Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Laos

Laos é um país de 7,3 milhões de habitantes localizado no Sudeste Asiático. Apresenta uma das menores economias da região, baseada sobretudo nas atividades do setor primário.

Bandeira de Laos.
Bandeira de Laos.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

 Laos, ou República Democrática Popular do Laos, é um país localizado na região Sudeste da Ásia, com capital na cidade de Vienciana. O país dispõe de clima tropical monçônico e relevo formado por terrenos montanhosos ao sul e áreas mais planas ao norte. A população do Laos é hoje de 7,3 milhões de habitantes, com a maior parte vivendo na zona rural. Nesse sentido, grande parte da mão de obra do país está empregada na agricultura, uma das atividades econômicas de maior importância para o Laos junto da exploração de recursos minerais.

Veja também: Timor-Leste — outro país localizado no Sudeste Asiático

Tópicos deste artigo

Resumo sobre Laos

  • Laos é um país do Sudeste Asiático com capital em Vienciana.

  • É o único país da região que não possui saída para o mar.

  • O clima do Laos é o tropical monçônico. Seu relevo é marcado pelas montanhas, especialmente na porção sul, e uma extensa planície na região centro-norte.

  • O rio Mekong é o principal curso d’água do país.

  • A população do Laos é formada por 7,3 milhões de habitantes. A maior parte deles vive na zona rural.

  • A história moderna do Laos começa no século XIII. Uma série de disputas territoriais aconteceu no país, que se tornou independente na década de 1950.

  • Laos participou da Guerra do Vietnã e sofreu intensos bombardeios cujos efeitos estão presentes até hoje no país.

  • A exploração de recursos minerais e a agricultura compõem os pilares da economia do Laos.

  • Os investimentos estrangeiros têm sido importantes para o país, especialmente no setor de geração de energia hidrelétrica.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Dados gerais sobre Laos

  • Nome oficial: República Democrática Popular do Laos.

  • Gentílico: laosiano.

  • Extensão territorial: 236.800 km².

  • Localização: Sudeste da Ásia.

  • Capital: Vienciana.

  • Clima: tropical monçônico.

  • Governo: república socialista unitária.

  • Divisão administrativa: 17 províncias e uma prefeitura.

  • Idiomas: lao (oficial), inglês e francês.

  • Religiões:

    • budismo: 64,7%;

    • religiões cristãs: 1,7%;

    • outras: 2,1%;

    • nenhuma: 31,4%.

  • População: 7.379.000 habitantes (ONU, 2021).

  • Densidade demográfica: 32 hab./km².

  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,613.

  • Moeda: kip.

  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 17,35 bilhões (FMI, 2022).

  • PIB per capita: US$ 2.320.

  • Gini: 0,364.

  • Fuso horário: GMT +7.

  • Relações exteriores:

    • Organização das Nações Unidas (ONU);

    • Organização Mundial do Comércio (OMC);

    • Banco Mundial;

    • Fundo Monetário Internacional (FMI);

    • Associação das Nações do Sudeste Asiático (Asean).

Mapa de Laos

 Mapa de Laos.

Geografia de Laos

Laos é um país localizado na região sudeste da Ásia. Sua capital é a cidade de Vienciana. O território laosiano se estende por 236.800 km² e estabelece divisa territorial com os seguintes países:

China, ao norte;

Vietnã, a leste;

Camboja, ao sul;

Tailândia, a oeste;

Mianmar, a noroeste.

Embora situado próximo ao litoral, na região onde o mar do Sul da China forma o golfo de Tonquim, na costa vietnamita, Laos não possui saída para o oceano.

→ Clima de Laos

O clima predominante em Laos é o tropical monçônico. Esse tipo climático é caracterizado por duas estações do ano bem definidas, que são uma chuvosa e uma seca. A estação chuvosa ocorre de maio a outubro, decorrente dos ventos quentes e úmidos que sopram de sudoeste. O volume acumulado de chuvas varia entre 1500 a 4000 mm, a depender da localidade. Entre novembro e abril se instala a estação seca, decorrente dos ventos quentes e secos que sopram de nordeste. Além da escassez de chuvas, as temperaturas médias caem consideravelmente.

→ Relevo de Laos

Laos possui um relevo bastante acidentado, formado principalmente por montanhas, dentre as quais se destaca o conjunto que forma a cordilheira Anamesa, que se estende de norte a sul na porção ocidental do país. A região centro-norte é marcada pela Planície de Jarras, enquanto mais ao sul se encontram formações cársticas. A elevação média no país é de 710 metros.

Paisagem na cidade de Vang Vieng, no Laos, um dos principais destinos turísticos do país.
Paisagem na cidade de Vang Vieng, no Laos, um dos principais destinos turísticos do país.

→ Vegetação de Laos

A cobertura vegetal de Laos é composta por florestas tropicais e florestas temperadas, as quais apresentam uma grande biodiversidade. Atualmente, essas formações recobrem mais de 67% do país.

