Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Jordânia

A Jordânia é um país de 10 milhões de habitantes localizado no Oriente Médio. Apresenta clima árido e baixa disponibilidade hídrica, com economia apoiada no setor terciário.

Bandeira da Jordânia
Bandeira da Jordânia
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Jordânia ou Reino Haxemita da Jordânia é um país localizado na região do Oriente Médio. Sua capital é a cidade de Amã. Situada em uma área extremamente árida, a Jordânia é constituída por extensos planaltos desérticos e poucos cursos d’água, destacando-se a presença do rio Jordão e do mar Morto na fronteira com Israel e com a Cisjordânia. A atual população da Jordânia é de dez milhões de habitantes, os quais se concentram nas áreas de clima mais ameno no oeste. O turismo e as demais atividades do setor terciário constituem a base da economia da Jordânia.

Leia também: Países que menos possuem água potável

Tópicos deste artigo

Resumo sobre a Jordânia

  • Jordânia é um país do Oriente Médio com capital em Amã.

  • Apresenta um litoral muito estreito com saída para o mar Vermelho.

  • Situa-se em uma região desértica, apresentando clima árido e pouca cobertura vegetal.

  • Em função disso, o abastecimento de água tem se tornado um problema no país.

  • Os principais corpos d’água da Jordânia são o rio Jordão e o mar Morto.

  • O país possui 10,2 milhões de habitantes, a maioria dos quais vive nas cidades do oeste do país.

  • A Jordânia é um dos países mais pobres da sua região. Sua economia é concentrada no setor terciário, com destaque para o comércio e as atividades turísticas.

  • As tradições e os costumes na Jordânia estão muito associados à religião islâmica, que é a religião oficial do país.

Dados gerais da Jordânia

  • Nome oficial: Reino Haxemita da Jordânia.

  • Gentílico: jordaniano.

  • Extensão territorial: 89.318 km².

  • Localização: Oriente Médio.

  • Capital: Amã.

  • Clima: árido.

  • Governo: monarquia constitucional parlamentarista.

  • Divisão administrativa: 12 governadorias.

  • Idioma: árabe.

  • Religiões:

    • islâmica (oficial): 97,1%;

    • religiões cristãs: 2,1%;

    • outras: 0,8%.

  • População: 10.269.000 habitantes (ONU, 2021).

  • Densidade demográfica: 115,7 hab./km².

  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,729.

  • Moeda: dinar jordaniano.

  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 47,75 bilhões (FMI, 2022).

  • PIB per capita: US$ 4.640.

  • Gini: 0,337.

  • Fuso horário: GMT +2.

  • Relações exteriores:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Geografia da Jordânia

A Jordânia é um país localizado na parcela oeste do Oriente Médio, com capital na cidade de Amã. Possui área de 89.318 km² e estabelece fronteira com os seguintes países e territórios:

Síria, ao norte;

Arábia Saudita, a leste e ao sul;

Israel, a oeste;

◦ Cisjordânia, que faz parte da Palestina, também a oeste.

O país apresenta uma saída muito estreita para o mar no extremo-sul do território, onde fica o golfo de Ácaba, que corresponde a um braço do mar Vermelho. Além disso, destaca-se a presença do mar Morto na divisa da Jordânia com a Cisjordânia.

  • Clima da Jordânia

Enquanto o clima mediterrâneo é identificado em algumas áreas do oeste da Jordânia, é o clima árido que caracteriza a maior parcela do país. As temperaturas são elevadas na maior parte do ano, com médias que variam entre 25 e 33 °C. Os verões são longos e secos, enquanto os invernos tendem a ser mais curtos e chuvosos. O volume anual de chuvas varia de 100 a 400 mm anuais, a depender da localidade.

  • Relevo da Jordânia

Grande parte da Jordânia compõe o grande deserto da Síria, formado por bancos de areia e rochas esculpidas pela ação dos ventos (erosão eólica). No leste da Jordânia ficam os planaltos e escarpas, enquanto no noroeste, na divisa com a Cisjordânia e Israel, fica o Vale do Jordão.

Paisagem do Uádi Rum, ou Vale da Lua, na Jordânia.
Paisagem do Uádi Rum, ou Vale da Lua, na Jordânia.
  • Vegetação da Jordânia

Com exceção da região oeste, recoberta por vegetação mediterrânea, a Jordânia é composta essencialmente por estepes e desertos, em decorrência do clima seco do país.

  • Hidrografia da Jordânia

O rio Jordão é o principal rio que banha a Jordânia. Percorrendo a fronteira oeste, ele possui ainda dois importantes tributários que fluem na região norte do país, que são os rios Jarmuque e Zarqa (ou Jaboque). Além disso, a Jordânia divide com Israel e com a Cisjordânia o maior lago de água salgada do mundo, o mar Morto.

Mapa da Jordânia

Mapa da Jordânia

Demografia da Jordânia

A Jordânia é o 8º país mais populoso do Oriente Médio, com 10.269.000 habitantes. Em escala mundial, fica na 85ª colocação. Devido ao clima mais ameno, a maior parcela da população jordaniana se concentra na região oeste do país, especialmente nos arredores de sua capital, Amã. Trata-se da maior cidade do país, com mais de 2,1 milhões de habitantes. No total, aproximadamente 92% dos habitantes da Jordânia vivem nas cidades.

Anualmente, a população da Jordânia cresce a uma taxa de 0,8%, que é inferior à taxa de crescimento da população mundial. Os motivos pelos quais houve um acréscimo populacional no país nos últimos anos dizem respeito tanto ao elevado número de nascimentos quanto comparado às mortes, sendo cerca de sete vezes maior, quanto à taxa de refugiados de conflitos, como a guerra civil na Síria, que buscaram abrigo na Jordânia. Hoje, entretanto, o saldo migratório é novamente negativo.

Amã, capital da Jordânia. [1]
Amã, capital da Jordânia. [1]

Economia da Jordânia

A Jordânia possui uma das menores economias do Oriente Médio, sendo o seu Produto Interno Bruto (PIB) de 47,75 bilhões de dólares. A economia do país se apoia no setor terciário, que compreende o comércio e os serviços, com grande destaque para a importância das atividades associadas ao turismo. O comércio internacional também possui papel fundamental no abastecimento interno do país, suprindo a demanda por mercadorias e matérias-primas.

O segmento terciário responde por 66% do PIB e emprega aproximadamente 78% da mão de obra. Já a indústria é responsável por 28,8% da economia, reunindo atividades como a mineração e transformação do fosfato, produzindo principalmente fertilizantes, fármacos, roupas e outras manufaturas leves e refinando petróleo. A agropecuária é muito dependente da irrigação e produz gêneros como tomates, azeitonas, pepinos, pimentas, pêssegos, leite e carne suína.

  • Turismo da Jordânia

O turismo é um dos pilares da economia da Jordânia, país que recebe anualmente mais de quatro milhões de visitantes. Formações naturais como imensos desfiladeiros, o rio Jordão, o mar Morto e o Vale da Lua estão entre os principais atrativos turísticos do país. Além disso, a Jordânia concentra um grande número de ruínas arqueológicas e construções antigas que datam de milhares de anos, constituindo sítios de importância histórica e também religiosa.

A cidade de Petra é um dos locais mais visitados da Jordânia e já serviu de cenário para filmes como os da franquia Indiana Jones. Formada por rochas, ela foi construída no século IV a.C. pelos nabateus e possui diversos salões, enormes escadarias, tumbas, canais e complexas barragens de água e outras estruturas que a transformaram em patrimônio da humanidade.

Cidade de Petra
A antiga cidade de Petra é o principal destino turístico da Jordânia.

Infraestrutura da Jordânia

O principal problema infraestrutural da Jordânia é a baixa disponibilidade de fontes de água potável, tendo em vista o clima árido predominante no país. O abastecimento tem sido uma preocupação, já que a população jordaniana tem crescido nos últimos anos. Além das fontes já utilizadas, sobretudo os aquíferos, existem em curso projetos de cooperação para o fornecimento de água proveniente de outros países, como Israel e Turquia, além da dessalinização da água do mar Vermelho.

Apesar dos problemas enfrentados para a obtenção de água, mais de 99% da população da Jordânia tem acesso a água potável. Todos os moradores do país são atendidos pela rede elétrica, abastecida por energia gerada sobretudo por combustíveis fósseis, como o gás natural. O sistema de transportes da Jordânia é constituído por milhares de km de rodovias e ferrovias, assim como aeroportos, oleodutos e gasodutos. Ao sul fica o seu único porto marítimo, que é o porto de Ácaba, no mar Vermelho.

Confira no nosso podcast: Países mais e menos ricos do mundo

História da Jordânia

A ocupação da área que corresponde hoje ao território da Jordânia aconteceu há dezenas de milhares de anos antes da era comum, o que foi possível identificar mediante os registros arqueológicos que foram lá encontrados. Parte do país pertencia ainda a uma importante região histórica que ficou conhecida como Crescente Fértil.

