Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Patagônia

A Patagônia é uma região dividida entre o Chile e a Argentina no extremo sul da América. Sua porção mais meridional é o arquipélago conhecido como Terra do Fogo.

Vista de área montanhosa coberta por neve na região da Patagônia.
A Patagônia fica no sul da América do Sul, estendendo-se pelos territórios chileno e argentino.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

A Patagônia é uma região dividida entre os territórios do Chile e da Argentina, situada no extremo sul da América do Sul. Os planaltos desérticos ou forrados por estepes que caracterizam a maior parte da Patagônia argentina, a leste, dão lugar aos terrenos montanhosos da cordilheira dos Andes, onde se forma uma vegetação florestal. A maior parte da Patagônia experimenta clima frio e seco, com exceção de algumas áreas úmidas a oeste. No sul do território, o frio é acentuado e há a formação de grandes geleiras, que se tornaram importante atração turística dessa região.

Vivem na Patagônia cerca de 2 milhões de pessoas, que desempenham atividades como a agricultura irrigada e a criação de ovelhas. O turismo, entretanto, é hoje a uma das principais atividades econômicas da região.

Leia também: Deserto do Atacama — situado no Chile, é o deserto mais seco da Terra

Tópicos deste artigo

Resumo sobre a Patagônia

  • Patagônia é uma extensa região situada no sul da América do Sul, dividindo-se entre os territórios do Chile e da Argentina.

  • Seu ponto mais meridional é o arquipélago da Terra do Fogo.

  • Apresenta clima predominantemente frio e seco, com a ocorrência de geadas durante todo o ano e precipitação na forma de neve durante invernos rigorosos, principalmente no sul.

  • Os planaltos constituem a maior parte do relevo da Patagônia. Outra feição de destaque é a cordilheira dos Andes, situada a oeste.

  • Vivem na região aproximadamente 2 milhões de habitantes.

  • A criação de ovelhas, a agricultura irrigada e o turismo são as principais atividades econômicas da Patagônia.

Localização da Patagônia

Vista aérea do extremo sul da América, onde fica a Patagônia.
A Patagônia se divide entre o Chile e a Argentina na porção meridional da América do Sul.

A região da Patagônia está localizada no extremo sul da América. Compreende parte dos territórios da Argentina e do Chile, sendo uma área sob o governo de ambos os países. A Patagônia se estende por uma área de aproximadamente 1.060.000 km², estando a maior parcela situada em território argentino.

O território da Patagônia fica distribuído entre as latitudes 37º e 51º no Hemisfério Sul, sendo limitado pelas seguintes estruturas e corpos d’água:

O estreito de Magalhães corresponde à estreita faixa que separa a porção continental da Patagônia do arquipélago conhecido como Terra do Fogo, banhado pelas águas do Atlântico Sul. As ilhas constituem o ponto mais meridional da Patagônia e também do continente sul-americano.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Características da Patagônia

  • Clima da Patagônia

Situada na zona temperada do Hemisfério Sul, os principais fatores climáticos atuantes nessa região, além da latitude, são as correntes marítimas do Pacífico Sul e das Malvinas, o relevo e os ventos que sopram a partir dos oceanos.

A região apresenta climas predominantemente frios e secos, com verões quentes e marcados pela incidência de ventos fortes e invernos rigorosos, que proporcionam a ocorrência de geadas durante todo o ano e a precipitação na forma de neve, especialmente no sul patagônico.

O norte da Patagônia é caracterizado pelo clima semiárido com elevada amplitude térmica anual. As temperaturas variam entre máximas de 40 ºC e mínimas que caem para -5 ºC ou menos. As chuvas variam entre 100-400 mm ao ano nessa região. Ao sul, a umidade se concentra a oeste da cordilheira dos Andes. Fora da região andina, o clima é frio e seco, com temperaturas amenas no verão e invernos muito frios, que chegam a registrar mínimas entre -9 ºC e -33 ºC.

As condições climáticas encontradas nas terras mais meridionais da Patagônia proporcionam a manutenção de uma grande geleira, chamada de Pelito Moreno, situada na porção argentina.

  • Relevo da Patagônia

Com exceção da Patagônia Andina, o relevo desse território é formado essencialmente por extensos planaltos que se elevam a altitudes de até 1500 metros. A paisagem litorânea oriental da Patagônia é composta por muitas falésias, que são grandes escarpas esculpidas pela ação da água do mar, e planícies costeiras muito estreitas.

A borda oeste dos planaltos se encontra com a cordilheira dos Andes, onde se encontram os terrenos de maior elevação da Patagônia. Entre as montanhas mais conhecidas da região patagônica, está o monte Fitz Roy, cujo pico está situado a 3400 metros de altitude.

  • Fauna da Patagônia

Duas lebres-patagônicas alimentando-se de folhas.
A lebre-patagônica é um dos animais que compõem a fauna da região.

A Patagônia abriga uma fauna de aproximadamente 500 diferentes espécies animais entre répteis, mamíferos, aves, insetos e roedores, que vivem principalmente no território chileno. Os aspectos físicos da região resultaram em uma espécie de isolamento que culminou no aparecimento de espécies endêmicas, isto é, encontradas apenas no território patagônico. Algumas delas se encontram atualmente em extinção.

Confira alguns dos animais encontrados na Patagônia:

→ cervo-sul-andino;

→ gato-andino;

albatroz;

→ mara-da-patagônia;

pinguins;

baleia-jubarte;

→ nandu-de-darwin (ou nandu-pequena);

→ puma;

→ veado-sul-andino;

→ leão-marinho;

→ raposa-cinzenta-argentina;

→ pudu (cervo de pequeno porte).

Destaca-se que os animais marinhos são observados nas águas próximas da península Valdés, na costa do Atlântico. A área foi tombada como Patrimônio Mundial pela Unesco em 1999.

  • Flora da Patagônia

Muitos estepes, compostos por gramíneas e arbustos, e regiões desérticas, compostas por plantas adaptadas aos climas secos, constituem a maior parte da paisagem da Patagônia. A exceção fica no oeste do território, onde há a presença de florestas decíduas e bosques. Entre as plantas que compõem a flora patagônica, estão muitas espécies endêmicas.

São encontradas na Patagônia muitas frutas silvestres, orquídeas, urzes, faias, espécies de líquens e fungos, arbustos do deserto, árvores de médio porte e gramíneas de tufo.

Leia também: Cataratas do Iguaçu — o conjunto de quedas d’água entre o Brasil e a Argentina

Economia da Patagônia

Uma pequena população de 2 milhões de pessoas vive na região da Patagônia, território que apresenta densidade populacional de apenas 2 hab./km². A economia que ali se desenvolve concentra suas atividades nos setores primário e terciário.

O subsolo patagônico dispõe de riquezas minerais, como campos localizados de petróleo e gás natural. Recursos minerais, como o carvão e o minério, já são explorados em determinadas parcelas do território, em que também estão presentes depósitos de manganês, chumbo e cobre. O grande potencial hidrelétrico dos rios da região, muitos formados da água de degelo na região andina, levou à construção de barragens para a geração de eletricidade.

A criação de ovelhas é outra importante atividade do setor primário desenvolvida na Patagônia. A agricultura, parte dela irrigada, produz principalmente trigo e frutas, como maçãs, ameixas, pêssegos e peras.

Turismo na Patagônia

O turismo é atualmente a principal atividade econômica na Patagônia. Centenas de milhares de turistas visitam anualmente a região atraídos por fatores como as paisagens deslumbrantes, o frio intenso e a neve, os animais selvagens encontrados somente nessa região da América do Sul, e até mesmo as inúmeras possibilidades de trilhas e escaladas que podem ser realizadas. Veja, a seguir, alguns dos principais pontos turísticos da Patagônia:

→ Parque Nacional Torres del Paine (Chile), com suas montanhas e geleiras.

Paisagem natural no Parque Nacional Torres del Paine, ponto turístico da Patagônia.
Paisagem natural no Parque Nacional Torres del Paine, ponto turístico da Patagônia.

→ Ushuaia (Argentina), capital da província da Terra do Fogo.

Vista da região de Ushuaia, ponto turístico da Patagônia.
Montanhas e passeios de barco pelo Atlântico são atrações de Ushuaia.

→ El Calafate (Argentina), onde ficam algumas das maiores geleiras da Patagônia.

Vista de parte da geleira de Perito Moreno em El Calafate, ponto turístico da Patagônia.
Vista de parte da geleira de Perito Moreno em El Calafate, ponto turístico da Patagônia.

Terra do Fogo

A Terra do Fogo é um arquipélago situado no extremo sul da América do Sul, sendo separado do continente pelo estreito de Magalhães. Apresenta área de 73.746 km², dividida entre o Chile, que detém dois terços do arquipélago, e a Argentina. O arquipélago é formado por uma grande ilha principal, chamada de Terra do Fogo, cinco ilhas medianas e outras ilhas menores. Apresenta clima muito frio e com elevada precipitação, além de relevo esculpido pelas geleiras.

Pela sua localização remota, o arquipélago foi apelidado de Fim do Mundo. O nome Terra do Fogo foi dado pelo explorador português Fernão de Magalhães, no século XVI, em função das fogueiras acesas pela população para se aquecer.

Tem Patagônia no Brasil?

A região da Patagônia se estende exclusivamente pelos territórios do Chile e da Argentina. Dessa forma, ela não compreende o Brasil. Não há, portanto, Patagônia no território brasileiro.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Patagônia"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/patagonia.htm. Acesso em 23 de fevereiro de 2024.

De estudante para estudante