Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Deserto do Saara

Situado no Norte do continente africano, o deserto do Saara é o terceiro maior deserto do mundo. É marcado pela aridez extrema do clima e elevada amplitude térmica diária.

Deserto do Saara
O deserto do Saara está localizado na África e é considerado o maior deserto de areia do mundo.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

O deserto do Saara fica localizado no Norte da África e recobre aproximadamente 10% de toda a área do continente. O Saara apresenta clima árido caracterizado pela baixíssima umidade do ar, chuvas escassas e elevada amplitude térmica diária e anual. A diferença entre as temperaturas do período diurno e do noturno pode ser de até 20 °C, com calor escaldante durante o dia e noites geladas. Em função das condições extremas, a fauna e a flora do deserto são bastante reduzidas. O deserto do Saara é considerado uma das regiões mais áridas do mundo, além de ser o maior deserto quente do planeta.

Leia também: Os maiores desertos do mundo

Tópicos deste artigo

Resumo sobre o deserto do Saara

  • O deserto do Saara é o maior deserto quente do mundo.

  • Ele está localizado no Norte do continente africano, ocupando uma área de quase nove milhões de quilômetros quadrados.

  • A área de transição entre o deserto do Saara e a savana é chamada de Sahel.

  • O deserto do Saara é uma das áreas mais quentes e áridas do mundo.

  • A amplitude térmica diária é elevada. Enquanto durante o dia os termômetros marcam entre 30 e 50 °C, durante a noite as temperaturas podem cair abaixo de 0 °C.

  • A fauna e a flora do deserto são limitadas, devido às condições extremas. Muitas das espécies são adaptadas às mudanças bruscas de temperatura e à escassez de água.

  • O relevo do Saara é diverso, formado por depressões, dunas, planícies, planaltos e cadeias montanhosas.

  • Aquíferos, oásis, uádis, lagos de sal e rios que nascem em outras partes da África compõem a hidrografia do Saara.

  • Embora rara, é possível que haja precipitação na forma de neve no deserto do Saara.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Características do deserto do Saara

O deserto do Saara é o maior deserto quente do mundo, recobrindo uma área de quase nove milhões de quilômetros quadrados, superfície essa que sofre variações para mais ou para menos com o passar do tempo. Trata-se ainda da terceira maior região desértica do planeta, atrás somente da Antártida e do Ártico, ambos considerados desertos gelados.

O Saara é marcado por condições climáticas extremas e pela paisagem natural heterogênea formada por grandes dunas, oásis e montanhas. Abaixo, vamos estudar algumas das principais características desse importante deserto.

  • Localização do deserto do Saara

O deserto do Saara está localizado no Norte da África, estendendo-se por uma superfície que representa cerca de 10% da área do continente. É limitado ao norte pelo mar Mediterrâneo, a oeste pelo oceano Atlântico e a leste pelo oceano Índico, na região onde se formou o mar Vermelho. O deserto do Saara compreende ao menos dez países norte-africanos, os quais listamos abaixo.

Argélia

→ Chade

→ Egito

→ Líbia

→ Mali

→ Mauritânia

→ Marrocos

→ Níger

→ Sudão

→ Tunísia

Ao sul do Saara fica uma área de transição entre o deserto e a savana denominada Sahel. O Sahel consiste em uma faixa de 500 km de extensão norte-sul e que se estende de uma costa até a outra do continente. Na ausência de técnicas adequadas para prevenção do avanço do deserto e no manejo do solo realizado de maneira incorreta, várias regiões do Sahel estão sujeitas ao processo de desertificação.

Foi a ocorrência do fenômeno da desertificação na região conhecida como África Subsaariana, na parcela meridional do Sahel, que condicionou um aumento na área do deserto do Saara em 10% no último século, entre 1920 e 2020.

Mapa do deserto do Saara

Mapa com localização do deserto do Saara

  • Temperatura do deserto do Saara

O deserto do Saara apresenta temperaturas muito contrastantes entre o período diurno e o período noturno, o que denota, assim, uma elevada amplitude térmica diária.

Considerada uma das regiões mais quentes e áridas do planeta Terra, no Saara as temperaturas médias durante o ano são de 30 °C. Durante os meses mais quentes, os termômetros podem marcar até 50 °C durante o dia. A maior temperatura já registrada no deserto do Saara foi de 58 °C na cidade de Azizia, na Líbia.

A amplitude térmica diária no Saara pode variar entre 10 e 20 °C, assim como a amplitude térmica anual, que fica em torno de 17,5 °C. Esses valores, entretanto, variam consideravelmente de acordo com a região. Algumas áreas do Saara registram temperaturas noturnas negativas, podendo chegar a -4 °C, de acordo com a Nasa. A menor temperatura já registrada no Saara foi de -15 °C, o que aconteceu na região das montanhas de Tibesti, no Chade.

  • Clima do deserto do Saara

O clima no Saara é o árido, variando entre o subtropical árido e o tropical árido, respectivamente, nas parcelas norte e sul do deserto. Ambos são marcados pela ocorrência de verões muito quentes, invernos frios e elevada amplitude térmica diária e anual, além da baixíssima umidade do ar. As chuvas são escassas, e o volume pluviométrico registrado durante um ano fica entre 0 e 75 mm, com média de 25 mm na maior parte do deserto.

  • Vegetação do deserto do Saara

Em função das temperaturas extremas e da aridez do clima do Saara, o deserto não apresenta condições favoráveis para o desenvolvimento de uma cobertura vegetal densa.

Existem aproximadamente 500 espécies de plantas no deserto do Saara, a maioria delas gramíneas, ervas, arbustos e algumas árvores adaptadas ao calor intenso e à elevada salinidade dos solos. As árvores são encontradas em sua maioria nas terras altas e nas áreas mais próximas dos litorais atlântico e mediterrâneo.

  • Fauna do deserto do Saara

Assim como a vegetação, a fauna do deserto do Saara é reduzida em função das condições extremas de temperatura e umidade. Encontram-se nesse bioma algumas espécies de grandes mamíferos, pequenos roedores, insetos, répteis e pássaros. Dentre os animais que vivem no deserto do Saara, estão:

→ gerbil ou esquilo-da-mongólia;

→ lebre-do-cabo;

→ ouriço-do-deserto;

→ ovelha;

→ gazela-dorcas;

→ veado;

→ burro-selvagem;

→ hiena-malhada;

→ babuíno;

→ doninha-listrada;

→ aves de rapina;

→ coruja-do-deserto;

→ lagartos;

→ cobras;

→ crocodilos;

→ sapos.

Víbora-de-chifre no deserto
Espécies de cobra como a víbora-de-chifre compõem a fauna do deserto do Saara.
  • Relevo do deserto do Saara

As formas que compõem o relevo do deserto do Saara foram, em sua maioria, esculpidas pela ação dos ventos (erosão eólica). Existem muitas depressões e bacias sedimentares que se formaram onde, no passado geológico, havia lagos e lagunas, formações essas que são predominantes na parcela oriental do deserto. Observa-se também a presença de grandes dunas, planaltos — como o planalto de Hoggar, na região da Argélia — e planícies.

Destaca-se ainda a presença de maciços e cadeias montanhosas, algumas de natureza vulcânica, como é o caso das montanhas que formam a cordilheira de Tibesti, no Chade.

  • Hidrografia do deserto do Saara

O Saara não possui rios perenes que nascem dentro do próprio deserto, o que acontece devido à escassez de chuvas e das elevadas temperaturas. Apesar disso, cursos que se originam em outras regiões, especialmente nos planaltos tropicais, apresentam uma parte de seu curso no Saara, sendo mais comum na região sul e leste, com destaque para o rio Nilo. Esses rios são responsáveis ainda pelo abastecimento dos aquíferos, uádis e oásis.

Na região montanhosa do deserto do Saara existem muitas formações como uádis, que são os canais d’água naturais que enchem na ocorrência de chuvas volumosas, lagos e piscinas. O Saara dispõe também de superfícies formadas por sal (lagos de sal) que recebem o nome de chott.

Leia também: Atacama — o deserto mais seco do mundo

É possível ter neve no deserto do Saara?

A ocorrência de neve em uma região tão quente e árida como o Saara pode parecer, em um primeiro momento, estranha. Apesar disso, existem registros de precipitação na forma de neve no deserto do Saara, sendo o mais recente de janeiro de 2022.

Registro da ocorrência de neve no norte do deserto do Saara.
Registro da ocorrência de neve no norte do deserto do Saara.

Lembremos que as noites tendem a ser geladas no Saara, assim como nos invernos algumas regiões registram mínimas negativas. Junto de correntes de ar úmido que sopram da costa, as condições do tempo se tornam propícias à formação de neve.

A neve ainda é um fenômeno pouco recorrente no deserto do Saara e, quando acontece, se dá nas áreas elevadas e nas terras situadas mais ao norte, como na cidade de Aïn Séfra, no noroeste da Argélia, próximo da cordilheira do Atlas. Uma das primeiras observações de neve nessa localidade aconteceu no ano de 1979. Outras ocorrências se deram em períodos muito mais recentes, entre 2016 e 2022, com exceção do ano de 2019.

Curiosidades sobre o deserto do Saara

  • O nome Saara é derivado da palavra em árabe ṣaḥrā (ou ṣaḥārā, no plural), que significa “deserto”.

  • Estima-se que a população que habita o deserto do Saara é de 2,5 milhões de pessoas, com uma baixa densidade demográfica de 0,4 hab./km².

  • Cerca de 25% do deserto do Saara corresponde a dunas, algumas das quais chegam a ter 150 metros de altura.

  • Os ventos alísios são responsáveis por transportar poeira do deserto do Saara em direção ao continente americano, especialmente nas Américas Central e do Norte.

  • A região onde fica o Saara nem sempre foi desértica. Estudos relacionados ao clima indicam a alternância de períodos de seca severa e períodos úmidos, quando as monções atingiam aquela área.

  • O deserto do Saara como hoje conhecemos se formou há pelo menos dois milhões de anos e tem se mantido estável desde então.

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Deserto do Saara"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/deserto-saara.htm. Acesso em 25 de fevereiro de 2024.

De estudante para estudante