Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

América Latina

A América Latina é uma subdivisão regional formada por países que possuem características socioeconômicas e culturais semelhantes e um passado histórico colonial em comum.

Mapa da América Latina.
A América Latina é formada por 20 países e consiste em uma subdivisão do continente americano.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

A América Latina é uma divisão regional do continente americano formada por países que apresentam um passado histórico e estrutura socioeconômica semelhantes, além de os principais idiomas falados nesses territórios terem origem no latim.

Os países latino-americanos são detentores de uma grande riqueza de paisagens, proporcionada pelos mais diversos tipos de clima e relevo. A região conta com quase 660 milhões de habitantes, a maioria dos quais vive nas cidades. A economia dos países da América Latina é, em sua maioria, baseada no setor terciário e na exploração e comercialização dos recursos naturais, o que inclui a terra agrícola.

Leia também: Oriente Médio — uma região composta por países e territórios da Ásia Ocidental

Tópicos deste artigo

Resumo sobre a América Latina

  • América Latina é uma das regiões em que se divide o continente americano.

  • Estende-se por mais de 20 mil km², desde o México até o sul da América do Sul.

  • É constituída por 20 países e dez dependências.

  • A região possui uma grande variedade climática e paisagística, com áreas de clima tropical, subtropical, frio de montanha e desértico, além de grandes formações de relevo, como a Cordilheira dos Andes, a Planície Amazônica e a Sierra Madre.

  • Abriga parte importante da biodiversidade mundial, com destaque para a presença da Floresta Amazônica.

  • Sua população é de 659.744.000 habitantes.

  • Aproximadamente 80% dos latino-americanos vivem nas cidades, sendo as maiores delas São Paulo, Cidade do México e Buenos Aires.

  • A América Latina passou por um processo de industrialização tardia e urbanização rápida e acelerada.

  • A economia dos países latino-americanos é baseada na exploração e exportação de recursos naturais, com papel importante também do setor terciário.

  • O nome América Latina foi dado em função de os principais idiomas falados na região (espanhol, francês e português) serem derivados do latim.

Videoaula sobre América Latina

Dados gerais da América Latina

  • Nome oficial: América Latina.

  • Gentílico: latino-americano.

  • Extensão territorial: 20.139.378 km².

  • Abrangência territorial: México e todos os países da América Central e América do Sul.

  • Climas:

    • tropical;

    • equatorial;

    • subtropical.

  • Divisão administrativa: 20 países e dez dependências.

  • Idiomas: espanhol, português, francês, inglês e outros idiomas locais.

  • Religiões:

    • catolicismo;

    • protestantismo;

    • espiritismo.

  • População: 659.744.000 habitantes (ONU, 2022).

  • Densidade demográfica: 32,8 hab./km².

  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH):

    • Maior IDH: 0,855 (Chile).

    • Menor IDH: 0,535 (Haiti).

  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 5,45 trilhões.

  • PIB per capita: US$ 8.327.

  • Fuso horário: GMT -3 a GMT -8.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Países da América Latina

Argentina

Haiti

Bolívia

Honduras

Brasil

México

Chile

Nicarágua

Colômbia

Panamá

Costa Rica

Paraguai

Cuba

Peru

Equador

República Dominicana

El Salvador

Uruguai

Guatemala

Venezuela


Importante: Porto Rico pode também ser considerado um país pertencente à América Latina em decorrência da sua história de colonização espanhola e pelas características socioeconômicas do território. No entanto, nem sempre aparece listado em decorrência do seu atual status de Estado Livre Associado aos Estados Unidos. A Guiana Francesa também integra a América Latina, sendo esse território uma dependência da França.

A listagem de países que pertencem à América Latina pode divergir de acordo com a fonte. Isso acontece porque os critérios para a divisão regional, quando levam em consideração principalmente fatores socioeconômicos, incluem todos os territórios (países e dependências) da América Central como sendo parte da América Latina.

Mapa da América Latina

Mapa da América Latina, com indicação dos nomes dos países que fazem parte dessa subdivisão do continente americano.

Geografia da América Latina

A América Latina é uma subdivisão do continente americano que compreende países com características socioculturais e históricas semelhantes, com processos de formação territorial também correlatos. Essa grande região se estende por 20.139.378 km², desde o México até o extremo sul da América do Sul, compreendendo 20 países e dez dependências. Devido à sua abrangência territorial, é referida também como América Latina e Caribe pelas Nações Unidas.

Clima da América Latina

A maior parte da América Latina fica na zona tropical do planeta Terra, o que condiciona a predominância de climas quentes e de umidade média a elevada, como o clima tropical (e suas variações, como o clima subtropical) e o clima equatorial, estando este presente nas áreas mais próximas à linha do Equador.

