Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Crescimento populacional

Geografia

Uma população cresce quando se registra um maior número de nascimentos do que de mortes, e também quando ocorre um maior fluxo de imigração do que de emigração de pessoas.
Crescimento populacional diz respeito ao aumento do número de indivíduos em uma população específica. Ele pode ser vegetativo ou absoluto.
Crescimento populacional diz respeito ao aumento do número de indivíduos em uma população específica. Ele pode ser vegetativo ou absoluto.
PUBLICIDADE

Crescimento populacional diz respeito ao aumento do número de habitantes de uma população, o que pode ocorrer quando o número de nascimento supera o de mortes (crescimento vegetativo) e também quando, além do maior número de nascimentos, um determinado grupo populacional registra ainda mais imigrações do que emigrações (crescimento absoluto). Tanto a população brasileira quanto a população mundial seguem em crescimento, embora há taxas cada vez menores e que tendem a se tornar negativas em algumas décadas.

Leia também: Densidade demográfica – calcula o número de habitantes por quilômetro quadrado

Resumo sobre crescimento populacional

  • Crescimento populacional pode ser definido como o aumento do número de habitantes total em uma população determinada.

  • Pode ser absoluto ou relativo. O crescimento absoluto é calculado pela diferença entre o número de nascimentos e mortes. O crescimento relativo é calculado com base na soma do saldo migratório com o crescimento absoluto.

  • Melhorias e inovações na saúde, aumento da qualidade de vida, maior fluxo imigratório e maiores taxas de natalidade são fatores que influenciam no crescimento populacional.

  • As populações mundial e do Brasil seguem tendência de desaceleração do crescimento.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que é crescimento populacional?

Crescimento populacional é um conceito demográfico que designa o aumento do número total de indivíduos de uma população que vive em um determinado lugar, abrangendo várias escalas geográficas. Assim, podemos nos referir ao crescimento populacional de um bairro, uma cidade, um estado, um país e também mundial.

O crescimento é calculado com base em outros indicadores demográficos que demonstram transformações importantes em um conjunto populacional. São eles a taxa de mortalidade, taxa de natalidade e o saldo migratório.

Embora seja um dado quantitativo, saber o índice de crescimento de determinada população auxilia a compreender melhor a forma como se estabelecem as relações entre os seres humanos e o espaço assim como a transformação deste, havendo, desse modo, a possibilidade de elaborar políticas públicas de cunho econômico, social, ambiental e, além disso, de prever as tendências futuras de crescimento.

Tipos de crescimento populacional

Existem dois tipos de crescimento populacional estudados na demografia: o crescimento vegetativo ou natural e o crescimento absoluto.

  • Crescimento vegetativo: é aquele calculado por meio da diferença entre o número de nascimentos e o número de mortes que ocorreram nesse grupo em um intervalo de tempo determinado. É chamado também de crescimento natural.

  • Crescimento absoluto: leva em consideração o crescimento natural da população acrescido do saldo migratório. Esse saldo nada mais é do que a diferença entre o número de pessoas que imigram para um determinado local e aquelas que emigram, ou seja, que deixam aquela mesma localidade.

Confira em nosso podcast: O que é preciso saber sobre teorias demográficas

Fatores que influenciam o crescimento populacional

Uma grande diversidade de fatores inerentes a uma população ou à conjuntura econômica, política e social de um território interfere direta ou indiretamente no comportamento de uma população, podendo levar ao seu crescimento ou diminuição. Entre aqueles que condicionam o crescimento demográfico, podemos citar:

  • Avanços na área saúde como surgimento de novos tratamentos, remédios, vacinas e ampliação do acesso da população a serviços desse setor, o que pode garantir a queda dos índices de mortalidade infantil, melhor qualidade de vida à população local e aumento da expectativa de vida, com queda da taxa de mortalidade geral da população;

  • Aumento das taxas de natalidade, isto é, do número de nascimentos em um local, se comparado à taxa de mortalidade;

  • Desenvolvimento econômico e melhorias infraestruturais urbanas que podem suscitar tanto o crescimento vegetativo quanto absoluto, atraindo maior número de migrantes e motivando a menor saída de pessoas;

  • Oferta de serviços e infraestrutura que, de modo geral, contribuam para uma melhor qualidade de vida em uma determinada localidade.

