Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Hungria

Hungria sempre desempenhou um papel importante na história europeia, situando-se em uma posição bastante estratégica entre a Europa Ocidental e a península Balcânica.

Bandeira da Hungria
Bandeira da Hungria
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

A Hungria é um país europeu da região central do continente. Sua capital é a cidade de Budapeste, a qual é atravessada por um dos rios mais importantes da Europa, o Danúbio. O território húngaro apresenta clima temperado continental e relevo pouco acidentado.

Embora os 9,6 milhões de habitantes se encontrem bem distribuídos pelo país, a capital e seu entorno concentram um grande contingente populacional. A economia húngara atualmente é liderada pelo terciário e pela indústria, com destaque para a farmacêutica.

Leia também: Quais países fazem parte do continente europeu?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre Hungria

  • É um país localizado na região da Europa Central.

  • Sua capital é a cidade de Budapeste.

  • Dispõe de um clima temperado continental e relevo plano e suavemente ondulado.

  • O rio Danúbio é um dos principais cursos d’água que banham o país e divide a capital em duas regiões.

  • Possui mais de 9,6 milhões de habitantes. Cerca de 1,7 milhão vive na capital do país.

  • Trata-se de um país urbanizado, com taxa de urbanização de 72,2%.

  • É membro da União Europeia, mas não da Zona do Euro.

  • Sua economia é liderada pelo setor de serviços e pela indústria, com destaque para a química farmacêutica.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Dados gerais da Hungria

  • Nome oficial: Hungria

  • Gentílico: húngaro

  • Extensão territorial: 93.024 km²

  • Localização: Europa Central

  • Capital: Budapeste

  • Clima: temperado continental

  • Governo: república parlamentarista

  • Divisão administrativa: 19 condados

  • Idioma: húngaro

  • Religiões:

    • católica romana: 37,2%;

    • calvinismo: 11,6%;

    • luteranismo: 2,2%;

    • católica grega: 1,8%;

    • outras: 1,9%;

    • nenhuma: 18,2%;

    • sem resposta: 27,2%.

  • População: 9.660.000 habitantes

  • Densidade demográfica: 106,7 hab./km²

  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,854

  • Moeda: Florim húngaro

  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 180,96 bilhões

  • PIB per capita: US$ 18.530

  • Gini: 0,306

  • Fuso horário: UTC +1

  • Relações exteriores:

Confira no nosso podcast:  Países mais e menos violentos do mundo

História da Hungria

Até a constituição de um império cristão, no ano 1000 da era atual, que passou a exercer grande influência no continente à época, o território que hoje corresponde à Hungria sofreu diversos domínios estrangeiros, o que incluiu aquele do Império Romano. Mesmo após a conformação de um Estado húngaro, a região foi alvo de diversas incursões estrangeiras entre os séculos XIII e XV, com destaque para a ação dos mongóis e dos turcos otomanos.

No século XVI, a Hungria esteve dividida entre os otomanos e os austríacos, com uma parcela do território que permaneceu independente. A história europeia do século XIX ficou marcada por diversos eventos, entre eles a Revolução de 1848, que abrangeu diversos países e territórios da região central do continente, compreendendo a Hungria.

Já sem a influência dos otomanos, a disputa que permaneceu foi aquela do Império Austríaco, acentuando-se a partir de 1848 e logrando êxito, em parte, em 1867, quando foi criado o Império Austro-Húngaro, garantindo assim a divisão do poder sobre o território da Hungria e o estabelecimento de uma monarquia dual.

Essa organização se desfez ao final da Primeira Guerra Mundial, e, durante a Segunda Guerra, o território húngaro se aliou aos alemães. Ao final do conflito, com a derrota alemã, a União Soviética passou a exercer domínio sobre o país.

No ano de 1956, os húngaros se rebelaram contra o regime comunista, mas o movimento foi contido. A flexibilização do regime em voga e a gradual abertura econômica tiveram início ao final da década de 1960. Com a saída da Hungria do Pacto de Varsóvia e a derrocada do regime na Europa em 1989, o país realizou suas primeiras eleições livres no ano de 1990.

