Alemanha

Geografia

PUBLICIDADE

A Alemanha é o país mais populoso (sem contar a Rússia) e rico da Europa, tendo grande relevância nas decisões regionais e mundiais nos mais variados níveis: política, economia, aspectos sociais, entre outros.

Veja, a seguir, alguns dados gerais retirados das plataformas digitais do Banco Mundial, do Fundo Monetário Internacional e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Este último possui um canal em que aborda vários dados de todos os países do globo.

Leia também: Qual a relação entre infraestrutura e desenvolvimento?

Dados gerais da Alemanha

  • Nome oficial: República Federal da Alemanha
  • Gentílico: alemão/alemã
  • Extensão territorial: 357.022 km²
  • Localização: oeste do continente europeu, também conhecido como Europa Ocidental.
  • Capital: Berlim
  • Clima: grande parte do território apresenta clima temperado oceânico, com chuvas abundantes e frequentes, além de verões não muito quentes e invernos não muito rigorosos.
  • Governo: possui um sistema parlamentarista desenvolvido pela Constituição de 1949. Esse sistema possui duas lideranças políticas: o chanceler, que é eleito pelo Parlamento (uma espécie de Câmara dos Deputados aqui no Brasil), e o presidente da república, eleito por um colégio eleitoral, a Bundesversammlung, para um mandato de cinco anos. Embora seja um chefe de Estado, o presidente possui atribuições de nomeações de cargos públicos e sanções de leis, sendo o chanceler uma figura mais executiva e com maiores responsabilidades em assuntos externos.
  • Divisão administrativa: o país é dividido em 16 estados. São eles:

- Baden-Württemberg

- Baviera

- Berlim

- Brandemburgo

- Bremen

- Hamburgo

- Hessen

- Mecklenburgo-Pomerânia Ocidental

- Baixa Saxônia

- Renânia do Norte-Vestfália

- Renânia-Palatinado

- Sarre, Saxônia

- Saxônia-Anhalt

- Schleswig-Holstein

- Turíngia

  • Idioma oficial: alemão
  • Religiões: há uma divisão entre:

- católicos (29% da população);

- protestantes (28% da população);

- muçulmanos (5% da população);

- um grupo majoritário de 32% de pessoas que não possuem religião.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

  • População: 83.027.046 habitantes|1|
  • Densidade demográfica: 238,48 hab/km²|1|
  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,939|1| — o quarto maior do mundo
  • Moeda: Euro
  • Produto Interno Bruto (PIB): 3.949.549 x 10000000 dólares|1|, sendo a quarta maior economia do planeta.
  • PIB per capita: 47.514 dólares|1|
  • Índice de Gini: 0,31|1|
  • Fuso horário: está localizada nas seguintes coordenadas — 5º N 9º E, o que faz com que o fuso horário da Alemanha seja GMT +1:00 hora, estando adiantada 1h em relação a Londres, onde está o Meridiano de Greenwich, e 4h adiantada em relação a Brasília, horário oficial do Brasil.
  • Relações exteriores: possui várias relações com as mais variadas organizações internacionais:

- Banco Mundial

- Fundo Monetário Internacional

- Organizações das Nações Unidas

- União Europeia

Bandeira da Alemanha

Mapa da Alemanha

A Alemanha está localizada na parte oeste da Europa e faz fronteira com os seguintes países:

- Dinamarca, ao norte, além do Mar do Norte e mar Báltico;

- Bélgica, França, Holanda e Luxemburgo, a oeste;

- Áustria e Suíça, ao sul;

- Polônia e República Tcheca, a leste.

Geografia da Alemanha

Localizada na parte oeste da Europa, a Alemanha possui clima temperado oceânico, com influência direta do Mar do Norte e do mar Báltico. Essa influência, conhecida por maritimidade, faz com que as chuvas sejam abundantes no país durante o ano todo, principalmente entre abril e agosto, fazendo com que os verões sejam quentes e chuvosos mais ao norte. Já no centro e no sul do país, a maritimidade diminui, o que torna os verões mais amenos e invernos frios, com temperaturas que podem chegar a -5 ºC.

Em termos de relevo, o país conta com áreas planas ao norte, e, indo em direção ao sul, as altitudes começam a elevar-se. É no sul, nos Alpes Bávaros, que encontramos o pico mais alto da Alemanha, com 3000 m de altitude, na fronteira com a Áustria.

Na hidrografia, três rios merecem destaque: o Reno, o Danúbio e o Elba, que são navegáveis em grande parte de seus canais, tendo o país uma das maiores hidrovias do globo.