Bloquinhos de madeira com ícones relativos à saúde.
Avanços tecnológicos na saúde e a maior oferta de serviços e cuidados à população favorecem o crescimento populacional.

Crescimento populacional mundial

A população mundial conta atualmente com 7.794.799.000 de habitantes, de acordo com os dados da Organização das Nações Unidas (ONU) para o ano de 2020. Em um intervalo de uma década, a taxa de crescimento da população do planeta caiu de 1,2% ano em 2010 para 1,1% em 2020, o que indica a manutenção do aumento populacional, mas a ritmo cada vez mais lento, que vem diminuindo gradualmente com o passar do tempo.

Essa é uma das conclusões e tendências apontadas no relatório “Perspectivas Mundiais de População 2019”, produzido pela Divisão de População do Departamento da ONU de Assuntos Econômicos e Sociais.

Acredita-se que, nos próximos anos, a população mundial crescerá cerca de 10%, atingindo a marca de 8,5 bilhões em 2030. Mais 1,2 bilhão de pessoas serão acrescidas à população do planeta entre 2030 e 2050, e, até o final do século, o mundo terá 10,9 bilhões de habitantes, o que significa um crescimento de 42% quando comparado ao cenário atual. O relatório aponta, no entanto, que esse crescimento não se dá de forma homogênea em todos os continentes, e o contraste é ainda maior quando se analisa país a país.

A região da África Subsaariana é a que apresenta maiores taxas de crescimento, e contribuirá com a maior parte do aumento da população mundial nos próximos anos. De modo geral, espera-se que o aumento da população da África represente metade do crescimento populacional mundial até 2050.

Em contrapartida, a Europa e a América do Norte passam por um processo de intensa desaceleração do crescimento populacional devido ao encolhimento do número de habitantes em alguns países, menores taxas de natalidade e tendência de envelhecimento populacional, o que reflete no cômputo geral do número de habitantes do planeta. Entre os países com redução populacional, estão aqueles que formam a região do Leste Europeu.

O atual crescimento da população mundial se deve sobretudo às taxas de fertilidade, que se encontram em 2,5 filhos por mulher com tendência de queda para 2,2 até 2050. Em países subsaarianos, do norte da África; alguns países da Oceania, com exceção da Nova Zelândia e Austrália; e de regiões da Ásia, os índices são mais elevados do que a média mundial.

Estudos publicados recentemente indicam, no entanto, que as estimativas da ONU podem estar superestimadas e o crescimento populacional futuro pode ser menor do que o esperado.|1| Um fator que afetará o comportamento dessa curva, e que começou em 2020, é a pandemia da covid-19. Com o avanço do número de mortes decorrentes da doença e a desaceleração da taxa de natalidade em muitos países, a tendência é a diminuição ainda maior do ritmo no qual a população mundial cresce.

Veja também: Quais são os países mais populosos do mundo?

Crescimento populacional no Brasil

O Brasil tem pouco mais de 213.495.000 habitantes, de acordo com as estimativas do IBGE para 2021. Entre a realização e divulgação do último Censo Demográfico, que ocorreu no ano de 2010, até o atual momento, a população brasileira cresceu em aproximadamente 22,7 milhões de habitantes.

Nos últimos anos, o IBGE mostra que houve a gradativa desaceleração do crescimento da população brasileira, seguindo assim a tendência mundial. O instituto estima ainda que, em 2030, viverão no Brasil 224.868.462 pessoas, e que esse número chegará a quase 233 milhões em 2050, a partir de quando a população brasileira passará a encolher e o país entrará na quarta fase da sua transição demográfica.

