Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Mata de araucárias

Mata de araucárias é uma vegetação característica de áreas de clima subtropical, principalmente dos estados do Sul do país. Recobre hoje somente 1% de sua superfície original.

A mata de araucária é uma formação vegetal que é parte do bioma Mata Atlântica e  ocorre principalmente no Sul do Brasil.
A mata de araucária é uma formação vegetal que é parte do bioma Mata Atlântica e ocorre principalmente no Sul do Brasil.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

 Mata de araucárias é um domínio vegetal brasileiro. Trata-se de uma floresta ombrófila mista que faz parte do bioma Mata Atlântica. Ocorre predominantemente nos estados do Sul do país (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), onde o clima subtropical proporciona o seu desenvolvimento. A Araucaria angustifolia, ou pinheiro-do-paraná, dá nome a essa vegetação e é o principal representante de sua flora.

A mata de araucárias passou, nas últimas décadas, por um intenso processo de devastação ambiental ocasionado principalmente pelo avanço das atividades econômicas exploratórias na região, como a exploração madeireira e a agropecuária.

Leia também: Como recuperar a Mata Atlântica?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre a mata de araucárias

  • É um tipo de formação vegetal brasileira que faz parte da Mata Atlântica.

  • É classificada, por Ab’Sáber, como um domínio morfoclimático.

  • É uma floresta ombrófila mista.

  • Recobre áreas nos estados do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Está presente também nas regiões serranas de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

  • Ocorre em áreas de clima subtropical.

  • A Araucaria angustifolia é a principal espécie florística dessa formação. É conhecida como pinheiro-do-paraná ou pinheiro-brasileiro.

  • É utilizada na produção de itens de madeira, como caixas e palitos de fósforo, e de papel. Sua resina também tem utilidade econômica.

  • O pinhão é um alimento de alto valor nutricional.

  • Possui apenas 1% de sua área original. O avanço das áreas urbanizadas e principalmente a exploração econômica colocam em risco esse domínio vegetal.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Características da mata de araucárias

A mata de araucárias, conhecida também como floresta de araucárias, é um tipo de cobertura vegetal que integra o bioma Mata Atlântica, e é classificada por Aziz Ab’Sáber como um dos domínios morfoclimáticos brasileiros. Ela se estende por áreas na região Sul do Brasil, recobrindo ainda algumas parcelas da região Sudeste. Esse ecossistema apresenta uma grande diversidade biológica tanto no que diz respeito à sua fauna quanto à sua flora, conforme veremos a seguir.

→ Localização da mata de araucárias

A mata de araucárias ocorre predominantemente nos estados da região Sul do Brasil. Sua área original correspondia a quase 40% das terras do Paraná, onde tinha a maior presença nas regiões centro-sul e sudeste. Essa vegetação se estende também por Santa Catarina e pelo Rio Grande do Sul.

Essa cobertura vegetal está presente em algumas áreas isoladas, e nelas constitui manchas de vegetação (ou refúgios), dos planaltos e montanhas da região Sudeste, especialmente onde há o predomínio de climas amenos, como é o caso das regiões serranas, em especial as serras do Mar e da Mantiqueira, dos estados de:

→ Vegetação da mata de araucárias

A vegetação que caracteriza a mata de araucárias é a floresta ombrófila mista, que tem como uma de suas principais características a grande disponibilidade de umidade, uma vez que ocorre em regiões de climas úmidos, e também o fato de que suas árvores são perenifólias, ou seja, elas não perdem as suas folhas durante a estação seca.

Outro importante aspecto desse tipo de formação vegetal é a presença da Araucaria angustifolia, chamada também de pinheiro-do-paraná ou pinheiro-do-brasil, e que dá nome à mata de araucária.

→ Fauna da mata de araucárias

O conjunto de animais que têm a mata de araucárias como seu habitat natural é muito diversificado e formado principalmente por:

Listamos abaixo alguns dos animais encontrados nas regiões recobertas por esse tipo de vegetação, há muitos outros além deles. É preciso destacar que existem, nessa relação, algumas espécies ameaçadas de extinção, processo esse que, cada vez mais, é acelerado em função da rápida taxa devastação desse ecossistema.

  • gralha-azul;

  • jaguatirica;

  • capivara;

  • cutia;

  • papagaio;

  • macaco-prego;

  • mico-leão-dourado;

  • mono-carvoeiro;

  • onça-pintada;

  • preguiça-de-coleira;

  • tamanduá;

  • guariba;

  • tucano;

  • beija-flor;

  • jararaca;

  • teiú.