Leia também: Nilo – maior rio do mundo quanto a sua extensão territorial

Cruzeiros pelo rio Reno, na cidade medieval de Cochem.
Cruzeiros pelo rio Reno, na cidade medieval de Cochem.

Demografia da Alemanha

A população alemã, assim como a da maioria dos países europeus, possui uma taxa de natalidade muito baixa, sendo uma das menores do mundo. Segundo o levantamento de dados de todos os países, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), essa taxa na Alemanha, em 2017, era de 9.5, o que deixa essa nação na posição 170º de 185 consultadas.

A taxa de crescimento da população no período de 2015 a 2020 era de 0,2%, algo preocupante, se analisarmos do ponto de vista da mão de obra e da previdência. Como comparação, no mesmo período, a população brasileira cresceu 0,75%. Uma população que cresce tão pouco preocupa os entes públicos, pois a reposição da População Economicamente Ativa (PEA) é baixa e o índice de adultos e idosos vai na mão contrária, aumentando gastos com saúde dos idosos e com o pagamento de aposentadorias.

Esse baixo crescimento pode ser explicado:

  • pelo aumento da qualidade de vida;
  • pela maior participação feminina no mercado de trabalho;
  • pela maior expectativa de vida;
  • pelo encarecimento da vida urbana, além de outros fatores.

Para amenizar esse baixo índice, o governo alemão incentiva a chegada de imigrantes, além de generosas licenças maternidade e paternidade, podendo chegar a um ano, tanto para mães quanto para pais.

Economia da Alemanha

Sendo o país mais rico da Europa e a quarta maior economia do mundo, atrás de Estados Unidos, China e Japão, a Alemanha possui uma economia bastante diversificada, sendo o terceiro país do mundo que mais exporta, atrás da China e dos Estados Unidos. No entanto, o território alemão é pobre em alguns recursos naturais, sendo importados de outros países, como o petróleo e o gás natural. O carvão, que foi a base de sua industrialização no século XIX, supre o país com 20% de todas as necessidades.

As principais áreas industriais no país estão localizadas no Vale do Ruhr, que é cortado pelo rio Reno, além das cidades de Berlim, Munique, Leipzig, Stuttgart e Hannover.  Esse vale é a região mais industrializada da Europa e integra um fluxo de transportes que é ligado ao porto de Roterdã, na Holanda, o principal do continente. Os destaques industriais ficam por conta das indústrias:

  • automobilística
  • química
  • siderúrgica
  • eletroeletrônica

A parte oeste da Alemanha é a mais desenvolvida em termos econômicos. Isso é explicado por questões históricas, devido à divisão do país no período da Guerra Fria. Tal divisão fez com que a parte ocidental se desenvolvesse mais do que a parte oriental, pois havia fortes investimentos de indústrias capitalistas na região.

As cidades Munique e Stuttgart são conhecidas por abrigarem as principais indústrias alemãs de alta tecnologia, como a DaimlerChrysler, que produz automóveis de luxo, sendo uma das maiores transnacionais do mundo.

Turismo na Alemanha

Viajar pela Alemanha é sempre um prato cheio em vários quesitos, principalmente na gastronomia (com cervejas e linguiças) e em paisagens históricas. É necessário saber as condições climáticas do país para poder aproveitar com êxito as belezas e sabores ofertados ali. Costuma-se dizer que a melhor época para visitá-lo é entre abril e outubro, durante a primavera e o verão, mas os outros meses do ano também podem ser escolhidos pelos turistas.

Castelo de Neuschwanstein, sudoeste da Baviera, Alemanha.
Castelo de Neuschwanstein, sudoeste da Baviera, Alemanha.

Brasileiros necessitam de visto para entrar no país e permanecem com esse visto por até 90 dias, desde que comprovada a reserva e a quantidade de dinheiro suficiente para o período estipulado, além da apresentação do comprovante de retorno ao país de origem, ou seja, a passagem de volta.

As cidades mais visitadas são: Berlim, Munique, Hamburgo, Nuremberg e Frankfurt. Não obstante, o país é cheio de lugares incríveis a serem conhecidos, como Rothenburg e Heidelberg, cidades famosas por seus aspectos medievais e elegantes.

Vista aérea de Berlim, capital da Alemanha.
Vista aérea de Berlim, capital da Alemanha.