O relatório das Nações Unidas de 2019 mostrou que a taxa de crescimento da população brasileira saiu de 2,9% em 1950 para 0,8% no período atual, com a tendência de registrar valores negativos a partir de 2045, o que indica o início do encolhimento populacional no país. Esse padrão se deve à aceleração do crescimento da população brasileira que ocorreu a partir de meados do século XX, tendo início entre 1940 e 1950 e que perdurou até a década de 1970. Caracteriza-se esse intervalo de tempo como sendo o da explosão demográfica no Brasil.

A urbanização, o aumento do custo de vida nas cidades e a maior inserção da mulher no mercado de trabalho conduziram a uma queda na taxa de natalidade no Brasil a partir de então, o que culminou na lenta diminuição do crescimento vegetativo da população. De 6,1 nascimentos por mulher na década de 1950, esse total caiu pela metade 20 anos mais tarde, chegando ao patamar de 1,74 atualmente, de acordo com o relatório da ONU (2019). A mortalidade sofreu diminuição dos seus índices também, da mesma forma como a mortalidade infantil.

Embora as taxas de migração estejam mais elevadas agora do que se prevê para daqui duas décadas e meia, a ONU estima que é justamente esse o elemento que ocasionará o lento crescimento populacional a partir do ano de 2025, quando o crescimento vegetativo da população será negativo.

O IBGE, entretanto, estima que essa virada em que a mortalidade supera a natalidade acontecerá somente após em meados da década de 2040. O que é certo é o fato de que o crescimento populacional no Brasil entrou em desaceleração, e atingirá seu menor valor a partir de meados do século XXI, quando então a população passará a encolher gradualmente.

Ilustração de pessoas formando a silhueta do Brasil.
A população brasileira continuará crescendo nos próximos anos, mas em ritmo mais lento.

Cálculo da taxa de crescimento populacional

O cálculo do crescimento populacional depende dos nascimentos e mortes e do saldo migratório registrados para um determinado intervalo de tempo, e também da população total de uma localidade selecionada.

O crescimento vegetativo é calculado com base na diferença entre as taxas de natalidade e de mortalidade:

Cv = Tn – Tm

Já o saldo migratório é encontrado por meio da diferença entre o número total de imigrantes e o número de emigrantes:

SM = nº imigrantes – nº emigrantes

Expresso em porcentagem, o cálculo do crescimento absoluto de uma população é feito, portanto, da seguinte maneira:

Crescimento absoluto = nº de nascimentos – nº de mortes + Sm x 100

população total

Exercícios resolvidos sobre crescimento populacional

Questão 1 - (Enem)

Gráfico do IBGE apresentando a taxa de fecundidade no Brasil de 1940 até 2010.

O processo registrado no gráfico gerou a seguinte consequência demográfica:

A) Decréscimo da população absoluta.

B) Redução do crescimento vegetativo.

C) Diminuição da proporção de adultos.

D) Expansão de políticas de controle da natalidade.

E) Aumento da renovação da população economicamente ativa.

Resolução

Alternativa B. A diminuição da fecundidade no Brasil provocou a redução das taxas de natalidade. Dessa forma, o que se observa como consequência é a redução do crescimento vegetativo da população.

Questão 2 - (Uece) Leia atentamente o seguinte texto:

“A população mundial deve crescer em 2 bilhões de pessoas nos próximos 30 anos, passando dos atuais 7,7 bilhões de indivíduos para 9,7 bilhões em 2050, de acordo com um novo relatório das Nações Unidas lançado nesta segunda-feira (17).

O Perspectivas Mundiais de População 2019: Destaques, que é publicado pela Divisão de População do Departamento da ONU de Assuntos Econômicos e Sociais, oferece um abrangente panorama global de padrões e perspectivas demográficos. O estudo concluiu que a população mundial poderia alcançar o seu pico por volta do final do atual século, chegando a quase 11 bilhões de pessoas em 2100.

[...]

