Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

País de Gales

O País de Gales é parte do Reino Unido e conta hoje com quase 3,2 milhões de habitantes. A cidade de Cardiff, capital do país, é seu principal centro econômico e cultural.

Bandeira do País de Gales.
Bandeira do País de Gales.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

País de Gales é um país europeu e parte do Reino Unido. Localizado na porção oeste da ilha da Grã-Bretanha, o território galês apresenta relevo acidentado, formado por montanhas e planaltos, e dispõe de um clima temperado oceânico marcado pelas temperaturas amenas e chuvas recorrentes. Sua população de quase 3,2 milhões de habitantes é equivalente a 4,7% da população total do Reino Unido. O País de Gales possui uma economia desenvolvida que tem como base a indústria e o setor de serviços, desempenhando ainda importante papel nos transportes e na exportação de eletricidade regionalmente.

Veja também: Japão — o país que possui uma economia altamente desenvolvida e tecnológica

Tópicos deste artigo

Resumo sobre o País de Gales

  • O País de Gales é uma nação do Reino Unido localizada na ilha da Grã-Bretanha.

  • Sua capital é a cidade de Cardiff.

  • É banhado pelo oceano Atlântico e faz fronteira com a Inglaterra.

  • Apresenta clima temperado oceânico e relevo formado por montanhas e planaltos.

  • A vegetação galesa é de baixo porte, típica dos campos.

  • Possui 3.186.196 habitantes, 4,7% da população do Reino Unido.

  • A maior parte de sua população vive nas cidades, sendo Cardiff a maior delas.

  • A economia do País de Gales é centrada na indústria manufatureira e no setor terciário, com destaque ainda para a geração e exportação de eletricidade.

  • O turismo tem se tornado também cada vez mais importante para a economia do País de Gales, que recebe 1 milhão de visitantes internacionais todos os anos.

  • Seu território foi incorporado ao da Inglaterra no século XVI, permanecendo como parte do Reino Unido.

  • Em 1997 foi aprovada a criação do Governo do País de Gales, desempenhado localmente no âmbito do Parlamento (Senadd).

  • A língua galesa é um dos principais aspectos culturais do País de Gales, falada por um quarto da população.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Dados gerais do País de Gales:

  • Nome oficial: País de Gales

  • Gentílico: galês

  • Extensão territorial: 20.735 km²

  • Localização: Reino Unido, Europa

  • Capital: Cardiff

  • Clima: temperado oceânico

  • Governo: monarquia constitucional parlamentarista

  • Divisão administrativa: 22 unidades governamentais

  • Idioma: inglês e galês

  • Religiões:

    • metodista-calvinista;

    • protestantismo;

    • islâmica;

    • sem religião (quase 50% da população).

  • População: 3.186.196 habitantes (2022)

  • Densidade demográfica: 153,6 hab./km²

  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,901

  • Moeda: libra esterlina

  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 79 bilhões

  • PIB per capita: US$ 25.000

  • Gini: 0,330

  • Fuso horário: GMT

  • Relações exteriores: como parte do Reino Unido, o País de Gales integra:

    • Organização das Nações Unidas (ONU);

    • Organização Mundial do Comércio (OMC);

    • Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE);

    • Grupo dos Sete (G7);

    • Fundo Monetário Internacional (FMI);

    • Banco Mundial;

    • Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan);

    • Comunidade Britânica.

Mapa do País de Gales

Mapa do País de Gales.

Geografia do País de Gales

O País de Gales é um dos países integrantes do Reino Unido, unidade política localizada na ilha da Grã-Bretanha, no continente europeu. O território galês fica no oeste da ilha, fazendo divisa terrestre apenas com a Inglaterra, a leste. É banhado ainda pelo Atlântico Norte, tendo ao sul o canal de Bristol, e a oeste, as baías de Caernarfon e Cardigan. Sua capital é a cidade de Cardiff.

Clima do País de Gales

O clima do País de Gales é o temperado oceânico, com a influência de fatores como as correntes marítimas e o relevo montanhoso. As chuvas são bem distribuídas durante o ano, e o país experimenta elevada nebulosidade na maior parte do tempo. As temperaturas variam de amenas no verão, quando os termômetros marcam 16 ºC, e frias no inverno, chegando próximo de 0 ºC. Na estação fria, há registro de neve nas regiões mais altas do país.

Relevo do País de Gales

O País de Gales apresenta um relevo formado por montanhas e vales encaixados, planaltos e morros que caracterizam até mesmo a paisagem litorânea. Destaca-se a presença das montanhas Cambrianas, formação que cruza o país de norte a sul. O ponto culminante de Gales é a montanha de Snowdon, situada no norte do país, a uma altitude de 1085 metros.

Parque Nacional de Snowdon, no País de Gales, um dos países que integram o Reino Unido.
Parque Nacional de Snowdon, no País de Gales.

Vegetação do País de Gales

A cobertura vegetal do País de Gales é caracterizada pelos campos, vegetação de baixo porte formada por gramíneas e arbustivas. Muitas das florestas encontradas no país são fruto de plantio. E algumas delas apresentam finalidade comercial.

Hidrografia do País de Gales

No passado geológico, os rios e geleiras tiveram papel fundamental na formação do relevo do País de Gales. Hoje, esses cursos d’água se concentram principalmente nos vales e nas terras elevadas do centro do território galês. Entre os principais rios do país, estão o Severn e Wye, que banham também outros países do Reino Unido.

Demografia do País de Gales

A população do País de Gales é de 3.186.196 habitantes, o equivalente a uma parcela de 4,7% da população do Reino Unido. É, portanto, a segunda menor população do Reino Unido, atrás somente da Irlanda do Norte.

Rua Saint Mary, em Cardiff, no País de Gales, uma rua que possui bandeiras do país ao longo de sua extensão.
Paisagem urbana em Cardiff, capital e maior cidade do País de Gales. [1]

Trata-se de um país densamente povoado, com distribuição da ordem de 153,6 hab./km². A maior parte dos galeses vive nas áreas mais rebaixadas do país, o que abrange a região sul e a fronteira com a Inglaterra. Mais de 80% da população, aliás, vivem nas cidades. Cardiff é a maior delas, com 362.750 habitantes.

Tem-se observado, nos últimos anos, uma tendência de aumento na taxa de crescimento populacional do País de Gales, hoje equivalente à do Reino Unido: 0,53%. Nota-se que esse fenômeno se deve principalmente à migração, tendo em vista a redução da natalidade e o aumento da mortalidade no país.

Assim como outras nações europeias, o País de Gales passa pelo envelhecimento populacional, com idade mediana de 41,9 anos e expectativa de vida superior a 80 anos de idade.

Saiba mais: Envelhecimento populacional da Europa — quais são as causas?

Economia do País de Gales

A economia do País de Gales é considerada desenvolvida, e tem perfil semelhante à do Reino Unido, com predominância do setor terciário na composição do PIB.

Com o Brexit, o país deixou a União Europeia formalmente em 2020, não obstante tenha mantido como principais parceiros comerciais países-membros do bloco como a Alemanha, França e Bélgica. Além disso, há um forte laço com a economia inglesa, principalmente pelo fato dos países utilizarem a mesma moeda, a libra esterlina, emitida pelo Banco da Inglaterra.

O País de Gales é rico em carvão mineral, recurso encontrado principalmente na região sul. Em função disso, o país teve grande importância na Primeira Revolução Industrial. Ainda, destaca-se na geração de hidroeletricidade, exportada para outros países britânicos, como a Inglaterra, e do continente europeu.

A agricultura, a pecuária e a pesca respondem por apenas 2% das receitas do País de Gales, ficando a maior parcela a cargo da indústria, voltada para a produção de alimentos e bebidas, metais e derivados, eletroeletrônicos e equipamentos ópticos, e do setor terciário, que compreende o comércio e o turismo.

