Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Cidade de São Paulo

Geografia do Brasil

A cidade de São Paulo conta atualmente com 12 milhões de habitantes, sendo uma das maiores metrópoles do mundo. Desempenha um importante papel na economia nacional.
Bandeira de São Paulo
Bandeira de São Paulo
PUBLICIDADE

 São Paulo é um município brasileiro e capital do estado de mesmo nome, localizado na Região Sudeste do país. A cidade é considerada uma metrópole global, sendo ainda a mais populosa do Brasil e uma das maiores do mundo, com mais de 12 milhões de habitantes. O setor terciário desempenha papel central na economia do município, que é o principal centro financeiro do país.

Leia também: Quais são as capitais dos estados brasileiros?

Resumo sobre a cidade de São Paulo

  • São Paulo é a capital do estado de mesmo nome, na Região Sudeste.

  • É considerada uma metrópole global.

  • O clima predominante é o subtropical, com relevo formado por planícies, morros e serras. Integra o bioma Mata Atlântica.

  • Os cursos dos principais rios da cidade formam intensamente modificados pelos processos de urbanização.

  • Com 12.325.232 habitantes, é a maior cidade do Brasil e uma das mais populosas do mundo.

  • É o principal centro econômico e financeiro do país, concentrando sedes de grandes empresas e entidades bancárias nacionais e internacionais.

  • Seu PIB é de R$ 714,68 bilhões, o equivalente a 10% do PIB do Brasil.

  • Pode ser considerada também um importante centro cultural em função da grande concentração de pessoas de origens diversas, por um lado, e, por outro, em razão de uma ampla variedade de estabelecimentos e eventos culturais.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Dados gerais da cidade de São Paulo

  • Gentílico: paulistano.

  • Localização da cidade de São Paulo

    • País: Brasil.

    • Unidade federativa: São Paulo.

    • Região intermediária: São Paulo.

    • Região imediata: São Paulo.

    • Região metropolitana: Região Metropolitana de São Paulo, formada ao todo por 39 municípios.

    • Municípios limítrofes:

      • Ao norte: Cajamar, Caieiras, Mairiporã.

      • A nordeste e leste: Guarulhos, Itaquaquecetuba, Poá, Ferraz de Vasconcelos.

      • A sudeste: Mauá, Santo André, São Caetano do Sul, Diadema, São Bernardo do Campo.

      • Ao sul: São Vicente, Itanhaém.

      • A sudoeste e oeste: Cotia, Juquitiba, Embu-Guaçu, Itapecerica da Serra, Embu das Artes, Taboão da Serra, Osasco, Barueri, Santana do Parnaíba.

  • Geografia da cidade de São Paulo

    • Área total: 1.521,110 km² (IBGE, 2020).
    • População total: 12.325.232 habitantes (IBGE, 2020).

    • Densidade: 7.398,26 hab./km² (IBGE, 2010).

    • Clima: subtropical úmido.

    • Altitude: 760 metros.

    • Fuso horário: GMT -3 horas.

  • Histórico da cidade de São Paulo

    • Fundação: 25 de janeiro de 1554.

Veja também: Belo Horizonte – capital de Minas Gerais e uma das cidades mais populosas do Brasil

Geografia da cidade de São Paulo

São Paulo é uma cidade brasileira e capital do estado de mesmo nome, situado na Região Sudeste do país. Localiza-se também na porção sudeste da unidade federativa, estendendo-se por uma área de 1.521 km². A capital paulista faz fronteira com outros 23 municípios, formando ainda a Região Metropolitana de São Paulo, que é composta por 39 municípios.

Em virtude da ampla influência que exerce nacional e internacionalmente, a cidade é categorizada como sendo uma metrópole global. Além disso, a grande expansão do tecido urbano que se deu na região de São Paulo formou, junto da cidade do Rio de Janeiro e de outros municípios localizados na área de influência dessas capitais, o que chamamos de megalópole.

Horizonte da cidade de São Paulo (SP).
Horizonte da cidade de São Paulo (SP).
  • Clima da cidade de São Paulo

O clima predominante em São Paulo é o subtropical úmido, embora a cidade seja conhecida pela grande variação diária no tempo e pelos inúmeros microclimas identificados em pontos distintos do seu território. Os invernos tendem a ser frios e secos, e os verões são quentes e chuvosos, com temperaturas que variam de 16 ºC a 25 ºC, em média, e volume de chuvas de 1.500 a 1.800 mm anuais.

  • Relevo da cidade de São Paulo

A cidade está situada no domínio geomorfológico do Planalto Paulistano, sendo composta por terrenos acidentados, onde se observa a presença de feições planas próximo ao curso dos rios (planícies aluviais), bem como de morros e serras, como a Serra da Cantareira. Entre os pontos mais elevados da cidade, está o Pico do Jaraguá, a 1.135 metros de altitude.

  • Vegetação da cidade de São Paulo

São Paulo integra o bioma Mata Atlântica. Em função do seu elevado grau de urbanização, formações florestais são observadas em alguns pontos da cidade, concentrando-se nas porções sul e trechos ao norte. A cidade conta, além disso, com parques e áreas verdes com vegetação secundária.

  • Hidrografia da cidade de São Paulo

Os rios Tietê e Pinheiros são os dois principais cursos d’água que percorrem a cidade de São Paulo. Ambos tiveram seu curso intensamente modificados pelo processo de urbanização. Destacam-se também os rios Tamanduateí, Aricanduva, Embu-Guaçu, além de córregos.

Mapa da cidade de São Paulo

Localização de São Paulo, na Região Sudeste do Brasil.
Localização de São Paulo, na Região Sudeste do Brasil.

Demografia da cidade de São Paulo

São Paulo é a cidade mais populosa do Brasil. Conforme os dados mais recentes do IBGE, a capital paulista concentra 12.325.232 habitantes, quase o dobro da segunda maior cidade do país, que é o Rio de Janeiro. A população de São Paulo corresponde a 26,6% de todos os moradores do estado e pouco mais da metade do contingente populacional da Grande São Paulo, que é hoje maior do que 21 milhões de habitantes.

Além de populosa, São Paulo é também uma cidade densamente povoada. O IBGE calcula que, em 2010, a densidade demográfica do município era de 7.398,26 hab./km², o que equivalia ao sexto maior valor no estado. Quase todos os moradores da capital paulista viviam na zona urbana do município, com menos de 1% da população, ou 101 mil habitantes, vivendo na zona rural. A grande parte desses moradores está concentrada na região sul de São Paulo. O maior distrito da cidade, Grajaú, conta com mais de 387 mil habitantes e fica também na Zona Sul da cidade.

Um aspecto marcante da demografia paulistana é o envelhecimento gradativo pelo qual vem passando a sua população. Atualmente, as faixas etárias que concentram maior população são as de 30 a 34 e 35 a 39 anos de idade. A expectativa de vida média na capital é de 70,56 anos, com grande diferença entre os bairros centrais e a periferia, onde a esperança de vida ao nascer pode ser menor.

Confira em nosso podcast: Envelhecimento populacional e economia

Divisão geográfica da cidade de São Paulo

A cidade de São Paulo é dividida em regiões geográficas que levam em consideração a sua posição. Embora haja subdivisões que podem ter fins administrativos e para o planejamento urbano, é comum que sejam referidas como Zonas Norte, Sul, Leste e Oeste.

A divisão administrativa de São Paulo, por sua vez, se dá por meio de 96 distritos. Esses distritos ficam a cargo de 32 subprefeituras, as quais são administradas pelos subprefeitos, cargo esse que é preenchido mediante a indicação do prefeito do município de São Paulo. As subprefeituras da Sé, da Mooca e da Lapa são as mais abrangentes: a primeira reúne sete distritos, e as demais, seis distritos.

Economia da cidade de São Paulo

São Paulo é o principal centro econômico e financeiro do país. O Produto Interno Bruto (PIB) do município é da ordem de R$ 714,68 bilhões, o que corresponde a 10,2% de todas as riquezas nacionais. Além disso, a capital responde por 32,33% da economia do estado de São Paulo. A maior parcela das receitas do município é derivada do setor terciário, que representa o comércio e os serviços. Conforme indica o IBGE, desconsiderando as atividades da administração pública, o segmento é responsável por 82,62% do PIB de São Paulo.

A Avenida Paulista concentra as principais sedes de empresas multinacionais, bancos e outras entidades financeiras nacionais e internacionais que estão presentes no Brasil. A cidade de São Paulo abriga também grandes centros comerciais varejistas, que atraem pessoas de todo o país para fazer compras, sejam consumidores, sejam comerciantes de outras localidades. Como sendo uma cidade global, as atividades turísticas são igualmente representativas para a economia municipal, as quais se concentram no turismo de negócios e no turismo cultural.

O setor secundário possui uma participação menor na economia da cidade de São Paulo, respondendo por uma parcela de 9,88% do seu PIB. As atividades agropecuárias, por sua vez, representam somente 0,01% das receitas paulistanas.

Vista da Avenida Paulista em São Paulo capital.
Vista da Avenida Paulista em São Paulo capital.

Governo da cidade de São Paulo

O sistema de governo da cidade de São Paulo é o democrático representativo. Isso significa que os paulistanos vão às urnas a cada quatro anos para elegerem os seus governantes. Entre eles está o prefeito, que é o chefe do Poder Executivo do município. O Legislativo é representado pela Câmara Municipal, formada atualmente por 55 vereadores.

Por ser a capital do estado de São Paulo, a cidade abriga a sede do governo paulista, que fica no Palácio dos Bandeirantes.

Infraestrutura da cidade de São Paulo

A cidade de São Paulo detém uma ampla rede de infraestrutura e serviços urbanos para o atendimento à sua população, que vive majoritariamente na área urbana do município. Problemas estruturais e de acesso a alguns serviços são identificados principalmente nas áreas de expansão da cidade e em seus bairros mais pobres.

Os dados do último censo do IBGE mostram que 92,6% dos domicílios da capital paulista possuem acesso ao esgotamento sanitário adequado, enquanto pouco mais de 50% deles estavam situados em vias urbanizadas de forma adequada. A rede de água do município atendia 99% dos domicílios e a energia elétrica chegava a aproximadamente 99,9% deles.

Diversos modais são utilizados para os deslocamentos entre diferentes pontos do município e entre as cidades da região metropolitana, com destaque para os ônibus, metrôs e trens intermunicipais. São Paulo se destaca ainda pela implementação das ciclovias, que surgem como uma alternativa aos demais modais em alguns pontos da cidade. Tanto a capital quanto a sua região metropolitana abrigam dois dos aeroportos que estão entre aqueles com maior fluxo de passageiros do país, sendo eles os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e o de Guarulhos.

Cultura da cidade de São Paulo

A cidade de São Paulo constitui um verdadeiro mosaico cultural, uma vez que os migrantes que compõem a sua população, originários de várias partes do Brasil e do mundo, contribuem para a cultura da cidade por meio de suas tradições e costumes. O espaço urbano paulistano retrata muito bem essa diversidade, com bairros formados majoritariamente por pessoas de uma determinada nacionalidade, como japoneses e italianos, além de estabelecimentos dedicados exclusivamente à celebração e manutenção de suas heranças culturais.

Existem em São Paulo muitos museus, como o famoso Museu de Arte de São Paulo (Masp), o Museu da Língua Portuguesa, a Pinacoteca, o Museu da Imagem e Som (MIS), teatros, cinemas, sala de concertos, bibliotecas, parques e outros diversos centros culturais. A cidade é reconhecida também pelos seus inúmeros festivais, celebrações e pela realização de grandes eventos, como é o caso da Virada Cultural.

Museu de Arte de São Paulo (MASP).
Museu de Arte de São Paulo (MASP).

História da cidade de São Paulo

A história da cidade de São Paulo começou no período colonial brasileiro, mais precisamente no ano de 1553, quando os padres jesuítas José de Anchieta e Manoel da Nóbrega adentraram no território paulista à procura de um local para se instalarem. O lugar selecionado ficava no planalto de Piratininga, onde foi construído um colégio cuja área é conhecida atualmente como Pateo do Collegio, e se encontra na região central da capital paulista. Em 25 de janeiro de 1554, foi celebrada a primeira missa no local, marcando assim a fundação do então povoado de São Paulo de Piratininga.

Quatro anos após a sua fundação, o povoado foi elevado à categoria de vila. O status de cidade foi adquirido no século XVIII, mais precisamente em 1711. Durante os primeiros séculos de desenvolvimento, a cidade era o ponto de partida das Bandeiras. Já no século XIX, em 1815, São Paulo foi transformada em capital da Província de São Paulo. O desenvolvimento econômico da capital paulista, em conjunto com o crescimento populacional, ganharam corpo com a economia cafeeira e com a indústria derivada da renda daquela atividade, além da chegada de um grande número de imigrantes.

O século XX foi marcado pela Revolução Constitucionalista de 1932 e, posteriormente, pelo salto no crescimento e desenvolvimento que o município experimentou nas décadas seguintes, culminando no processo de desconcentração industrial da década de 1970. São Paulo é hoje a maior cidade do Brasil e uma das mais populosas do mundo, sendo considerada centro financeiro do país.

Crédito da imagem

[1] Thiago Leite / Shutterstock

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia 

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Cidade de São Paulo"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/cidade-de-sao-paulo.htm. Acesso em 17 de outubro de 2021.

Artigos Relacionados
Você sabia que Belo Horizonte foi uma cidade planejada? Leia nosso texto e conheça um pouco mais da geografia, economia e população da capital de Minas Gerais.
Conheça quais são as capitais do Brasil e seus respectivos estados. Saiba como essas capitais distribuem-se pelo Brasil e quais foram as capitais federais.
Clique aqui para conhecer melhor a cidade de Curitiba, capital do Paraná. Leia a respeito de suas principais características geográficas, econômicas e populacionais.
Leia nosso texto sobre Vitória e conheça um pouco da capital do Espírito Santo. Saiba mais sobre seus aspectos físicos, econômicos, demográficos e culturais.