close
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Reino Monera

Reino Monera não é mais válido e incluía todos os organismos procarióticos, tais como bactérias e cianobactérias.

Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

O reino Monera englobava organismos unicelulares e procariontes, ou seja, bactérias, arqueas e cianobactérias. Atualmente o reino não é mais considerado válido, uma vez que a classificação dos seres vivos em três domínios fez com que os organismos procariotos fossem divididos em dois grupos. Apesar de o reino Monera ter sido desmembrado, ainda encontramos referências a ele em muitos livros didáticos, portanto, conheceremos um pouco mais desse reino a seguir.

Leia mais: Doenças causadas por bactérias – lista, sintomas e tratamento

Tópicos deste artigo

Características dos organismos do reino Monera

Os organismos pertencentes ao reino Monera são procariotos e unicelulares que podem formar colônias ou não. Por organismos procariotos, entende-se aqueles que possuem células que não têm núcleo definido, com o material genético disperso pelo citoplasma. Além de não apresentarem núcleo, as células procarióticas não possuem organelas membranosas, o que significa que elas não têm estruturas como mitocôndrias, complexo golgiense e retículo endoplasmático, típicas das células eucarióticas.

O material genético em células procarióticas está localizado em uma região denominada nucleoide. Em geral, os procariotos têm um cromossomo circular. Além do cromossomo único, pode ser observado em células procarióticas pequenas moléculas de DNA chamadas de plasmídeos.

No reino Monera estão inclusos organismos autotróficos e heterotróficos. Organismos autotróficos são capazes de sintetizar seu próprio alimento. As cianobactérias, por exemplo, são capazes de realizar fotossíntese, um processo em que a energia solar é utilizada para a formação de moléculas orgânicas.

Existem também organismos quimiossintetizantes, capazes de sintetizar compostos orgânicos utilizando a energia conseguida pela oxidação de compostos inorgânicos. Além de organismos autotróficos, no reino Monera, estão presentes os heterotróficos, que necessitam conseguir matéria orgânica de fontes externas. Esse é o caso das bactérias decompositoras.

As bactérias são organismos procariontes que faziam parte do reino Monera.
As bactérias são organismos procariontes que faziam parte do reino Monera.

Analisando o papel do oxigênio no metabolismo, os procariotos podem ser classificados em aeróbios obrigatórios, anaeróbios obrigatórios e anaeróbios facultativos. Os aeróbios obrigatórios necessitam de oxigênio para a realização de respiração celular, não sendo possível seu crescimento na ausência de oxigênio.

Os anaeróbios obrigatórios são aqueles que só crescem em anaerobiose, sendo mortos ou inibidos na presença de oxigênio. Por fim, os anaeróbios facultativos utilizam o oxigênio quando ele está presente, e realizam respiração anaeróbia ou fermentação, quando está ausente.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Reprodução dos organismos do reino Monera

Os representantes do reino Monera reproduzem-se de maneira assexuada por meio da divisão binária. Nesse processo, observa-se a duplicação do material genético do procarioto e a posterior divisão da célula em duas geneticamente iguais. A variabilidade genética entre os procariotos surge devido a eventos de mutação e também por meio de recombinação genética. Na recombinação genética, os organismos se unem e trocam informações genéticas. A recombinação genética pode ocorrer por conjugação, transformação e transdução.

Na conjugação, duas células se unem temporariamente e há a transferência de DNA. Na transformação, um organismo procarioto incorpora fragmentos de DNA que estão livres no meio. Por fim, na transdução, vírus que infectam bactérias garantem que genes sejam carregados de uma célula para outra.

Leia mais: Reprodução assexuada dos fungos

Exemplos de organismos do reino Monera

No reino Monera estão incluídos todos os organismos procariontes, tais como as bactérias, arqueas e cianobactérias. A seguir, falaremos um pouco mais sobre as bactérias, os organismos mais conhecidos desse reino.

  • Bactérias

As bactérias são organismos unicelulares bastante conhecidos por causarem doenças, entretanto, as bactérias não causam apenas danos, sendo importantes, por exemplo, na decomposição da matéria orgânica e produção de alimentos, como iogurtes. As bactérias possuem célula do tipo procarionte, ou seja, que não possui núcleo e organelas celulares.