Turismo no País de Gales

O turismo é responsável pela geração de mais de meio bilhão de libras de receitas anuais para o País de Gales. De acordo com o levantamento mais recente do governo galês, o país recebe, em média, 1 milhão de visitantes internacionais todos os anos, além de registrar milhões de deslocamentos internos com propósitos turísticos.

◦ Pontos turísticos do País de Gales

As belezas naturais, o passado histórico representado na arquitetura galesa e a sua riqueza cultural são os atributos que atraem milhões de turistas ao país. A cidade de Cardiff é um dos principais centros turísticos do País de Gales, onde é possível visitar inúmeros museus, restaurantes, teatros, e locais como a baía de Cardiff e o famoso Castelo de Cardiff.

Castelo de Cardiff, um dos principais pontos turísticos do País de Gales.
Castelo de Cardiff, um dos pontos turísticos da capital galesa.

No oeste do território galês, chamam a atenção os castelos e as florestas, além da paisagem litorânea. Cidades do norte do País de Gales são procuradas por pessoas interessadas em explorar as paisagens naturais da região, formada por montanhas e cavernas. Uma dessas cidades é Blaenau Ffestiniog, cuja economia depende, em parte, do turismo.

Blaenau Ffestiniog, cidade no norte do País de Gales. [2]
Blaenau Ffestiniog, cidade no norte do País de Gales. [2]

Infraestrutura do País de Gales

O País de Gales se destaca na geração de eletricidade, destinada tanto ao uso doméstico quanto ao exterior. Considerando o total de energia gerada pelo país, pouco menos da metade é consumida internamente, e o restante é exportado para a Inglaterra, Irlanda e outras redes europeias, de acordo com relatório do governo galês.

O país tem conseguido reduzir gradativamente a utilização de combustíveis fósseis, tornando a sua matriz energética mais limpa. Hoje um quarto da geração de energia é oriunda de fontes renováveis.

A rede de transportes do País de Gales tem baixo nível de integração modal, embora atenda bem às necessidades de transporte internacional. No que se refere aos transportes, o modal rodoviário é mais utilizado no país, que apresenta longas redes de rodovias pavimentadas, em especial na zona costeira.

O modal ferroviário é pouco utilizado, sendo concentrado no litoral, onde ocorre sua integração com os portos marítimos, e também tem finalidade turística. Destaca-se ainda que portos do País de Gales são importantes para o escoamento de produtos, como combustíveis fósseis, de outros países europeus.

Leia também: Noruega — o país mais desenvolvido do mundo

Governo do País de Gales

O País de Gales é parte da união política do Reino Unido, sendo uma monarquia constitucional parlamentarista. No final da década de 1990, o país fez uma votação para decidir se haveria ou não um governo local, o que foi aprovado.

Assim, o País de Gales possui um governo descentralizado desempenhado no âmbito do Parlamento (Senedd), que tem à frente o primeiro-ministro. Os membros do Parlamento são eleitos em diferentes círculos eleitorais em que o país é dividido. São esses mesmos parlamentares os responsáveis pela escolha dos ministros do País de Gales.

Etimologia do País de Gales

O nome em inglês do País de Gales é Wales, oriundo de uma palavra anglo-saxônica que significa “estrangeiro”. No idioma galês, o nome do País de Gales é escrito como Cymru. Acredita-se que esse nome seja derivado da sua forma no plural, Cymro, que, por sua vez, vem de combrogos, do britônico. Na tradução literal, combrogos significa “um compatriota”.

História do País de Gales

A área que corresponde ao atual País de Gales já era povoada há milhares de anos antes de era atual. Ali se desenvolviam atividades primárias como a agricultura e o pastoreio de animais.