Diversos reinos se desenvolveram na região em que a Jordânia está inserida, alguns deles descritos no livro do Antigo Testamento da Bíblia, como o reino de Amom, de Moabe e de Edom, além dos nabateus, que foram importantes para o desenvolvimento da infraestrutura e do comércio de parte do território jordaniano. O país foi mais tarde incorporado ao Império Romano, integrando ainda o Império Omíada e sendo dominado pelos mongóis durante o século XIII. No século XVI, a Jordânia foi dominada pelo Império Otomano.

Com o término da Primeira Guerra Mundial, o Império Otomano chegou ao fim, e a Jordânia se viu em uma área sob o controle da Grã-Bretanha. À época, o país recebia o nome de Transjordânia e correspondia a um emirado pertencente então ao Mandato Britânico da Palestina. A Transjordânia conquistou a sua soberania territorial no ano de 1946, tornando-se então o Reino Haxemita da Transjordânia.

Dois anos mais tarde, em 1948, o país se envolveu na Guerra Árabe-Israelense, anexando ao seu território a Cisjordânia (parte da Palestina) e Jerusalém Oriental. Ambos foram retomados por Israel durante a Guerra dos Seis Dias, que aconteceu no ano de 1967. O país teve participação integral ou limitada em diversos conflitos que se sucederam na região do Oriente Médio a partir da segunda metade do século XX. Em 1988, o país abdicou do território da Cisjordânia e é uma das nações que reconhece a Organização para a Liberação da Palestina (OLP) como única autoridade no território.

Cultura da Jordânia

Os aspectos religiosos apresentam grande influência sobre a constituição da cultura da Jordânia, que é um país de maioria islâmica. As tradições culturais do passado histórico da Jordânia também refletem no seu mosaico cultural de tradições e costumes, misturando-se com os elementos do período contemporâneo.

O árabe é o idioma oficial do país, sendo a sua população constituída por jordanianos e povos de diversas outras origens, como sírios, palestinos, egípcios e iraquianos. A cidade de Amã é considerada o seu centro cultural.

As tradições religiosas são bastante respeitadas no país, o que compreende desde o código de vestimenta até as datas importantes, como o Ramadã. O país apresenta uma história muito antiga nas artes visuais, como a pintura, e também na arquitetura. A gastronomia jordaniana oferece muitos sabores tradicionais da culinária árabe. Um dos pratos típicos do país se chama mansaf, que consiste em carne de cordeiro, molho feito de iogurte e pão fino.

Leia também: Qual é a diferença entre árabes e muçulmanos?

Governo da Jordânia

O sistema de governo da Jordânia é a monarquia constitucional parlamentarista. O monarca desempenha a função de chefe de Estado, e a sucessão ao poder acontece hereditariamente. O chefe de governo é o primeiro-ministro, que chega ao cargo mediante a indicação do monarca.

O parlamento da Jordânia corresponde à Assembleia Nacional (Majlis al-'Umma). Trata-se de um órgão bicameral formado pelo Senado (ou Casa dos Notáveis), cujos membros são indicados pelo monarca, e pela Câmara dos Deputados, constituída por 130 membros, dos quais 115 são diretamente eleitos por meio do voto.

Etimologia de Jordânia

Jordânia é derivado do nome do rio Jordão, curso d’água que banha a fronteira oeste do país. No idioma hebraico, o nome Jordão (Yarden) significa “descendente” ou “fluir para baixo”.

Curiosidades sobre a Jordânia

  • O ponto de menor altitude do mundo fica na Jordânia. Trata-se da depressão do mar Morto, situada a 431 metros abaixo do nível do mar.

  • O ponto culminante da Jordânia fica no monte Jabal Umm ad Dami, a 1.854 metros de altitude.

  • A expectativa de vida no país é, atualmente, de 76 anos.

  • O litoral da Jordânia possui apenas 26 quilômetros de extensão.

  • Existem mais de 100 mil sítios arqueológicos na Jordânia.

  • Amã, capital da Jordânia, foi fundada no ano de 7.250 a.C. Trata-se de uma das cidades mais antigas do mundo.

Créditos da imagem

[1] Ayman alakhras / Shutterstock

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Jordânia"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/jordania.htm. Acesso em 05 de julho de 2022.

De estudante para estudante


Qual o menor país do mundo?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

O que é tectonismo?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

PUBLICIDADE

Estude agora


10 anos da Guerra Civil Síria

Assista a nossa videoaula para conhecer a história dos 10 anos da Guerra Civil Síria. Confira também no nosso canal...

Variabilidade genética

Sempre que falamos de variabilidade genética, analisamos genótipos e fenótipos, observamos novas características,...