Topo
pesquisar
Texto-A+A

O que é LED?

O que é Física?

O LED é um dispositivo capaz de emitir luz de forma eficiente e econômica, portanto, é uma alternativa interessante para a iluminação pública e residencial.
As lâmpadas de LED trazem uma grande economia no consumo de energia elétrica
As lâmpadas de LED trazem uma grande economia no consumo de energia elétrica
PUBLICIDADE

Na língua portuguesa, a palavra LED significa diodo emissor de luz. Trata-se de um componente eletrônico capaz de emitir luz visivel transformando energia elétrica em energia luminosa. Esse processo é chamado de eletroluminescência

O primeiro LED foi criado em 1963 pelo engenheiro e inventor Nick Holonyak e era capaz de emitir apenas a cor vermelha. Com o passar dos anos e com o desenvolvimento da tecnologia, novas cores de LED foram desenvolvidas. Diferentemente do laser, o LED não emite luz monocromática, mas sim uma faixa pequena de determinadas cores.

Os LEDs são feitos de materiais semicondutores. Substituindo alguns dos seus átomos por outros em um processo chamado de dopagem, é possível controlar a cor emitida pelo dispositivo. Confira os exemplos a seguir:

Tipo de semicondutor

Luz emitida

Arsenieto de gálio e alumínio

Vermelha

Fosfato de alumínio, índio e gálio

Amarela

Fosfato de gálio

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Verde

Nitreto de gálio

Azul

A composição do LED afeta a cor da luz emitida

Esses dispositivos normalmente operam com tensões elétricas entre 1,5 V e 3,3 V. Os LEDs brancos, também conhecidos como RGB (do inglês, red, green e blue) são formados por três LEDs: um vermelho, um verde e um azul.

Atualmente, é comum encontrar televisores que utilizam a tecnologia LED em seus painéis. Essa popularização deve-se a alguns fatores, como:

  • Baixo consumo de energia elétrica, em relação às lâmpadas convencionais incandescentes e as lâmpadas fluorescentes;

  • Alto rendimento, ou seja, baixa dissipação de energia;

  • Essa tecnologia é produzida com materiais semicondutores, como o silício, causando menos impactos na natureza do que as tradicionais lâmpadas de mercúrio;

  • Vida útil mais longa, podendo ultrapassar facilmente 100 mil horas de uso.

Tendo em vista tais qualidades, é possível perceber que optar por lâmpadas de LED pode ser uma escolha interessante para a iluminação pública e residencial, pois elas são capazes de trazer mais economia e menos desgaste ambiental. 


Por Rafael Helerbrock
Graduado em Física

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

HELERBROCK, Rafael. "O que é LED?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/fisica/o-que-e-led.htm. Acesso em 18 de julho de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola