Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Florianópolis

Geografia do Brasil

Florianópolis, localizada no litoral sul do Brasil, é capital de Santa Catarina. A maior parte da cidade fica na Ilha de Santa Catarina.
Bandeira de Florianópolis
Bandeira de Florianópolis
PUBLICIDADE

Florianópolis é um município brasileiro e capital do estado de Santa Catarina, que fica na Região Sul do Brasil. A cidade é formada por um conjunto de ilhas e um trecho continental, sendo a Ilha de Santa Catarina a maior delas. Em função do seu rico folclore e das lendas que permeiam o imaginário popular, é conhecida como Ilha da Magia. Florianópolis é a segunda cidade mais populosa de Santa Catarina, com 508,8 mil habitantes, e a terceira maior economia do estado.

Leia também: Quais são as capitais dos estados brasileiros?

Resumo sobre Florianópolis

  • Florianópolis é a capital do estado de Santa Catarina, no Sul do Brasil.

  • A maior parte do seu território fica sobre a Ilha de Santa Catarina, maior ilha do arquipélago que forma a cidade.

  • Integra a Região Metropolitana de Florianópolis.

  • Dispõe de clima subtropical úmido e relevo heterogêneo, composto por planícies, morros, vales dissecados e dunas.

  • É a segunda cidade mais populosa de Santa Catarina, com 508.826 habitantes.

  • Seu PIB é de R$ 21,05 bilhões, terceiro mais elevado do estado.

  • A economia de Florianópolis é liderada pelo setor terciário, com destaque para o turismo.

  • Possui um parque tecnológico muito diverso.

  • A cidade é conhecida como Ilha da Magia pelas inúmeras lendas que têm origem na capital catarinense.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Dados gerais de Florianópolis

  • Gentílico: florianopolitano.

  • Localização de Florianópolis

    • País: Brasil.

    • Unidade federativa: Santa Catarina.

    • Região intermediária[1]: Florianópolis.

    • Região imediata[1]: Florianópolis.

    • Região metropolitana: Região Metropolitana de Florianópolis. Formada pelos seguintes municípios: Florianópolis, Águas Mornas, Antônio Carlos, Biguaçu, Governador Celso Ramos, Palhoça, Santo Amaro da Imperatriz, São José, São Pedro de Alcântara.

    • Municípios limítrofes: São José.

  • Geografia de Florianópolis

    • Área total: 674,844 km² (IBGE, 2020).

    • População total: 508.826 habitantes (IBGE, 2020).

    • Densidade: 623,68 hab./km² (IBGE, 2010).

    • Clima: subtropical úmido.

    • Altitude: 3 metros.

    • Fuso horário: GMT -3 horas.

  • Histórico de Florianópolis

    • Fundação: 23 de março de 1673.

Veja também: Vitória capital do estado sudestino do Espírito Santo

Geografia de Florianópolis

Florianópolis é uma cidade brasileira localizada na Região Sul do país e capital do estado de Santa Catarina. Situada no leste catarinense, a maior parte do município fica sobre a Ilha de Santa Catarina. Além dessa, Florianópolis é composta por várias ilhas e ilhotas, todas elas banhadas pelo Oceano Atlântico. De acordo com o IBGE, a área total do município é de aproximadamente 675 km², o equivalente a 0,7% da área estadual.

A oeste, onde está a sua parcela continental, a capital catarinense faz fronteira com a cidade de São José. Integra a Região Metropolitana de Florianópolis ou da Grande Florianópolis, que é formada por outros oito municípios. Sua área de expansão metropolitana, por sua vez, compõe-se de 13 municípios.

Vista parcial de Florianópolis, capital de Santa Catarina.
Vista parcial de Florianópolis, capital de Santa Catarina.
  • Clima de Florianópolis

A capital catarinense está localizada em uma faixa do globo onde há a predominância de climas subtropicais. A influência da maritimidade condiciona a cidade a um clima subtropical úmido ou mesotérmico úmido. É caracterizado pelas chuvas bem distribuídas ao longo do ano, que somam entre 1.400 e 1.600 mm, e pelas temperaturas amenas. A média no verão fica em torno de 24 ºC, enquanto no inverno os termômetros registram 16 ºC em média.

  • Relevo de Florianópolis

Florianópolis possui um relevo bastante heterogêneo, composto por planícies, nas quais se observa, em determinadas superfícies, a formação de dunas, colinas, morros, montanhas e vales dissecados. As maiores elevações se concentram no interior da Ilha de Santa Catarina, notadamente na região setentrional. Seu ponto mais elevado fica no Morro do Ribeirão, a 520 metros acima do nível do mar.

  • Vegetação de Florianópolis

Florianópolis está inserida no bioma Mata Atlântica e exibe também formações características do sistema costeiro-marinho brasileiro. Encontram-se em sua área, portanto, mangues, restingas e florestas tropicais úmidas e ombrófilas densas em algumas regiões.

  • Hidrografia de Florianópolis

A rede de drenagem de Florianópolis se divide em seis bacias hidrográficas principais:

  • dos Ratones,

  • de Saco Grande,

  • da Lagoa da Conceição,

  • do Lago do Peri,

  • do Rio Tavares e

  • do Itacorubi.

Importantes aquíferos, que nada mais são do que estruturas geológicas por onde se movimenta a água subterrânea, compõem também a hidrografia do município, sendo eles: Campeche, Ingleses e Rio Vermelho.

Mapa de Florianópolis

Mapa do litoral sul brasileiro com foco em Florianópolis.
Mapa do litoral sul brasileiro com foco em Florianópolis.

Demografia de Florianópolis

Florianópolis é a segunda cidade mais populosa do estado de Santa Catarina, atrás apenas de Joinville. A capital conta com 508.826 habitantes, o equivalente a 7% de todos os moradores daquele estado. A capital catarinense fica em 23ª colocação entre as sedes estaduais do Brasil, sendo a menos populosa da Região Sul, ficando assim atrás de Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS). Em escala nacional, Florianópolis fica em 48ª posição.

Em 2019, a população de Florianópolis obteve uma alta taxa de crescimento, aproximadamente 1,6% e 1,56% no ano seguinte, o que indica um crescimento acelerado e cerca do dobro do crescimento populacional do Brasil.

A cidade pode ser considerada densamente povoada, com distribuição populacional de 623,68 hab./km², a 6ª mais elevada de Santa Catarina. A grande maioria dos florianopolitanos vivem na zona urbana do município, correspondendo a 96,2% dos seus habitantes, enquanto 3,78% vivem na zona rural de Florianópolis. A maior parcela dos moradores de Florianópolis, 84,55%, se autodeclara branca. Os pardos perfazem 9,74% da população da cidade. Os pretos são 4,95%, amarelos são 0,52%, e indígenas, 0,24%.

Veja também: O que é transição demográfica?

Divisão geográfica de Florianópolis

O território de Florianópolis se divide em 85 bairros. Estes se encontram agrupados em diferentes distritos, os quais são atualmente em número de doze. São eles:

  • Florianópolis (Sede);

  • Ribeirão da Ilha;

  • Campeche;

  • Ingleses do Rio Vermelho;

  • Cachoeira do Bom Jesus;

  • Canasvieiras;

  • Lagoa da Conceição;

  • São João do Rio Vermelho;

  • Pântano do Sul;

  • Santo Antônio de Lisboa;

  • Barra da Lagoa;

  • Ratones.

Economia de Florianópolis

Florianópolis é a terceira cidade mais rica do estado de Santa Catarina, atrás apenas de Joinville e Itajaí. O Produto Interno Bruto (PIB) da capital catarinense é de R$ 21,05 bilhões, o que corresponde a 7% do PIB estadual, conforme apontam os dados do IBGE para o ano de 2018.

A economia de Florianópolis é liderada pelo setor terciário. Esse segmento responde por pouco mais de 75% da arrecadação de riquezas no município, mesmo desconsiderando as atividades atreladas ao setor público, o que torna o montante ainda mais expressivo. Dessa forma, temos que mais de três quartos da economia do município é formada pelos serviços e pelas atividades comerciais.

O turismo é uma importante fonte de arrecadação de Florianópolis, notadamente no verão. Os visitantes vão em busca especialmente das praias, das quais se destacam Jurerê Internacional e Tradicional, Praia da Daniela, Praia da Joaquina, Praia da Lagoa, entre outras, somando mais de 40 localidades.

Embora não disponha de um extenso conjunto de indústrias, Florianópolis apresenta um amplo parque tecnológico e de inovação, sendo responsável pela movimentação de outros ramos da economia direta ou indiretamente ligados às empresas da informação e da comunicação.

A indústria responde por 8,77% do PIB da capital catarinense, enquanto o setor agropecuário é responsável por uma parcela de 0,28%. Nesse segmento a produção de Florianópolis se sobressai nos pescados, em especial a ostra, sendo um dos maiores produtores nacionais desse molusco.

Governo de Florianópolis

O governo de Florianópolis é uma democracia representativa. Os moradores da cidade elegem os seus representantes por meio do pleito municipal, que é realizado em intervalos de quatro anos. O prefeito é o chefe do Poder Executivo. O órgão que integra o Poder Legislativo é a Câmara Municipal, a qual é formada por 23 vereadores.

