Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Espanha

Espanha é um país localizado na região da Península Ibérica. Ela conta hoje com 45 milhões de habitantes e é parte da União Europeia, sendo a sexta maior economia da Europa.

Bandeira da Espanha.
Bandeira da Espanha.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Espanha, ou Reino da Espanha, é um país europeu localizado na Península Ibérica, a leste de Portugal. Tem como capital a cidade de Madri. O território espanhol apresenta climas continental e mediterrâneo, sendo atravessado por uma cadeia montanhosa chamada de Sistema Central. Os Pirineus formam uma fronteira natural com a França e Andorra, a nordeste.

Com uma população de mais de 45 milhões de habitantes, a Espanha representa um importante centro cultural europeu. Além disso, sua economia é a sexta maior da Europa, com destaque para as atividades turísticas, o comércio e a indústria de transformação.

Veja também: Qual é o significado das cores e dos símbolos da bandeira da Espanha?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre a Espanha

  • A Espanha é um país do Sudoeste Europeu, localizado na região da Península Ibérica.

  • Sua capital é a cidade de Madri.

  • Os climas continental e mediterrâneo são predominantes no país, enquanto o relevo espanhol é caracterizado por montanhas, como o Sistema Central e os Pirineus, planaltos e planícies.

  • O rio Tejos é o principal curso d’água da Espanha.

  • A população da Espanha é de 45.745.000 habitantes, a sexta maior da Europa.

  • Com PIB de 1,57 trilhão de dólares, a economia espanhola é uma das mais desenvolvidas do mundo. Suas atividades se concentram no setor terciário e na indústria de transformação.

  • O país é membro da União Europeia e faz parte da Zona Euro.

  • A Espanha é um importante centro cultural, com ampla tradição na pintura e na literatura.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Dados gerais sobre a Espanha

  • Nome oficial: Reino da Espanha.

  • Gentílico: espanhol.

  • Extensão territorial: 505.969 km².

  • Localização: Sul da Europa.

  • Capital: Madri.

  • Climas:

  • Governo: monarquia constitucional parlamentarista.

  • Divisão administrativa: 17 comunidades autônomas e duas cidades autônomas.

  • Idioma: espanhol.

  • Religiões:

    • catolicismo romano: 58,2%;

    • ateísmo: 16,2%;

    • agnosticismo: 10,8%;

    • outras religiões: 2,7%;

    • nenhuma: 10,5%.

  • População: 45.745.000 habitantes (ONU, 2021).

  • Densidade demográfica: 93,7 hab./km².

  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,904.

  • Moeda: euro.

  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 1,57 trilhões (FMI, 2022).

  • PIB per capita: US$ 33.170 (FMI, 2022).

  • Gini: 0,347.

  • Fuso horário: GMT +1.

  • Relações exteriores:

    • Organização das Nações Unidas (ONU);

    • Organização Mundial do Comércio (OMC);

    • Banco Mundial;

    • Fundo Monetário Internacional (FMI);

    • Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE);

    • União Europeia;

    • Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan);

    • Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco).

Etimologia de Espanha

A origem do nome Espanha apresenta mais de uma explicação. A primeira delas remonta ao Império Romano e consiste no fato de a Península Ibérica ter sido chamada pelos romanos de Hispania.

A outra explicação também faz referência à história de formação territorial do país e diz respeito às explorações dos fenícios na região. Acredita-se que España, nome na língua espanhola, seja derivado do termo fenício span, originário de spy, que significa “forjar, explorar metais”. A região explorada da Península Ibérica, rica em metais, era denominada “terra de explorar metais” e se tornou, posteriormente, a Espanha.

Mapa da Espanha

Mapa da Espanha.

Geografia da Espanha

A Espanha é um país localizado no sudoeste do continente europeu, mais precisamente na região da Península Ibérica. Sua capital é a cidade de Madri. O território espanhol possui uma extensa área de quase 506 mil km², sendo banhado pelo oceano Atlântico e pelo mar Mediterrâneo, a sudeste.

O país faz divisa com Portugal, a sudoeste, e com a França e Andorra, a nordeste. Separa-se do Marrocos, na África, pelo Estreito de Gibraltar, situado ao sul do território espanhol, passagem essa que liga as águas do Atlântico e do Mediterrâneo, além de ser uma fronteira física com o país africano, devido à presença da cidade espanhola de Ceuta. A oeste da costa marroquina ficam as Ilhas Canárias, que fazem parte da Espanha.

→ Clima da Espanha

Devido à sua extensão territorial e à influência de diversos fatores do clima, principalmente maritimidade e relevo, a Espanha apresenta ao menos três tipos climáticos: temperado continental, mediterrâneo e semiárido.

Na maior parte do país, predominam temperaturas amenas, que caracterizam verões moderados e invernos frios. As chuvas são mais volumosas no noroeste do país e diminuem em direção a sudeste, variando de 965 mm a 380 mm, respectivamente.

→ Relevo da Espanha

O relevo espanhol é composto por um extenso planalto que ocupa a maior parcela do país, a Meseta Central, atravessado por um conjunto de montanhas. O principal deles é o Sistema Central, que cruza o planalto de oeste a leste/nordeste. Além disso, a cordilheira dos Pirineus representa uma fronteira natural entre a Espanha, França e Andorra. Os terrenos mais rebaixados, as planícies, se encontram na zona costeira do país, tanto ao norte quanto a sudeste.

A altitude média na Espanha é de 660 metros. O ponto culminante do país fica no arquipélago das Canárias. Trata-se do pico Teide, a 3718 metros acima do nível do mar.

→ Vegetação da Espanha

Parte da vegetação que recobre a Espanha é formada por florestas temperadas e estepes no noroeste e sudeste, respectivamente. A maior parte da superfície do país é caracterizada pela vegetação do tipo mediterrânea, formada por arbustos e plantas de pequeno porte.

→ Hidrografia da Espanha

O rio Tejo é o principal curso d’água da Espanha e maior rio da Península Ibérica, com 1007 km de extensão. A densa rede de drenagem espanhola é composta ainda por rios como Ebro, Douro, Guadiana e Guadalquivir.

Demografia da Espanha

A Espanha é o sexto país mais populoso da Europa, contando atualmente com 45.745.000 habitantes, de acordo com a ONU. A população espanhola não se encontra homogeneamente distribuída pelo território do país, uma vez que há grandes concentrações nas cidades costeiras, isto é, próximo dos litorais do oceano Atlântico e mar Mediterrâneo. A densidade demográfica é de 93,7 hab./km².

Com pouco mais de 81% dos seus habitantes vivendo nas cidades, pode-se caracterizar o território espanhol como urbanizado. Madri, capital do país, apresenta a maior aglomeração urbana da Espanha, com aproximadamente 6,7 milhões de habitantes. Na sequência, está a cidade de Barcelona, com 5,6 milhões de pessoas. A terceira cidade mais populosa da Espanha é Valência, que reúne 835 mil habitantes.

Paisagem urbana de Madri, Espanha.
 Madri é a cidade mais populosa da Espanha.

Assim como outros países europeus, a Espanha tem passado pelo processo de envelhecimento populacional, causado pela queda da fertilidade e aumento da taxa de mortalidade no país, taxa essa que supera cada vez mais o número de nascimentos. A idade mediana da população espanhola é de 43,9 anos, e há uma elevada proporção de pessoas com idade superior a 65 anos se comparada aos mais jovens (zero a 14 anos). Hoje, a expectativa de vida na Espanha é de 82,21 anos.

Confira nosso podcast: Envelhecimento populacional e economia

Economia da Espanha

A Espanha representa a sexta maior economia do continente europeu e a 14ª em escala mundial. O país apresenta um Produto Interno Bruto (PIB) de 1,57 trilhão de dólares, além de um elevado PIB per capita, que supera os 33 mil dólares. O país se tornou membro do Mercado Comum Europeu no ano de 1986, grupo que viria a se tornar a União Europeia. Mais tarde, em 1999, a Espanha ingressou na Zona Euro, adotando assim o euro como moeda oficial do país.

O setor terciário responde por 74,2% do PIB do país, além de concentrar aproximadamente 71% da mão de obra. Assim como o comércio, sobretudo internacional, tem grande importância para a economia espanhola o turismo, que responde por mais de um décimo da geração de receita. De acordo com a ONU, no ano de 2021, mais de 83 milhões de pessoas entraram no país na condição de turistas.

A indústria da Espanha, que corresponde ao setor secundário, é responsável por uma fatia de 23,2% do PIB. Os vários elementos produtivos que a compõem são bastante diversificados, incluindo:

  • produtos farmacêuticos;

  • equipamentos médicos;

  • automóveis;

  • máquinas;

  • ferramentas;

  • metais;

  • produtos químicos;

  • produtos têxteis;

  • calçados;

  • alimentos;

  • produtos para a construção naval.

No setor primário, destaca-se a produção agropecuária de:

  • cevada;

  • milho;

  • carne de porco;

  • azeitonas;

  • uvas;

  • tomates;

  • laranjas;

  • leite;

  • trigo.

A exploração de recursos naturais também compõe o setor primário e, na Espanha, consiste na produção de:

Saiba mais: Brexit — a saída do Reino Unido da União Europeia

História da Espanha

Área ocupada pela Espanha e por Portugal, a região da Península Ibérica é habitada há pelo menos dois mil anos. Passaram por lá diversos povos e civilizações, como:

  • fenícios;

  • celtas;

  • cartagineses.

No século III a.C., o atual território espanhol foi anexado pelo Império Romano, do qual fez parte até o século V d.C. Entretanto, houve o enfraquecimento e eventual fim desse império e entrada de povos estrangeiros na região, dentre eles os mouros, que conquistaram o local no século VIII.

Os mouros, que introduziram a religião islâmica na região, permaneceram na Península Ibérica até o período da reconquista ou retomada cristã, aproximadamente sete séculos depois. A unificação da Espanha foi concluída após a retomada do território de Granada no ano de 1492, e o país passou então a ser governado pelo rei Fernando de Aragão e pela rainha Isabel de Castela.

Os séculos XV e XVI foram marcados pela expansão do território da Espanha a partir da constituição de colônias de exploração na América Central e na América do Sul. Trata-se do período das Grandes Navegações. Ao final do século XVI, mais precisamente a partir de 1580, as coroas da Espanha e de Portugal se uniram e deram origem à União Ibérica, que durou até 1640.

Alguns fatores provocaram retrocesso na Espanha, caracterizando assim um período de grande turbulência entre os séculos XVIII e início do XX, tais como:

Apesar da sua neutralidade na Primeira Guerra Mundial, a Espanha lidou com o cenário de uma guerra civil, durante os anos de 1936 e 1939, ocorrida entre republicanos e nacionalistas. O final do conflito marcou a ascensão de Francisco Franco ao poder e o início de um longo governo ditatorial que terminou somente em 1975 com a morte de Franco.

A transição democrática é representada pela figura de Juan Carlos I, que assumiu o trono espanhol. Uma nova constituição foi instituída em 1978. O país é hoje uma das principais economias da Europa e um importante centro cultural do mundo.

É fundamental mencionar a existência de duas regiões localizadas nos limites fronteiriços da Espanha que buscam sua independência político-territorial em relação ao país, que são a Catalunha e o País Basco.

→ Videoaula sobre a Guerra Civil Espanhola

Cultura da Espanha

A cultura da Espanha é composta por diversos elementos que foram incorporados durante sua composição territorial. Esses elementos são observados em diversos aspectos, como na própria língua falada no país e na religiosidade. Embora o espanhol seja o idioma oficial, fala-se também:

  • catalão (idioma da Catalunha);

  • basco;

  • galego;

  • outros idiomas regionais.

O catolicismo é a principal fé professada na Espanha, apesar de ser expressivo o total de pessoas sem religião específica. Diversas expressões da cultura espanhola são conhecidas em todo o mundo, assim como muitos de seus expoentes das artes em geral. Destacam-se nomes como os de:

A música e as danças tradicionais espanholas têm como representante o flamenco, tradicional do sul do país. Entre os principais feriados da Espanha está a Festa Nacional da Espanha, celebrada em 12 de outubro. Na gastronomia, alguns pratos tradicionais são a tortilla, a fritada com ovos e batatas e a paella, um arroz cremoso com frutos do mar.

Infraestrutura da Espanha

A Espanha é um país que apresenta um elevado índice de desenvolvimento e qualidade de vida acima da média em uma série de quesitos, de acordo com a OCDE, dentre os quais se destacam:

  • segurança;

  • saúde;

  • equilíbrio entre trabalho e vida pessoal.

Em relação ao acesso a tratamento de esgoto e água potável, a cobertura dos serviços básicos abrange mais de 98% da população, tanto nas áreas urbanas quanto rurais. A eletrificação também compreende a maioria das residências espanholas.

A Espanha é um grande produtor e consumidor mundial de energia elétrica, além de realizar a sua exportação. Metade da matriz energética da Espanha é constituída pelos combustíveis fósseis. A outra parcela se divide entre:

Além disso, quanto ao transporte:

  • As rodovias são a principal forma de deslocamento e têm 683 mil km de estradas pavimentadas.

  • As ferrovias vêm logo na sequência, com um total de 15 mil km de estradas de ferro espalhadas por todo o país.

  • As hidrovias também são utilizadas, com portos marítimos nos litorais atlântico e mediterrâneo.

  • Os aeroportos, mais de 100 no território, também são muito utilizados, especialmente para o turismo. O principal deles fica na capital, Madri.

Governo da Espanha

A Espanha é uma monarquia constitucional parlamentarista. O monarca é o chefe de Estado do país, e a sucessão do cargo ocorre hereditariamente, ou seja, passa do atual monarca para um de seus herdeiros diretos (filhos ou irmãos).

O chefe de governo é o presidente de governo, cargo equivalente ao de primeiro-ministro. O ocupante desse posto é indicado pelo monarca, que geralmente aponta o líder do partido ou coalizão majoritária das Cortes Gerais (parlamento). O parlamento espanhol é bicameral, formado pelo Senado e pela Câmara dos Deputados.

Curiosidades sobre a Espanha

  • O violão flamenco surgiu na região de Andaluzia, conhecida também por ser o local de origem desse ritmo tipicamente espanhol.

  • A Tomatina é uma festa tradicional que ocorre na cidade espanhola de Buñol e é conhecida como a maior guerra de tomates do mundo.

  • A Espanha possui o terceiro maior conjunto nacional de patrimônios da humanidade reconhecidos pela Unesco.

  • A produção espanhola de azeite de oliva representa quase 45% do total mundial.

  • O espanhol é um idioma falado por 538 milhões de pessoas em todo o mundo, sendo o idioma oficial de 18 países.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Espanha"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/espanha.htm. Acesso em 06 de julho de 2022.

PUBLICIDADE

Estude agora


A condição pós-moderna de Jean-François Lyotard

Jean-François Lyotard é um dos pensadores que se dedicam a entender a complexa condição pós-moderna. Entender a...

Alphonsus de Guimaraens

Assista a nossa videoaula para conhecer um pouco mais sobre a vida e a obra do poeta Alphonsus de Guimaraens. Confira...