Topo
pesquisar

Diferença entre exportação e importação

Geografia

Exportação e importação são atividades comerciais que envolvem venda e compra de bens, produtos e serviços. São essenciais para a dinâmica econômica de um país.
PUBLICIDADE

Exportação e importação são atividades relacionadas com a entrada e a saída de produtos, bens ou serviços em um país. Ambas podem envolver compra, venda e doações.

Exportação

A exportação refere-se à venda, envio ou doação de produtos, bens e serviços de um país a outro. É, portanto, a saída de uma mercadoria ou serviço nacional para outro país. A exportação acontece principalmente quando empresas decidem ampliar seus negócios a fim de expandir o mercado, abastecendo não só o interno, mas também o externo. Exportar representa, portanto, uma tentativa de crescimento econômico por meio da diversificação do mercado.

Leia também: Made in China: Como a China virou potência?

A exportação pode ser, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores:

  • Direta: o faturamento é do próprio produtor, ou seja, o produto exportado é faturado pelo próprio produtor em relação ao importador. Todo o processo de exportação é de total conhecimento da empresa exportadora. Esse processo envolve: pesquisa de mercado, documentação, embalagens, transações bancárias, entre outros.

  • Indireta: a realização da venda dos produtos não ocorre pela empresa que os produziu, ou seja, a empresa produtora não cuida do comércio externo do produto e também não cuida do transporte do produto ao país de destino. Normalmente esse tipo de exportação é realizado por empresas sem experiência no comércio exterior.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Importação

A importação refere-se à compra ou recebimento de produtos, bens ou serviços por países. É, portanto, a entrada de mercadorias ou serviços estrangeiros em território nacional.

É muito difícil que um país seja autossuficiente em todos os setores. Normalmente, os países que importam não produzem as mercadorias que são importadas, sendo, portanto, inevitavelmente necessário importá-las. As mercadorias, bens e serviços importados geralmente abastecem os setores industriais com matérias-primas, viabilizam pesquisas e também abastecem a população com alimentos.

Leia também: Europa: um grande consumidor de matérias-primas

Segundo o Manual de Importação elaborado pela Unesp, há três fases básicas no processo de importação:

Administrativa: representa a fase de autorização do processo de importação, que é feita de acordo com a operação ou tipo de mercadoria que será importado. Nessa fase, gera-se a licença para a importação.

Cambial: representa a fase de pagamento ao exportador.

Fiscal: representa a fase de despacho aduaneiro (liberação de uma mercadoria pela alfândega). Nessa fase, há recolhimento de tributos e a retirada da mercadoria na alfândega.

Vantagens e desvantagens

As vantagens e desvantagens da exportação e da importação são variáveis e nem sempre aplicadas a todas as relações comerciais. São possibilidades que variam de acordo com a natureza comercial e os países/comerciantes envolvidos. Veja a seguir as possíveis vantagens e desvantagens, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores, de cada uma dessas atividades comerciais:

Exportação


Vantagens

  • Aumento da produtividade do país exportador.

  • Empresas passam a aperfeiçoar seus serviços para atender as tendências do mercado.

  • Fortalecimento das empresas exportadoras, que acabam tornando-se referência para outras empresas que desejam aventurar-se no mercado externo.

Desvantagens

  • Pode haver um maior tempo de retorno financeiro, visto que as primeiras exportações podem não ser tão satisfatórias quanto o esperado pelas empresas.

  • Por existir diferenças culturais e climáticas entre alguns países, é preciso que haja maior cuidado com os itens a serem exportados para que não haja prejuízos durante o trajeto.

  • Caso a empresa não conte com um grupo de funcionários qualificados para o mercado, o comércio exterior, que pode ser mais exigente, pode tornar-se um problema e trazer diversos prejuízos à empresa.

  • Alguns obstáculos, como greves fiscais, podem dificultar ou atrasar as exportações, resultando em descontentamento tanto ao importador quanto ao exportador.

Importação


Vantagens

  • Há vantagem cambial, ou seja, há vantagem de uma moeda em relação à outra. Quando a moeda do exportador é desvalorizada em relação à moeda do importador, há vantagens financeiras para quem importa.

  • O Governo Federal, no caso do Brasil, pode oferecer estímulo às empresas.

  • Normalmente o tempo de importação é reduzido em relação ao tempo que se gastaria na produção do produto importado.

  • Os custos de produção e mão de obra são reduzidos.

Desvantagens

  • É possível que haja atrasos nos períodos de entrega dos produtos importados, trazendo então prejuízos ao importador.

  • Se não houver planejamento, é possível que haja falhas no que diz respeito à quantidade de produtos comprados.

  • Caso não haja confiança entre a empresa importadora e a empresa exportadora, possíveis conflitos podem surgir e gerar problemas ao longo da efetivação das atividades comerciais.

Made in Brazil
O Brasil é uma das grandes economias exportadoras do mundo.

Exportação e importação no Brasil

Atualmente, o Brasil é o maior exportador mundial de carne bovina. Foi exportado no ano de 2018 cerca de 1,64 milhões de toneladas da proteína segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec). De acordo com o Observatório da Complexidade Econômica, o país é a 24º maior economia exportadora do mundo. No ano de 2016, o país importou 140 bilhões de dólares e exportou cerca de 191 bilhões de dólares, apresentando, portanto, um saldo comercial positivo de 50,7 bilhões de dólares.

Leia mais: Expansão da soja no Brasil

→ Produtos e destinos de exportação do Brasil­


 

Saiba mais: Cana-de-açúcar em São Paulo

Principais produtos importados pelo Brasil e os principais destinos

Em relação às importações, entre janeiro de 2017 e janeiro de 2018, as importações brasileiras somaram US$ 152,753 bilhões. As importações mais recentes voltam-se para produtos petrolíferos refinados.

O que é melhor para um país: exportar ou importar?

É difícil dizer o que é melhor para um país, se exportar ou importar. Quando nos referimos à balança comercial, que representa a diferença entre o valor do que foi exportado em relação ao valor do que foi importado, espera-se do país que essa balança seja positiva/favorável. Para que isso seja possível, o país deve exportar mais do que importar, ou seja, vender mais do que comprar. Porém, isso não quer dizer que um país deva parar de realizar importações. Importar significa atender às deficiências e necessidades de um determinado lugar, que, por diversos motivos, não consegue fornecer um determinado serviço ou produzir um determinado produto.

Por Rafaela Sousa
Graduada em Geografia

Exportar e importar são atividades comerciais que influenciam a dinâmica econômica de um país.
Exportar e importar são atividades comerciais que influenciam a dinâmica econômica de um país.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUSA, Rafaela. "Diferença entre exportação e importação"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/diferenca-entre-exportacao-importacao.htm. Acesso em 16 de dezembro de 2019.

Lista de Exercícios
Questão 1

(UFPA) As regiões brasileiras exercem diferentes papéis no que diz respeito à “divisão inter-regional do trabalho”, ressaltando-se que

a) a Região Norte caracteriza-se pela exportação de matéria-prima de origem diversa, com destaque para os minérios.

b) a Região Sul desempenha um papel eminentemente industrial, como fornecedora de produtos do setor secundário.

c) a Região Sudeste, coordenando o mercado nacional, caracteriza-se por ser exportadora unicamente de produtos provenientes do setor primário.

d) a Região Nordeste, mesmo com seus problemas endêmicos, consegue ser fornecedora de alimentos para a força de trabalho de outras regiões.

e) a Região Centro-Oeste caracteriza-se, principalmente, pela exportação de produtos agrícolas, com destaque para o cacau e o fumo.

Questão 2

(Unifenas) Sobre o comércio exterior brasileiro seria errado afirmar que:

a) Grande diversificação quanto aos tipos de produtos exportados e quanto aos parceiros comerciais.

b) Menor dependência em relação ao mercado norte-americano.

c) Houve grande aumento das exportações de manufaturados e semi-industrializados, superando exportações de produtos primários.

d) Apresenta diminuição gradativa do volume de mercadorias exportadas e do valor de exportações.

e) A balança comercial apresenta um superávit, desde 1982, apesar de não poder ser considerado como lucro.

Mais Questões
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola