Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Solo

Os solos se desenvolvem por meio do intemperismo das rochas. Eles são formados por minerais, matéria orgânica, ar e água e são importantes para o equilíbrio do meio ambiente.

Vista das camadas de solo sob uma estrada de asfalto.
O solo corresponde à camada de material orgânico e fragmentos de rocha alterados que reveste a litosfera terrestre.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Solo é a camada que recobre a superfície terrestre. Os solos são corpos formados por meio do intemperismo químico e do intemperismo físico das rochas, sendo constituídos essencialmente por minerais, matéria orgânica, água e ar, além de pequenos animais e micro-organismos. Os componentes do solo estão dispostos em camadas chamadas de horizontes. O desenvolvimento de um perfil de solo varia consideravelmente de região para região, dependendo diretamente de aspectos como clima, disponibilidade hídrica, rocha-mãe e topografia.

Veja também: Formas de degradação do solo

Tópicos deste artigo

Resumo sobre solo

  • Solo corresponde à camada de material inconsolidado que recobre a superfície terrestre.

  • Os solos são resultantes do intemperismo da rocha e da ação de micro-organismos.

  • Trata-se de uma estrutura dinâmica e em constante transformação.

  • A pedogênese, o processo de formação dos solos, ocorre por meio da dissolução química e da desagregação mecânica das rochas.

  • A composição dos solos é feita de minerais, matéria orgânica, água e ar. Eles podem conter ainda pequenos animais e micro-organismos.

  • Os solos são formados por diferentes horizontes, suas camadas.

  • Podem ser do tipo arenoso, siltoso, argiloso ou orgânico.

  • Identifica-se, no Brasil, a presença de 13 classes de solo, segundo a Embrapa.

  • Os argissolos, os latossolos e os neossolos são os solos mais presentes no Brasil.

  • Os solos são importantes para a sustentação da vegetação e das atividades humanas, sendo parte fundamental dos ecossistemas e dos ciclos biogeoquímicos terrestres.

Videoaula sobre solo

O que é solo?

Solo pode ser definido como um corpo dinâmico de origem mineral e orgânica formado por material inconsolidado (ou friável) que reveste a superfície do planeta Terra. Os solos são o produto direto da ação dos agentes intempéricos sobre as rochas, sendo constituídos pela ação lenta e continuada das águas, dos ventos, da variação de temperatura e também dos animais e micro-organismos.

A composição e a estrutura de um solo variam consideravelmente de acordo com a sua rocha de origem e ainda de região para região, a depender da disponibilidade hídrica e do regime de temperaturas. Dessa forma, a característica de um perfil de solo é compatível com o clima da região onde ele se formou. A morfologia dos terrenos, isto é, seu relevo, também interfere na dinâmica dos solos.

Qual a função do solo?

Os solos são estruturas que apresentam múltiplas funções. Listamos abaixo algumas das suas principais funções.

  • Manutenção do equilíbrio ambiental por meio da sua participação nos ciclos biogeoquímicos (da água, do nitrogênio, do carbono etc.) que acontecem na natureza.

  • Sustentação dos mais variados tipos de cobertura vegetal, desde florestas a estepes, o que faz com que se tornem também importantes reservatórios de nutrientes e minerais.

  • Fornecimento de recursos naturais para os seres humanos.

  • Base para o desenvolvimento de atividades econômicas, como a agricultura e a pecuária.

  • Armazenamento e circulação de água.

  • Proteção da rocha-mãe.

  • Habitat para milhares de formas de vida que compreendem de pequenos animais a micro-organismos.

  • Fundação para as obras de infraestrutura e edificações.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Formação do solo

A formação dos solos tem início por meio da decomposição química e desestruturação mecânica de uma camada de rocha, que, então, passa a ser chamada de rocha-mãe ou rocha matriz, uma vez que é ela quem dá origem ao perfil de solo. Dá-se o nome de pedogênese ao processo de formação de um solo.

A transformação do corpo rochoso recebe o nome de intemperismo, que, no caso em questão, se dá tanto na sua forma química quanto física. Na primeira, há a modificação dos minerais presentes na rocha; enquanto a segunda é caracterizada fragmentação e divisão dela em pedaços menores. A constituição de um perfil de solo somente é possível porque o material intemperizado não é transportado para outros locais, ou seja, ele permanece sobre a rocha de origem.

A formação do solo é um processo muito lento que decorre na escala de tempo de milhares de anos. O desenvolvimento de somente 2,5 centímetros de um solo leva de algumas centenas até dois mil anos.|1| É importante ressaltar, no entanto, que essa é somente uma estimativa que pode variar de acordo com vários fatores, principalmente o tipo de rocha e a ação dos agentes intempéricos.

Qual a composição do solo?

A composição química de um solo varia de acordo com a localidade onde ele se formou e com a sua rocha-mãe. No entanto, todos os perfis de solo apresentam determinados elementos em comum que, em geral, constituem materiais orgânicos e materiais inorgânicos. Levando isso em consideração, podemos afirmar que todos os solos apresentam em sua composição:

  • minerais (a maior parcela de seus componentes);

  • água;

  • ar;

  • matéria orgânica.

Os materiais que compõem um solo estão dispostos por meio de camadas que recebem o nome de horizontes. O número de horizontes presentes em um solo não é o mesmo para todos, e a sua variação acontece em função do tempo de desenvolvimento daquele perfil.

Quando bem desenvolvidos, os solos apresentam, pelo menos, quatro horizontes, os quais descrevemos abaixo.

  • Horizonte O: é o horizonte orgânico do solo, representa a camada superficial formada por matéria orgânica e água. Apresenta coloração mais escura do que os demais horizontes.

  • Horizonte A: camada formada por minerais e matéria orgânica, o que lhe confere também uma coloração escura.

  • Horizonte B: camada formada por nutrientes lixiviados das camadas superiores do solo e outros minerais decorrentes da decomposição química da rocha. É mais espesso que os horizontes superiores, e a presença de matéria orgânica é muito baixa.

  • Horizonte C: corresponde ao horizonte de transição entre a rocha-mãe e as demais camadas do solo. Apresenta minerais decorrentes do intemperismo químico e também fragmentos da rocha original, produto do intemperismo químico. Não apresenta matéria orgânica.

Importante: Algumas classificações nomeiam ainda o Horizonte R, que corresponde à rocha-mãe.

Exemplo de perfil de solo com a identificação de seus horizontes.
Exemplo de perfil de solo com a identificação de seus horizontes.

Quais são os tipos de solo?

Uma das maneiras de se determinar os diferentes tipos de solo é de acordo com a sua granulometria (diâmetro dos grãos nele presentes) e composição. Com base nesses critérios, existem quatro tipos de solo.

→ Solo arenoso

Os solos arenosos são formados predominantemente por areia — grânulos que possuem entre 0,05 mm e 2 mm de espessura. São porosos, bastante frágeis e apresentam baixa fertilidade química.

→ Solo siltoso

Os solos siltosos são formados por materiais com espessura entre 0,002 mm e 0,05 mm, o que caracteriza uma granulometria intermediária entre a areia (mais grossa) e a argila (mais fina). Apresentam uma característica em comum com os solos arenosos: a sua suscetibilidade à erosão, uma vez que são constituídos por material com elevado nível de desagregação.

→ Solo argiloso

Os solos argilosos são formados por materiais muito finos, com espessura igual ou inferior a 0,002 mm. Trata-se de um solo pouco poroso que tem uma capacidade muito grande de armazenar água, embora sua permeabilidade seja menor do que a dos demais tipos apresentados.

→ Solo orgânico

Os solos orgânicos são muito férteis, constituídos por um horizonte rico em nutrientes e matéria orgânica. São chamados também de solos húmicos devido à presença do horizonte com o mesmo nome.

Classificação do solo

A classificação dos solos não é uma constante nos estudos sobre o solo no mundo. Isso acontece porque, como vimos, a sua formação e composição depende de fatores associados à localização, ao clima, à estrutura geológica e à biota.

No Brasil existe um sistema oficial de classificação estabelecido pela Embrapa, o Sistema Brasileiro de Classificação de Solos (SiBCS). Abaixo listamos as principais classes de solos e apresentamos a principal característica que os diferencia dos demais.

Classe

Característica principal

Argissolo

Profundo e bem desenvolvido, com a presença de argila no horizonte B.

Cambissolo

Raso e em desenvolvimento, com horizonte B incipiente.

Chernossolo

Apresenta horizonte A rico em matéria orgânica e nutrientes, com B desenvolvido ou incipiente.

Espodossolo

Arenoso e ácido, com a presença de um horizonte E e coloração clara.

Gleissolo

Com elevada saturação de água e rico em matéria orgânica.

Latossolo

Profundo e bem desenvolvido, com baixa fertilidade química.

Luvissolo

Raso e formado por alto teor de argila, com camadas superiores lixiviadas.

Neossolo

Ainda em desenvolvimento, dispondo de características da rocha matriz.

Nitossolo

Argiloso, bem desenvolvido, com a presença de cerosidade.

Organossolo

Rico em matéria orgânica.

Planossolo

Horizonte B argiloso e pouco permeável, situado sob um horizonte A arenoso.

Plintossolo

Com alta concentração de ferro, que condiciona a formação de nódulos.

Vertissolo

Argiloso e que tende a se dilatar na estação mais quente do ano (presença de argila expansiva).

Qual a importância do solo?

Revestindo grande parte da superfície terrestre, o solo desempenha papel fundamental na sustentação da vida e das atividades humanas. É nele que se fixam as edificações e a infraestrutura (as rodovias, os viadutos, os postes elétricos, as ferrovias e várias outras redes), além desse substrato oferecer nutrientes para o desenvolvimento dos cultivos agrícolas e muitos dos recursos naturais importantes para a nossa economia, como os minerais.

Os solos são muito importantes para a manutenção da vida no planeta, visto que, além de sustentarem a vegetação e parte da fauna, eles próprios consistem em um amplo e diverso ecossistema. Não somente isso, os solos realizam a renovação de nutrientes periodicamente como parte de sua função nos ciclos biogeoquímicos do nosso planeta. Por essa razão, o manejo adequado dos solos se torna tarefa tão importante para a manutenção do equilíbrio dos sistemas naturais e, por conseguinte, para a preservação do meio ambiente.

Solo no Brasil

A variabilidade climática das regiões brasileiras proporcionou ao país o desenvolvimento de uma ampla variedade de solos, listada anteriormente ao citarmos o SiBCS. Entretanto, três tipos de solos são predominantes no território nacional, que são os:

  • argissolos;

  • latossolos;

  • neossolos.

De acordo com a Embrapa,|2| os argissolos constituem 24% da superfície brasileira, embora cubram uma área menor em extensão do que os latossolos. Em conjunto, latossolos e argissolos recobrem 58% da área brasileira. Ambos são muito bem desenvolvidos e se encontram em diversas regiões do país.

Apesar da sua profundidade e boa estrutura, são solos pouco férteis em termos de disponibilidade de nutrientes. Os neossolos, por sua vez, estão presentes em somente 15% da extensão do país, e são mais recorrentes em áreas com climas mais secos.

Acesse também: Degradação do solo no Brasil

Exercícios resolvidos sobre solo

Questão 1

(Unicamp) Solo é a camada superior da superfície terrestre, onde se fixam as plantas, que dependem de seu suporte físico, água e nutrientes. Um perfil de solo é representado na figura abaixo. Sobre o perfil apresentado é correto afirmar que:

Ilustração representando o perfil do solo.

A) O horizonte (ou camada) O corresponde ao acúmulo de material orgânico que é gradualmente decomposto e incorporado aos horizontes inferiores, acumulando-se nos horizontes B e C.

B) O horizonte A apresenta muitos minerais não alterados da rocha que deu origem ao solo, sendo normalmente o horizonte menos fértil do perfil.

C) O horizonte C corresponde à transição entre solo e rocha, apresentando, normalmente, em seu interior, fragmentos da rocha não alterada.

D) O horizonte B apresenta baixo desenvolvimento do solo, sendo um dos primeiros horizontes a se formar e o horizonte com a menor fertilidade em relação aos outros horizontes.

Resolução:

Alternativa C

Como a própria imagem nos mostra, o horizonte C é aquele localizado entre a rocha-mãe e as demais camadas de solo, desempenhando o papel de uma faixa de transição entre elas. Por essa razão, identifica-se a presença de fragmentos de rocha ainda inalterados pelo intemperismo químico em sua extensão.

Questão 2

(Uece) Os solos são o produto da desagregação das rochas pelos processos físicos, químicos e biológicos, sendo constituídos, do ponto de vista pedológico, por matéria mineral, ar, água, matéria orgânica e atividade biológica. Os latossolos são solos

A) pouco evoluídos, com ausência de horizonte B.

B) altamente evoluídos e ricos em argilominerais.

C) essencialmente orgânicos.

D) derivados de rochas calcárias.

Resolução:

Alternativa B

Os latossolos são um dos solos mais comuns do Brasil. Eles são caracterizados pela grande evolução vertical, sendo muito profundos, com baixo teor de nutrientes e bastante intemperizados, com a presença de argilominerais.

Notas

|1| CONTI, José Bueno; FURLAN, Sueli Angelo. Geoecologia: o clima, os solos e a biota. In: ROSS, Jurandyr L. Sanches. (Org.). Geografia do Brasil. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2019. 6 ed. 3 reimp. (Didática; 3). P. 67-208.

|2| EMBRAPA. Os solos do Brasil. Embrapa, [2011]. Disponível aqui.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Solo"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/o-solo.htm. Acesso em 25 de maio de 2024.

De estudante para estudante


Videoaulas


Lista de exercícios


Exercício 1

Considerando o texto abaixo, marque a alternativa que indica corretamente o elemento conceituado:

“Um corpo dinâmico de origem mineral e orgânica, formado por material inconsolidado (ou friável) que reveste a superfície do planeta Terra.”

GUITARRARA, Paloma. “Solo”. Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/o-solo.htm

a) Rocha

b) Minério

c) Mineral

d) Solo

e) Aquífero

Exercício 2

Considerando a importância dos solos para o desenvolvimento de atividades econômicas, marque a opção que indica as atividades que dependem totalmente deles:

a) indústria e pecuária

b) agricultura e pecuária

c) extrativismo vegetal e agricultura

d) pecuária e extrativismo animal

e) transportes e agricultura