→ Hidrografia de Laos

Laos possui uma densa rede hidrográfica que consiste, em sua maioria, de tributários do rio Mekong, curso d’água que se estende por mais de 4 mil km e faz as vezes de fronteira natural com Mianmar e também com a Tailândia. Destacam-se ainda os rios Nam Ou, Nam Suang e Nam Khane.

Demografia de Laos

A população de Laos é atualmente de 7.379.000 habitantes, de acordo com dados das Nações Unidas. Levando em consideração todos os países do continente, Laos é o 33º em população, além de ficar na 103ª posição em escala mundial. A maior parte da população laosiana vive nos arredores de sua capital e também ao longo do curso do rio Mekong, principalmente na sua porção meridional.

Laos não é um país urbanizado, visto que a parcela de sua população vivendo nas cidades é de 37,6%. A maior delas é a capital, Vienciana, onde moram hoje cerca de 700 mil pessoas. As demais áreas urbanas do país são muito menores do que a capital e não chegam a 100 mil habitantes. Um exemplo é a segunda maior cidade do Laos, Pakse, cuja população é de 88 mil habitantes.

O crescimento populacional do país se dá a uma taxa de 1,34% ao ano, maior do que a média global. Isso se deve principalmente ao crescimento vegetativo, caracterizado pelo fato de que a taxa de natalidade é três vezes maior do que a taxa de mortalidade. Laos é um país jovem, com idade mediana de 24 anos. A expectativa de vida é baixa se comparada a outras nações asiáticas: 68,15 anos.

Saiba mais: Kuwait — o país cuja taxa de natalidade é quase nove vezes maior do que a taxa de mortalidade

História de Laos

A história moderna do Laos tem início no século XIII, embora o povoamento da área que hoje corresponde ao país tenha acontecido milhares de anos antes do estabelecimento de uma organização político-territorial propriamente dita, de acordo com registros arqueológicos. O primeiro reino unificado de Laos foi fundado por Fa Ngum na segunda metade do século XIII.

Por causa da composição de sua fauna, Laos era chamado de Reino de Lan Xang ou Reino dos Milhares de Elefantes. Esse foi um dos mais importantes territórios da região Sudeste da Ásia à época e incluía também algumas áreas da Tailândia e Camboja.

Após um longo período de prosperidade, o reino de Laos se viu imerso em uma série de disputas territoriais travadas com as atuais Tailândia e Mianmar durante o século XVI. O restabelecimento da ordem aconteceu por um breve período durante o século XVII, seguido pela retomada dos conflitos e incorporação do Laos ao Vietnã ao final do século.

O período seguinte foi marcado pela dissolução do Reino de Lan Xang e formação de três outros reinos independentes, derivados da sua recusa em se tornar um território subordinado ao Vietnã, procurando ainda manter afastados os domínios dos demais países vizinhos.

Apesar das tentativas, os reinos do Laos passaram a integrar os domínios do Sião (atual Tailândia) a partir do fim do século XVIII e assim permaneceram até o início da colonização francesa, com a incorporação do território laosiano à Indochina Francesa no século XIX. A atual capital de Laos, Vienciana, foi estabelecida como sede da administração francesa na região.

Durante a Segunda Guerra Mundial, houve uma invasão japonesa em partes do Sudeste Asiático, compreendendo o Laos, o que fez com que muitos territórios antes sob a dominação francesa fossem restabelecidos. A independência do Laos somente foi reconhecida em 22 de outubro de 1953.

Durante a década de 1960, o Laos teve participação na Guerra do Vietnã (1959–1975), uma vez que o seu território era visto como uma via de acesso do Vietnã do Norte para o Vietnã do Sul, tendo sofrido intensos bombardeios por parte dos Estados Unidos.

No ano de 1975, o Laos se tornou oficialmente a República Democrática Popular do Laos, instaurando a forma de governo vigente até o presente. Durante a década de 1980, o país abriu gradualmente a sua economia, que, já nos anos mais recentes, tem recebido importantes remessas de investimentos estrangeiros, com destaque para o papel desses investimentos na infraestrutura do país.

Cultura de Laos

A pluralidade cultural do Laos se deve ao fato de que diversos grupos étnicos compõem sua população, além da influência de outros povos, como os chineses, vietnamitas e franceses. Um dos últimos censos demográficos indicou que existem pelo menos 49 grupos oficialmente reconhecidos no país, dentre os quais estão os lao, quemeres, hmong, phoutay e tai. O idioma oficial é o lao, que coexiste com outras línguas, como o francês e o inglês, por exemplo, além das línguas pertencentes a cada um dos povos que formam a população do Laos.

A religião budista é praticada por quase 65% da população, e seus elementos estão presentes tanto nos costumes de grande parte dos laosianos quanto na arquitetura urbana, na música e em outras formas de manifestação cultural.

Por exemplo, as mulheres costumam usar uma vestimenta típica que consiste em uma saia (sinh) que vai da cintura até o tornozelo, com cores variadas e cujo padrão de estampa depende muito da origem e etnia.

