Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Azerbaijão

O Azerbaijão é um país localizado na região do Cáucaso. Independente desde 1991, possui 10 milhões de habitantes e uma economia centrada na exploração de recursos naturais.

Bandeira do Azerbaijão.
Bandeira do Azerbaijão.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Azerbaijão, ou República do Azerbaijão, é um país localizado na região do Cáucaso, entre o Leste da Europa e o Oeste da Ásia. Sua capital é a cidade de Baku. O território do Azerbaijão não possui saída para o oceano, mas é banhado pelas águas do mar Cáspio, um imenso lago de água salgada. Seu relevo é marcado pela presença da cordilheira do Cáucaso, com terrenos montanhosos e planálticos. O país, de mais de 10 milhões de habitantes, é atualmente um importante produtor e exportador de petróleo e gás natural, carro-chefe de sua economia.

Confira nosso podcast: A geopolítica do petróleo

Tópicos deste artigo

Resumo sobre Azerbaijão

  • Azerbaijão é um país localizado no extremo Leste da Europa, no limite com o Oeste da Ásia.

  • Sua capital é Baku.

  • É banhado pelo mar Cáspio, o maior lago de água salgada do mundo.

  • Dispõe de variações do clima subtropical e relevo caracterizado pela presença de planaltos e montanhas, com destaque para a cordilheira do Cáucaso.

  • O principal curso d’água do país é o rio Kura.

  • A população do Azerbaijão é de 10.223.000 habitantes. Trata-se de um país urbanizado, uma vez que 57,2% de sua população vive nas cidades.

  • A produção e a exportação de petróleo e gás natural constituem a base da economia do Azerbaijão.

  • Hoje uma república independente, o Azerbaijão foi uma república soviética entre os anos de 1920 e 1991.

  • Encontra-se em conflito com a Armênia pelo domínio do território de Nagorno-Karabakh.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Dados gerais do Azerbaijão

  • Nome oficial: República do Azerbaijão.

  • Gentílico: azerbaijano.

  • Extensão territorial: 86.600 km².

  • Localização: Leste Europeu / Oeste da Ásia.

  • Capital: Baku.

  • Climas:

    • subtropical semiárido;

    • subtropical úmido.

  • Governo: república presidencialista.

  • Divisão administrativa: 66 distritos, 11 cidades e uma república autônoma.

  • Idioma: azerbaijano (ou azeri).

  • Religiões:

    • islâmica: 97,3%;

    • religiões cristãs: 2,6%.

    • outras: <1%.

  • População: 10.223.000 habitantes (ONU, 2021).

  • Densidade demográfica: 123,7 hab./km².

  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,756.

  • Moeda: manat azeri.

  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 73,37 bilhões (FMI, 2022).

  • PIB per capita: US$ 7160.

  • Gini: 0,337.

  • Fuso horário: GMT +4.

  • Relações exteriores:

    • Organização das Nações Unidas (ONU);

    • Banco Mundial;

    • Fundo Monetário Internacional (FMI);

    • Comunidade dos Estados Independentes (CEI);

    • Organização para a Democracia e o Desenvolvimento Econômico (Guam).

Mapa do Azerbaijão

Mapa do Azerbaijão

Geografia do Azerbaijão

Azerbaijão é um país localizado entre o Leste Europeu e a Ásia Ocidental, estando situado mais precisamente na região da península do Cáucaso. A capital do país é Baku. O território azerbaijano, que não possui saída para o oceano, é banhado pelo mar Cáspio a leste, que, apesar de seu nome, corresponde ao maior lago de água salobra do mundo.

Os países com os quais o Azerbaijão estabelece divisas físicas são os seguintes:

Rússia, ao norte;

Geórgia, a noroeste;

Armênia, a oeste;

Irã, ao sul.

O território do Azerbaijão é constituído também por um enclave denominado Naquichevão, situado a oeste entre a Armênia, a Turquia e o Irã, que corresponde oficialmente a uma república autônoma.

→ Clima do Azerbaijão

O Azerbaijão apresenta clima subtropical, com variações significativas no interior e em parte do seu litoral. As áreas mais centrais do país são marcadas por invernos mais curtos e amenos, que contrastam com longos verões secos e de temperaturas muito elevadas, que podem chegar a 40 °C. Nas parcelas mais elevadas do relevo a diferença é observada no inverno, que tende a ser mais frio.

No litoral sudeste, o clima é quente e úmido, com volumes anuais de chuva de até 1500 mm, sendo a região mais chuvosa do Azerbaijão.

→ Relevo do Azerbaijão

O relevo do Azerbaijão é caracterizado por terrenos centrais relativamente planos, que equivalem a 40% da área do país, cercados por cadeias montanhosas e à estreita faixa de planícies na costa do mar Cáspio. A principal feição de relevo do país é a cordilheira do Cáucaso, ao norte, junto de sua subcordilheira, a sudoeste, chamada de Cáucaso Menor.

Vista das montanhas do Cáucaso no Azerbaijão.
Vista das montanhas do Cáucaso no Azerbaijão.

→ Vegetação do Azerbaijão

A cobertura vegetal do Azerbaijão é formada, em sua maioria, por estepes. Nas encostas das montanhas é possível encontrar florestas formadas por árvores como carvalhos, faias e pinus. Já nos terrenos de maior altitude a vegetação característica é a alpina.

→ Hidrografia do Azerbaijão

O território do Azerbaijão apresenta uma extensa rede de drenagem que flui em direção ao mar Cáspio. A maior parte dos cursos d’água do país é tributária de dois rios principais, que são os rios Kura e Aras.

Veja também: Cazaquistão — um país do continente asiático cujo território também não possui saída para o oceano

Demografia do Azerbaijão

O Azerbaijão possui 10.223.000 habitantes, sendo assim o país mais populoso da região do Cáucaso e o 90º em escala mundial. O território azerbaijano pode ser considerado densamente povoado, com uma distribuição populacional da ordem de 123,7 hab./km².

A maior parcela dos habitantes do Azerbaijão vive na região leste, nas proximidades de sua capital, Baku, que é a maior cidade do país, com 2,4 milhões de moradores. No total, 57,2% vivem nas cidades, caracterizando o Azerbaijão como um país urbanizado.

A taxa de crescimento populacional do país é de 0,67%, bem abaixo da média mundial. O que mantém o aumento da população do Azerbaijão é o número de nascimentos superior ao número de mortes, mais precisamente o dobro, uma vez que o saldo migratório do país é nulo, isto é, o total de imigrantes é equivalente ao de emigrantes. Atualmente, a expectativa de vida de quem nasce no Azerbaijão é de 74,1 anos.

Economia do Azerbaijão

O Azerbaijão apresenta um Produto Interno Bruto (PIB) que supera os 73 bilhões de dólares, de acordo com dados do Fundo Monetário Internacional (FMI). Sua economia se divide entre o setor secundário e o setor terciário, com destaque para a indústria, que responde por 53,5% do PIB nacional. A mão de obra, em contrapartida, está dividida entre o setor primário e o setor terciário.

A exploração de recursos naturais e a indústria associada a essa atividade constituem o carro-chefe da economia do Azerbaijão, principalmente a extração de petróleo e gás natural, colocando o país na posição de exportador de energia e recursos naturais.

A cesta de exportação do Azerbaijão é formada por petróleo em estado bruto e refinado, gás natural, ouro e produtos agrícolas, como tomate. Seus principais compradores são Itália, Israel, Turquia, Alemanha e Índia.

Leia também: Arábia Saudita — um dos maiores produtores e exportadores de petróleo do mundo

Infraestrutura do Azerbaijão

Como país exportador de gás natural, o Azerbaijão é parte do Gasoduto do Sul do Cáucaso, um importante projeto de infraestrutura executado na região que tem como objetivo o transporte desse combustível para os demais países do continente europeu.

O gás natural constitui ainda a principal fonte de energia utilizada no Azerbaijão, que apresenta uma ampla rede de cobertura elétrica. Os combustíveis fósseis perfazem quase 95% da matriz energética do país.

As redes urbanas de abastecimento de água são igualmente abrangentes, cobrindo quase toda a população. Na zona rural, a sua extensão é menor, mas ainda assim atende 93,3% da população. A água, todavia, constitui uma preocupação no país, uma vez que um de seus principais rios, o Kura, tem passado por problemas como a redução no volume das águas e a poluição.

Com relação aos transportes, as rodovias são os principais meios utilizados para os deslocamentos no Azerbaijão, com extensão total de 25 mil km.

Governo do Azerbaijão

O Azerbaijão é uma república presidencialista. O presidente da república é o chefe do Poder Executivo, sendo o ocupante do cargo eleito de forma direta para exercer um mandato de sete anos. O tempo de governo era de cinco anos até 2016, e a sua ampliação foi decidida mediante um referendo. No país, a chefia do governo fica a cargo do primeiro-ministro, que é nomeado pelo presidente.

A Assembleia Nacional corresponde ao parlamento do Azerbaijão. Trata-se de um órgão unicameral formado por 125 membros eleitos diretamente para exercerem mandatos de cinco anos. A sede do governo do Azerbaijão fica na cidade de Baku.

Vista panorâmica de Baku, a capital do Azerbaijão.
 Paisagem urbana de Baku, sede do governo do Azerbaijão.

História do Azerbaijão

A região onde está localizado o Azerbaijão, chamada de Transcaucásia, foi ocupada por diversos povos de origem árabe, turcos, curdos, albaneses e cáucasos, o que exerceu forte influência na composição populacional e cultural dos países que ali se desenvolveram.

Nas terras que correspondem hoje ao território do Azerbaijão destaca-se a presença dos persas, os quais desenvolveram importantes territorialidades (canatos) na região, inclusive na região de Baku, atual capital do país.

A partir do século XIX, grande parte do território foi incorporada ao Império Russo. Durante esse período, houve uma intensa ocupação da faixa costeira do país, especialmente dos arredores da cidade de Baku, uma vez que ela se tornou a principal e maior fornecedora de combustíveis fósseis para a Rússia. Com o declínio do império e a sua eventual dissolução no ano de 1918, o Azerbaijão experimentou um breve período de independência que teve duração de dois anos apenas.

Em 1920, o país foi incorporado à estrutura territorial da União Soviética, com a denominação República Socialista Soviética do Azerbaijão. Da mesma forma como ocorreu no período precedente, a maior parte do domínio soviético no Azerbaijão foi marcada pela aceleração do processo de urbanização de seu território, com Baku ganhando cada vez mais poder de influência sobre as demais áreas do país e também de industrialização.

Alguns anos antes do fim da União Soviética, mais precisamente em 1988, houve a intensificação do conflito com a Armênia pela governança do enclave de Nagorno-Karabakh. Essa disputa permanece ativa na região até o presente, sendo um dos conflitos em voga na região do Leste Europeu. Em 1991, foi decretado o fim da URSS e a independência das antigas repúblicas, o que inclui o Azerbaijão.

Cultura do Azerbaijão

A influência dos povos persas e turcos, assim como da cultura russa, teve grande impacto na composição cultural do Azerbaijão, que é bastante diversa. Hoje em dia, a maior parcela da população do país é de origem azeri, ao passo que aproximadamente 7,5% pertence a grupos étnicos minoritários.

A religião islâmica é praticada por pouco mais de 97% dos moradores do Azerbaijão, sendo a maioria deles seguidores da corrente xiita. Apesar disso, o país não possui uma religião decretada como oficial, e os costumes e tradições variam significativamente de pessoa para pessoa e/ou grupo social.

O Azerbaijão apresenta uma extensa tradição em setores como a literatura, a filosofia e a música. Um dos instrumentos musicais populares no Azerbaijão é o qobyz, composto por duas cordas, muito popular em outros países da região e utilizado tanto para canções populares quanto de outros gêneros. Com inúmeros museus, teatros e livrarias, a capital do Azerbaijão, Baku, é considerada o seu principal centro cultural.

Etimologia de Azerbaijão

Azerbaijão, que corresponde à palavra Azarbaycan na língua local (azeri ou azerbaijano), é uma palavra de origem persa e que tem como significado a expressão “protegido pelo fogo”, “terra do fogo eterno” ou simplesmente “terra do fogo”.

Curiosidades sobre o Azerbaijão

  • O primeiro nome do Azerbaijão foi Atropatene, que na verdade correspondia a um reino que abrangia a região onde hoje se localiza o país. A denominação era derivada de seu governante (ou sátrapa), chamado Atropates.

  • Baku se encontra a 28 metros abaixo do nível do mar.

  • O ponto culminante do Azerbaijão fica no monte Bazardyuzyu, a 4466 metros acima do nível do mar. Situa-se entre o país e a Rússia.

  • O kutabi é um dos pratos tradicionais do Azerbaijão, que corresponde a um tipo de panqueca feita de recheios variados.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Azerbaijão"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/azerbaijao.htm. Acesso em 26 de fevereiro de 2024.

De estudante para estudante