Por volta do ano de 600 a.C., os primeiros povos celtas começaram a se instalar naquela região, dando início a um período de quase sete séculos conhecido como a Era dos Celtas, que se estendeu até o ano 50 da era atual. Com a chegada dos celtas, intensificou-se o uso e a manipulação de ferro e outros tipos de metais, como o ouro. Além disso, esse povo constituiu as bases da cultura galesa.

O fim da Era dos Celtas foi marcado pela dominação do Império Romano sobre territórios da ilha da Grã-Bretanha, iniciando suas conquistas na Inglaterra e depois ampliando seus domínios para o País de Gales. Durante o período de dominação romana, várias cidades foram construídas, e o catolicismo foi introduzido na região. Com o declínio do Império Romano, chegou ao fim também o seu domínio sobre Gales, que passou a ser dividido em diversos reinos.

Nos períodos subsequentes, o País de Gales sofreu com a invasão de outros povos, como os vikings e os normandos, que correspondem aos franceses. Esse segundo grupo se concentrava no sul do território galês, principalmente na sua fronteira com a Inglaterra, e suas ofensivas perduraram entre os séculos XI e XII.

A conquista de parte do País de Gales foi feita pelo rei inglês Eduardo I, durante o século XIII, que tinha como objetivo a conquista da maior parte da ilha britânica. O processo não se deu sem a resistência dos galeses, mas sem sucesso.

Uma nova rebelião contra a dominação inglesa aconteceu no País de Gales durante o século XIV, mas o território foi incorporado à Inglaterra durante o reinado de Henrique VIII, na primeira metade do século XVI, mais precisamente em 1536.

Rico em recursos como o carvão mineral, as minas do País de Gales foram de extrema importância durante o século XIX para a economia regional, o que suscitou uma intensa onda migratória de outros países, principalmente da Inglaterra, para o sul do território galês.

A atividade mineradora e outras indústrias tradicionais galesas foram impactadas e sofreram declínio no período entre a Primeira Guerra Mundial e a Segunda Guerra Mundial. A recuperação da economia aconteceu somente a partir da segunda metade do século XX no país.

Ao final desse período, diante do crescimento do sentimento nacionalista no país, uma votação decidiu pela descentralização do governo e criação do Governo do País de Gales, com um Parlamento galês atuando localmente e com participação no Parlamento britânico.

Cultura do País de Gales

A cultura do País de Gales expressa diversos elementos herdados das tradições célticas e inglesas. O idioma galês é uma das mais importantes expressões da identidade e da cultura do país, e é hoje falado por 25% da sua população, parcela essa que tem crescido significativamente. O inglês é o outro idioma falado no País de Gales.

Uma das festas mais tradicionais galesas é o Dia de São Davi, padroeiro do País de Gales, celebrado todo 1º de março. A data é comemorada em várias cidades, por todo o país, com desfiles, roupas e músicas tradicionais do País de Gales e banquetes que contêm alguns dos pratos típicos, como o bolo galês, um pão doce e “achatado” feito com frutas e especiarias.

Curiosidades sobre o País de Gales

  • Existem cerca de 600 castelos no País de Gales.

  • A população de ovelhas do país é de 10 milhões de animais.

  • O rugby é o esporte nacional do País de Gales.

  • A primeira estrada construída em uma ponte suspensa está localizada no País de Gales, na cidade de Anglesey, construída em 1826.

  • Os símbolos nacionais do país são o dragão, presente na bandeira do país, uma flor, conhecida como narciso, e o alho-poró, que remete à história de Gales.

  • A vila galesa de Llanfairpwllgwyngyllgogerychwyrndrobwllllantysiliogogogoch tem o segundo maior nome do mundo. Esse nome significa: “A Igreja de Santa Maria no oco da aveleira branca perto de um redemoinho rápido e da Igreja de São Tisílio da gruta vermelha”.

Crédito de imagem

[1] Ray Morgan / Shutterstock

[2] Wozzie / Shutterstock

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "País de Gales"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/reino-unido4.htm. Acesso em 29 de maio de 2024.

De estudante para estudante