Observe as principais partes de uma bactéria.
Observe as principais partes de uma bactéria.

As bactérias apresentam parede celular, uma estrutura que envolve a célula, garantindo sua proteção. A parede celular está localizada externamente à membrana plasmática e apresenta em sua composição peptideoglicano, um polímero constituído de açúcares e polipeptídeos. A composição da parede celular varia de uma bactéria para a outra.

Uma técnica conhecida como coloração de Gram permite classificar as bactérias em gram-negativas e gram-positivas. As bactérias gram-positivas caracterizam-se por ter paredes celulares mais simples, com grande quantidade de peptideoglicano. As bactérias gram-negativas, por sua vez, possuem menos peptideoglicano e estrutura mais complexa.

As bactérias podem apresentar diferentes formatos, sendo eles uma forma de classificá-las. As bactérias de formato esférico, por exemplo, são denominadas cocos. As que apresentam formato de bastão são chamadas de bacilos. Existem, ainda, bactérias espiraladas. Neste grupo estão os vibriões, espirilos e espiroquetas.

Algumas bactérias apresentam flagelos como estruturas de locomoção. Outra estrutura que pode ser encontrada nesses organismos são as fímbrias, semelhantes a pelos, que ajudam a bactéria a se ligar ao substrato. Existem também os pili, também chamados de pili sexuais — apêndices que mantêm as bactérias juntas durante a transferência de material genético.

Leia mais: Principais formas de classificação das bactérias

Importância dos organismos do reino Monera

Apesar de serem muito relacionados com doenças, os organismos do reino Monera têm importância ecológica e também econômica. Veja, a seguir, exemplos:

A lgumas bactérias são utilizadas na fabricação de alimentos, como o iogurte.
A lgumas bactérias são utilizadas na fabricação de alimentos, como o iogurte.
  • Muitas bactérias realizam decomposição, sendo fundamentais na ciclagem de nutrientes;

  • Algumas bactérias estabelecem interações mutualísticas, sendo esse o caso de bactérias que vivem em nosso intestino e que atuam, por exemplo, facilitando a absorção de algumas substâncias e sintetizando vitaminas;

  • Algumas bactérias participam do ciclo do nitrogênio, garantindo a fixação de nitrogênio atmosférico;

  • Cianobactérias e outros procariotos autotróficos produzem matéria orgânica que é aproveitada na cadeia alimentar;

  • Cianobactérias produzem oxigênio que é liberado na atmosfera;

  • A bactéria Clostridium botulinum produz a toxina botulínica, utilizada para amenizar linhas de expressão e rugas;

  • Algumas bactérias são utilizadas na fabricação de alimentos, como o iogurte.

Em que grupo estão classificados os organismos do extinto reino Monera?

Com a adoção da classificação dos seres vivos em três domínios (categoria taxonômica acima de reino), o reino Monera tornou-se obsoleto. De acordo com a classificação em domínios, os seres vivos estão agrupados nos domínios Bacteria, Archaea e Eukarya. Nos domínios Bacteria e Archaea, estão os organismos procariotos, que faziam parte do reino Monera.

No domínio Bacteria, estão a maioria dos procariotos conhecidos. Já no domínio Archaea, estão organismos que vivem em ambientes extremos, sendo eles conhecidos como extremófilos. Atualmente, a maioria dos autores reconhece pelo menos seis reinos: Archaea, Bacteria, Protista, Fungi, Plantae e Animalia.



Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Reino Monera"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/monera.htm. Acesso em 16 de maio de 2022.

Videoaulas


Lista de exercícios


Exercício 1

De acordo com a classificação dos seres vivos em cinco reinos, o reino Monera é aquele que inclui todos os organismos:

a) unicelulares

b) coloniais

c) procarióticos

d) eucarióticos

e) autotróficos

Exercício 2

Uma classificação dos seres vivos muito conhecida e difundida é a em cinco reinos. De acordo com esse sistema, todos os seres vivos estão agrupados nos reinos: Monera, Protista, Fungi, Animalia e Plantae. No reino Monera, estão incluídos:

a) protozoários e algas

b) plantas e animais

c) algas e arqueas

d) bactérias e vírus

e) bactérias e arqueas

Artigos Reino Monera


A <i>Escherichia coli</i> assume a forma de bastonete.
Biologia

Escherichia coli

Escherichia coli é o nome de uma bactéria que habita o intestino de animais endotérmicos. A presença de E. coli pode indicar a má qualidade da água e de alimentos.

Bacilos do antraz
Biologia

Acne, antraz e botulismo

Breves informações sobre três doenças bacterianas: acne, antraz e botulismo.

Floração de cianobactérias
Biologia

Algas Azuis

Organismos procariontes bastante adaptados que podem causar contaminação das águas e adoecer populações.

Micoplasma - Exemplo de Bactéria Exótica
Biologia

Bactérias Exóticas

Conheça algumas bactérias que se enquadram no grupo, dito "exótico".

Streptococcus mutans: bactérias responsáveis pela cárie.
Biologia

Brucelose, cancro mole, cárie dentária e cistite

Breves informações sobre quatro doenças bacterianas: brucelose, cancro mole, cárie dentária e cistite.

O Staphylococcus aureus é responsável por vários tipos de infecção em nosso organismo
Biologia

Características da bactéria Staphylococcus aureus

Clique e saiba por que a bactéria Staphylococcus aureus é considerada um problema médico.

Observe as bactérias em formato de cocos
Biologia

Classificação das bactérias

Conheça as principais formas de classificação das bactérias e saiba um pouco mais sobre a coloração de Gram.

As vacinas DTP (tríplice bacteriana) e DTP-Hib (vacina tetravalente) protegem contra a coqueluche, difteria e outras doenças bacterianas.
Biologia

Cólera, coqueluche, difteria e disenteria bacilar

Breves informações sobre quatro doenças bacterianas: cólera, coqueluche, difteria e shigelose.

“Língua de framboesa”: sintoma característico da escarlatina.
Biologia

Doença péptica, erisipela e escarlatina

Breves informações sobre três doenças bacterianas: doença péptica, erisipela e escarlatina.

Streptococcus pyogenes, causador da febre reumática.
Biologia

Febre maculosa, febre reumática e febre tifoide

Breves informações sobre três doenças bacterianas: febre maculosa, febre reumática e febre tifoide.

Clostridium perfringens: bactéria responsável pela gangrena gasosa
Biologia

Gangrena gasosa, gastrenterite, gonorreia e hanseníase

Breves informações sobre quatro doenças bacterianas: gangrena gasosa, gastrenterite, gonorreia e hanseníase.

Bactérias – essenciais para nossa vida e a do planeta!
Biologia

História das Bactérias

Um pouco da história das bactérias, um microrganismo essencial.

Criança acometida pelo impetigo
Biologia

Impetigo, leptospirose, meningite e tétano

Breves informações sobre quatro doenças bacterianas: impetigo, leptospirose, meningite e tétano.

A bactéria Staphylococcus aureus apresenta várias linhagens resistentes a medicamentos
Biologia

O perigo das superbactérias

Conheça algumas das principais superbactérias e compreenda por que elas são tão perigosas.

Lesões típicas da sífilis secundária
Biologia

Peste, pneumonia, salmonelose e sífilis

Breves informações sobre quatro doenças bacterianas: peste, pneumonia, salmonelose e sífilis.

Cocos gram-positivos
Biologia

Reino Monera ou Reinos Archaea e Bacteria? Reinos ou Domínios?

Formas de avaliar os seres vivos em domínios e características destes grupos dos procariontes.

As bactérias realizam somente reprodução assexuada
Biologia

Reprodução das bactérias

As bactérias são organismos que não realizam reprodução sexuada e seus descendentes se originam somente por reprodução assexuada.

Bactéria responsável pela tuberculose.
Biologia

Tifo endêmico, tifo epidêmico, tracoma e tuberculose

Breves informações sobre quatro doenças causadas por bactérias. Conheça-as!

PUBLICIDADE

FC
+ Novo FlashCard
Novo
Visão Geral
Visão Geral
Testar Conhecimentos
Play
Informações
Info
Editar FlashCard
Delete FlashCard