Identifica-se ainda a ocorrência de climas secos e desérticos em regiões como o norte do México e a costa sudoeste da América do Sul, bem como climas mais amenos ou frios, como nos terrenos elevados da Cordilheira dos Andes e nas regiões subtropicais que compreendem o Sul do Brasil, Uruguai, Argentina e Chile.

Relevo da América Latina

Vista superior da Cordilheira dos Andes, que reúne algumas das maiores montanhas da América Latina.
 A Cordilheira dos Andes reúne algumas das maiores montanhas da América Latina.

A América Latina apresenta uma grande diversidade paisagística, que é formada por dobramentos modernos (ou montanhas), planaltos, depressões e extensas planícies.

Os países montanhosos se concentram ao norte e na costa oeste sul-americana, com destaque para as Montanhas Rochosas, que se estendem pelo território mexicano e lá recebem o nome de Sierra Madre, e para a Cordilheira dos Andes, presente em sete países da América do Sul. Grandes planaltos caracterizam o relevo brasileiro e de parte dos territórios vizinhos setentrionais, como Guiana e Suriname.

A planície amazônica, cuja maior extensão fica no Brasil, os terrenos que formam os pampas e o chaco, além das planícies litorâneas, são algumas das principais feições do tipo encontradas na América Latina.

Vegetação da América Latina

A vegetação da América Latina varia conforme a distribuição climática. A região abriga a maior e mais biodiversa floresta equatorial do mundo, que é a Floresta Amazônica. As florestas tropicais estão presentes ainda em grandes extensões no sul do México e nos países caribenhos, além da costa leste brasileira.

As savanas, que correspondem ao Cerrado e à Caatinga no caso brasileiro, são o segundo tipo de vegetação predominante nos países latino-americanos, com destaque ainda para os campos de gramíneas e estepes. Nota-se ainda a presença de grandes áreas desérticas no norte do México e na costa chilena.

Vista superior da Floresta Amazônica, a floresta equatorial presente em nove países da América Latina.
A Floresta Amazônica está presente em nove países da América Latina.

Hidrografia da América Latina

O regime hídrico observado na maioria dos climas da América Latina permite ainda o desenvolvimento de longos e extensos cursos d’água perenes por toda a sua extensão, com destaque para o rio Amazonas e o rio Orinoco, na América do Sul, e o rio Grande, que faz as vezes de fronteira natural entre o México e os Estados Unidos — ou entre a América Latina e a América Anglo-Saxônica.

Acesse também: Tipos de vegetação da América Anglo-Saxônica

Divisão da América Latina

Os países da América Latina são divididos de acordo com a sua localização em:

  • América Central e Caribe: compreendem todos os países centro-americanos e aqueles que são total ou parcialmente banhados pelo mar do Caribe, o que inclui o México. Essa região pode ser subdividida em:

    • América Central Ístmica: formada pelos países que interligam as Américas do Norte e do Sul, como México, Nicarágua, Belize e Guatemala.

    • América Central Insular: formada pelos países insulares que constituem as Antilhas (Grandes Antilhas e Pequenas Antilhas), como Cuba.

  • América do Sul: formada por 11 países e pelo território da Guiana Francesa. Divide-se em:

    • América Andina: conjunto de países que são atravessados pela Cordilheira dos Andes, como Venezuela, Colômbia e Equador.

    • América Platina: formada por Argentina, Uruguai e Paraguai.

    • Guianas: região onde se localiza a Guiana Francesa.

Demografia da América Latina

A América Latina é a região mais populosa do continente americano. De acordo com dados da ONU, vivem nos países latino-americanos 659.744.000 pessoas, o equivalente a 64% de toda a população da América. O mais populoso dos países latino-americanos é o Brasil, com 207,8 milhões de habitantes (IBGE, 2022). No outro extremo, o Uruguai abriga a menor população latino-americana, tendo 3,4 milhões de habitantes.

Quase 81% da população latino-americana vive nas cidades, o que nos leva a classificar a região como urbanizada. A Cidade do México, São Paulo, Buenos Aires, Rio de Janeiro e Lima se destacam como as cinco maiores áreas urbanas da América Latina, reunindo, em conjunto, mais de 80 milhões de pessoas.

Vista panorâmica da Cidade do México, uma das maiores cidades da América Latina.
A Cidade do México, capital do país, é uma das maiores cidades da América Latina.

O crescimento populacional da América Latina passa hoje por um processo de desaceleração. As taxas anuais têm diminuído de forma lenta e gradual, sendo atualmente de 0,9%. Com isso, tem-se dado uma alteração no perfil da população latino-americana e o consequente envelhecimento populacional. É importante notar que a expectativa de vida na região também aumentou nas últimas décadas e é hoje de 75,25 anos.

