Topo
pesquisar

Mutualismo

Biologia

O mutualismo é uma relação ecológica, entre indivíduos de espécies diferentes, em que todos os envolvidos são beneficiados. Pode ser obrigatória ou não.
PUBLICIDADE

Mutualismo é uma relação ecológica entre indivíduos de espécies diferentes, em que ambos são beneficiados pela interação. Por ocorrer entre indivíduos de espécies diferentes, é uma relação denominada de interespecífica, e, por beneficiar todos os envolvidos, recebe a denominação de relação harmônica.

Saiba mais: O que é espécie?

O mutualismo é uma relação ecológica interespecífica e harmônica.

Tipos de mutualismo

Existem diferentes tipos de mutualismo. Geralmente, nos livros didáticos, observa-se a classificação do mutualismo em dois tipos: obrigatório e facultativo. No mutualismo obrigatório, a relação entre os indivíduos é obrigatória para a sobrevivência de pelo menos um dos envolvidos, já no mutualismo facultativo, os participantes da interação podem viver de maneira independente.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O mutualismo pode ser ainda classificado em defensivo, trófico e dispersivo.

  • No mutualismo defensivo, observa-se que um dos envolvidos proporciona proteção ao outro indivíduo, enquanto o indivíduo protegido, geralmente, fornece alimento.

  • No mutualismo trófico, o que se observa é que cada organismo é responsável por fornecer um importante nutriente ao outro.

  • No mutualismo dispersivo, temos a interação entre plantas e animais, em que os animais atuam dispersando sementes ou transportando pólen e ganham em troca alimento, como néctar e frutos.

MUTUALISMO

Tipos

Características

Exemplos

Mutualismo obrigatório

Relação em que os indivíduos apresentam uma relação obrigatória. Se interrompida, pelo menos um dos envolvidos pode não sobreviver.

Líquen

Mutualismo facultativo

Relação em que os participantes beneficiam-se, porém podem viver de modo independente.

Interação estabelecida entre o caranguejo-eremita e a anêmona-do-mar.

Mutualismo trófico

Relação em que os envolvidos fornecem nutrientes específicos um ao outro.

Líquen e micorrizas.

Mutualismo defensivo

Relação em que um dos envolvidos promove a defesa do outro e recebe alimento deste.

Interação estabelecida entre formigas e acácias.

Mutualismo dispersivo

Relação estabelecida entre animais e plantas, em que o animal garante o transporte de pólen ou da semente e recebe em troca alimento.

Interação estabelecida entre aves e algumas plantas com frutos.

Mutualismo e protocooperação

O termo protocooperação é utilizado por alguns autores para indicar uma relação ecológica em que indivíduos de espécies diferentes associam-se de modo que ambos são beneficiados, porém essa relação não é obrigatória para a sobrevivência dos envolvidos.

Alguns autores, no entanto, preferem utilizar a expressão mutualismo facultativo em substituição ao termo protocooperação, tratando-se, portanto, de dois conceitos relacionados a mesma relação ecológica.

Leia mais: Colônia, uma relação ecológica

Exemplos de mutualismo

A seguir, alguns exemplos de mutualismo:

Os líquens são associações entre fungos e algas ou fungos e cianobactérias.
Os líquens são associações entre fungos e algas ou fungos e cianobactérias.

  • Líquens: Os líquens são uma associação mutualística estabelecida entre um fungo e um micro-organismo fotossintetizante (alga ou cianobactéria). A alga ou cianobactéria é responsável por fornecer compostos orgânicos ao fungo, enquanto o fungo garante o ambiente adequado para o desenvolvimento do organismo fotossintetizante protegendo-o e retendo água e sais minerais.

Observe na foto os nódulos formados nas raízes das leguminosas.
Observe na foto os nódulos formados nas raízes das leguminosas.

  • Bactéria do gênero Rhizobium e leguminosas: As bactérias do gênero Rhizobium estabelecem mutualismo com leguminosas. Nessas plantas, as bactérias formam nódulos que ajudam a disponibilizar uma maior quantidade de nitrogênio para o vegetal. As plantas, por sua vez, fornecem nutrientes provenientes do processo de fotossíntese para as bactérias.

As formigas protegem a acácia, enquanto a planta fornece nutrientes para as formigas.
As formigas protegem a acácia, enquanto a planta fornece nutrientes para as formigas.

  • Formigas e acácias: Algumas formigas vivem em acácias, plantas que possuem espinhos ocos que abrigam o animal. As formigas conseguem alimento na acácia e, em contrapartida, fornecem proteção ao vegetal, uma vez que atacam herbívoros, livram as plantas de fungos e também cortam outras plantas que crescem próximas a ela.

A polinização é essencial para a reprodução de plantas com flores.
A polinização é essencial para a reprodução de plantas com flores.

  • Plantas com flores e polinizadores: Muitas espécies com flores apresentam adaptações para atração dos polinizadores. Os polinizadores garantem o transporte de pólen de uma planta para outra, promovendo sua reprodução, e conseguem em troca o néctar para sua alimentação.

Leia também: O que é polinização?

Exercício resolvido

Confira um exercício que aborda o mutualismo:

(Mackenzie) Muitos seres vivos vivem em associação com outros seres de outras espécies, mantendo com eles relacionamentos harmônicos (mutualismo) ou desarmônicos (parasitismo). Os seguintes relacionamentos: Rhizobium, micorrizas e líquens são:

a) todos casos de mutualismo.

b) dois casos de mutualismo e um de parasitismo.

c) dois casos de parasitismo e um de mutualismo.

d) dois casos envolvendo algas e um envolvendo bactéria.

e) dois casos envolvendo bactérias e um envolvendo fungo.


Resolução: Letra A. As bactérias do gênero Rhizobium apresentam uma relação mutualística com plantas da família das leguminosas. Nessa relação, a bactéria fornece à planta nitrogênio e a planta fornece à bactéria os carboidratos necessários para seu desenvolvimento. No caso das micorrizas, temos uma associação entre fungos e raízes de vegetais. Os fungos, nesse caso, ajudam a melhorar a transferência de minerais para as plantas e as plantas fornecem nutrientes orgânicos para o fungo.

Por fim temos os líquens, que são associações entre fungos e cianobactérias ou algas. Nessa relação observamos que os micro-organismos fotossintetizantes promovem o fornecimento de compostos orgânicos para os fungos, enquanto os fungos fornecem um ambiente adequado para seu desenvolvimento.

 

Por Ma. Vanessa Sardinha dos Santos

As abelhas e plantas estabelecem uma relação mutualística.
As abelhas e plantas estabelecem uma relação mutualística.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Mutualismo"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/mutualismo.htm. Acesso em 15 de outubro de 2019.

Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios
Questão 1

O mutualismo é uma importante relação ecológica que ocorre amplamente na natureza. Todos os casos abaixo são relações de mutualismo, exceto:

a) Líquens.

b) Micorrizas.

c) Paguro e anêmona.

d) Pássaros alimentando-se de carrapatos em bois.

e) Tubarão e rêmora.

Questão 2

O mutualismo é, sem dúvidas, uma importante relação ecológica observada com considerável frequência na natureza. Essa relação pode ser classificada como:

a) Interespecífica e harmônica.

b) Interespecífica e neutra.

c) Interespecífica e desarmônica.

d) Intraespecífica e harmônica.

e) Intraespecífica e desarmônica.

Mais Questões
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola