Topo
pesquisar
Texto-A+A

O que são estrelas?

O que é Física?

Estrelas são grandes esferas compostas de gás Hélio e Hidrogênio em constante processo de fusão nuclear.
PUBLICIDADE

O que é são estrelas?

Estrelas são estruturas gasosas compostas majoritariamente por Hidrogênio e Hélio e quase perfeitamente circulares em razão do seu grande campo gravitacional em todas as direções do espaço. A origem das estrelas ocorre dentro das nebulosas. As partículas presentes nessas enormes nuvens de gás e poeira aglutinam-se em núcleos presos pela atração gravitacional durante milhões de anos. Quando a temperatura desses núcleos atinge a ordem de milhões de graus Celsius (ºC), inicia-se o processo de fusão nuclear: as altas temperaturas e a gravidade são suficientes para fundir os átomos de Hidrogênio que a compõem, transformando-os em átomos de Hélio.

Durante 90% de suas longas vidas, as estrelas convertem gás Hidrogênio em Hélio. Nesse processo, uma pequena parte da massa dos átomos de Hidrogênio é convertida em energia, em forma de ondas eletromagnéticas, como raios gama, raios X, ondas de rádio, infravermelho, ultravioleta e todos os outros possíveis comprimentos de onda do espectro eletromagnético. O frágil balanço entre a grande força gravitacional e a violência das constantes reações nucleares é capaz de manter constante o raio esférico das estrelas durante bilhões de anos.

Tipos de estrelas

Existem várias classificações diferentes de estrelas, que são feitas mediante a massa das estrelas e seu brilho aparente. Neste texto, citaremos algumas classes de estrelas de forma bastante simplificada:

  • Estrelas de sequência principal: Representam a maior parte das estrelas conhecidas (cerca de 90%) e são também relativamente mais novas que o restante das estrelas. Geralmente, quanto mais quentes, mais luminosas são essas estrelas. São subdivididas em:

    • Estrelas anãs: São estrelas relativamente pequenas. Nosso Sol é uma estrela anã amarela. As estrelas mais comuns são as anãs vermelhas;

  • Gigantes e supergigantes: São estrelas mais antigas e mais quentes que as estrelas anãs. Podem ser milhares de vezes mais brilhantes que o nosso Sol. Apresentam subdivisões:

    • Gigantes vermelhas: São estrelas cerca de 100 vezes maiores do que o seu tamanho original e um pouco mais frias do que eram no início de suas vidas;

      Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
    • Gigantes azuis: Estrelas muito grandes e velhas e extremamente quentes. São conhecidas por fundir átomos de Hélio por causa de sua alta temperatura;

    • Supergigantes: São estrelas raras e supermassivas. O final de suas vidas é marcado por eventos cósmicos explosivos, como as supernovas, podendo dar origem aos buracos negros.

A morte de estrelas de massas menores que as estrelas supergigantes pode levar à formação de estrelas como as anãs brancas, anãs marrons, estrelas de nêutrons e pulsares.

Curiosidades sobre a nossa estrela: O Sol

O Sol é considerado uma estrela anã amarela (classificação em virtude da temperatura, e não da cor). A temperatura de sua superfície é variável, mas se encontra entre 5000 K e 17000 K. Trata-se de uma estrela com massa de cerca de 330.000 Terras, representando mais de 99% de toda a massa do sistema solar.

Apesar de parecer amarelo ou laranja, o Sol é uma estrela branca, pois emite todos os comprimentos de onda visíveis. A cor do Sol é alterada pela dispersão dos raios de luz quando adentram a atmosfera terrestre. Em razão de sua grande distância até a Terra, de aproximadamente 150 milhões de quilômetros, a luz que sai do Sol leva cerca de 8 minutos e 18 segundos para chegar até nós.

O Sol orbita o centro da galáxia, completando uma volta completa a cada 250 milhões de anos. Sua velocidade orbital estimada é de aproximadamente 250 km/s.

A cada segundo, cerca de 4 milhões de toneladas de matéria do Sol são convertidos em energia. Quando o Hidrogênio, sua matéria-prima, esgotar-se, o final da vida do nosso astro rei será tornar-se uma gigante vermelha, aumentando sua temperatura e expandindo-se para um diâmetro de até 250 unidades astronômicas (1 ua = 1 distância terra-sol), daqui a aproximadamente quatro bilhões de anos.


Por Rafael Helerbrock
Graduado em Física

O Sol é a estrela mais próxima da Terra
O Sol é a estrela mais próxima da Terra

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

HELERBROCK, Rafael. "O que são estrelas?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/fisica/o-que-sao-estrelas.htm. Acesso em 18 de setembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola