Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

França

Geografia

A França, com capital em Paris, é um país localizado no continente europeu e uma das nações mais desenvolvidas do mundo. O turismo desempenha importante papel na sua economia.
Bandeira francesa
Bandeira francesa
PUBLICIDADE

A França é um país localizado no continente europeu e tem como capital a cidade de Paris. Conta atualmente com mais de 65 milhões de habitantes, sendo a região da Ilha de França a mais populosa delas. Possui clima ameno e um terreno que varia de plano e suavemente ondulado a montanhoso nas regiões leste e sul. O país se destaca no cenário econômico internacional como um dos mais desenvolvidos do mundo, além de ter se tornado um importante centro cultural. 

Leia também: Países da Europa — os 50 países que formam o continente europeu

Resumo

  • A França é um país europeu que faz fronteira com Espanha, Andorra, Itália, Suíça, Alemanha, Luxemburgo e Bélgica. Tem como capital a cidade de Paris.
  • Possui cinco territórios ultramarinos, que ficam nas Américas do Sul e Central, na África e no Oceano Índico.
  • O clima francês é do tipo temperado oceânico, enquanto o seu relevo varia das planícies, ao norte e noroeste, até as cadeias montanhosas, ao sul e a leste. A vegetação é marcada pela floresta temperada e pelas formações mediterrâneas.
  • Conta atualmente com mais de 65 milhões de habitantes, sendo Paris a sua cidade mais populosa.
  • É uma das maiores economias do mundo, além de se destacar pela densa rede de infraestrutura, sobretudo de transportes, que percorre o país.
  • O turismo possui enorme peso na economia francesa, uma vez que esse é um dos países mais visitados do mundo, dispondo de atrativos que vão desde os museus e monumentos históricos até as paisagens naturais mediterrâneas, do litoral norte e também alpinas.
  • A França é também um importante centro cultural mundial, com enorme produção literária, cinematográfica e musical, além de uma grande variedade de museus, teatros e casas de show. Sua gastronomia é mundialmente reconhecida e um de seus patrimônios.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Dados gerais da França

  • Nome oficial: República Francesa.
  • Gentílico: francês.
  • Extensão territorial: 551.500 km² (ONU, 2020) — desconsiderando os territórios ultramarinos.
  • Localização: Europa.
  • Capital: Paris.
  • Clima: temperado oceânico.
  • Governo: república semipresidencialista.
  • Divisão administrativa: 13 regiões metropolitanas e 5 territórios ultramarinos.
  • Idioma: francês.
  • Religiões:
    • cristianismo (sobretudo Católica): 63-66%;
    • islamismo: 7-9%;
    • budismo: 0,5-0,75%;
    • judaísmo: 0,5-0,75%;
    • outras: 0,5-1%;
    • nenhuma: 23-28%.
  • População: 65.724.000 habitantes (ONU, 2020).
  • Densidade demográfica: 119,2 hab./km² (ONU, 2020).
  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,901.
  • Moeda: euro.
  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 2,94 trilhões (FMI, 2021).
  • PIB per capita: US$ 45.000.
  • Gini: 0,324.
  • Fuso horário: GMT +1 hora.
  • Relações exteriores:
    • União Europeia;
    • ONU;
    • Conselho de Segurança da ONU;
    • Banco Mundial;
    • FMI;
    • OMC;
    • Otan;
    • G-8.

Confira no nosso podcast: Países mais e menos ricos do mundo

História da França

O território que hoje conhecemos como França já foi, entre os séculos VII e V a.C., a Gália, onde viviam os povos chamados de gauleses. A sua ocupação inicial data, no entanto, de mais de 50 mil anos, situando-se no período Paleolítico. Ao sul da então Gália, os gregos acabaram por fundar a colônia de Marselha no século V a.C., que foi posteriormente tomada pelos romanos no século II a.C., os quais interiorizaram a sua ocupação e garantiram o domínio do Império Romano sobre a região, sob a liderança de Júlio César.

Diversos povos passaram a ocupar o então território gálio nos primeiros séculos da era atual. No final do século V, os francos ingressaram na região. A dinastia merovíngia instalada perdurou até meados do século VIII, sendo sucedida pelo período carolíngio, com grande destaque para a atuação de Carlos Magno. O território foi novamente alvo de incursões estrangeiras, e dessa vez os vikings passaram a exercer domínio, sob Rollon, das terras ao norte, na região da Normandia.

Diversos reinados foram estabelecidos na França entre o final da Idade Média e o período do Renascimento, este um dos mais prósperos em todos os sentidos para o país. Um dos momentos de maior turbulência e também de transformações na história social e política da França aconteceu com o advento do Iluminismo e a eclosão da Revolução Francesa, que se estendeu entre 1789 e 1799, determinando o fim do regime absolutista que havia se instalado com Luís XIV, conhecido como Rei Sol.

A França participou ainda do processo imperialista de dominação e divisão da África. Pouco tempo mais tarde, teve papel ativo nas duas guerras mundiais que ocorreram entre 1914 e 1918 e, depois, entre os anos de 1939 e 1945. Mesmo após o término dos conflitos, a França passou por grandes períodos de instabilidade social e política nos anos que se seguiram. Hoje o país é uma das principais economias da Europa e do mundo ocidental e, além disso, tornou-se um importante centro de produção e difusão cultural.

Leia também: Invasão da França pelos nazistas

Geografia da França

A França é um país localizado na Europa e tem como capital a cidade de Paris. A oeste, a França possui saída para o Oceano Atlântico por meio da Baía da Biscaia, enquanto ao norte o Canal da Mancha separa o território francês do Reino Unido. A maior aproximação entre os dois territórios ocorre no Estreito de Dover. O sudeste e parte do sul da França, onde está o Golfo de Lion, são banhados pelo Mar Mediterrâneo.

O país faz fronteira ainda com a Espanha e Andorra, a sudoeste; a leste, com a Itália, Suíça e Alemanha; e a nordeste, com Luxemburgo e a Bélgica. A França metropolitana, como é chamada no território europeu, possui pouco mais de 550 mil km². Quando levamos em consideração os seus territórios ultramarinos, sua área ultrapassa 675 km². Integram a França ultramarina as seguintes localidades, às quais é atribuído o nome de departamentos ultramarinos:

  • Guiana Francesa, na América do Sul;
  • Guadalupe e Martinica, na América Central;
  • Mayotte, na porção meridional do Oceano Índico;
  • Ilhas Reunião, no sul da África.

Abaixo vamos analisar as principais características físicas da França.

Vista aérea da Torre Eiffel, em Paris, França.
Torre Eiffel, um dos principais monumentos franceses, localizada na capital, Paris.
  • Clima da França

O clima predominante na França é o temperado oceânico, com variações regionais que sofrem a influência das diferentes formas de relevo e da maritimidade. Em linhas gerais, é possível fazer distinção entre as quatro estações do ano, com invernos frios e verões amenos. As temperaturas médias variam na faixa dos 10 ºC aos 15 ºC, sendo mais elevadas em sua costa mediterrânea. O volume de chuvas fica entre os 500 mm nas regiões mais secas até 1.500 mm nas porções úmidas.

Nos meses de inverno, pode haver a ocorrência dos ventos mistrais. São rajadas de ventos fortes e muito frias e secas que sopram a partir do norte em direção ao sudeste do país.

  • Relevo da França

A França possui relevo bastante heterogêneo e formado por extensas áreas de planícies e depressões nas regiões central e norte, além da presença de montanhas nas porções leste e também sul. A elevação média encontrada no país é de 342 metros, enquanto cerca de 64% do território se encontra abaixo dos 250 metros.

O Maciço Central, localizado na região centro-sul, consiste em uma transição das áreas mais rebaixadas para o domínio montanhoso. Destaca-se o Maciço dos Vosges, a leste; os Alpes, a leste e sudeste; e os Pirineus, a sudoeste. O ponto mais elevado da França é o Monte Branco, na região leste, situado a 4.810 metros acima do nível do mar.

  • Vegetação da França

A cobertura vegetal francesa é caracterizada pelas florestas temperadas, que abrangem a maior parte do território, e pelas formações mediterrâneas, predominantes na região sul. São encontradas no país coníferas, como os abetos, carvalhos, faias, urze, castanheiras, carvalho-sempre-verde, alfazema e outras espécies, além dos cultivos comerciais.

  • Hidrografia da França

O Loire é o mais extenso rio que banha o território francês, com 1.020 km de extensão. Além dele, destacam-se os rios Sena, Reno, Mosa, Garona e Ródano, bem como um conjunto extenso de lagos naturais que se formam em diversas áreas da França. O Lago Bourget, com área de 44,5 km², é o maior deles e fica na região alpina, mais precisamente no departamento de Savoia.

Mapa da França

Mapa da França com suas principais cidades e territórios fronteiriços
Mapa da França com suas principais cidades e territórios fronteiriços

Demografia da França

A França conta atualmente com mais de 68 milhões de habitantes, levando em consideração também a população que vive nos territórios ultramarinos. Os dados da ONU para 2020 indicam que o país europeu conta com 65.724.000 habitantes, colocando o país entre os mais populosos do continente. Embora haja um maior número de pessoas vivendo nas regiões norte e sudeste, pode-se dizer que a população francesa se encontra bem distribuída no seu território, com densidade demográfica de 119,2 hab./km².

Mais de 80% dos franceses vivem nas áreas urbanizadas do país. O departamento da Ilha de França (ou Île-de-France) concentra aproximadamente 19% da população francesa. Fica nessa área a capital, Paris, sua cidade mais populosa, com 10,9 milhões de habitantes. Na sequência está Marselha, Lion, Lille, Toulouse e Bordeaux como as mais populosas da França.

A idade mediana dos franceses é atualmente de 41,7 anos, enquanto a expectativa de vida é de 82,3 anos, a 20ª mais elevada do mundo. A França recebe anualmente muitos imigrantes e, em função disso, sua população é composta por pessoas de diversas outras nacionalidades e origens, como latinos, norte-africanos, eslavos, chineses, indianos e bascos. O francês é o idioma oficial do país.

Economia da França

A economia francesa é uma das maiores da Europa e do mundo, o que, somado a outros fatores estruturais, coloca a França na posição de uma das nações mais desenvolvidas do planeta. Os dados mais recentes do Fundo Monetário Internacional (FMI) apontam para um Produto Interno Bruto (PIB) de US$ 2,94 trilhões, enquanto o PIB per capita fica em torno de US$ 45 mil.

Não obstante, o país possuijy6yyyj76 uma economia bastante diversificada, e o setor terciário é aquele que responde pela maior parcela do seu PIB. Além dos ramos tradicionais do comércio, finanças e serviços de um modo geral, têm grande importância para a geração de receitas no país as atividades turísticas.

De acordo com o Banco Mundial, foram contabilizadas mais de 211 milhões de chegadas internacionais na França no ano de 2018. A capital, Paris, é um dos principais destinos internacionais, sendo reconhecida como capital mundial do turismo. As cidades das regiões de Provença e Côte d’Azur, banhadas pelo Mediterrâneo, os Alpes, Bordeaux e a região da Normandia são igualmente áreas muito procuradas pelos visitantes estrangeiros.

Vista aérea da costa da Riviera Francesa com a cidade medieval de Villefranche sur Mer, região de Nice, França.
As belas praias do sul da França são exemplos dos atrativos turísticos que tornam o país um dos mais visitados do mundo.

A indústria francesa tem como principais ramos o têxtil, alimentício e de bebidas — sendo o vinho um de seus principais produtos destinados à exportação —, aeronáutica, eletrônico, automobilístico, químico, metalúrgico e mecânico. O setor agropecuário responde por apenas 1,7% do PIB, mesmo com a presença de 52,7% de terras agricultáveis na França. Os principais gêneros agrícolas desenvolvidos no país são trigo, milho, batata, uva, maçã e beterraba sacarina, além dos derivados do leite e carne suína.

