil

Clique e saiba detalhes a respeito das invasões holandeses no Brasil durante o século XVII. Entenda as causas e veja os principais desdobramentos.
História do Brasil

Jesuítas x Bandeirantes

A acalorada contenda que se desenvolveu no Brasil Colônia.
História do Brasil

Língua-geral no contexto do Brasil Colonial

Entenda a importância da língua-geral no contexto do Brasil Colonial, bem como o motivo de ela ter sido extinta.
História do Brasil

O cotidiano nas cidades coloniais

Saiba como era a vida em uma cidade do período colonial.
História do Brasil

Origem do nome Brasil

Confira neste texto a origem do nome Brasil e uma discussão em torno das origens e dos nomes que o território brasileiro já possuiu.
História do Brasil

Os novos tratados de limites da América Portuguesa

Um processo que transformou os limites do território brasileiro.
História do Brasil

Pacto Colonial

Clique aqui e entenda o que é o Pacto Colonial. Conheça seu contexto e seus objetivos, e saiba como teve fim.
História do Brasil

Pau-brasil

Clique no link e acesse este texto para saber mais sobre a exploração do pau-brasil, a primeira atividade econômica realizada pelos portugueses no Brasil.
História do Brasil

Pecuária no período colonial

As características dessa atividade ao longo do Brasil Colônia.
História do Brasil

Período Joanino

Os feitos e demais acontecimentos que marcaram este período da vida política brasileira.
História do Brasil

Período Pré-Colonial

Clique aqui e saiba os principais aspectos relacionados ao Período Pré-Colonial, o contexto anterior à efetiva ocupação das terras brasileiras por Portugal.
História do Brasil

Pero Vaz de Caminha

Clique e saiba quem foi Pero Vaz de Caminha. Veja detalhes sobre a vida desse importante escrivão e saiba mais informações sobre a carta escrita por ele em 1500.
História do Brasil

Plantation, um sistema de exploração colonial

Conheça o plantation, um sistema de exploração colonial que vigorou principalmente na América.
História do Brasil

Por que Tiradentes foi esquartejado?

Clique aqui para entender por que Tiradentes foi esquartejado. Saiba por qual motivo ele foi condenado à morte e quem foi o mandante da sua execução.
História do Brasil

Povoamento Brasileiro

Povoamento Brasileiro, o início da ocupação do território brasileiro, localização dos primeiros povoamentos, as bandeiras, o aumento da população em território brasileiro, a descoberta de...
História do Brasil

Quilombo dos Palmares

Acesse este texto para saber mais informações sobre o maior quilombo que existiu no Brasil e que foi construído na região de Alagoas: o Quilombo dos Palmares.
História do Brasil

Reformas Pombalinas

As mudanças político-administrativas tomadas por um mininstro esclarecido.
História do Brasil

Renascimento Agrícola

O período em que as atividades agrícolas reaquecem a economia brasileira.
História do Brasil

Resistência escrava: o Engenho de Santana de Ilhéus

Conheça as reivindicações dos escravos do Engenho de Santana de Ilhéus e como elas constituíram uma forma de resistência escrava na colônia.
História do Brasil

Revolução Liberal do Porto

Acesse este texto para saber o que foi a Revolução Liberal do Porto. Entenda os antecedentes que levaram a esse acontecimento e as exigências das Cortes.
História do Brasil

Senzala

Você sabe para que serviam as senzalas? Acesse o texto, conheça a origem dessa palavra e o que ela significa. Veja como os escravizados viviam nesses locais.
História do Brasil

Trabalhadores assalariados nos engenhos coloniais

Você sabia que existiam trabalhadores assalariados nos engenhos coloniais? Eles exerciam diferentes funções, juntamente com os trabalhadores escravizados. Confira mais aqui!
História do Brasil

Trabalho escravo nas minas

Conheça o trabalho exercido pelos negros africanos escravizados nas minas de ouro, no Brasil, entre os séculos XVII e XVIII.
História do Brasil

Tráfico negreiro

Clique e acesse este texto para saber um pouco mais sobre o tráfico negreiro, atividade que trouxe milhões de africanos para serem escravizados no Brasil.
História do Brasil

Tratado de Madri

Clique no link para saber mais sobre o Tratado de Madri, um acordo diplomático assinado entre portugueses e espanhóis em 1750. Entenda o contexto do tratado.
História do Brasil

Tratado de Tordesilhas

Acesse o site e conheça mais sobre o Tratado de Tordesilhas. Veja como esse tratado foi estabelecido e acompanhe as suas consequências, no final do século XV.
História do Brasil

Tribos Brasileiras

As tribos brasileiras, população indígena no Brasil, tribos indígenas, grupos indígenas, tupinambás, ritual dos tupinambás, tupiniquins, carajás, caetés, tamoios.
História do Brasil

União Ibérica

Acesse o link e veja como a União Ibérica afetou a organização do Brasil Colônia. Entenda também as causas das invasões holandesas ao Brasil nesse contexto.
História do Brasil

Vinda da família real para o Brasil

Clique e acesse para saber mais sobre a vinda da família real para o Brasil. Entenda as causas que levaram a esse acontecimento fundamental na história brasileira.
História do Brasil

PUBLICIDADE