Economia da América Latina

A América Latina é uma região formada majoritariamente por países em desenvolvimento, classificados também como países emergentes. A economia haitiana é a única classificada pela ONU como subdesenvolvida, tendo o IDH mais baixo do continente (0,535). No geral, o Produto Interno Bruto (PIB) da América Latina é de 5,45 trilhões de dólares, com valor per capita de aproximadamente 8 mil dólares.

Embora haja diferenças importantes quando analisamos individualmente as economias nacionais latino-americanas, o que esses países têm em comum é o peso que as atividades terciárias e primárias exercem internamente e também nas relações exteriores, tornando-se grandes exportadores de matérias-primas e receptores de investimentos estrangeiros diretos nesse setor.

As nações latino-americanas apresentam muitas riquezas naturais, que compreendem minérios, combustíveis e a terra, sendo assim grandes produtores minerais e de gêneros agropecuários, desde matérias-primas, como grãos, até alimentos, como carnes e frutas.

O setor industrial da América Latina se desenvolveu tardiamente quando comparado ao processo de industrialização que aconteceu em escala global a partir do século XVIII. As indústrias presentes na região se voltam principalmente para o processamento de alimentos e para a produção de bens de consumo duráveis, concentrando-se em países como Brasil, Chile, Argentina e México.

Infraestrutura da América Latina

A América Latina é composta por países emergentes, em sua maioria, e que apresentam maioria de sua população vivendo em áreas urbanizadas. Nesse sentido, uma característica do processo de urbanização dos países latino-americanos é o fato de ele ter decorrido de forma rápida e acelerada a partir da segunda metade do século XX, levando ao inchaço das cidades e à instalação do fenômeno conhecido como macrocefalia urbana. Essa realidade é comum de ser observada nas metrópoles e grandes cidades latino-americanas como São Paulo, Cidade do México, Bogotá, Lima e Montevidéu.

O acesso à rede de infraestrutura é limitado na América Latina, conforme apontam os dados da ONU. De acordo com a organização, cerca de 80% dos moradores das cidades possuem acesso à água potável, enquanto no campo essa parcela cai para 53%. O saneamento básico quase dobrou nos últimos anos, embora atenda a somente 40% da população urbana da região. Em contrapartida, o acesso à rede de energia elétrica é amplo, compreendendo 98,5% da população latino-americana, conforme o Banco Mundial.

História da América Latina

A história dos países latino-americanos é um dos traços que os aproxima e que, além disso, nos permite falar em uma região relativamente coesa. No passado que antecede a chegada dos europeus no continente americano, importantes civilizações se desenvolveram nos países da América Latina, notadamente nas regiões da Mesoamérica, hoje América Central, e da América Andina, em momentos diferentes. Ambas tiveram grande importância para o estabelecimento da cultura e para a formação territorial dos seus respectivos países. Tratamos aqui dos maias, astecas e incas.

Profundas transformações aconteceram nos países latino-americanos a partir do século XVI, com a chegada dos colonizadores europeus, notadamente espanhóis e portugueses. Diferentemente do que aconteceu na América Anglo-Saxônica, as colônias instaladas na América Latina foram colônias de exploração, de onde se retiravam recursos naturais como madeira, minérios e pedras preciosas para serem enviadas para a metrópole, na Europa.

O período que se estende do século XIX até o século XX é marcado pela independência das colônias latino-americanas. Uma das primeiras a conquistar a sua soberania territorial foi o Haiti (1804), seguido do Chile e da Colômbia (1810). A Guiana e o Suriname foram os últimos países a se tornarem independentes na região, o que aconteceu na segunda metade do século XX, respectivamente em 1966 e 1975.

O século XX ficou marcado pela formação de importantes blocos e organizações regionais, como a Organização dos Estados Americanos (OEA), que compreende toda a América, e também o Mercado Comum do Sul (Mercosul), que promove a integração econômica dos países latino-americanos situados na América do Sul. Ainda, grandes instabilidades políticas caracterizaram esse período, em especial o intervalo que compreende as décadas de 1960 a 1990.

Atualmente, o maior alinhamento político e ideológico dos governos locais dá início a um novo período que se acredita ser de maior integração política e econômica regional, fortalecendo assim a união entre os países da América Latina.

Veja também: Leste Europeu — uma região histórica e cultural do continente europeu

Etimologia de América Latina

A América Latina recebe esse nome em decorrência da raiz dos idiomas que são falados na maioria dos países que a compõem. Parte da família indo-europeia, os idiomas expressos na América Latina são derivados do latim, sendo esses idiomas o espanhol, o francês e o português.

