Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Itália

Itália é um país da Europa Meridional com capital em Roma. Seu território apresenta relevo acidentado, com extensas cadeias montanhosas e registros de atividade vulcânica.

Bandeira da Itália
Bandeira da Itália
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

A Itália é um país europeu situado na porção sul do continente. Sua capital é a cidade de Roma. Banhada pelo mar Mediterrâneo, a Itália dispõe de climas mediterrâneo e temperado, o que varia conforme a altitude. O relevo do país é caracterizado por regiões planas e acidentadas, com destaque para feições como os Alpes e os Apeninos. Além do mais, a Itália abriga o maior vulcão ativo da Europa. O país tem mais de 60 milhões de habitantes e uma economia altamente desenvolvida, centrada no setor de serviços, com destaque para o turismo, e na indústria.

Leia mais: Países da Europa — são 50 países, divididos em quatro regiões: ocidental, setentrional, centro-oriental e meridional

Tópicos deste artigo

Resumo sobre a Itália

  • A Itália é um país localizado na Europa Meridional.

  • Tem como capital a cidade de Roma, onde fica também o Estado do Vaticano.

  • É banhada pelo mar Mediterrâneo e composta ainda por regiões autônomas, como as da Sicília e Sardenha.

  • Seu clima é predominantemente mediterrâneo, enquanto o relevo varia entre montanhoso e plano.

  • Existem vulcões ativos no país, concentrando-se na região sul.

  • Possui 60,46 milhões de habitantes, 70% dos quais vivem nas cidades.

  • Sua capital, Roma, é a cidade mais populosa, com mais de quatro milhões de habitantes.

  • Sua economia se concentra no setor de serviços, com destaque para o turismo. A indústria é referência no setor automobilístico, que responde por parte significativa das exportações.

  • Sua produção agrícola se concentra no sul do país.

  • É o país com o maior número de sítios listados pela Unesco como patrimônio da humanidade.

Dados gerais da Itália:

  • Nome oficial: República Italiana

  • Gentílico: italiano

  • Extensão territorial: 302.073 km²

  • Localização: Europa Meridional

  • Capital: Roma

  • Clima: mediterrâneo

  • Governo: república parlamentarista

  • Divisão administrativa: 15 regiões

  • Idioma: italiano

  • Religiões:

    • cristãs, principalmente católica romana: 80,8%;

    • islamismo: 4,9%;

    • sem religião: 13,4%;

    • outras: 0,9%.

  • População: 60.462.000 habitantes

  • Densidade demográfica: 205,6 hab./km²

  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,892

  • Moeda: Euro

  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 2,12 trilhões

  • PIB per capita: US$ 35.280

  • Gini: 0,359

  • Fuso horário: GMT +1

  • Relações exteriores:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

História da Itália

A ocupação da região onde hoje se encontra a Itália data de ao menos três milênios antes da era atual, quando os primeiros povos chegaram às ilhas mediterrâneas que hoje pertencem ao país e foram gradualmente povoando as terras continentais. Diversas civilizações fizeram parte do território italiano, com destaque para os gregos e os etruscos.

O comércio compunha a base da economia das áreas urbanas formadas no território que viria a ser a Itália, e assim permaneceu durante muitos séculos. Nesse ínterim, desenvolveu-se a civilização romana, que estabeleceu a cidade de Roma, ainda no século VIII a.C., e, pouco tempo mais tarde, tornou-se um dos maiores impérios da Antiguidade, conquistando áreas na Europa, África e Ásia Ocidental. O Império Romano chegou ao fim no século V d.C., e muitos territórios que estavam sob o seu domínio se transformaram em reinos ou passaram para o domínio germânico.

O período que vai do século XII ao século XVI é marcado pela formação de grandes cidades-Estado e pela consolidação do comércio como principal atividade econômica desenvolvida pelos territórios daquela região, em que se sobressaíram cidades como Florença, Veneza e Milão. O então fragmentado território italiano passou por uma série de disputas pelo seu domínio, as quais eram travadas com reinos e governos vizinhos (austríaco, espanhol e francês).

A luta pela constituição de um reino unificado perdurou durante toda a primeira metade do século XIX, e a unificação da Itália ocorreu entre os anos de 1866 e 1870, tendo fim somente com a finalização da Questão Romana e a cessão das disputas que culminaram na criação do Estado do Vaticano, em 1929.

O século XX foi marcado pela Primeira Guerra Mundial, com a Itália ao lado dos Aliados, pela ascensão do fascismo no país, no ano de 1922, e pelo consequente alinhamento italiano com a Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial. A Itália se tornou uma república parlamentarista somente no ano de 1948, cinco anos após a queda do regime fascista, quando uma nova Constituição entrou em vigor.

  • Videoaula sobre a Unificação Italiana

Mapa da Itália

Mapa da Itália

Geografia da Itália

A Itália é um país localizado no sul do continente europeu e tem como capital a cidade de Roma. Tem toda a parcela setentrional do seu território banhada pelo mar Mediterrâneo, e faz fronteira com os seguintes países:

  • França, a noroeste;

  • Suíça e Áustria, ao norte e nordeste;

  • Eslovênia, a leste.

O país possui ainda cinco territórios autônomos, entre eles as ilhas da Sicília e da Sardenha. Dentro da cidade de Roma fica o território do Vaticano, sede da Igreja Católica e considerado o menor país do mundo. Na sequência, veremos com mais detalhes as características físicas da Itália.

  • Clima

Em decorrência da variabilidade do relevo e dos diferentes fatores climáticos atuantes no território italiano, diversos climas estão presentes no país.

Os climas mediterrâneo e alpino (temperado continental) são predominantes. O primeiro é caracterizado por verões quentes e secos e invernos mais amenos e chuvosos, enquanto o segundo, que ocorre nas regiões de maior altitude, tem como característica baixas temperaturas, maior índice pluviométrico e ocorrência de precipitação na forma de neve.

  • Relevo

Montanhas e terras altas perfazem a maior parte do relevo da Itália. As cordilheiras dos Alpes, que se estende pelo norte, e dos Apeninos, que cruza o país até o território da Sicília, são as duas principais feições do relevo italiano. Planícies caracterizam o sudeste do país, enquanto, ao longo da costa, ficam as planícies litorâneas.

Destaca-se a ampla presença de estruturas vulcânicas no país bem como o registro de intensas atividades ao longo dos anos. Um exemplo é o do vulcão Etna. Ele fica na cidade de Catânia, na Sicília, e, além de ser o maior vulcão da Europa (3330 metros de altitude), é considerado também um dos mais ativos do mundo.

Erupção do vulcão Etna, localizado na Itália.
Erupção do vulcão Etna, localizado na Itália.
  • Vegetação

A cobertura vegetal da Itália se divide entre a vegetação mediterrânea, que predomina na região sul do país, e as florestas temperadas e formações alpinas, nas planícies e porções mais elevadas respectivamente.

  • Hidrografia

O rio Pó é o maior rio da Itália. Ele percorre cerca de 650 km de oeste a leste do território, a partir do sopé dos Alpes, e forma uma ampla bacia hidrográfica, onde se concentram as terras mais férteis do país. A paisagem do norte da Itália, principalmente, é caracterizada por extensos lagos, como os lagos de Guarda, Maggiore e de Como.

Leia mais: Rios — grandes reservatórios que contribuem para a sobrevivência da vida na Terra

Demografia da Itália

Com 60.462.000 habitantes, a Itália é o quinto país mais populoso da Europa. Pode-se considerar o território italiano densamente povoado, pois a distribuição populacional no país é da ordem de 205 hab./km². Não obstante haja maior concentração de pessoas nas grandes regiões metropolitanas do país, observa-se uma distribuição bastante equitativa da população italiana pelo território.

A taxa de urbanização na Itália é de 71,3%, denotando a existência de uma parcela significativa da população vivendo também na zona rural do país, o que se dá principalmente nas terras ao sul. A sua capital, Roma, é a cidade italiana mais populosa, reunindo mais de 4,23 milhões de habitantes. Milão, Nápoles e Turim são também grandes cidades que reúnem, cada uma delas, mais de um milhão de habitantes.

A população italiana cresce a taxas anuais de 0,09%, uma das menores do mundo. Tal fato ocorre pela elevada taxa de mortalidade e baixa natalidade, condicionando um baixo crescimento vegetativo. Essa é atual tendência demográfica na Itália, assim como de muitos países europeus, sendo hoje a quinta população mais velha do mundo. A idade mediana no país é de 46,5 anos, ao passo que a expectativa de vida ao nascer é de 82,67 anos.

Vista de parte do Coliseu, em Roma, na Itália
Na imagem está o Coliseu, anfiteatro da era do Império Romano, situado no centro histórico da capital e principal símbolo do país.

Economia da Itália

A Itália representa a terceira maior economia da Zona do Euro, da qual faz parte desde 1999, e uma das mais bem desenvolvidas do mundo. Seu Produto Interno Bruto (PIB) soma hoje pouco mais de dois trilhões de dólares. Há uma divisão produtiva bastante clara no território italiano, em que as indústrias e atividades manufatureiras no geral se concentram no norte, ao passo que a agricultura é desenvolvida em maior escala no sul.

O setor terciário ou de serviços responde por 73,9% do PIB italiano. Tem grande destaque nessa área o turismo e todas as atividades econômicas e ela atreladas, como transportes, alimentação e hospedagem. Cidades como Roma, Veneza e a região histórica de Pompeia, onde fica o vulcão adormecido Vesúvio, são apenas alguns dos principais destinos turísticos italianos. Somente em 2020, a Itália registrou mais de 61 milhões de chegadas de turistas a seu território.

A indústria é responsável por 23,9% da economia da Itália. Sobressaem-se os ramos automobilístico, que tem grande participação também nas exportações italianas, alimentício, de vestimentas (moda) e calçados, têxtil, químico e metalúrgico. A agricultura responde por somente 2,1% do PIB italiano. A produção derivada do setor primário é composta por uvas (derivando, assim, o vinho), azeitonas, maçãs, trigo, milhos, laranjas, arroz e leite.

Cultura da Itália

A cultura italiana é amplamente conhecida, e diversas de suas tradições foram incorporadas no arcabouço cultural de outros países, como é o caso do Brasil. Sabe-se a língua oficial do país é o italiano, embora outros idiomas sejam falados, como alemão e francês. A religiosidade possui bastante expressão em muito da arte e mesmo da arquitetura do país, observada na composição de sua paisagem cultural. O catolicismo romano é a fé que apresenta o maior número de adeptos.

Muitos museus e centros históricos recontam, por meio de suas obras, a tradição artística do país, que perpassa por diversas correntes, como as artes góticas, o renascentismo, o barroco e o neoclassicismo. O país reúne ainda inúmeros locais considerados de importância histórica e cultural para a humanidade e cidades, como Veneza, Roma e Florença, que têm cristalizadas em estruturas do seu espaço urbano a história italiana.

Algumas das festas tradicionais italianas são o Carnaval de Veneza, o Palio di Siena, a Festa da Virgem Maria (Festa da Madonna Brunna) e outras. Destacam-se ainda setores como o da moda e da gastronomia. Neste último, podemos citar muitos pratos típicos, como os preparos com massas (ravioli, lasanha, espaguete), pizza, risoto, polpetone, tiramisu e cannoli.

Leia mais: Barroco no Brasil — ocorreu entre 1601 e 1768 e sofreu influência das medidas da Contrarreforma Católica na Europa

Infraestrutura da Itália

Os cidadãos italianos desfrutam de uma qualidade de vida boa, segundo os padrões analisados pela OCDE, apesar de problemas socioeconômicos e estruturais. Um deles é o desemprego. Na faixa etária dos 15 aos 68 anos, 58% dos indivíduos possuem trabalho remunerado. A média da OCDE é de 68%, o que coloca a Itália, portanto, abaixo desse patamar. O país se destaca nas áreas da saúde e no equilíbrio entre vida pessoal e profissional, e o nível de satisfação geral da população chega a 71%.

A grande maioria dos italianos, 96,1%, possui acesso à água potável e ao saneamento básico, tanto no campo quanto na cidade. Já a eletricidade chega a todas as residências. A matriz elétrica do país é composta pelas hidrelétricas (14%), outras fontes renováveis (32%) e combustíveis fósseis (54%).

Nota-se ainda que a Itália é o segundo maior importador mundial de energia elétrica. Os transportes no país são feitos principalmente por rodovias e ferrovias. Há ainda uma extensa malha hidroviária no território italiano utilizada para fins comerciais. Seus principais aeroportos ficam em Roma, Milão, Bérgamo e Veneza.

Governo da Itália

O sistema de governo que vigora na Itália é o republicano parlamentarista. O presidente italiano, chefe de Estado, é indiretamente eleito pelos membros do Parlamento, em conjunto com 58 representantes regionais, para um mandato de sete anos. Já o primeiro-ministro, chefe de governo, é indicado pelo presidente e aprovado pelo Parlamento. Este órgão representa o Poder Legislativo e é bicameral, composto pelo Senado da República e pela Câmara dos Deputados. Seus membros são eleitos por voto popular direto.

Curiosidades sobre a Itália

Vista de frente da Fontana di Trevi, em Roma
Fontana di Trevi, localizada em Roma, capital italiana.
  • A Itália reúne o maior número de locais listados como Patrimônio da Humanidade pela Unesco em todo o mundo.

  • A pizza foi criada na cidade italiana de Nápoles, em 1860.

  • O país é o maior produtor mundial de vinhos.

  • Chega a até três mil euros o valor em moedas que são jogadas diariamente na Fontana di Trevi, em Roma.

  • O Monte Branco de Courmayeur, pertencente aos Alpes, fica a 4748 metros de altitude e é o ponto mais alto da Itália.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Itália"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/italia-1.htm. Acesso em 03 de julho de 2022.

PUBLICIDADE

Estude agora


10 anos da Guerra Civil Síria

Assista a nossa videoaula para conhecer a história dos 10 anos da Guerra Civil Síria. Confira também no nosso canal...

Quem foi Nelson Mandela?

Assista a nossa videoaula para conhecer a história de Nelson Mandela (1918-2013). Confira também, no nosso...