 Gralha-azul sobre um galho.
A gralha-azul é um dos animais que compõem a biodiversidade da mata de araucárias.

→ Flora da mata de araucárias

A araucária é a árvore mais representativa desse ecossistema, que recebe o nome de mata de araucárias pela sua predominância na composição florística. Trata-se de uma família de árvores coníferas, aciculifoliadas (folhas finas com formato de agulha) e que têm caules de 1 m a 1,5 m de diâmetro e altura que varia entre 20 m e 25 m. O tempo de vida de uma araucária é longo, podendo chegar a 300 anos. O fruto da araucária é a pinha, que produz dezenas de sementes que recebem o nome de pinhão.

Além das araucárias, a floresta ombrófila mista é formada pelos seguintes espécimes vegetais:

  • pinheiro-bravo;

  • sassafrás;

  • canela-lageana;

  • canela-guaicá;

  • imbuia;

  • ipê;

  • erva-mate.

→ Solo da mata de araucárias

A mata de araucárias se desenvolve sobre solos com elevado teor de umidade e de nutrientes, portanto são, geralmente, férteis, e de profundidade média a elevada na maioria dos casos. Entretanto, existem aqueles com propriedades bastante variadas nas áreas em que a mata de araucárias se desenvolve.

→ Clima da mata de araucárias

A cobertura da mata de araucárias se desenvolve em uma região de clima subtropical. O clima subtropical é caracterizado por temperaturas que variam entre verões muito quentes, que marcam mais de 30 ºC, e invernos muito frios, com médias inferiores a 10 ºC.

Em algumas áreas, os termômetros podem registrar valores próximos de zero ou negativos, com a ocorrência de precipitação na forma de neve em algumas cidades. A geada é um fenômeno comum nos meses mais frios desse tipo de clima. Outro aspecto fundamental do clima subtropical são as chuvas abundantes e bem distribuídas durante o ano, com volumes anuais que variam entre 1250 mm e 1500 mm.

→ Hidrografia da mata de araucárias

A mata de araucárias está compreendida na bacia Platina, cuja área é formada pelas bacias do Paraná, do Paraguai e do Uruguai. Trata-se de uma das mais importantes regiões hidrográficas do Brasil, com rios perenes, caudalosos e que dispõem de um enorme potencial para a geração de energia hidráulica pelo seu relevo planáltico. Nessa bacia foi construída a maior usina hidrelétrica do país e a segunda maior do mundo, a Usina Hidrelétrica de Itaipu, geradora de energia hidrelétrica.

Saiba mais: Amazônia — um dos biomas mais ricos em biodiversidade do mundo

Aspectos econômicos da mata de araucárias

A madeira proveniente do caule das araucárias e o pinhão, semente de alto valor nutritivo produzida pela pinha, conferem um papel econômico de grande importância para o domínio vegetal das araucárias. Concomitantemente, esse constitui o principal foco de problemas ambientais para o ecossistema.

Diversas utilidades são dadas à madeira de coloração mais clara oriunda do pinheiro-brasileiro, como na fabricação de:

  • lápis;

  • caixas;

  • palitos de fósforo;

  • forros;

  • assoalhos;

  • vigas;

  • mastros de embarcações;

  • peças de pianos;

  • uma série de outros utensílios.

É possível realizar também a remoção da polpa da celulose, empregada na fabricação de papel. A resina extraída do seu caule contém alcatrão vegetal, que possui uso em diversos setores, como o farmacêutico, químico e veterinário. Desse material, é possível produzir também óleos.

O pinhão tem valor nutricional e medicinal, e serve de alimento para pessoas e também para a fauna que vive nas matas de araucárias. Essa semente é comercializada com outras regiões do país, sendo, portanto, uma fonte de renda para produtores da região.

Pinha aberta sobre o chão com as sementes de araucária expostas.
O pinhão, semente da araucária, fica no interior das pinhas. Tem elevado valor nutricional e serve de alimento para a fauna e para os seres humanos.

Degradação e conservação da mata de araucárias

A mata de araucárias é um dos domínios vegetais brasileiros que têm sofrido com o intenso processo de degradação devido aos avanços de atividades econômicas exploratórias, como a agropecuária, que promove a abertura de novas áreas para o seu desenvolvimento, e a extração de madeira. Para além disso, o avanço das cidades e das áreas urbanizadas contribuiu para a aceleração do desmatamento da floresta de araucárias.

