Topo
pesquisar

Ucrânia

Geografia

A Ucrânia é o segundo maior país da Europa, que se destaca por um Índice de Desenvolvimento Alto.
Bandeira da Ucrânia
Bandeira da Ucrânia
PUBLICIDADE

Segundo maior país do continente europeu, atrás somente da Rússia, a Ucrânia, cujo nome na língua eslava significa “Fronteira”, limita-se ao sul com a Moldávia, a sudoeste com a Romênia, Hungria e Eslováquia, a oeste com a Polônia, a noroeste com a Bielorrússia, a nordeste com a Rússia, além de ser banhada ao sul pelo Mar Negro.

A Ucrânia foi um dos principais países da extinta União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). Em 1920, seu território passou a ser controlado pelos comunistas que, aproveitando a fertilidade do solo ucraniano (“terra negra”), desenvolveram grandes plantações de cereais. A independência nacional foi proclamada em 16 de julho de 1990, sendo aprovada no dia 24 de agosto do mesmo ano. Desde então, a nação passou a integrar a Comunidade dos Estados Independentes (CEI) – grupo formado pela Rússia e as antigas repúblicas soviéticas.

Com a desagregação da União Soviética, a economia ucraniana sofreu grande declínio, pois a Rússia, principal importadora dos seus produtos agrícolas (beterraba, trigo, batata, milho, soja, etc.) e responsável pela aplicação de recursos financeiros no setor industrial, também teve a economia extremamente afetada, refletindo diretamente nas relações comerciais entre as duas nações. Desde 1990, a Ucrânia, visando alavancar o setor econômico, tem proporcionado incentivos para a entrada de capitais estrangeiros, atraindo filiais de empresas transnacionais. Outro destaque são as grandes reservas de carvão, ferro e manganês.

A população nacional apresenta grande diversidade cultural. Na porção leste do país, próxima à Rússia, os habitantes são seguidores do cristianismo ortodoxo, ligado ao patriarcado russo. A população do oeste ucraniano, por sua vez, é majoritariamente católica grega, aceitando a supremacia do Papa. Também existem movimentos separatistas, sobretudo na península da Crimeia, na qual a maioria da população é de origem russa.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O país ficou mundialmente conhecido após o acidente nuclear na usina de Chernobyl (em abril de 1986), que é considerado a maior catástrofe com material radioativo da história. Esse desastre provocou a morte de milhares de pessoas, além do desenvolvimento de cânceres após décadas do ocorrido. Por volta de 135 mil habitantes tiveram que abandonar a região onde estava instalada a usina.


Brasão de Armas da Ucrânia

Dados da Ucrânia:

Extensão territorial: 603.700 km².

Localização: Europa.

Capital: Kiev.

Clima: Temperado continental.

Governo: República com forma mista de governo.

Divisão administrativa: 24 províncias, 1 república autônoma (Crimeia) e 2 áreas metropolitanas (Kiev e Sebastopol).

Idiomas: Ucraniano (oficial), russo.

Religiões: Cristianismo 80,1% (ortodoxos 52,9%, independentes 17,1%, outros 10,1%), sem religião 13,5%, ateísmo 4,2%, outras 2,2%.

População: 45.708.081 habitantes. (Homens: 21.076.311; Mulheres: 24.631.770).

Composição: Ucranianos 73%, russos 22%, outros 5%.

Densidade demográfica: 75,7 hab/km².

Taxa média anual de crescimento populacional: - 0,6%.

População residente em área urbana: 68,02%.

População residente em área rural: 31,98%.

População subnutrida: menor que 5%.

Esperança de vida ao nascer: 67,7 anos.

Domicílios com acesso a água potável: 97%.

Domicílios com acesso a rede sanitária: 93%.

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,710 (alto).

Moeda: Hyvnia.

Produto Interno Bruto (PIB): 180,3 bilhões de dólares.

PIB per capita: 3.055 dólares.

Relações exteriores: Banco Mundial, CEI, FMI, OMC, ONU.
 


Por Wagner de Cerqueira e Francisco
Graduado em Geografia
Equipe Brasil Escola

Países - Gegrafia - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FRANCISCO, Wagner de Cerqueria e. "Ucrânia"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/geografia/ucrania.htm>. Acesso em 25 de marco de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola