Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

O que é metrópole?

Metrópoles são grandes cidades capazes de articular amplas redes de influência sobre o espaço urbano, centralizando os fluxos de pessoas, mercadorias, informações e capitais.

Imagem resumindo o que é metrópole.
Metrópoles são centros urbanos com alta concentração populacional que exercem influência sobre outras cidades e regiões.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Metrópole é uma grande cidade que desempenha forte poder de influência econômica, política e cultural sobre outras cidades e regiões que não necessariamente pertencem ao mesmo território que ela. Isso acontece pelo fato de as metrópoles concentrarem uma série de instituições políticas, culturais e financeiras, empresas, bancos, centros comerciais e tecnológicos, além de uma densa rede de infraestrutura de transportes e serviços importantes para a população e que criam um espaço altamente dinâmico e centralizador.

Leia também: As 20 cidades mais populosas do mundo

Tópicos deste artigo

Resumo sobre metrópole

  • Metrópoles são grandes cidades que exercem influência econômica, política e cultural sobre outras cidades e regiões, pertencentes ou não ao mesmo país que elas.

  • As metrópoles são classificadas, de acordo com a escala territorial de sua influência, em: metrópole global, metrópole nacional e metrópole regional.

  • A área urbana contínua formada por uma metrópole ou uma cidade central e as cidades ao seu redor recebe o nome de região metropolitana. Essas regiões são resultado do processo de conurbação.

  • O IBGE é o responsável por identificar e classificar as metrópoles brasileiras, que são atualmente 15.

  • São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Fortaleza são algumas das metrópoles brasileiras.

  • A maior metrópole do mundo é Tóquio, capital do Japão. Sua região metropolitana reúne mais de 37 milhões de pessoas.

Qual a definição de metrópole?

Vista panorâmica da cidade de Nova York, uma metrópole, com uma grande quantidade de edifícios.
A cidade de Nova York é uma das principais metrópoles globais.

Metrópole é uma grande cidade que possui uma forte influência econômica, política e cultural sobre outras cidades e regiões que pertencem ao mesmo território que ela ou não. As metrópoles ocupam uma posição importante dentro da escala de hierarquia urbana em determinado território.

Nem todas as metrópoles, no entanto, desempenham o mesmo poder de centralidade e influência, alcançando escalas espaciais distintas que podem ou não estar delimitadas às fronteiras de um mesmo território.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Tipos de metrópoles

De a cordo com a escala de hierarquia urbana, as metrópoles são categorizadas em três tipos:

  • Metrópole global: aquela cidade que forma uma complexa rede de articulação e influência econômica, política, tecnológica e cultural que abrange áreas para além das fronteiras nacionais do país ao qual ela pertence. As metrópoles globais exercem a centralidade em escala mundial e desempenham papel importante na articulação de regiões de diferentes partes do mundo.

  • São exemplos: Nova York (Estados Unidos); Paris (França); Londres (Inglaterra); Tóquio (Japão). O Brasil possui dois centros urbanos classificados como metrópoles globais, as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Ponte de Westminster e o Big Ben, na metrópole de Londres.
Londres, na Inglaterra, é uma metrópole global.
  • Metrópole nacional: aquela que estabelece polaridade somente no país em que está inserida, não ultrapassando as fronteiras nacionais. Esses centros ocupam posição de destaque na hierarquia urbana do país, formando, assim, uma densa rede de influência nacional.

  • São exemplos: Buenos Aires (Argentina) e Belo Horizonte (Brasil).

Vista aérea noturna do Obelisco de Buenos Aires no centro de uma avenida movimentada da metrópole argentina.
A capital da Argentina, Buenos Aires, é um exemplo de metrópole nacional.
  • Metrópole regional: aquele centro urbano que apresenta menor concentração populacional do que as metrópoles posicionadas em estágios superiores da hierarquia urbana, e, embora não desempenhe centralidade em escala nacional, é dotado de serviços, atividades econômicas e infraestrutura capazes de articular em rede as demais cidades e áreas situadas nos seus arredores, em escala local e regional.

  • São exemplos: Campinas (São Paulo), Goiânia (Goiás), Fortaleza (Ceará) e Florianópolis (Santa Catarina).

Vista panorâmica da cidade de Campinas, em São Paulo.
Campinas, no interior de São Paulo, é um exemplo de metrópole regional.

O que é região metropolitana?

Região metropolitana é o nome dado a uma área urbana contínua formada por uma cidade central e as cidades localizadas em seus arredores, sendo ainda uma importante categoria prática utilizada para fins de planejamento urbano e territorial. De acordo com o IBGE, existem atualmente 74 regiões metropolitanas no Brasil.

As regiões metropolitanas são resultantes do processo de conurbação, que acontece com os grandes centros urbanos. Esse fenômeno pode ser descrito como o crescimento das cidades e espraiamento do seu tecido urbano de modo que haja a interligação entre duas ou mais áreas.

Duas das características das regiões metropolitanas são a alta concentração populacional e a polarização exercida pelas metrópoles sobre as demais cidades que integram essa região, compondo uma área de elevada integração socioeconômica, política e infraestrutural.

Registra-se nas regiões metropolitanas fluxos intensos de pessoas que, muitas vezes, trabalham na metrópole e residem nas cidades vizinhas ou, ainda, que fazem uso da infraestrutura e dos diversos serviços (públicos, principalmente), que se concentram nesses locais.

Saiba mais: Favela — fruto da desigualdade que surge no crescimento das áreas urbanas

Qual a importância da metrópole?

As metrópoles ocupam posição mais elevada na hierarquia urbana de um território. Sua importância reside na capacidade de polarização ou centralização que essas grandes cidades exercem, uma vez que elas concentram atividades econômicas; centros comerciais e culturais; serviços essenciais para a população, como saúde e educação; e uma grande variedade de infraestrutura. Elas abrigam os pontos nodais no território, de onde partem e chegam importantes fluxos de pessoas, mercadorias, informações e capitais, garantindo a integração e o dinamismo do espaço urbano.

As metrópoles desempenham também a função de centro econômico e financeiro global, nacional ou regional, e atraem muitas empresas nacionais e internacionais (as transnacionais) pela densidade de infraestrutura física, como redes de comunicação e transporte, e normativa que agregam.

Veja também: Características das cinco maiores metrópoles brasileiras

Quais são as metrópoles brasileiras?

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é o responsável pelo mapeamento e classificação das metrópoles brasileiras. Semelhante ao que vimos até aqui, o IBGE divide as metrópoles em três diferentes categorias, que são: grande metrópole nacional, metrópole nacional e metrópole.

Confira, a seguir, a tabela com a relação de todas as 15 metrópoles brasileiras, segundo informações do IBGE atualizadas em 2018, e a classificação atribuída a elas.

Classificação

Metrópole

Grande Metrópole Nacional

São Paulo (SP)

Metrópole Nacional

Rio de Janeiro (RJ)

Brasília (DF)

Metrópole

Recife (PE)

Belo Horizonte (MG)

Fortaleza (CE)

Salvador (BA)

Curitiba (PR)

Porto Alegre (RS)

Belém (PA)

Goiânia (GO)

Florianópolis (SC)

Manaus (AM)

Vitória (ES)

Campinas (SP)

Qual a maior metrópole do mundo?

Vista panorâmica de Tóquio (Japão), a maior metrópole do mundo.
Vista panorâmica de Tóquio (Japão), a maior metrópole do mundo.

A cidade de Tóquio é a maior metrópole do mundo. A região metropolitana formada pela capital do Japão conta atualmente com uma população de mais de 37,4 milhões de pessoas, além de possuir o maior Produto Interno Bruto (PIB) municipal do mundo, que gira em torno de 2 trilhões de dólares.

Tóquio concentra quase 30% de toda a população japonesa, e é um dos mais importantes centros financeiros e tecnológicos do mundo. Por essa razão, pode-se considerar Tóquio uma metrópole global.

Qual a diferença entre metrópole e cidade global?

As cidades globais são aquelas que se encontram em posição de destaque na hierarquia urbana internacional, atuando como importantes centros políticos, econômicos e culturais, cujo poder de polarização extrapola as fronteiras nacionais e cria uma rede de comunicação e trocas em escala mundial. As cidades globais são as metrópoles globais. No Brasil, São Paulo e Rio de Janeiro são exemplos de cidades globais.

Por sua vez, as metrópoles apresentam diferentes níveis de centralidade, que criam uma hierarquia própria nessa categoria espacial, de onde surgem os três tipos de metrópole que estudamos anteriormente. Colocando de outra forma, podemos dizer que nem toda metrópole é uma cidade global, visto que a influência de algumas delas se restringe à escala local ou nacional.

Exercícios sobre o que é metrópole

Questão 1) (UNICSAL) Tendo como referência o texto abaixo, assinale a opção correta.

“As cidades milionárias (com mais de um milhão de habitantes) que eram apenas duas em 1960 – São Paulo e Rio de Janeiro são cinco em 1970, dez em 1980, doze em 1991, treze em 2000 e quinze em 2010 (IBGE). Esses números ganham maior significação se nos lembrarmos que, historicamente, em 1872 a soma total das dez maiores cidades brasileiras não alcançavam um milhão de habitantes, pois somavam apenas 815.729 pessoas. Esta é a nova realidade da macrourbanização ou metropolização brasileira.” (Adaptado. Santos, M. Urbanização Brasileira).

a) No Brasil, a modernização do campo teve relação direta com a aceleração da urbanização, caracterizada por uma metropolização que se disseminou por várias regiões brasileiras.

b) Embora no mundo globalizado a tendência migratória campo–cidade seja pequena, o Brasil, em função da desorganização econômica e social e das ilusões de que a vida nas cidades apresenta mais perspectivas, mantém taxas elevadas de fluxo migratório.

c) Um ritmo de metropolização tão elevado, como o do Brasil, corresponde a índices equivalentes de crescimento industrial. Assim, a maior parte da população que se dirige às cidades é empregada no setor secundário.

d) Embora o ritmo de urbanização e metropolização no Brasil tenham sido muito elevados, o fenômeno ficou restrito às regiões Sul e Sudeste, pois foi justamente nessas regiões que ocorreu o maior crescimento industrial.

e) A urbanização brasileira, com seu caráter metropolitano, indica definitivamente a passagem de nosso país para o estágio de país desenvolvido e moderno. Sabe-se que todos os países considerados desenvolvidos são aqueles que apresentam elevados índices de urbanização.

Resolução: Alternativa A

A modernização técnica do campo brasileiro, que se passou em um período de intensificação da globalização na segunda metade do século XX, resultou no êxodo rural — a mudança definitiva do campo para a cidade. Esse processo acelerou a urbanização e promoveu o crescimento das cidades de forma muito rápida, resultando, em algumas áreas, na formação de metrópoles e regiões conurbadas.

Questão 2) (FGV-RJ) “Vivemos numa era verdadeiramente global, em que o global se manifesta horizontalmente e não por meio de sistemas de integração verticais, como o Fundo Monetário Internacional e o sistema financeiro. Muito da literatura sobre a globalização foi incapaz de ver que o global se constitui nesses densos ambientes locais.” (Saskia Sassen, 13 de agosto de 2011. http://www.estadao.com.br)

Assinale a alternativa que contém uma proposição coerente com os argumentos apresentados no texto:

a) As metrópoles não apenas sofrem os efeitos da globalização, mas são espaços que produzem a globalização.

b) As forças globais, tais como o FMI e os sistemas financeiros, não afetam os ambientes locais, desde que eles sejam densos.

c) Na escala global, os agentes operam horizontalmente, enquanto, na escala local, os agentes operam verticalmente.

d) A noção de escala global deixou de ter importância em geografia, já que o global só se revela por meio do local.

e) A globalização conferiu densidade a todos os ambientes locais, na medida em que suas forças atingem todos os lugares.

Resolução: Alternativa A

As metrópoles representam uma síntese de todo o processo de globalização, reunindo todos os fixos e fluxos característicos desse período e promovendo a conexão entre diferentes regiões em escalas espaciais distintas (local, nacional e global).

Fontes:

BRASIL, Cristina Índio do. IBGE atualiza lista de municípios de regiões metropolitanas no país. Agência Brasil, 17 nov. 2020. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2020-11/ibge-atualiza-lista-de-municipios-de-regioes-metropolitanas-no-pais. Acesso em 23 jan. 2023.

IBGE. Regiões de influência das cidades: 2018. Rio de Janeiro: IBGE, 2020. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=2101728. Acesso em 23 jan. 2023.

NERY, Carmen. Campinas, Florianópolis e Vitória são as novas metrópoles brasileiras. Agência IBGE Notícias, 25 jun. 2020. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/28043-campinas-florianopolis-e-vitoria-sao-as-novas-metropoles-brasileiras. Acesso em 23 jan. 2023.

SCARLATO, Francisco Capuano. População e urbanização brasileira. In: ROSS, Jurandyr L. Sanches. (Org.) Geografia do Brasil. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2019. 6 ed. 3 reimpr.549p.

SENE, Eustáquio de. Geografia Geral e do Brasil, 7º ano: ensino fundamental, anos finais. São Paulo: Scipione, 2018. 300p.

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "O que é metrópole?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/geografia/o-que-e-metropole.htm. Acesso em 22 de maio de 2024.

De estudante para estudante


PUBLICIDADE