Florianópolis desempenha o papel de capital de Santa Catarina. Isso significa que a cidade abriga a sede oficial do governo estadual, a qual fica no Centro Administrativo do Governo de Estado de Santa Catarina.

Infraestrutura de Florianópolis

A grande maioria dos moradores da capital catarinense vive na sua zona urbana e uma pequena parcela fica na zona rural. Ambas as situações demandam, assim, uma série de serviços essenciais e uma rede de infraestrutura para atender às necessidades básicas dessa população. O IBGE (2010) aponta que pouco mais da metade dos domicílios, por volta de 54,4%, estava situada em áreas com urbanização adequada, isto é, com pavimentação, calçadas e bueiros. O acesso ao esgotamento adequado abrangia 87,8% das residências. A rede geral de abastecimento de água atendia a 93,5% dos domicílios de Florianópolis, enquanto 99,9% tinham acesso à energia elétrica.

A conexão entre a Ilha de Santa Catarina e o continente é feita por meio das pontes Hercílio Luz, Colombo Sales e Pedro Ivo Campos, permitindo assim o translado entre as diferentes áreas da capital catarinense. Algumas rodovias federais e estaduais interconectam a capital com outras cidades e regiões do país, como é o caso da BR-282. O Aeroporto Internacional de Florianópolis Hercílio Luz, que fica na capital, é o principal do estado de Santa Catarina.

Ponte Hercílio Luz em Florianópolis.
Ponte Hercílio Luz em Florianópolis.

Cultura de Florianópolis

A cultura de Florianópolis possui muitos elementos da cultura açoriana e dos demais povos que migraram em direção à Ilha de Santa Catarina. A cidade dispõe de um rico conjunto folclórico de lendas, danças e festividades, o qual lhe rendeu a alcunha de Ilha da Magia. Além disso, esse apelido pode ter referência direta às belas paisagens observadas ao longo de toda a zona costeira da capital catarinense. Entre as lendas estão a das pedras da Praia de Itaguaçu, que — dizem — seriam bruxas petrificadas, e a de que o mapa das ilhas que compõem a capital tem o formato de uma silhueta de bruxa.

A praia de Jurerê é um dos principais destinos turísticos de Florianópolis, além das praias da Joaquina, Ilha do Campeche, Praia Mole, Praia do Forte, Praia da Lagoinha e outras. A cidade conta com muitas edificações e monumentos históricos que recontam seu processo de formação e povoamento, como a Fortaleza de São José da Ponta Grossa, patrimônio histórico de Florianópolis, o Palácio Cruz e Souza, que abriga também o Museu Histórico de Santa Catarina, e o Forte Santo Antônio dos Ratones.

Confira em nosso podcast: O que é cultura material e imaterial?

História de Florianópolis

A região onde hoje está situada Florianópolis era, desde muito antes da chegada dos colonizadores, habitada pelos indígenas tupi-guarani. Com o princípio da colonização brasileira e do avanço dos europeus pelo sul da América do Sul, as embarcações somente passavam pela área sem se fixar. No ano de 1675, portanto ao final do século XVII, teve início o povoamento da atual capital catarinense, com o estabelecimento de Francisco Dias Velho, intensificando a partir de então a chegada de imigrantes oriundos da Região Sudeste.

Os primeiros fortes passaram a ser construídos no século XVIII, como estratégia de proteção ao território insular. O avanço no povoamento de Florianópolis fez progredir também a economia do local, a qual era composta predominantemente por atividades primárias e pelas manufaturas. A partir do momento em que se tornou capital da Província de Santa Catarina, em 1823, iniciou-se o processo de modernização e urbanização da cidade. Florianópolis é hoje um dos principais centros urbanos de Santa Catarina, reunindo a segunda maior população do estado.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Florianópolis"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/florianopolis.htm. Acesso em 17 de outubro de 2021.

Artigos Relacionados
Você sabia que Belo Horizonte foi uma cidade planejada? Leia nosso texto e conheça um pouco mais da geografia, economia e população da capital de Minas Gerais.
Conheça um pouco mais de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. Leia a respeito de seus aspectos geográficos, populacionais, economia, história e cultura.
Conheça quais são as capitais do Brasil e seus respectivos estados. Saiba como essas capitais distribuem-se pelo Brasil e quais foram as capitais federais.
Clique aqui para conhecer melhor a cidade de Curitiba, capital do Paraná. Leia a respeito de suas principais características geográficas, econômicas e populacionais.
Tire um tempo para aprender sobre Porto Alegre, conhecida como a capital mais meridional do Brasil. Conheça seus aspectos geográficos, econômicos e populacionais.
Leia nosso texto sobre Vitória e conheça um pouco da capital do Espírito Santo. Saiba mais sobre seus aspectos físicos, econômicos, demográficos e culturais.