É importante lembrar, no entanto, que existem países que integram essa região, mas que não possuem nenhum desses idiomas como língua oficial, a exemplo da Guiana, onde se fala inglês, e do Suriname, onde a língua oficial é o neerlandês, sendo ambas línguas germânicas.

Cultura da América Latina

 Grupo de pessoas dançando em pares no México, um dos países que fazem parte da América Latina.
A América Latina é conhecida pela sua enorme riqueza cultural. [1]

A cultura latina, como é chamada a expressão cultural da América Latina, é reconhecida em todo o mundo pela sua grande riqueza e diversidade. Os aspectos culturais da região são derivados principalmente dos povos nativos que habitavam os territórios latinos antes da chegada dos colonizadores, mas também dos europeus, dos africanos e dos diversos povos migrantes que aqui se instalaram.

Como vimos, as principais línguas faladas na região são o espanhol, o francês e o português. Muitos países, como aqueles da América Andina, por exemplo, preservam ainda os idiomas dos povos indígenas e das comunidades tradicionais, totalizando mais de 400 línguas faladas. A religiosidade é outro aspecto importante da cultura latino-americana, com destaque para as religiões cristãs e para as celebrações tradicionais a elas associadas.

A cultura regional é marcada também pelos inúmeros ritmos musicais latinos, como o samba, a salsa, a bossa nova e a rumba, pelas danças típicas e pela rica gastronomia.

Curiosidades sobre a América Latina

  • A gastronomia do México foi tombada como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) em 2010.

  • No Paraguai, além do espanhol, o guarani é considerado também idioma oficial do país.

  • A Costa Rica é uma das nações mais felizes do mundo, sendo o único país latino-americano a figurar no ranking composto por 20 países.

  • A Argentina foi responsável pelo primeiro longa-metragem de animação do mundo, chamado El Apóstol (1917), do diretor Quirino Cristiani.

  • A América Latina reúne dez títulos da Copa do Mundo, pertencentes à Argentina (três), ao Brasil (cinco) e ao Uruguai (dois).

Crédito de imagem

[1] ooo.photography / Shutterstock

Fontes

UNITED NATIONS. Data: Latin America and the Caribbean. Disponível em: https://data.un.org/en/reg/g419.html.

UNDP. Human Development Insights: Latin America and the Caribbean. Disponível em: https://hdr.undp.org/data-center/country-insights#/ranks.

UNDP. Regional Human Development Report 2021 – Trapped: High Inequality and Low Growth in Latin America and the Caribbean. Disponível em: https://www.undp.org/latin-america/publications/regional-human-development-report-2021-trapped-high-inequality-and-low-growth-latin-america-and-caribbean.

WORLD BANK. Data: Latin America & Caribbean. Disponível em: https://data.worldbank.org/region/latin-america-and-caribbean.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "América Latina"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/america-latina.htm. Acesso em 18 de maio de 2024.

De estudante para estudante


Videoaulas


Lista de exercícios


Exercício 1

A respeito das características que diferenciam a América Latina da América Anglo-saxônica, avalie as proposições abaixo:

I) A América Anglo-saxônica, além de ter tido um passado colonial diferente dos países da América Latina, possui o Inglês como língua oficial.

II) A maior parte dos países latino-americanos teve, no período colonial, suas economias destinadas ao abastecimento da metrópole, característica comum em colônias de exploração.

III) Os países da América latina possuem um passado comum. A maior parte de seus países foi colônia de exploração de países europeus, como Espanha, Portugal e França.

IV) Ao avaliar o passado dos países da América Anglo-saxônica e da América Latina, torna-se difícil compreender como países com períodos e história de colonização tão semelhantes tenham hoje um panorama social e econômico tão distintos.

Estão corretas as alternativas:

a) I, II e III.

b) II e IV.

c) Apenas a IV.

d) Todas as alternativas.

e) Nenhuma das alternativas.

Exercício 2

A respeito das características da América Latina, estão corretas as afirmativas abaixo, exceto:

a) A América Latina representa a maior parte do continente americano e localiza-se entre o Rio Grande (fronteira entre os Estados Unidos e o México) e a Terra do Fogo (extremo sul do continente).

b) A América Latina é regionalizada de acordo com critérios físicos, como relevo, hidrografia e clima.

c) A América Latina é muito extensa no sentindo norte-sul. Sua área total é de 21.060.501 km2, o que resulta em uma densidade demográfica de 27,8 habitantes por km2.

d) A América Latina recebe esse nome porque é composta por países que têm como língua oficial idiomas que derivam do latim, como português, espanhol e francês.

e) O México, embora tenha proximidade com os países da América Anglo-saxônica, é um país que possui mais semelhanças históricas e culturais com os países que compõem a América Latina.