As novas projeções populacionais indicam que, de agora até 2050, nove países vão responder por mais da metade do crescimento estimado para a população global: Índia, Nigéria, Paquistão, República Democrática do Congo, Etiópia, Tanzânia, Indonésia, Egito e Estados Unidos (em ordem decrescente de aumento esperado). Por volta de 2027, estima-se que a Índia vá superar a China como o país mais populoso do mundo.

Até 2050, estima-se que a população da África Subsaariana dobre (um aumento de 99%). Regiões que podem ter taxas menores de crescimento populacional entre 2019 e 2050 incluem a Oceania (56%) — excluindo desse índice a Austrália/Nova Zelândia —, o Norte da África e o Oeste da Ásia (46%), a Austrália/Nova Zelândia (28%), o Centro e o Sul da Ásia (25%), a América Latina e o Caribe (18%), o Leste e o Sudeste da Ásia (3%), a Europa e a América do Norte (2%).”

Fonte: ONU/Nações Unidas - Brasil. 17 de junho de 2019. Disponível em http://nacoesunidas.org/populacao-mundial-deve-chegra-a-97-bilhoes-de-pessoas-em-2050-diz-relatorio-da-onu/

Considerando o excerto acima, é correto dizer que

A) a população chinesa, cujo crescimento demográfico lidera o ranking das projeções de crescimento para as próximas décadas, deverá crescer acima da média dos demais países.

B) a população da África Subsaariana vem perdendo contingente demográfico em função das migrações em massa, razão pela qual tende a diminuir significativamente.

C) os países europeus, em função da chegada massiva de imigrantes e refugiados, reverteram suas taxas de crescimento demográfico e, nas próximas décadas, tenderão a crescer acima da média global.

D) países asiáticos, africanos e os EUA responderão pela maior parcela do crescimento demográfico mundial.

Resolução

Alternativa D. Embora se observe a redução gradual das taxas de crescimento em alguns países, aqueles que mais contribuirão para o crescimento da população mundial em um futuro próximo são as nações asiáticas, africanas e também os EUA, conforme indica o texto do enunciado.

Nota

|1| DW. Estudo prevê retrocesso do crescimento populacional até 2100. Deutsche Welle, 15 jul. 2020. Disponível em: https://www.dw.com/pt-br/estudo-prev%C3%AA-retrocesso-do-crescimento-populacional-at%C3%A9-2100/a-54187402.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Crescimento populacional"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/o-crescimento-populacional-no-mundo.htm. Acesso em 20 de outubro de 2021.

Lista de Exercícios
Questão 1

A diferença entre o número de nascimentos e o número de mortes é chamada de

A) saldo migratório.

B) bônus demográfico.

C) população absoluta.

D) taxa de longevidade.

E) crescimento vegetativo.

Questão 2

O século XX foi marcado pelo intenso crescimento da população mundial. Esse incremento de indivíduos no planeta foi influenciado, entre outros, pela

A) atenuação do processo de industrialização dos países emergentes.

B) concretização de melhorias das condições de saúde da população.

C) expansão do número de pessoas que habitam as zonas rurais.

D) acentuação da movimentação de imigrantes para os países ricos.

E) diminuição da participação das mulheres no mercado de trabalho.

Mais Questões
Artigos Relacionados
Clique aqui e compreenda o que são os conceitos demográficos!
Confira uma discussão sobre os principais elementos em torno da relação entre crescimento demográfico e escassez de recursos.
Entenda o que é explosão demográfica, suas causas e características.
Conheça os principais casos de países com deficit demográfico e os problemas relacionados com esse processo.
Clique e entenda por que é importante estudar sobre a população mundial!
Entenda mais sobre taxa de natalidade e taxa de mortalidade, importantes indicadores de desenvolvimento humano e de análise do crescimento populacional de um dado lugar. Saiba como calcular cada taxa e como usá-las para analisar a dinâmica populacional dos países.
Confira um resumo das principais teorias demográficas e fique por dentro dos debates e proposições teóricas a respeito do crescimento populacional.
Entenda o que diz a teoria da transição demográfica e conheça as diferentes fases do crescimento populacional dos países.