Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Belo Horizonte

Geografia do Brasil

Belo Horizonte é a capital do estado de Minas Gerais, localizado na região Sudeste do país. Com mais de 2,5 milhões de habitantes, é uma das cidades mais populosas do país.
Bandeira de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais.
Bandeira de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais.
PUBLICIDADE

Belo Horizonte é a capital do estado de Minas Gerais, que compõe a Região Sudeste do Brasil. Trata-se de uma metrópole, município central da Grande BH, como é conhecida a sua região metropolitana. BH foi uma cidade planejada cuja fundação ocorreu no ano de 1897. Hoje conta com mais de 2,5 milhões de habitantes, sendo assim uma das capitais mais populosas do Brasil e um importante centro econômico e financeiro.

Leia também: Quais são as capitais dos estados brasileiros?

Resumo

  • Belo Horizonte é a capital do estado de Minas Gerais, localizado na Região Sudeste do Brasil.
  • A cidade foi fundada em 12 de dezembro de 1897, após um período de quatro anos sendo construída. Trata-se de uma cidade planejada.
  • É caracterizada pelo clima tropical de altitude e pelo relevo composto por serras e morros. Sua sede fica a 852,19 metros acima do nível do mar.
  • A Mata do Planalto é uma das principais áreas de preservação da Mata Atlântica no município.
  • A densa rede de drenagem do município se encontra, em sua maioria, canalizada.
  • Com 2.521.564 habitantes, Belo Horizonte é a 6ª cidade mais populosa do Brasil.
  • A capital mineira é o principal centro econômico e financeiro do estado, destacando-se também no cenário nacional. Sua economia é centrada no setor terciário, e algumas das maiores indústrias de Minas Gerais estão instaladas em sua região metropolitana.
  • Belo Horizonte conta com uma ampla rede de infraestrutura e, além disso, possui diversos pontos de lazer e turísticos que atraem visitantes. Entre eles estão a Lagoa da Pampulha e o Museu do Futebol Brasileiro.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Dados gerais de Belo Horizonte

  • Gentílico: belo-horizontino.
  • Localização: Região Sudeste.
  • País: Brasil.
  • Unidade federativa:  Minas Gerais.
  • Região intermediária[1]: Belo Horizonte.
  • Região imediata[1]: Belo Horizonte.
  • Região metropolitana: Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Formada pelos municípios de: Belo Horizonte, Baldim, Betim, Brumadinho, Caeté, Capim Branco, Contagem, Confins, Esmeraldas, Florestal, Ibirité, Itaguara, Igarapé, Itatiaiuçu, Jaboticatubas, Juatuba, Lagoa Santa, Nova Lima, Mário Campos, Mateus Leme, Matozinhos, Nova União, Pedro Leopoldo, Raposos, Ribeirão das Neves, Rio Acima, Rio Manso, Sabará, Santa Luzia, São Joaquim de Bicas, São José da Lapa, Sarzedo, Taquaraçu de Minas e Vespasiano.
  • Municípios limítrofes: Vespasiano, Santa Luzia, Sabará, Nova Lima, Brumadinho, Ibirité, Contagem, Ribeirão das Neves.
  • Geografia de Belo Horizonte
  •  
  • Área total: 331,354 km² (IBGE, 2020).
  • População total: 2.521.564 habitantes (IBGE, 2020).
  • Densidade: 7.167,00 hab./km² (IBGE, 2010).
  • Clima:      tropical de altitude.
  • Altitude: 852,19 metros.
  • Fuso horário: GMT -3 horas.
  • Histórico:
  •  
  • Fundação: 12 de dezembro de 1897.

Geografia de Belo Horizonte

Belo Horizonte (BH) é uma cidade brasileira pertencente ao estado de Minas Gerais, localizado na Região Sudeste do país. Abriga a sede do governo estadual e concentra as suas principais atividades político-administrativas, recebendo, dessa forma, o status de capital. Possui área de 331,35 km² e está situada a 852 metros acima do nível do mar, fazendo fronteira com outros oito municípios:

  • Vespasiano, ao norte;
  • Santa Luzia, a nordeste;
  • Sabará e Nova Lima, a leste;
  • Brumadinho, ao sul;
  • Ibirité, a sudoeste;
  • Contagem e Ribeirão das Neves, a oeste.

Desde 1973 integra a Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), que é atualmente formada por 34 municípios. Adjacente à RMBH está situado o Colar Metropolitano de Belo Horizonte, composto por 16 municípios.

Vista aérea de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. [1]
Vista aérea de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. [1]

Na sequência, vamos analisar os principais aspectos físicos da capital mineira.

  • Clima de Belo Horizonte

Em Belo Horizonte há a predominância do clima tropical de altitude. Esse tipo climático é caracterizado pelas temperaturas amenas durante o ano e pela ocorrência de um inverno seco. Na capital mineira, as temperaturas médias ficam em torno de 20 ºC e 22 ºC, sendo as máximas de 27 ºC no verão e as mínimas entre 16 ºC e 18 ºC no inverno. As chuvas se concentram no período que vai de outubro a janeiro, com total anual entre 1.250 e 1.600 mm.

  • Relevo de Belo Horizonte

A cidade está situada no domínio dos planaltos e serras de leste-sudeste, marcada pelo relevo acidentado e feições como serras e morros. Em Belo Horizonte não é diferente, e seu terreno é caracterizado por elevações que variam de 650 a 1150 metros. O ponto mais elevado fica na Serra do Curral e se encontra a 1.500 metros acima do nível do mar.

  • Vegetação de Belo Horizonte

A cobertura vegetal de Belo Horizonte integra o bioma Mata Atlântica. Existem algumas áreas onde há a preservação de remanescentes de Mata Atlântica, com destaque para a Mata do Planalto. O município apresenta também áreas de transição para o Cerrado, a exemplo da Serra do Curral, onde são encontradas árvores de pequeno e médio porte e arbustivas (formando os campos). Nas demais áreas, observa-se a presença de vegetação secundária.

  • Hidrografia de Belo Horizonte

A cidade de Belo Horizonte possui uma densa rede de drenagem, composta por rios, ribeirões e córregos. No entanto, a maioria deles se encontra hoje canalizada. Isso significa que, com o crescimento das áreas urbanizadas, os cursos d’água que percorrem o território belo-horizontino foram sendo modificados e alguns recobertos para viabilizar a construção de vias e o desenvolvimento das redes de transporte.

Ao todo, a cidade é dividida em três bacias hidrográficas: Ribeirão Arrudas, Ribeirão Onça/Izidora e Córrego do Borges/Espia. Destaca-se ainda a presença da Lagoa da Pampulha, uma das principais áreas de lazer e ponto turístico da capital mineira.

Leia também: Metropolização — o processo de intensificação do crescimento das cidades

Mapa de Belo Horizonte

Mapa com a localização de Belo Horizonte, capital mineira.
Mapa com a localização de Belo Horizonte, capital mineira.

Demografia de Belo Horizonte

O município de Belo Horizonte tem 2.521.564 de habitantes, de acordo com os dados mais recentes do IBGE, o que a torna a cidade mais populosa de Minas Gerais e também a 6ª maior cidade do Brasil. Sua população é equivalente a 11,8% do contingente populacional mineiro. A população belo-horizontina representa também pouco mais de 40% de todos os moradores da RMBH, que conta com mais de 6 milhões de habitantes. A capital mineira se destaca ainda pela altíssima densidade demográfica, 11ª mais elevada do Brasil: 7.167 hab./km².

Os dados do Censo Demográfico do IBGE indicam que todos os habitantes de Belo Horizonte vivem na sua zona urbana. Analisando-se a composição populacional, temos que a maioria dos belo-horizontinos se autodeclara branca (46,74%) ou parda (41,90%). Os pretos são 10,15% dos habitantes, enquanto aqueles que se autodeclaram amarelos ou indígenas são a minoria numérica, representando, respectivamente, 1,06% e 0,15% dos moradores da cidade.

Belo Horizonte se destaca ainda pelo elevado Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), que, de acordo com o IBGE, é de 0,810, o segundo maior de Minas Gerais, depois da cidade de Nova Lima, que faz parte da RMBH.

Divisão geográfica de Belo Horizonte

Belo Horizonte é composta por 487 bairros, os quais integram as Regiões Administrativas da cidade, que também são chamadas de Regionais. Atualmente, o território belo-horizontino está subdividido em nove regiões administrativas, sendo elas:

  • Venda Nova;
  • Pampulha;
  • Norte;
  • Nordeste;
  • Noroeste;
  • Oeste;
  • Leste;
  • Centro Sul;
  • Barreiro.

Economia de Belo Horizonte

A economia belo-horizontina é uma das mais expressivas do país, ficando em 4º lugar entre os municípios, e a maior do estado de Minas Gerais. O Produto Interno Bruto (PIB) da cidade é de R$ 91,95 bilhões, valor equivalente a aproximadamente 15% do PIB estadual, conforme apontam os dados do IBGE. O município concentra as principais atividades econômico-financeiras da Grande Belo Horizonte, além de representar um importante centro financeiro nacional.

Dessa forma, o setor terciário responde pela maior parcela do PIB de Belo Horizonte (70,73%). Além das atividades financeiras e do ramo comercial e do varejo, o turismo tem ganhado cada vez mais importância para a economia municipal, sobretudo por meio dos serviços atrelados ao turismo de eventos e de negócios.

A indústria é responsável por 14,43% da economia municipal, destacando-se as empresas da tecnologia e da informação, eletroeletrônicas, da construção civil, confecção, calçados (e, por extensão, da moda) e mecânica. A RMBH, por sua vez, concentra as principais indústrias do estado de Minas Gerais.