Berlim é a cidade mais visitada do país. Por ser a capital e abrigar resquícios do Muro de Berlim, ícone histórico da Guerra Fria, essa cidade ainda conta com o Memorial aos Judeus, importante construção para relembrar uma parte triste da história mundial. Além de Berlim, outra cidade cheia de conhecimento histórico é Munique, que abriga o Distrito dos Museus, com obras de grandes artistas, entre eles Van Gogh e Leonardo da Vinci. Essa cidade é palco da maior e mais famosa festa cervejeira do mundo, a Oktoberfest.

Acesse também: O que é paisagem cultural e paisagem natural?

Cultura da Alemanha

A cultura alemã é apreciada em grande parte do mundo. Vários hábitos alemães foram incorporados por outras localidades do globo, principalmente os gastronômicos, como a cerveja e o bolo floresta negra, um marco culinário significativo da Alemanha. A Oktoberfest, tradicional festa cervejeira, reúne amantes da bebida de todas as partes do mundo, tendo versões dela em vários países, como no Brasil, na cidade de Blumenau, em Santa Catarina.

Nessa festa, os trajes típicos alemães são itens essenciais, como vestidos com grande volume, chapéus, bermudas com suspensórios e o amor pela cerveja, é claro. Esse amor é hereditário, sendo passado de geração em geração, algo admirável da cultura alemã.

Outro hábito cultural louvável dos alemães é a sinceridade. Para alguns estrangeiros, esse hábito pode soar como grosseria, ou rudez, mas é um traço característico desses habitantes, e, aos poucos, quem é de fora acostuma-se com ele.

Os alemães adoram carne suína, sendo essa incorporada em vários pratos, como esbein, schlachtplatte e bratkartoffeln.

Infraestrutura da Alemanha

Grande parte do país adota o sistema ferroviário (trens e metrôs) como forma de transporte, seja de pessoas, seja de mercadorias. Essa opção barateia os custos de locomoção, pois a manutenção de uma ferrovia, em comparação com uma rodovia, é mais vantajosa e barata em médio e longo prazo.

Não obstante, um dos meios de transporte mais utilizados pela população alemã é a bicicleta. Ciclovias e ciclofaixas existem por todo o território nacional, e a grande maioria das cidades do país possui um sistema de trânsito específico para esses veículos de duas rodas. Além disso, infrações de trânsitos cometidas por ciclistas, como avançar sinal vermelho, são punidas com multa e pontos na carteira de habilitação do condutor.

As ciclovias são comuns no país. Na foto, ciclovia em Berlim.
As ciclovias são comuns no país. Na foto, ciclovia em Berlim.

Nas estradas alemãs, não há limite de velocidade, a não ser em trechos de sinalização. Nas sutobahn, as rodovias federais do país, a velocidade recomendada é de 130 km/hora.

O país tem uma quantidade considerável de pontes, o que resulta em maciços investimentos por parte do poder público para a conservação dessas construções. Sua  manutenção é um dos grandes problemas dos alemães quando o assunto é infraestrutura.

Curiosidades sobre a Alemanha

Veja algumas curiosidades sobre o país mais rico da Europa:

  • É na Alemanha que está localizada a primeira faculdade de Medicina da Europa, na cidade de Heidelberg.
  • O país abriga a mais alta catedral do mundo, que possui 160 metros de altura.
  • A Alemanha é o segundo maior consumidor de cerveja do planeta. A República Tcheca ocupa a primeira posição.
Oktoberfest, em Munique.
Oktoberfest, em Munique.
  • 16 anos é a idade mínima para o consumo de cerveja.
  • A discriminação contra homossexuais é crime no país. Casais de pessoas do mesmo sexo podem adotar crianças, algo permitido por lei.
  • O evento literário mais importante do mundo ocorre em Frankfurt.
  • A Alemanha possui o maior zoológico do mundo em termos de quantidade de animais, o Zoológico de Berlim, com quase 14 mil animais.
  • Grandes nomes da música, filosofia e história são alemães: Beethoven, Bach, Emmanuel Kant, Friedrich Nietzsche, Arthur Schopenhauer, Karl Marx, entre outros.
  • A Alemanha foi o primeiro país do mundo a adotar o horário de verão.
  • É o país europeu que mais consome plástico, porém também é líder mundial na reciclagem do lixo.
  • Em algumas cidades alemãs, os cães pagam impostos, que variam de acordo com a raça e o comportamento deles.

 

Nota

|1| Dados de 2018.

 

Por Átila Matias
Professor de Geografia

Listagem de Artigos