Mapa da Hungria

Mapa da Hungria

Geografia da Hungria

A Hungria é um país localizado no leste do continente europeu, com capital na cidade de Budapeste. O território húngaro possui 93.024 km² de extensão e faz fronteira com os seguintes países:

Embora não possua saída para o oceano, a Hungria está localizada entre a Europa Ocidental e a península Balcânica, fazendo também a conexão entre o Mediterrâneo e a Ucrânia, o que torna a sua posição bastante estratégica.

  • Clima da Hungria

O clima predominante na Hungria é o temperado continental. É caracterizado pela presença de uma estação seca e a outra chuvosa, com precipitação anual média que varia entre 500 mm e 800 mm, a depender da localidade. As temperaturas são amenas na maior parte do ano. Os verões registram média de 23 ºC, enquanto no inverno os termômetros podem marcar entre -4 ºC e 0 ºC.

  • Relevo da Hungria

A maior parte do relevo da Hungria é constituída pelas feições da planície da Panônia, uma extensa área plana e suavemente ondulada que forma os terrenos da Europa Central. Em função da sua abrangência, recebe também o nome de planície Húngara.

Próximo da fronteira com a Eslováquia, ao norte, é possível constatar a presença de colinas e morros. A elevação média na Hungria é de 143 metros. Seu ponto mais elevado está situado a 1014 metros acima do nível do mar, no monte Kékes.

Feições do relevo húngaro
As feições do relevo húngaro compreendem planícies, morros e colinas.
  • Vegetação da Hungria

A formação vegetal característica da Hungria é a floresta temperada. O país tem cerca de 20% de sua superfície recobertos por carvalhos, pinheiros, faias e bétulas. Ao todo, 2200 espécies compõem a flora húngara.

  • Hidrografia da Hungria

O rio Danúbio é um dos principais rios europeus e da Hungria, percorrendo 417 km do território húngaro. Outros importantes cursos d’água que banham o país são os rios Tisza, o maior da Hungria, e Körös. Existem poucos lagos nesse país quando comparado a outras nações europeias. O maior deles é o lago Balaton, que possui área de 592 km².

Demografia da Hungria

A Hungria é o terceiro país mais populoso da região central da Europa, e conta atualmente com 9.660.000 de habitantes, conforme os dados das Nações Unidas para 2020. A população se encontra distribuída no território de forma homogênea, o que garante ao país um cenário bastante próximo da densidade demográfica calculada de 106,7 hab./km².

As cidades concentram 72,2% da população húngara, o que caracteriza um território urbanizado. A capital da Hungria, Budapeste, possui um contingente populacional de 1.763.900 habitantes, sendo assim a cidade mais populosa do país. Em segundo lugar está Debrecen, situada a 230 km a leste da capital, com uma média de 217 mil moradores.

A população húngara se caracteriza como uma população em processo de envelhecimento, com idade mediana de 43,6 anos, e que tem encolhido gradualmente. A taxa anual de crescimento da Hungria é de -0,29%, sendo uma das populações que menos cresce em todo o mundo. Esse fato se deve principalmente à elevada mortalidade (12,88 por mil habitantes) e ao número reduzido de nascimentos (8,72 por mil habitantes). A esperança de vida ao nascer na Hungria é, hoje, de 76,95 anos.

Vista da cidade de Budapeste, capital da Hungria.
Budapeste é a capital e a cidade mais populosa da Hungria.

Economia da Hungria

A economia húngara passou por profundas transformações estruturais, a partir da década de 1990, com o fim do sistema planificado e a adoção de uma economia de mercado com maior grau de abertura. Em 2004, a Hungria se tornou oficialmente membro da União Europeia, embora não tenha ingressado na Zona do Euro.

De acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI), o Produto Interno Bruto (PIB) do país é de US$ 180,96 bilhões. A maior parcela desse valor é derivada do setor de serviços, o qual concentra também 65% da mão de obra húngara aproximadamente.

A indústria húngara responde por 31,3% da economia do país e é composta pelos ramos farmacêutico e químico no geral, de construção, mineral-metálico e metalurgia, mecânico, e processador de alimentos.

O setor primário, menos representativo no PIB, mas de grande importância para o consumo doméstico, é responsável pela produção de uvas, maçãs, milho, trigo, leite e carne de porco principalmente.

Veja também: Quais são os países com deficit demográfico?

Cultura da Hungria

A rica cultura húngara é derivada da diversidade de sua população e do processo de formação do país, que incorporou gradativamente uma série de elementos expressos nas mais diversas tradições e costumes que o caracterizam atualmente. Além dos húngaros nascidos no país, vivem nele romenos, alemães, eslavos, ucranianos e pessoas de diversas outras nacionalidades.

O húngaro é a língua oficial do país e falada por 99,6% da população. Diversos outros idiomas são igualmente encontrados na Hungria, entre os quais estão o inglês, o alemão, o russo, o romeno e o francês. Entre as religiões praticadas no país, possuem maior número de adeptos a católica romana, calvinista, luterana e grega católica.

A capital Budapeste é o principal centro cultural do país e expressa em seu espaço urbano os mais variados estilos arquitetônicos, que recontam uma parte da história nacional, além de concentrar alguns dos mais importantes museus húngaros e outros espaços culturais.

Infraestrutura da Hungria

A Hungria dispõe de uma ampla rede de infraestrutura que atende tanto a sua população urbana quanto a rural. A cobertura dos serviços de água potável e o fornecimento de energia elétrica são praticamente totais, enquanto as instalações de coleta e o tratamento de esgoto atendem a 94,7% dos moradores das cidades e 98,2% daqueles que vivem nos campos, de acordo com os dados das Nações Unidas.

O país é um grande importador de energia elétrica e fica na 13ª colocação em escala internacional. Cerca de 64% da eletricidade produzida no país são derivados dos combustíveis fósseis. Um total de 5% vem de fontes nucleares, o que coloca a Hungria como um dos países com a maior capacidade instalada de todo o mundo. As hidrelétricas e demais fontes renováveis respondem por somente 14% da eletricidade produzida no território húngaro.

Grande parte dos transportes no país é realizada pelas rodovias e ferrovias. A Hungria também dispõe de mais de 1600 km de hidrovias, cuja maior parte corresponde aos caminhos do rio Danúbio.

Governo da Hungria

O sistema de governo em voga na Hungria é o republicano parlamentarista. O representante do Poder Executivo do país e chefe de Estado é o presidente da república, indiretamente eleito pela Assembleia Nacional para um mandato de cinco anos. A Assembleia húngara é conhecida como Országgyűlés, sendo um órgão unicameral. Ela também é responsável pela aprovação da nomeação do primeiro-ministro, chefe de governo, feita pelo presidente.

Curiosidades sobre a Hungria

  • A capital húngara é dividida em duas regiões pelo rio Danúbio, as quais são denominadas Buda (situada a oeste) e Peste (situada a leste).

  • Budapeste possui a maior concentração de fontes termais do mundo.

  • O alfabeto húngaro é constituído por letras compostas e variações de uma mesma letra (a, á, b, c, cs, d, dz, dsz, d, e, é, f, g, gy, h, i, í, j, k, l, ly, m, n, ny, o, ó, ö, ő, p, q, r, s, sz, t, ty, u, ú, ü, ű, v, w, x, y, z, zs).

  • As cores da bandeira húngara são as mesmas desde o século XIX, mas seu formato atual foi adotado somente em 1957.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Hungria"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/hungria.htm. Acesso em 05 de julho de 2022.

PUBLICIDADE

Estude agora


Quem foi Nelson Mandela?

Assista a nossa videoaula para conhecer a história de Nelson Mandela (1918-2013). Confira também, no nosso...

Êxodo rural

Assista à nossa aula e descubra o que é o êxodo rural. Conheça as causas e consequências desse fenômeno mundial....