Leia também: Macrocefalia urbana — a concentração de atividades econômicas e população em uma única cidade

Governo de Belo Horizonte

O governo de Belo Horizonte é do tipo democrático representativo. A população elege os seus governantes por meio de eleições municipais para que eles exerçam mandatos com duração de quatro anos e, ao fim desse período, o processo se repete. O prefeito é o chefe do Poder Executivo municipal, e o Poder Legislativo, representado pela Câmara Municipal, é integrado por 41 vereadores.

Além disso, Belo Horizonte exerce a função de capital de Minas Gerais, uma vez que abriga a sede do governo do estado. Esta fica nos limites da Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves (CAMG), inaugurada em 2010 e projetada por Oscar Niemeyer.

Infraestrutura de Belo Horizonte

A cidade de Belo Horizonte oferece uma ampla rede de infraestrutura urbana para os seus moradores, tendo em vista que, de acordo com os dados do último censo do IBGE, todos os domicílios belo-horizontinos estavam situados na sua zona urbana. A grande maioria deles possuía acesso à rede de esgoto ou tinha banheiro no seu interior. Quando se leva em conta o esgotamento sanitário adequado, a parcela é de 96,2%. O abastecimento por meio da rede municipal de água era de 99,7%, enquanto 99,9% possuíam acesso à energia elétrica. O percentual de domicílios situados em vias públicas arborizadas é de 82,7%.

Os transportes na cidade são realizados por meio dos ônibus e também da linha de metrô, que atende ao município e à cidade de Contagem. A linha de trem Vitória a Minas é administrada pela Vale e faz o transporte de passageiros entre estados. Esses deslocamentos são feitos também por meio das rodovias estaduais e federais. A região metropolitana conta com um porto seco e abriga, além disso, dois dos mais importantes aeroportos de Minas Gerais, dos quais se destaca o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte – Confins.

Cultura de Belo Horizonte

A rica cultura belo-horizontina é expressa por meio da literatura, da dança, da música, das festas e das artes de uma maneira geral. A cidade conta com um extenso calendário anual de eventos, que inclui uma série de festivais, como a Virada Cultural, o Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte, o Festival de Arte Negra de Belo Horizonte e o Festival Literário de Belo Horizonte, realizado a cada dois anos.

Muito da paisagem urbana de Belo Horizonte reconta parte da sua história e representa atrativos turísticos para os visitantes que vêm de fora e pontos de encontro para os seus habitantes. Um deles é a Lagoa da Pampulha, inaugurada na década de 1940 e cujo conjunto arquitetônico é de autoria de Oscar Niemeyer, feito a convite do então prefeito Juscelino Kubitschek.

Pôr do sol na Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte.
Pôr do sol na Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte.

A cidade conta também com outros espaços de difusão cultural, como o Museu Brasileiro do Futebol, o Museu do Brinquedo, o Museu das Minas e do Metal, Museu da História da Inquisição, além de teatros, cinemas, exposições e casas de show.

História de Belo Horizonte

A ocupação da área onde se encontra Belo Horizonte teve início no século XVIII, com a chegada do bandeirante João Leite da Silva Ortiz. Sua instalação na próspera terra deu origem a um povoamento que, em 1707, recebeu o nome de Curral del-Rei. A sua população vivia principalmente da atividade pecuária, da lavoura de subsistência e da produção de farinha. O adensamento demográfico e crescimento expressivo da região ocorreram com o arrefecimento da exploração aurífera em Minas Gerais já no final do século, ganhando milhares de novos habitantes.

No ano de 1890, o então distrito de Nossa Senhora da Boa Viagem do Curral del Rey passou a se chamar Belo Horizonte. Três anos mais tarde, ocorreu a sua elevação à condição de cidade e ela se tornou, então, capital de Minas Gerais.

Belo Horizonte foi uma cidade planejada desde o seu início e, quando do decreto que definiu a nova capital estadual, houve também o estabelecimento de uma Comissão Construtora para que a nova sede do governo mineiro fosse erguida dentro de um prazo de quatro anos.

A fundação da cidade corresponde à sua data de inauguração: 12 de dezembro de 1897. No decorrer dos anos, Belo Horizonte se consolidou como uma das mais importantes cidades do país, sendo o principal centro financeiro e político do estado de Minas Gerais.

Créditos da imagem

[1] Luis War / Shutterstock.com

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Belo Horizonte"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/belo-horizonte.htm. Acesso em 17 de outubro de 2021.

Artigos Relacionados
Características do segundo maior contingente populacional do Brasil.
Conheça quais são as capitais do Brasil e seus respectivos estados. Saiba como essas capitais distribuem-se pelo Brasil e quais foram as capitais federais.
Clique aqui para ler nosso texto sobre São Paulo, a maior cidade do Brasil. Conheça melhor os aspectos geográficos, econômicos e culturais da capital paulista.
Clique aqui e leia nosso texto sobre o Rio de Janeiro, chamado também de Cidade Maravilhosa. Conheça seus aspectos geográficos, econômicos e populacionais.
Leia nosso texto e conheça Florianópolis, chamada também de Ilha da Magia. Entenda a origem do apelido e saiba mais sobre a geografia da capital catarinense.
Confira as principais características dos estados da região Sudeste do Brasil!