Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Português

O português é uma língua oficial em nove países e em uma região na China. Já passou por diversas reformas ortográficas que ajustaram sua gramática para a forma conhecida hoje.

Mapa-múndi com destaque para os países que fazem parte da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.
A língua portuguesa está entre as mais faladas no mundo.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

O português é uma das dez línguas mais faladas no mundo, estando presente em territórios na África, na América, na Europa e na Ásia. Surgiu do latim vulgar, tendo influência de outros dialetos da região onde se desenvolveu. É falado em nove países e em uma região na China.

No Brasil, já houve três reformas ortográficas: em 1943, em 1971 e em 1990, essa última resultando no acordo ortográfico vigente atualmente.

Leia também: Qual é a diferença entre língua, idioma e dialeto?

Tópicos deste artigo

História da língua portuguesa

A língua portuguesa se originou a partir de outra língua já extinta: o latim. Tratava-se do latim vulgar, uma variante popular do latim culto, aquele falado por pessoas cultas, artistas e intelectuais. O latim vulgar foi imposto a toda região conquistada pelo antigo Império Romano.

Palavras em latim inscritas em placa de concreto.
A língua portuguesa se originou a partir do latim.

Na Península Ibérica, região onde fica, hoje, Espanha e Portugal, o latim vulgar se misturou a diversos dialetos ali presentes, recebendo até influências da língua árabe, devido à forte presença dos árabes na região por questões econômicas e políticas.

Após a queda do Império Romano, ocorrida no século V, esses dialetos se desenvolveram até surgirem os idiomas castelhano, catalão e galego-português. É do galego-português, existente durante o século XII até o século XIV, que vão se originar duas línguas: o galego e o português, já a partir do século XV. Em 1536, surge a primeira Gramática da Linguagem Portuguesa, escrita por Fernão de Oliveira, consagrando definitivamente a língua portuguesa como um idioma.

O português se espalha, então, para a América do Sul, a África e a Ásia a partir da tentativa dos portugueses de colonizar outras regiões do planeta. Para saber mais sobre a história da língua portuguesa, clique aqui.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Países que falam português

nove países que consideram a língua portuguesa um idioma oficial em seu território, sendo que, desses, apenas quatro têm o português como língua majoritária da população: Angola, Brasil, Portugal e São Tomé e Príncipe.

Além de ser considerado língua oficial em nove países, o português também é língua oficial em uma região da China: Macau. Porém, isso não se estende para todo o território chinês. Além disso, apenas uma minoria em Macau tem o português como língua nativa.

Conheça agora a situação da língua portuguesa nesses diferentes territórios:

País

É a língua majoritária?

Angola

Sim.

Brasil

Sim.

Cabo Verde

Não.

Guiné Equatorial

Não.

Guiné-Bissau

Não.

Moçambique

Não.

Portugal

Sim.

São Tomé e Príncipe

Sim.

Timor-Leste

Não.

Como se pode ver na tabela, embora a língua portuguesa seja oficial em nove países, ela não é falada como língua nativa pela maior parte da população em todos eles. Apenas na Angola, no Brasil, em Portugal e em São Tomé e Príncipe o português é a língua nativa da maior parte dos habitantes. Já nos demais países, a língua é oficial, porém a maior parte da população aprende português como um segundo idioma.

Em Macau, região da China, o português é falado como língua nativa por uma pequena minoria da população.

Reformas ortográficas

Uma reforma ortográfica altera regras e tendências de ortografia de um idioma, ou seja, de sua parte escrita. A língua portuguesa já sofreu diversas reformas ortográficas. No Brasil, o órgão que regula a língua portuguesa, determinando suas regras e alterações necessárias, é a Academia Brasileira de Letras (ABL).

Veja as reformas que ocorreram nos últimos tempos:

  • Reforma Ortográfica de 1911

Ocorrida apenas em Portugal, foi a primeira reforma ortográfica formalizada em um dos territórios que adotavam a língua portuguesa como oficial. Ela baseou as demais reformas posteriores.

Dentre suas principais propostas de alteração, estão:

  • a eliminação da letra Y, sendo completamente substituída pela vogal I;
  • a acentuação gráfica em palavras proparoxítonas;
  • a redução de consoantes duplas (com exceção de RR e SS);
  • a eliminação de dígrafos de origem grega por grafemas mais simples, como TH substituído por T, PH substituído por F, RH substituído por R ou por RR etc.
  • Reforma Ortográfica de 1943

Foi a primeira ocorrida no Brasil, buscando reduzir as diferenças nas grafias portuguesa e brasileira. Foram formalizadas diversas regras. Veja algumas das principais alterações:

  • exclusão das letras K, W e Y do alfabeto português, sendo usadas apenas em casos especiais e substituídas por letras que representam sons equivalentes quando necessário;
  • letra H sendo abolida de palavras compostas sem hífen;
  • extinção de consoantes mudas (exceto H em início de palavra);
  • extinção de consoantes dobradas (exceto dos dígrafos RR e SS e do encontro consonantal CC (ou CÇ) por terem sons distintos;
  • regras para acentuação gráfica de palavras oxítonas, paroxítonas e proparoxítonas;
  • uso de hífen em palavras compostas e em verbos com colocação pronominal;
  • grafia de vogais nasais.
  • Acordo Ortográfico de 1945

Foi a primeira tentativa de Acordo Ortográfico entre Portugal e Brasil. Portugal adotou o acordo em seu território, bem como em territórios africanos e asiáticos sob sua jurisdição naquela data. É o acordo vigente até hoje em países que ainda não implementaram a reforma de 1990, como Angola e Moçambique. O Brasil, por sua vez, assinou o acordo, mas não chegou a implementá-lo, permanecendo com a grafia de sua própria reforma datada de 1943.

Dentre as mudanças, há:

  • alteração de grafia de algumas conjugações, perdendo vogais duplas (“eles teem”) e passando para a escrita com acento gráfico (“eles têm”);
  • extinção do trema;
  • extinção da letra S em palavras iniciadas com SC (“sciência” para “ciência”);
  • regularização do uso do hífen;
  • extinção do acento circunflexo em palavras paroxítonas com vogal fechada (“êle” para “ele”);
  • inclusão de consoantes na grafia de palavras em que a consoante é muda em Portugal, mas pronunciada no Brasil (como o segundo C em “cacto”).
  • Reforma Ortográfica de 1971

Foi a segunda reforma ocorrida e implementada em território brasileiro, voltada apenas para a abolição de duas regras de acentuação:

  • extinção de acento gráfico nas vogais E e O tônicas fechadas;
  • extinção do acento de sílabas subtônicas em palavras compostas por sufixo, alterando a grafia de palavras como “economicamente” (antes dessa reforma, escrita “econômicamente”) e “sensivelmente” (antes dessa reforma, escrita “sensìvelmente”).
  • Reforma Ortográfica de 1990

Trata-se da reforma vigente da língua. Foi assinada em 1990, mas tornou-se obrigatória em território brasileiro apenas em 2016. Os demais países tiveram implementações ocorridas em data mais ou menos próxima à brasileira, com exceção de Angola e de Moçambique, onde a reforma não entrou em vigor ainda.

Dentre as alterações propostas, estão:

  • extinção do trema;
  • alteração no uso de hífen em palavras compostas, em locuções e em verbos;
  • extinção do acento diferencial, mantendo-se algumas exceções;
  • alteração na acentuação gráfica de ditongos;
  • alteração nas regras em relação ao uso de letras maiúsculas e minúsculas.

Gramática

A gramática da língua portuguesa pode ser dividida nas seguintes grandes áreas: a fonologia, a morfologia, a sintaxe, a semântica e a estilística.

  • A fonologia aborda os aspectos fonéticos e fonológicos da língua, ou seja, os sons presentes na estrutura daquela língua.
  • A morfologia estuda os morfemas, que são como “pedaços” das palavras, entendendo o significado de cada parte que compõe uma palavra. Na morfologia, entende-se a estrutura de uma palavra e sua classe gramatical.
  • A sintaxe estuda a estrutura das frases, ou seja, como as palavras se comportam em um enunciado e qual relação estabelecem com outras palavras naquela frase.
  • A semântica estuda o significado e o sentido dentro de uma palavra ou de um enunciado completo, analisando não só o conteúdo como o contexto, e suas possíveis interpretações.
  • A estilística estuda as figuras de linguagem, ou seja, o uso da língua para criar efeitos de sentido sonoro ou de significado, trabalhando o sentido conotativo, isto é, aquele em que uma palavra ou um enunciado não tem apenas o significado literal.

Confira nosso podcast: Cinco dúvidas frequentes da língua portuguesa

Dicas de como estudar português

Veja algumas dicas para estudar esse idioma tão rico e complexo.

  • Conheça a estrutura da língua

Para aprender a analisar a língua portuguesa, é preciso entender sua estrutura primeiro. Começamos associando sons com letras, sílabas e grafias (conteúdos relacionados à fonologia). A partir disso, analisamos as palavras: sua formação e sua função gramatical (conteúdos relacionados à morfologia). Depois, entendemos como as palavras operam dentro de um enunciado, se relacionando entre si (conteúdos relacionados à sintaxe). Com isso, também analisamos seus possíveis significados (conteúdos relacionados à semântica) e os efeitos de sentido gerados no enunciado (conteúdos relacionados à estilística).

  • Entenda que a língua varia com o contexto

Estudar português não é decorar regras para definir formas “certas” e “erradas” de se comunicar. A língua portuguesa é viva, uma ferramenta de comunicação que se transforma de acordo com o contexto exigido, refletindo aspectos sociais e culturais de cada sociedade. Entender como usar o idioma traz inúmeras vantagens em qualquer situação.

  • Elabore os conceitos usando mapas mentais

Estudando português, você obviamente precisará ler e escrever muito. Porém, você pode tentar traduzir os conceitos fazendo mapas mentais, de forma a conseguir entender o conteúdo de modo mais visual, para além dos textos que você já estará lendo e escrevendo.

  • Exercite o conteúdo analisando diferentes gêneros

Estudar português não se resume a analisar textos de escritores antigos. A língua portuguesa se faz presente a todo momento, seja por escrito (em um livro ou em uma postagem em rede social), seja verbalmente (em uma conversa com suas amizades ou em uma música ou filme). Assim, há muitas possibilidades de analisar a língua e seus fenômenos em diversos gêneros com os quais você está em contato o tempo todo.

 

Por Guilherme Viana
Professor de Gramática

Escritor do artigo
Escrito por : Guilherme Viana Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

VIANA, Guilherme. "Português"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/portugues. Acesso em 02 de dezembro de 2023.

Videoaulas


Artigos Português


Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

Acordo que visa a unidade da língua e o aumento de seu prestígio social.
Português

Adivinhas

Saiba o que são as adivinhas. Conheça as principais características desse gênero de texto e veja uma coletânea de adivinhas da cultura popular brasileira.
Português

Alfabeto grego

Conheça as 24 letras do alfabeto grego. Descubra também qual é a origem e a importância desse alfabeto, bem como a sua relação com o alfabeto português.
Português

Diferença entre língua e linguagem

Clique aqui e descubra qual a diferença entre língua e linguagem. Entenda como podemos interagir com as outras pessoas de diferentes formas e identifique os tipos de linguagem. Veja também como a...
Português

Expressões idiomáticas

Ao clicar aqui, constate algumas delas!
Português

Figuras de Linguagem

Conheça as diferentes subdivisões, classificações, das figuras de linguagem e exemplos de como utilizá-las.
Português

Linguística

A Linguística se conceitua com a ciência que estuda os fatos da linguagem. Interaja aqui com os principais pressupostos que a definem.
Português

Neologismo

Entenda o que é neologismo e conheça quais são os tipos existentes. Veja também a diferença entre ele e o estrangeirismo e leia exemplos de ambos os fenômenos.
Português

Nomes de fobias

É possível estabelecer o significado de uma fobia a partir de sua etimologia e análise dos elementos que constituem o termo que designa a fobia. Clique aqui e veja alguns tipos de fobia que podem...
Português

Particularidades dos pronomes pessoais

O uso dos pronomes pessoais encontra-se demarcado por critérios específicos. Conheça-os aqui!
Português

Preconceito linguístico

Acesse para entender o que é preconceito linguístico, sua definição segundo o professor, linguista e filólogo Marcos Bagno, suas causas, suas consequências para a sociedade, sua relação com...
Português

Semântica

Descubra o que estuda a semântica, a ciência dos significados das palavras.
Português

Sistema Braille

Saiba o que é o sistema Braille e veja como ele foi criado. Entenda como os caracteres são utilizados e veja as variações desse código no Brasil.
Português

Aulas Enem 2023


Aulão Pré-Enem 2023: 1º dia de prova

Aulão Pré-Enem 2023: 1º dia de prova

Animados para o 1º dia de provas do Enem 2023? Nosso time de professores vai te ajudar, com dicas especiais, a...
Aulão Pré-Enem 2023: 1º dia de prova

Aulão Pré-Enem 2023: 2º dia de prova

Ansiosos para o 2º dia de prova? Encarar matemática, física, química, biologia, não é mole não. Mas calma, vamos...