Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Budismo

O budismo é uma religião baseada nos ensinamentos de Siddhartha Gautama, o Buda, com ênfase na busca pela iluminação e no alívio do sofrimento humano.

Estátua de Buda, o fundador do budismo, na Índia.
Siddhartha Gautama, o Buda, é o fundador do budismo. [1]
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

O budismo é uma religião baseada nos ensinamentos de Siddhartha Gautama, o Buda, que estabelece uma tradição espiritual que enfatiza a busca pela iluminação e a cessação do sofrimento humano. Suas características incluem uma abordagem não teísta, promovendo a compaixão, a não violência e a meditação como caminho para a iluminação.

Leia também: Islamismo — detalhes sobre uma das maiores religiões do mundo

Tópicos deste artigo

Resumo sobre o budismo

  • O budismo é uma religião baseada nos ensinamentos de Siddhartha Gautama, o Buda, com ênfase na busca pela iluminação e no alívio do sofrimento humano.
  • Buda é o fundador do budismo, tendo alcançado a iluminação debaixo de uma árvore Bodhi.
  • Nirvana é o estado de libertação do ciclo de sofrimento e renascimento, buscado por todos os praticantes do budismo como o objetivo final.
  • O budismo é caracterizado por uma abordagem não teísta, enfatizando a compaixão, a não violência e a prática da meditação.
  • As crenças do budismo incluem as Quatro Nobres Verdades, que tratam do sofrimento humano, suas causas, a cessação do sofrimento e o Caminho Óctuplo.
  • Os ensinamentos do budismo, conhecidos como Dharma, incluem princípios éticos, mentais e sábios para alcançar a iluminação e a paz interior.
  • Símbolos importantes no budismo incluem a Roda do Dharma, o Lótus e a imagem do Buda em meditação, representando ensinamentos e valores fundamentais.
  • O budismo teve origem na região do atual Nepal e Índia, difundindo-se pela Ásia ao longo dos séculos através dos ensinamentos do Buda.
  • Existem diversos tipos de budismo, incluindo Theravada, Mahayana, Vajrayana, Zen e Pure Land, cada um com suas próprias ênfases e práticas.
  • O budismo no Brasil se expandiu principalmente através da imigração japonesa, com a fundação de templos e centros de prática em várias regiões do país.
  • As escolas budistas, como Theravada, Mahayana e Vajrayana, oferecem abordagens diversas para a prática espiritual e a compreensão dos ensinamentos do Buda.
  • As diferenças entre budismo e hinduísmo incluem a rejeição da autoridade dos Vedas, a ênfase na compaixão universal e a ausência de um conceito de alma eterna no budismo.

O que é budismo?

O budismo é uma das principais religiões do mundo, com uma história milenar que remonta ao século VI a.C. Fundado por Siddhartha Gautama, mais conhecido como Buda, o budismo se originou na região que atualmente é conhecida como Nepal e Índia. Essa tradição espiritual se expandiu ao longo dos séculos, influenciando culturas e sociedades em todo o mundo.

Buda

státua do fundador do budismo, Siddharta Gautama, o Buda.
Estátua de Buda.

Siddhartha Gautama, o Buda, é o fundador do budismo. Ele nasceu como um príncipe no antigo reino de Kapilavastu, localizado na região do atual Nepal, por volta de 563 a.C. Após testemunhar o sofrimento humano, Siddhartha embarcou em uma jornada espiritual em busca da verdade e do significado da existência. Após anos de busca e meditação, ele alcançou a iluminação debaixo de uma árvore Bodhi, tornando-se o Buda, ou “o iluminado”. Seus ensinamentos formam a base do budismo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Nirvana

Nirvana é um conceito central no budismo que se refere a um estado de libertação do ciclo interminável de sofrimento e renascimento, conhecido como samsara. É a realização da verdadeira natureza da realidade e a cessação de desejos e apegos que causam sofrimento. Alcançar o Nirvana é o objetivo último de todo praticante budista, representando a completa realização espiritual e a paz interior.

Acesse também: O que são carma e samsara?

Características do budismo

Monge budista meditando, um dos aspectos mais marcantes do budismo.
Os monges budistas são um dos aspectos mais marcantes do budismo.

O budismo é caracterizado por uma abordagem não teísta à espiritualidade. Não há um Deus criador no budismo, e a ênfase está na compreensão da natureza da existência e no caminho para a iluminação.

Além disso, o budismo promove a compaixão, a não violência (ahimsa) e a prática da meditação como meio de alcançar a clareza mental e a iluminação.

Crenças do budismo

Embora as crenças no budismo possam variar entre as diferentes escolas e tradições, há algumas noções fundamentais compartilhadas. Isso inclui a compreensão das Quatro Nobres Verdades, que declaram a existência do sofrimento, suas causas, a possibilidade de cessá-lo e o caminho para alcançar a libertação do sofrimento. Além disso, o budismo enfatiza a impermanência (anicca) e a interdependência de todos os fenômenos.

Ensinamentos do budismo

Os ensinamentos do budismo são amplamente baseados nas palavras atribuídas ao Buda, conhecidas como Dharma. Eles incluem princípios como o Noble Eightfold Path (Caminho Óctuplo), que consiste em orientações para uma vida ética, mentalmente disciplinada e sábia. Outros ensinamentos importantes incluem a prática da generosidade (dana), moralidade (sila) e sabedoria (prajna).

Símbolos do budismo

Os monges budistas são um dos aspectos mais marcantes do budismo.
A Roda do Dharma é um dos mais conhecidos símbolos do budismo. [2]

O budismo é rico em símbolos significativos que representam seus ensinamentos e valores. Um dos mais conhecidos é o símbolo da Roda do Dharma, que simboliza o ciclo de ensinamentos do Buda. Outro símbolo proeminente é o Lótus, que representa a pureza espiritual que pode surgir mesmo nas condições mais adversas. Além disso, a imagem do Buda em meditação é um símbolo de serenidade e iluminação.

Origem e história do budismo

O budismo tem suas raízes na região do atual Nepal e Índia, onde o Buda viveu e ensinou no século VI a.C. Após a morte do Buda, seus ensinamentos foram preservados oralmente e posteriormente registrados em escrituras sagradas conhecidas como Tripitaka ou Tipitaka. O budismo se espalhou pela Ásia, influenciando culturas e dando origem a diversas tradições e escolas ao longo dos séculos.

Tipos de budismo

Ao longo de sua história, o budismo deu origem a diversas escolas e tradições, cada uma com suas próprias ênfases e práticas distintas. Alguns dos principais tipos de budismo incluem Theravada, Mahayana, Vajrayana, Zen e Pure Land. Cada uma dessas tradições tem suas próprias interpretações dos ensinamentos do Buda e métodos para alcançar a iluminação.

Budismo no Brasil

O budismo foi introduzido no Brasil no século XX, inicialmente trazido por imigrantes japoneses que praticavam o budismo Mahayana.

Ao longo do tempo, o budismo expandiu­-se no país, com a fundação de templos e centros de prática em várias regiões do país. Hoje, há uma diversidade de tradições budistas representadas no Brasil, incluindo Theravada, Tibetana e outras.

Escolas budistas

As diferentes escolas e tradições do budismo oferecem abordagens diversas para a prática espiritual e a compreensão dos ensinamentos do Buda. Algumas delas são:

  • Budismo Theravada: enfatiza a autorrealização através da disciplina individual.
  • Budismo Mahayana: enfatiza a compaixão universal e a busca pela iluminação de todos os seres.
  • Budismo Vajrayana: incorpora práticas rituais e meditativas avançadas.

Curiosidades sobre o budismo

  • Os monges budistas no Tibete praticam a arte da mumificação para alcançar o estado de Buda após a morte.
  • A tradição do Vesak é uma celebração realizada anualmente que marca o nascimento, iluminação e morte do Buda em muitas comunidades budistas ao redor do mundo.

Diferenças entre budismo e hinduísmo

Embora compartilhem algumas semelhanças, o budismo e o hinduísmo são duas tradições religiosas distintas. Enquanto o budismo surgiu como uma reforma dentro do contexto hindu, ele diverge em muitos aspectos fundamentais, como a rejeição da autoridade dos Vedas, a ênfase na compaixão universal e a ausência de um conceito de alma eterna (atman). Para saber mais detalhes sobre o hinduísmo, clique aqui.

Créditos de imagem

[1] Andrew Moore / Wikimedia Commons (reprodução)

[2] Shazz / Wikimedia Commons (reprodução)

Fontes

ALEXANDER, Bruno. O Livro das Religiões. Rio de Janeiro: Globo Livros, 2016.

GYATSO, Geshe Kelsang. Introdução ao budismo. Tharpa Brasil, 2017.

Escritor do artigo
Escrito por: Tiago Soares Campos Bacharel, licenciado e doutorando em História pela USP. Bacharel em Direito e pós-graduado em Direito pela PUC. É professor de História e autor de materiais didáticos há mais de 15 anos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

CAMPOS, Tiago Soares. "Budismo"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/religiao/budismo.htm. Acesso em 18 de maio de 2024.

De estudante para estudante