Essa vegetação recobria uma superfície de aproximadamente 200 mil km², e atualmente representa somente 1% da cobertura original. No estado do Paraná, um dos mais afetados, a mata de araucárias recobre apenas 0,8% da sua área inicial. Uma listagem feita pelo Ministério do Meio Ambiente, em 2021, sobre as espécies vegetais ameaçadas de extinção, já colocava a araucária em uma situação vulnerável.|1|

Uma decisão do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), datada de 2001, restringiu o manejo e o corte da araucária. Mais recentemente, outros instrumentos legais foram desenvolvidos com o intuito de que ocorram a promoção da recuperação de áreas e o reflorestamento.

Existem ainda projetos de menor escala desenvolvidos no âmbito das unidades de conservação que pretendem recuperar áreas desmatadas mediante o plantio de mudas de araucária, buscando restaurar de certo modo o equilíbrio ecossistêmico dessas áreas.|2|

Veja também: Pantanal — o bioma mais preservado do Brasil

Curiosidades sobre a mata de araucárias

  • As araucárias e a gralha-azul são alguns dos símbolos do estado do Paraná, que abrigava originalmente a maior extensão da mata de araucárias.

  • Encontra-se araucárias também em outros países da América do Sul, como:

  • Somente três espécies de araucárias produzem o pinhão. Uma delas é a Araucaria angustifolia, presente no Brasil.

Exercícios resolvidos sobre mata de araucárias

Questão 1

(Fatec) Analise o mapa a seguir.

Mapa do Brasil com sombreamento indicando a mata das araucárias.

A zona sombreada no mapa representa a área típica de ocorrência de uma vegetação do país. Essa vegetação corresponde:

A) aos Cerrados.

B) à Mata Atlântica.

C) à Floresta Temperada.

D) à Mata das Araucárias.

E) às Pradarias ou Pampas.

Resolução:

Alternativa D

A área sombreada corresponde à mata das araucárias, que recobre áreas na região Sul do Brasil.

Questão 2

(Enem)

Vista inferior de araucárias.

Disponível em: http://www.ra-bugio.org.br. Acesso em: 28 jul. 2010.

A imagem retrata a araucária, árvore que faz parte de um importante bioma brasileiro que, no entanto, já foi bastante degradado pela ocupação humana. Uma das formas de intervenção humana relacionada à degradação desse bioma foi:

A) o avanço do extrativismo de minerais metálicos voltados para a exportação na região Sudeste.

B) a contínua ocupação agrícola intensiva de grãos na região Centro-Oeste do Brasil.

C) o processo de desmatamento motivado pela expansão da atividade canavieira no Nordeste brasileiro.

D) o avanço da indústria de papel e celulose a partir da exploração da madeira, extraída principalmente no Sul do Brasil.

E) o adensamento do processo de favelização sobre áreas da Serra do Mar, na região Sudeste.

Resolução:

Alternativa D

A degradação da mata de araucárias deve-se ao avanço do extrativismo vegetal na região, pois a madeira desse pinheiro é muito utilizada na produção de diversos utensílios e a sua polpa de celulose é destinada à produção de papel.

Notas

|1| MENEGASSI, Duda. Ministério institui lista da flora de espécies ameaçadas de extinção. O Eco, 16 dez. 2021. Disponível aqui.

|2| MONGABAY. Projeto se alia a agricultores para restaurar matas de araucária no Paraná. ECOA, 02 set. 2021. Disponível aqui.  

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Mata de araucárias"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/mata-araucarias.htm. Acesso em 30 de junho de 2022.

De estudante para estudante


Videoaulas


Lista de exercícios


Exercício 1

De acordo com a leitura e análise do texto, aponte as principais características da mata de araucária.

Exercício 2

O Brasil, em razão de sua grande extensão territorial e diferentes tipos de clima, possui diversos biomas. Alguns desses biomas podem ser encontrados em mais de um complexo regional brasileiro, no entanto, cada Região apresenta um bioma predominante.
A Mata de Araucária está destacada (verde) no mapa abaixo. Marque a alternativa que indica a Região onde esse bioma é encontrado em abundância.

a) Região Sul

b) Região Norte

c) Região Sudeste

d) Região Centro-Oeste

e) Região Nordeste

PUBLICIDADE

Estude agora


Argumento por exemplificação

A exemplificação sempre foi um recurso importante para a explicação de conceitos mais teóricos ou mais difíceis...

Tempos verbais

Pretérito, presente ou futuro são tempos verbais que exprimem uma variação que indica o momento em que se dá o...