Topo
pesquisar

Gálio

Química

O gálio (Ga) é o elemento químico de número atômico 31, possui um baixo ponto de fusão (29,76ºC) entre os metais, derretendo nas mãos, além de ser muito usado em semicondutores.
PUBLICIDADE

O gálio é um elemento químico de número atômico (Z) igual a 31 e seu símbolo é Ga. Ele pertence à família 13 (ou grupo IIIA, segundo a numeração antiga), que é a família do boro, sendo um metal de cor “prateada” semelhante ao alumínio.

Uma de suas propriedades mais interessantes é o seu ponto de fusão, que é baixo em relação a quase todos os metais (exceto o mercúrio) até então conhecidos, aproximadamente 29,76 ºC. Desse modo, em condições ambientes, ele costuma ficar no estado sólido. Porém, em dias mais quentes, ele funde-se, passando para o estado líquido. É por isso que, se segurarmos esse metal com as mãos, ele começará a derreter, pois nossa temperatura é maior que seu ponto de fusão.


Ao guardar o gálio, ele não pode preencher todo o recipiente, pois ele expande-se ao solidificar-se

Existem muitos vídeos na internet que mostram uma colher que derrete ao ser colocada em um copo com água. Na verdade, essas colheres são feitas de gálio, e não de outros metais ou ligas metálicas mais comuns, como o alumínio ou o aço. Assim, quando a colher de gálio é colocada em água morna, ela torna-se líquida. Veja mais sobre isso no texto “Proposta de aula experimental sobre ponto de fusão”.

O gálio também tem outra característica diferente, que é o enorme intervalo entre as temperaturas de fusão e ebulição. Conforme já dito, seu ponto de fusão é de cerca de 29,76 ºC, mas seu ponto de ebulição é cerca de 2204ºC.

O gálio foi descoberto entre as 3h e 4h da madrugada do dia 27 de agosto de 1875 pelo químico francês Paul Lecoq de Boisbaudran. Um aspecto interessante é que anos antes, em 1868, o químico russo Dimitri Ivanovitch Mendeleyev (1834-1907) propôs a Tabela Periódica, mas deixou uma lacuna para um elemento que até então era desconhecido. Mendeleyev chamou-o de eka-alumínio, pois ele previu de maneira espetacular que na fileira horizontal do boro, entre o alumínio e o urânio, ficaria esse elemento.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Químico francês Paul Lecoq de Boisbaudran – descobridor do gálio

Mendeleyev previu até mesmo as propriedades desse elemento, como o seu peso atômico, que seria 68, e sua gravidade específica, que seria igual a 5,9. Assim sendo, Lecoq descobriu um elemento com peso atômico igual a 69 e gravidade específica igual a 4,7, indicando que Mendeleyev teria errado. Todavia, Mendeleyev disse que a amostra de Lecoq não era pura o suficiente e que ele deveria repetir os experimentos.

Foi isso o que Lecoq fez, e surpreendentemente Mendeleyev estava certo, a gravidade específica desse novo elemento era igual a 5,9. Dessa forma, tratava-se realmente do eka-alumínio que Mendeleyev havia previsto.

Lecoq deu o nome “Gálio” para o elemento descoberto em referência ao nome em latim para a França, que é Gallia. Mas existem alguns que afirmam que, na verdade, seu objetivo era outro, pois, em francês, Le coq significa “o galo” e, em latim, fica gallus.


Átomo de gálio — símbolo, número atômico, massa atômica e configuração eletrônica

Outra propriedade do gálio é que ele corrói outros metais. Na internet existem alguns vídeos que mostram a colocação de um pouquinho de gálio líquido em cima de uma latinha de alumínio. Depois de algumas horas, é possível quebrá-la com as mãos de forma bem fácil.

Dentre as aplicações do gálio, podemos destacar:

* É usado na fabricação de espelhos;

* É um semicondutor e conduz o calor duas vezes menos que o ferro. Por isso, ele é usado na produção de diodos, LEDs, transistores e sensores de temperatura, de luz e de campos magnéticos;

* Em termômetros usados para temperaturas muito elevadas;

* Na fabricação de ligas metálicas que precisam possuir baixos pontos de fusão;

* Obtenção do gás hidrogênio por meio do contato entre a liga de gálio-alumínio e a água;

* O isótopo Ga-37 é radioativo e é usado como traçador em exames para detectar enfermidades e tumores.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Elemento químico gálio de número atômico 31
Elemento químico gálio de número atômico 31

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "Gálio"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/galio.htm. Acesso em 19 de setembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola