Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Tundra

Tundra é um bioma de ambientes em que predomina o frio extremo. Não possui árvores, e sua cobertura vegetal é formada por musgos, líquens e outras espécies de pequeno porte.

Bioma Tundra.
A Tundra ocorre em regiões muito frias do globo e áreas de elevada altitude, como nos Himalaias e nos Alpes.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

A Tundra é um bioma que está localizado no Hemisfério Norte, nas terras mais setentrionais do planeta. Situa-se imediatamente ao sul das calotas polares, acima do Círculo Polar Ártico, embora possa ocorrer também em ambientes de grande altitude. Podemos, então, classificar a Tundra entre ártica e alpina.

Os invernos nesse ambiente são rigorosos e faz frio durante todo o ano. Por essa razão, o solo apresenta camada congelada e a vegetação característica é a rasteira e de pequeno porte. Vivem na Tundra animais como raposas, ursos-polares, corujas-da-neve, renas e insetos.

Tópicos deste artigo

Resumo sobre a Tundra

  • A Tundra é um bioma de clima Polar seco localizado no Hemisfério Norte, acima do Círculo Polar Ártico. Ocorre também em grandes elevações, como nos Alpes. Pode ser dividida, por isso, em ártica e alpina.

  • As temperaturas médias ficam em torno de 0 ºC, com máximas que raramente ultrapassam os 10 ºC. A precipitação se dá principalmente na forma de neve.

  • O tipo de solo da Tundra é o permafrost, definido por ter uma camada congelada por um período de tempo superior a um ano.

  • A cobertura vegetal é esparsa e composta por vegetação rasteira, como musgos e líquens, e arbustivas.

  • Habitam nesse bioma os lobos, raposas, ursos-polares, lêmingues, corujas-da-neve, insetos e algumas aves migratórias.

Leia também: Quais são os biomas brasileiros?

Principais características da Tundra

  • Localização da Tundra

A Tundra é um bioma característico do extremo norte do planeta Terra. Situa-se, dessa forma, em altitudes elevadas, acima do paralelo de 60º N, que demarca o Círculo Polar Ártico. Ao sul desse domínio, fica a Taiga ou floresta boreal (de coníferas), ao passo que, ao norte, estão localizadas as calotas polares, que nada mais são do que áreas recobertas exclusivamente por gelo. A cobertura característica da Tundra pode surgir, ainda, em grandes elevações, como nas regiões alpinas.

O bioma abrange áreas:

Distribuição da Tundra na superfície terrestre.
Distribuição da Tundra na superfície terrestre.
  • Clima da Tundra

O clima nas áreas de ocorrência da Tundra é do tipo Polar. As temperaturas médias ficam em torno de 0 ºC, o que marca a ausência de uma estação mais quente e longos períodos de frio extremo, que pode ser intensificado pela grande incidência de ventos. As máximas não costumam ultrapassar os 10 ºC, enquanto as mínimas podem cair abaixo de -30 ºC. Na Tundra alpina, as condições são um pouco mais amenas do que na ártica.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Trata-se de um clima predominantemente seco, em que as precipitações acontecem, em sua maioria, na forma de neve. Os volumes são bastante variáveis a depender da área considerada, e pode haver a incidência de fortes tempestades de neve durante o inverno, o que dificulta, ainda mais, a chegada de luz solar à superfície. As chuvas não são incomuns e tendem a ocorrer nos meses em que as temperaturas estão mais elevadas.

  • Solo da Tundra

Em grande parte da Tundra, notadamente nas terras situadas mais ao norte, os solos se encontram congelados por um longo período de tempo. Isso define o que chamamos de permafrost ou pergelissolo, que são solos constituídos por uma camada congelada (abaixo de 0 ºC), além de sedimentos e rocha.

São solos geralmente pobres em nutrientes e rasos, o que condiciona o aspecto da sua vegetação. Nas áreas mais rebaixadas, o degelo da camada superficial no curto período mais ameno pode levar à formação de pântanos e lodaçais que voltam a se solidificar quando há uma nova queda nas temperaturas. O derretimento favorece também o desenvolvimento de vegetação.

Leia também: Quais são os fatores de formação do solo?

  • Vegetação da Tundra

As características elencadas anteriormente para a Tundra estão diretamente associadas à sua cobertura vegetal, uma vez que as baixas temperaturas, a neve e os solos congelados durante a maior parte do ano são fatores impeditivos para o desenvolvimento de uma vegetação vultosa. Assim, a Tundra é marcada pela cobertura esparsa composta por arbustivas que chegam até um metro de altura, em média, e por vegetação rasteira. Não há presença de árvores nesse bioma.

Arbustivas e vegetação rasteira da Tundra.
As arbustivas e a vegetação rasteira definem a paisagem da Tundra.
  • Flora da Tundra

Quando comparada a outros biomas terrestres, a diversidade florística da Tundra é reduzida. Predominam espécies de musgos e líquens nas áreas mais elevadas, gramíneas, relvas e juncos, que são plantas floríferas de pequeno porte.

Em ambientes específicos, é possível observar o crescimento de salgueiros e pequenas coníferas, estas em áreas elevadas em que há maior desenvolvimento do solo.

  • Fauna da Tundra

Assim como a vida vegetal, a vida animal da Tundra se restringe àqueles animais que possuem adaptações para ambientes extremos. Dessa forma, a fauna desse bioma é formada por:

  • insetos variados

  • ursos-polares

  • corujas-da-neve

  • lobos e raposas árticos

  • lêmingues (pequenos roedores)

  • renas

  • lebres-do-ártico

  • ptármigas (ave) e outros

Raposa, um animal da fauna da Tundra.
A fauna da Tundra inclui mamíferos como as raposas.

Tipos de Tundra

Como enfatizamos até então, podem ser identificados dois tipos de Tundra:

  • ártica

  • alpina

A primeira se estende para áreas de altas latitudes situadas além do Círculo Polar Ártico, na porção mais setentrional do planeta. As condições climáticas encontradas nela são extremas, limitando consideravelmente o desenvolvimento da vegetação e da vida animal.

A Tundra alpina recebe esse nome por se instalar em áreas de elevada altitude, geralmente no topo de montanhas, como a cordilheira dos Alpes e a dos Himalaias. Os solos são melhor desenvolvidos se comparados aos do primeiro tipo, e se observa, ainda, algumas espécies vegetais que não ocorrem na Tundra ártica.

Quais as diferenças entre Taiga e Tundra?

Embora ambas ocorram em climas frios do Hemisfério Setentrional, existem diferenças substanciais entre a Tundra e a Taiga. Enquanto a primeira ocorre mais próximo das calotas polares, sendo assim muito mais fria, a segunda fica em uma posição intermediária entre a floresta temperada e a Tundra, dispondo de temperaturas mais amenas.

A Tundra é marcada pela ausência de árvores e predominância de vegetação de pequeno porte, enquanto a principal característica da Taiga é a sua vegetação homogênea e densa formada pela floresta de coníferas, como abetos, pinhos e cedros. O segundo bioma dispõe de um solo claro em que pode haver ou não camada congelada, o que ocorre no período mais frio do ano. Na Tundra, por sua vez, o permafrost forma a maior parte do seu substrato.

Leia também: Consequências das ações antrópicas no meio ambiente

Exercícios resolvidos sobre Tundra

Questão 1 - (Unesp) Leia o fragmento do romance O orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares, de Ranson Riggs, e analise o mapa.

Apesar dos avisos e até das ameaças do conselho, no verão de 1908 meus irmãos e centenas de outros membros dessa facção renegada, todos traidores, viajaram para a Tundra siberiana para levar a cabo seu experimento odioso. Escolheram uma velha fenda sem nome, que estava, havia séculos, sem uso.

(O orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares, 2015. Adaptado.)

Mapa com a localização da Tundra.

(IBGE. Atlas geográfico escolar, 2012. Adaptado.)

O bioma mencionado no fragmento está representado no mapa pelo número:

A) 1

B) 4

C) 2

D) 5

E) 3

Resolução

Alternativa E. O fragmento menciona a Tundra situada na Sibéria, que fica no leste da Rússia, mais especificamente no nordeste da Ásia, conforme representado no mapa pelo número 3.

Questão 2 - (UEPB) Em matéria exibida no dia 27 de maio de 2005, com o título “Sibéria, o inferno gelado”, o Globo Repórter mostrou a vida dos nômades criadores de renas, que “moram e viajam em casas sobre rodas, cobertas de peles”. Esse “gênero de vida” é também uma forma de preservar o frágil ecossistema, cuja vegetação de líquens e musgos cresce apenas no curto verão do Ártico. Trata-se, portanto, do domínio:

A) da floresta decídua.

B) da Taiga.

C) da floresta boreal.

D) da Tundra.

E) da estepe.

Resolução

Alternativa D. A vegetação rasteira de líquens e mugos em um ambiente de frio extremo, situado no ártico, corresponde à descrição da paisagem da Tundra.

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Tundra"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/tundra.htm. Acesso em 23 de julho de 2024.

De estudante para estudante


Videoaulas