Além disso, a culinária do Laos dispõe de elementos típicos do Sudeste Asiático. Dentre os pratos tradicionais está o arroz glutinoso com laap, uma salada com carne e muitas especiarias.

Governo de Laos

Laos é uma república socialista unitária. O chefe do Poder Executivo é o presidente da república, eleito indiretamente pelo Parlamento para exercer um mandato inicial de cinco anos, porém existe a possibilidade de reeleição sem um limite preestabelecido. Junto do presidente é eleito o seu vice. O chefe de governo é o primeiro-ministro, que chega ao cargo mediante eleição parlamentar e nomeação presidencial.

O Poder Legislativo é desempenhado pela Assembleia Nacional, Parlamento laosiano unicameral e composto por 164 membros. Sua seleção acontece por meio de eleições diretas, com uma relação de candidatos que é determinada pelo Partido Popular Revolucionário do Laos.

Etimologia de Laos

O nome Laos significa País dos Lao, isto é, do povo lao. Ele foi atribuído pelos franceses no século XIX, à época em que detinham poder sobre a colônia da Indochina Francesa, formada pelo Laos, Camboja e Vietnã. O povo lao era o grupo étnico mais populoso daquele território, por isso o nome foi adotado.

Economia de Laos

Laos possui uma das menores economias do Sudeste Asiático, com um Produto Interno Bruto (PIB) de 17,35 bilhões de dólares e renda per capita de 2,3 mil dólares. A descentralização e maior abertura da economia laosiana aconteceu a partir da segunda metade da década de 1980, e hoje os investimentos estrangeiros desempenham papel importante em alguns setores, como da geração de energia elétrica e da mineração.

O setor terciário é responsável por 45,9% do PIB. Destacam-se as atividades de comércio e também o turismo, importante fonte de riquezas do país. Segundo dados da ONU, o Laos recebe anualmente cerca de quatro milhões de turistas, atraídos pelas belas paisagens naturais e pela riqueza cultural do país.

Mulher regando vegetais nas margens do rio Mekong.
 Quase três quartos dos trabalhadores de Laos estão alocados na produção agrícola.

A indústria de Laos é orientada pelas atividades pertencentes ao setor primário da economia, dentre as quais estão a extração de recursos minerais (ouro, cobre, estanho, gesso), o ramo madeireiro e de processamento de produtos agropecuários, a borracha e também áreas como de tecidos e vestuário e da construção civil. Ao todo, o setor secundário responde por 33,2%, com crescimento acelerado nos períodos mais recentes.

A agropecuária responde por 20,9% do PIB, mas concentra aproximadamente 73% de toda a mão de obra. O país é um grande produtor de arroz, borracha, café, cana-de-açúcar, mandioca e outros tubérculos.

Veja também: Indonésia — a maior economia do Sudeste Asiático

Infraestrutura de Laos

Abrigando quase 70% da população do país, a zona rural de Laos é a área mais atingida com a precariedade ou escassez de infraestrutura básica, como redes de saneamento básico e de fornecimento de água.

Enquanto nas cidades quase toda a população possui acesso a esses serviços, no campo eles atendem respectivamente a 72% e 84% dos habitantes. A energia elétrica atende a uma parcela maior dos moradores da zona rural, mas também não possui cobertura completa.

Laos é um grande exportador de energia elétrica, dispondo de elevado potencial hidrelétrico natural em seu território, além dos fluxos de capital estrangeiro que entram no setor na forma de investimentos diretos.

As hidrelétricas respondem por 72% da capacidade instalada no país, representando a 15ª maior capacidade hidrelétrica de todo o mundo. Os demais 28% são compostos pelos combustíveis fósseis. Quase 40 mil km de estradas e 4,6 mil km de hidrovias compõem a rede de transportes de Laos, além das dezenas de aeroportos. O mais importante deles fica em Vienciana, capital do país.

Curiosidades sobre Laos

  • A montanha de Phu Bia abriga o ponto culminante de Laos, a 2817 metros acima de altitude.

  • Laos é o país mais bombardeado do mundo, o que foi uma consequência direta da Guerra do Vietnã. Bombas e granadas que não explodiram de imediato são encontradas até hoje no país e são responsáveis por inúmeros acidentes.

  • Existem mais de quatro mil ilhas no Laos, distribuídas na porção inferior do rio Mekong, próximo de seu delta.

  • Laos é o único país do Sudeste Asiático que não possui saída para o mar.

  • A bandeira de Laos faz referência àqueles que lutaram pela independência (vermelho), ao rio Mekong e à prosperidade (azul) e ao Japão (círculo branco), que foi importante para o país conquistar a sua soberania.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia 

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Laos"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/laos.htm. Acesso em 17 de agosto de 2022.

PUBLICIDADE

Estude agora


Como fazer ótimos títulos na redação?

Como é possível fazer bons títulos? Nesta aula, o professor Guga Valente vai apresentar ótimas ideias e dar dicas...

Alguma poesia I Análise literária [Fuvest]

Assista a nossa videoaula para conhecer um pouco mais da obra “Alguma poesia”, do poeta brasileira Carlos Drummond...