Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Animais Extintos

Dodô: ave extinta em meados do século XVIII, em razão da caça indiscriminada feita por colonizadores europeus.
Dodô: ave extinta em meados do século XVIII, em razão da caça indiscriminada feita por colonizadores europeus.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Paleontólogos e cientistas de diversas outras áreas estimam que, durante a história da vida na Terra, ocorreram cinco extinções em massa. O último e mais conhecido desses eventos foi o que provocou a extinção dos dinossauros, há aproximadamente 65 milhões de anos; sendo causado pelo impacto de um asteroide, no Golfo do México.

Todas as cinco extinções em massa estão relacionadas a causas naturais, geralmente a modificações climáticas significativas. No entanto, um número considerável de espécies tem desaparecido em virtude, principalmente, de ações humanas, indiretas ou diretas, como destruição de habitats, caça indiscriminada, poluição, queimadas, utilização excessiva dos recursos, e introdução de espécies exóticas.

Quando falamos em extinção, devemos nos lembrar que não são somente os animais vertebrados que estão sujeitos: todos os seres vivos têm risco em potencial de serem extintos. Além disso, vale lembrar que o desaparecimento de uma espécie não é um evento isolado.

Pensando somente no contexto das cadeias alimentares, a diminuição ou desaparecimento de uma espécie propicia o aumento das populações que eram predadas por esta, que provoca a diminuição de suas presas, e o aumento daqueles organismos que serviam de alimento para esta última, e assim sucessivamente. Além disso, a reciclagem de nutrientes, e a polinização de lavouras, também poderiam ser prejudicadas.

Agora imagine, por exemplo, a extinção de uma espécie que preda mosquitos transmissores de doenças: seu desaparecimento pode propiciar o aumento desses vetores e, consequentemente, maior incidência de infecções. Outro exemplo hipotético, e mais grave ainda: o desaparecimento de um grande número de organismos produtores. Além de provocar a diminuição ou extinção dos consumidores primários, e daqueles que se alimentam destes, tal evento provocaria, provavelmente, o acúmulo de gás carbônico na atmosfera. Quem sobreviveria a essas condições?

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Além disso, não devemos nos esquecer de que a extinção de espécies faz com que seja perdido o patrimônio genético de organismos que poderiam ajudar na cura de doenças, na criação de novas fontes de energia, dentre outros exemplos.

Assim, é importante saber que o desaparecimento de seres vivos provoca alterações significativas na dinâmica dos ambientes em que se inserem, causando perdas e problemas irreparáveis; e que, nos últimos tempos, o que tem acontecido é, em grande parte, consequência de atividades nada sustentáveis que partem de nossa espécie.

Levando tais fatos em consideração, a União Internacional para a Conservação da Natura (IUCN) criou um banco de dados, a Lista Vermelha das Espécies Ameaçadas, que fornece informações referentes ao risco de extinção, ou não, que espécies de todo o mundo podem estar sofrendo. A partir dos dados ali presentes, que incluem a distribuição geográfica dos organismos, principais causas relacionadas ao seu declínio, e estratégias para a sua conservação; são estudadas, por pesquisadores de todo o mundo, maneiras para reduzir esse impacto, ou mesmo de eliminar os riscos de extinção daquele grupo.

Diante de tais informações, percebe-se que a conservação do meio ambiente e proteção de espécies pode ser uma meta – e responsabilidade – de todos.

Nesta seção, você encontrará alguns animais cujas chances de permanência em nosso planeta se foram juntamente com o último indivíduo vivente na natureza, ou no planeta. No primeiro caso, trata-se de espécies extintas da natureza, caso este em que só são encontrados indivíduos em cativeiro, em condições não naturais. Já o segundo caso se refere a organismos que deixaram de existir, para sempre.

Por Mariana Araguaia
Bióloga, especialista em Educação Ambiental
Equipe Brasil Escola

Animais - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ARAGUAIA, Mariana. "Animais Extintos"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/animais/extincao-animais.htm. Acesso em 03 de julho de 2022.

Lista de exercícios


Exercício 1

O que é extinção?

Exercício 2

A extinção é algo natural?

Artigos Animais Extintos


Ara tricolor: espécie cubana de Psittacidae
Animais

Arara-vermelha-de-cuba (Ara tricolor)

Ave cujo contato com nossa espécie causou seu fim, no século 19.

Araus-gigantes só podem ser vistos, atualmente, empalhados.
Animais

Arau-gigante (Pinguinus impennis)

Ave extinta no século dezenove em consequência da exploração marítima do Atlântico Norte.

Avestruz-árabe: ave extinta no século XX.
Animais

Avestruz-árabe (Struthio camelus syriacus)

Mais uma ave extinta em consequência da ação humana.

Carcará-de-Guadalupe: ave cuja extinção se deu de forma trágica.
Animais

Carcará-de-Guadalupe (Polyborus lutosus)

Ave endêmica da Ilha de Guadalupe, no México, extinta no ano de 1900.

Reconstituição de um dodô
Animais

Dodô (Raphus cucullatus)

Ave endêmica de uma ilha do Oceano Índico, extinta há mais de 300 anos.

magem do gliptodonte, animal de tamanho e formato semelhantes ao fusca!
Animais

Gliptodonte (Gênero Glyptodon)

Sobre o Gliptodonte, mamífero da ordem dos desdentados, extinto há aproximadamente 8 mil anos.

Lobo da Tasmânia: extinto desde 1936
Animais

Lobo da Tasmânia (Thylacinus cynocephalus )

Marsupial exterminado da natureza de forma bastante injusta.

Os mamutes foram animais mamíferos que fizeram parte da megafauna do Pleistoceno.
Animais

Mamute

Que tal conhecer mais sobre os mamutes? Clique aqui e aprenda mais sobre esse grupo de animais que se assemelhavam aos elefantes atuais.

Reconstituição de uma moa
Animais

Moa (Família Dinornithidae)

Ave não voadora endêmica da Nova Zelândia, extinta no século XVI.

O periquito-da-carolina vivia em bandos
Animais

Periquito-da-carolina (Conuropsis carolinensis)

Ave descrita por Lineu, extinta em 1918.

Pombo viajante: ontem, a ave mais abundante do planeta; hoje, animal extinto
Animais

Pombo viajante (Ectopistes migratorius)

Uma das mais dramáticas histórias de extermínio de uma espécie.

Quagga: espécie extinta em meados do século dezenove.
Animais

Quagga (Equus quagga quagga)

Subespécie da zebra de planície, extinta da natureza no século dezenove.

Tigre de bali: extinto na década de 30, na Indonésia.
Animais

Tigre de Bali (Panthera tigris balica)

Subespécie de tigre da Indonésia, extinta em 1937.

Reconstituição de uma vaca marinha
Animais

Vaca marinha (Hydrodamalis gigas)

Herbívoro pertencente à mesma ordem do peixe-boi; extinto em 1768.

PUBLICIDADE

Estude agora


Viúva Negra: o contexto sociopolítico da criação da personagem

Uma das mais importantes peças dos Vingadores, a Viúva Negra (apresentada primeiramente na pele da personagem Natasha...

Apartheid | África do Sul

Assista a nossa videoaula para entender o que foi o Apartheid na África do Sul (1948-1994). Confira também no...