Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Camboja

O Camboja é um dos países com menor índice de desenvolvimento da Ásia. Situado no sudeste do continente, o território cambojano tem população de quase 17 milhões de pessoas.

Bandeira do Camboja.
Bandeira do Camboja.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Camboja, ou Reino do Camboja, é um país asiático localizado na região sudeste do continente. Sua capital é a cidade de Phnom Penh. De clima tropical monçônico e relevo modesto, o Camboja possui uma população de quase 17 milhões de habitantes e que vive predominantemente na zona rural. O país apresenta baixo índice de desenvolvimento e é um dos mais pobres da Ásia, com uma economia voltada à exploração de recursos naturais e à indústria de transformação, com destaque para a produção têxtil.

Leia também: Quais países fazem parte da Ásia?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre Camboja

  • Camboja é um país asiático localizado no sudeste do continente.

  • Sua capital é Phnom Penh.

  • Seu clima é o tropical monçônico, marcado por calor e umidade.

  • Seu relevo é formado por planícies e terrenos suavemente ondulados, com a presença de algumas montanhas nos arredores.

  • Seu principal curso d’água é o rio Mekong.

  • Sua população é de 16.946.000 habitantes, 75% dos quais vivem na zona rural.

  • Sua maior cidade é Phnom Penh, que reúne mais de 2 milhões de pessoas.

  • Trata-se de um dos países mais pobres da Ásia, com economia dependente do setor primário e da indústria de transformação.

  • O Império Angkor foi um dos mais importantes da Ásia e correspondia à grande parcela do Camboja. A sua decadência foi seguida pela colonização francesa e independência, no ano de 1953. Posteriormente, o país enfrentou uma série de turbulências políticas internas e conflitos.

  • Sua forma de governo hoje é a monarquia constitucional parlamentarista.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Dados gerais do Camboja

  • Nome oficial: Reino do Camboja

  • Gentílico: cambojano

  • Extensão territorial: 181.035 km²

  • Localização: Sudeste da Ásia

  • Capital: Phnom Penh

  • Clima: tropical monçônico

  • Governo: monarquia constitucional parlamentarista

  • Divisão administrativa: 24 províncias e 1 municipalidade

  • Idioma: quemer

  • Religiões:

  • População: 16.946.000 habitantes (ONU, 2022)

  • Densidade demográfica: 96 hab./km²

  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,594

  • Moeda: Riel

  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 28,02 bilhões (FMI, 2022)

  • PIB per capita: US$ 1750

  • Gini: 0,379

  • Fuso horário: GMT+7

  • Relações exteriores:

Geografia do Camboja

Camboja é um país asiático localizado na região sudeste do continente. Sua capital é a cidade de Phnom Penh, no sul do país. Com extensão de mais de 181 mil km², o território do Camboja é banhado ao sul e sudoeste pelo oceano Índico, na área onde se formou o golfo da Tailândia. Além disso, estabelece fronteiras terrestres com os seguintes países:

  • Tailândia, a norte e oeste;
  • Laos, ao norte;
  • Vietnam, a leste e sudeste.
  • Clima do Camboja

O clima predominante no Camboja é o tropical monçônico, uma vez que é influenciado pelo regime de ventos denominado monções.

Essa ocorrência climática é caracterizada por uma estação úmida e outra estação seca (ou com menor teor de umidade). A primeira é resultante das monções de sudoeste — ventos quentes e úmidos que sopram do oceano em direção ao continente. Já a segunda é marcada por ventos quentes e secos que têm origem no continente e sopram em direção ao mar.

Faz calor na maior parte do ano, com temperaturas médias entre 28 ºC e 35 ºC. O volume anual de chuvas chega a 5000 mm em algumas partes do país.

  • Relevo do Camboja

O Camboja apresenta altitudes modestas, com relevo formado por uma extensa planície aluvial central cercada por morros, vales e algumas montanhas. A altitude média dos terrenos cambojanos é de 126 metros.

  • Vegetação do Camboja

Em função do clima úmido, o Camboja apresenta uma vegetação bastante densa formada por florestas tropicais. Além das áreas de vegetação savânica e dos manguezais distribuídos ao longo da costa, as planícies e os morros são recobertos por cultivos agrícolas tais como os arrozais.

Campo de arroz no Camboja.
Campo de arroz no Camboja.
  • Hidrografia do Camboja

O Camboja dispõe de uma densa rede hidrográfica formada por inúmeros lagos e, ao menos, cem rios perenes, o que é proporcionado pelo elevado índice pluviométrico registrado no país. O rio Mekong é o principal curso d’água do Camboja, atravessando seu território de norte a sul na porção centro-leste.

Outro importante corpo hídrico do país é o lago Tonle Sap, que recobre mais de 2 mil km² de extensão, área essa que aumenta em quase 12 vezes no período das cheias.

Leia também: Sri Lanka — dados gerais desse país insular pertencente à Ásia

Demografia do Camboja

O Camboja possui 16.946.000 habitantes, sendo o sétimo país mais populoso do Sudeste Asiático e o 27º do continente. A densidade demográfica do território cambojano é de 96 hab./km², com a maior parte da população concentrada na região central do país e nas áreas mais próximas de sua capital, Phnom Penh, a maior cidade do Camboja, com mais de 2 milhões de habitantes. Ainda assim, somente 25% da população do país vivem nas áreas urbanas. O Camboja é, portanto, um país rural.

A população do Camboja cresce 1,08% ao ano, o que se deve principalmente ao número alto de nascimentos, quatro vezes maior do que o de mortes e que supera também a intensa corrente migratória que deixa o país todos os anos.

Não obstante tenha experimentado algumas melhorias em setores como a economia, o Camboja apresenta problemas estruturais que refletem nos seus índices demográficos, como a alta mortalidade infantil, de 29,58 mortes por mil nascidos vivos, e a expectativa de vida que é de 70,65 anos e figura entre as mais baixas da Ásia.

Economia do Camboja

O Camboja é um dos países mais pobres e com menor índice de desenvolvimento do continente asiático. O Produto Interno Bruto (PIB) do país é de 28 bilhões de dólares, enquanto a renda anual da população fica em torno de 1750 dólares. Nos últimos anos, houve uma redução do número de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza, chegando atualmente a 18% da população. Apesar disso, fatores como a pandemia da covid-19 e crises internas têm provocado mudanças nesse cenário.

A economia do Camboja é baseada nas atividades do setor terciário, com destaque para o turismo e o comércio, e da indústria de transformação, notadamente alimentícia, madeireira e têxtil, além da construção civil. O Camboja é um grande produtor e também exportador de tecidos, roupas e calçados, tendo como destinos comerciais países como Estados Unidos, Cingapura, Tailândia, China, Japão e Canadá. A China é, além disso, um dos principais investidores estrangeiros que destinam capital para o Camboja.

No setor primário o Camboja se destaca em atividades como a mineração e a pesca. A agropecuária cambojana é produtora de carne suína e dos seguintes cultivos:

  • arroz;
  • milho;
  • mandioca;
  • cana-de-açúcar;
  • borracha (látex);
  • soja;
  • dendê.

Infraestrutura do Camboja

O Camboja apresenta uma série de problemas em sua infraestrutura, fato que se deve, em parte, aos inúmeros conflitos internos que aconteceram no país e à falta de investimentos no setor.

No meio rural, onde vivem cerca de 75% da população do Camboja, somente 18,4% dessas pessoas têm acesso a fontes de água potável, enquanto nas cidades o percentual é quase quatro vezes maior. As redes de saneamento atendem aproximadamente 70% dos moradores do campo e a totalidade das residências urbanas. A eletricidade, oriunda de combustíveis fósseis e hidrelétricas, chega a 75% da população total do Camboja.

As rodovias são as principais vias de transporte no país, e a maior extensão delas não se encontra pavimentada. O país dispõe de extensas hidrovias e uma malha ferroviária curta, de 647 km.

Governo do Camboja

O Camboja é uma monarquia constitucional parlamentarista. O monarca, principal cargo hierárquico no país, é escolhido pelos membros do Conselho Real entre os homens elegíveis para a sucessão ao trono e que fazem parte da realeza cambojana. O chefe de governo, o primeiro-ministro, é indicado pelo presidente da Assembleia Nacional e oficializado pelo monarca. A Assembleia Nacional é uma das duas câmaras que compõem o Parlamento de Camboja, sendo a outra o Senado.

Palácio Real de Phnom Penh, sede da monarquia do Camboja.
Palácio Real de Phnom Penh, sede da monarquia do Camboja.

Etimologia do Camboja

O nome “Camboja” é uma tradução do termo em francês, Cambodge. A denominação do país na língua francesa, por sua vez, é derivada do idioma nativo e corresponde à tradução da palavra Kampuchea, do sânscrito, Kambuja. Entre as teorias mais aceitas para a origem do nome do país, está a de que ele corresponde ao nome de uma antiga tribo que vivia onde hoje fica a Índia.

História do Camboja

A ocupação da área que hoje corresponde ao território do Camboja data de milhares de anos antes da era atual. Lá se desenvolveram muitos povoados que evoluíram para reinos, os quais abrangiam principalmente as terras do sul e do sudeste da Ásia. Um dos principais impérios constituídos na região do Camboja foi o Império Quemer, ou Angkor, que compreendeu áreas também nos países vizinhos e teve o seu início no século IX.

O poder de dominação territorial desse reino e a opulência de suas cidades, expressa principalmente nos templos budistas e hinduístas, o tornaram um dos mais poderosos do continente asiático. Um desses templos é justamente o Angkor Wat, símbolo impresso na bandeira cambojana da atualidade e em outras que a antecederam.

O apogeu do Império Quemer aconteceu entre os séculos X e XIII, ao passo que o seu declínio teve início a partir dos avanços de povos que viviam nas proximidades, mais especificamente na região do atual Vietnã. Além disso, territórios que antes eram parte do reino se tornaram países independentes, como foi o caso da Tailândia. Embora tenha havido a separação, a convivência entre os diferentes territórios nem sempre foi pacífica, e, no ano de 1863, o reino pediu proteção aos franceses contra as investidas dos territórios vizinhos, em especial o tailandês.

Com o passar do tempo, o atual Camboja se tornou uma espécie de colônia francesa integrada à Indochina. O domínio dos franceses no país perdurou até meados do século XX, tendo o território conquistado a sua independência oficialmente em 09 de novembro de 1953.

O Camboja passou por um intervalo de relativa calmaria que antecedeu a Guerra do Vietnã, conflito no qual se envolveu e, por isso, sofreu severas consequências, uma das quais foi ser alvo de bombardeios americanos. O final do conflito se deu em 1975, ano em que o Camboja passou a ser governado por membros do Partido Comunista do país, chamado de Khmer Vermelho. À frente do governo estava Pol Pot, cuja administração foi repressora e resultou na morte de 1,5 milhão de pessoas entre nativos e estrangeiros.

O governo de Pol Pot chegou ao fim quatro anos mais tarde, em 1979, com a invasão vietnamita, que deu origem a outro período turbulento da história do Camboja, marcado por uma série de guerras civis e outros conflitos internos. Um acordo de paz foi assinado em 1991, e eleições gerais foram realizadas pouco depois, em 1993. A partir de então, o Camboja se tornou uma monarquia parlamentarista, e foi melhor integrado à região do Sudeste da Ásia.

Saiba mais: Genocídio cambojano — o assassinato em massa ocorrido no governo de Pol Pot

Cultura do Camboja

A cultura do Camboja foi constituída ao longo dos milhares de anos de história do país, tendo recebido a influência de nações vizinhas, como a Índia, e também dos franceses, que colonizaram a região. Outro aspecto que reflete na riqueza cultural do Camboja é a composição de sua população, que se dá com base em dezenas de grupos étnicos. Os mais numerosos são os quemeres, que consistem em 95% dos cambojanos, e os cham, além de povos oriundos de outras nações, como a China.

A religiosidade é muito importante na cultura cambojana. A maior parcela da população segue o budismo Theravada, uma das linhas mais antigas e tradicionais dessa fé. Os templos religiosos fazem parte da paisagem cultural do Camboja, recontando a longa história do país e dos grandes impérios que lá se formaram. Um dos festivais mais tradicionais do Camboja é o Angkor Festival, que celebra as artes e a cultura do país.

Templo de Angkor Wat, um dos principais destinos turísticos do Camboja.
Templo de Angkor Wat, um dos principais destinos turísticos do Camboja.

Já a gastronomia é marcada por uma riqueza única de sabores e ingredientes. O caril de peixe é um dos pratos tradicionais do país. Consiste em peixe cozido no vapor com textura semelhante à de uma mousse, e é servido envolto em folhas de bananeira e com curry.

Curiosidades sobre o Camboja

  • O Camboja recebe anualmente mais de 6 milhões de turistas.

  • Angkor Wat é considerado um dos maiores edifícios religiosos do mundo. Trata-se de um conjunto de templos localizado no interior do Camboja, construído entre os séculos IX e XV e tombado pela Unesco como patrimônio da humanidade.

  • O Angkor Wat está representado na bandeira cambojana. Com isso, essa é a única bandeira do mundo a apresentar um prédio na sua composição.

  • O Tonle Sap é o maior lago de água doce do Sudeste Asiático.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Camboja"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/camboja.htm. Acesso em 24 de junho de 2024.

De estudante para estudante