Leia também: União Europeia — um dos principais blocos econômicos do mundo

Cultura da França

A França é um dos principais centros culturais do mundo. O país dispõe de um rico arcabouço cultural que se manifesta através da literatura, da pintura, da música, da moda e do cinema. Este em específico tem as suas origens no país, com a invenção do cinematógrafo pelos irmãos Lumière no final do século XIX.

Muitos museus se espalham pelo território francês, por meio dos quais é possível vislumbrar um pouco da história e das diversas formas de manifestação cultural do país. O mais famoso deles fica em Paris, o Museu do Louvre. É nele que está localizada uma das obras de arte mais famosas do mundo, a Mona Lisa, do italiano Leonardo da Vinci. A capital francesa conta com, além de centenas de museus, uma série de teatros, casas de shows, bibliotecas, monumentos e prédios históricos, como é o caso da Catedral de Notre-Dame.

Macarons coloridos em fundo branco
O macaron é um dos tradicionais doces da confeitaria francesa.

 

A gastronomia francesa é mundialmente apreciada e se tornou também um dos principais símbolos culturais do país, sendo a sua culinária reconhecida pela Unesco como patrimônio imaterial da humanidade. Destacam-se os preparos de confeitaria (patisserie), como os tradicionais macarrons, éclairs, crepes, tortas diversas e o mil-folhas. Os pães (baguettes, croissants, pão de chocolate) e queijos são também bastante conhecidos, além, é claro, dos vinhos.

Infraestrutura da França

A França dispõe de uma densa rede de infraestrutura para atender a sua população, o que, aliado a outros fatores, como saúde, segurança, trabalho e renda, condiciona uma boa qualidade de vida àqueles que lá vivem. No entanto, é importante ressaltar que existem problemas estruturais em alguns setores, como naturalmente ocorre em diversos países.

O acesso à água potável e redes de saneamento é amplo e atende a quase totalidade da população, assim como a energia elétrica. Esta é gerada principalmente por meio das centrais nucleares, seguidas de outras fontes renováveis (solar, eólica), hidrelétricas e combustíveis fósseis. Na França atual, 82% da sua população possui acesso à internet, conforme apontam os dados da ONU, 16º maior volume de pessoas em todo o mundo.

Com relação aos transportes, o país se destaca pela sua densa rede instalada. A malha ferroviária da França é a 10ª mais extensa entre os países e se destaca ainda pela sua eficácia e rapidez. Dados de 2014 apontam para quase 30 mil km de linhas férreas instalados. Há cerca de uma década, a malha rodoviária francesa atingia pouco mais de 1 milhão de km, valor esse que ficava na sétima colocação mundial. Os deslocamentos são realizados também por via aquática tanto dentro do território francês quanto na conexão com outros países.

Ressalta-se a importância do Eurotúnel, via ferroviária que interliga o norte da França, na cidade de Calais, ao Reino Unido, por meio do Canal da Mancha, tendo 37,9 dos seus 50,5 km submersos. Sua construção teve início em 1988, com inauguração e início das operações em 1994.

Governo da França

O sistema de governo em voga na França é o semipresidencialismo. O presidente do país é eleito por voto popular e desempenha o papel de chefe de Estado. O chefe de governo é o primeiro-ministro, nomeado pelo presidente. Ambos ocupam os principais cargos do Poder Executivo francês. O Parlamento, que representa o Poder Legislativo, é bicameral, composto pelo Senado e pela Assembleia Nacional.

Curiosidades sobre a França

  • O lema “Liberdade, Igualdade e Fraternidade” foi amplamente difundido durante a Revolução Francesa (1789-1799). Um dos significados atribuídos às cores da bandeira está associado a esses princípios, respectivamente representados em azul, branco e vermelho.
  • Em função do seu formato territorial, a França é conhecida como O Hexágono.
  • É proibido por lei o desperdício e o descarte de alimentos pelos mercados franceses, sendo realizada a doação.
  • A Torre Eiffel, monumento símbolo do país, foi construída por Gustave Eiffel e representou um marco arquitetônico. Foi construída para a Exposição Universal de 1889 e, inicialmente, era uma instalação temporária.

 

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Listagem de Artigos