Topo
pesquisar

Planetas do Sistema Solar

Geografia

Os planetas do Sistema Solar são corpos celestes que, juntamente com asteroides, cometas, meteoros e satélites naturais, formam-no. Existem oito planetas nesse sistema.
PUBLICIDADE

Os planetas do Sistema Solar são, segundo a União Astronômica Internacional, corpos celestes que orbitam o Sol com massa suficiente para que a sua própria gravidade possibilite que assumam uma forma arredondada, ou seja, a forma de equilíbrio estático. O Sistema Solar é composto por oito planetas, classificados em telúricos e jovianos.

Quais são:

     1- Mercúrio

     2- Vênus

3- Terra

4- Marte

5- Júpiter

6- Saturno

7- Urano

8- Netuno

Nesse sistema, também há a presença de cinco planetas anões: Ceres, Plutão, Haumea, Makemake e Éris. Para conferir mais informações sobre o Sistema Solar, bem como um mapa mental incrível sobre o tema, acesse: Sistema Solar: origem, planetas, astros, mapa mental, curiosidades.

Leia também: As maiores estrelas do Universo

Ordem dos planetas em relação ao Sol

A classificação dos planetas do Sistema Solar é feita com base na sua posição em relação ao Sol. Sendo assim, na ordem decrescente de proximidade, temos:

Sol → Mercúrio → Vênus → Terra → Marte → Júpiter → Saturno → Urano → Netuno

A formação do Sistema Solar explica a classificação dos planetas. A teoria dessa formação é chamada Teoria da Nebulosa, formulada em 1644 e reformulada em 1775 e 1796. De acordo com essa teoria e seu aperfeiçoamento, o Sol e os planetas foram formados quase simultaneamente.

O Sol formou-se no centro de uma nebulosa por meio da rotação da nuvem, que, ao contrair-se, devido à gravidade, entrou em colapso. Alguns planetas formaram-se nas regiões mais externas, cuja temperatura é menor (substâncias voláteis são condensadas), e outros em regiões mais internas, cuja temperatura é maior (substâncias voláteis perdem-se). Assim, surgem os planetas:

  • Telúricos, terrestres ou rochosos: correspondem aos quatro planetas mais próximos do Sol (mais densos), constituídos de ferro, metais pesados e rocha. São eles: Mercúrio, Vênus, Terra e Marte.

  • Jovianos, gigantes ou gasosos: correspondem aos quatro planetas (menos densos) mais distantes do Sol, constituídos de gases como hélio e hidrogênio. São eles: Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.

Os planetas encontram-se em ordem segundo suas distâncias em relação ao Sol.
Os planetas encontram-se em ordem segundo suas distâncias em relação ao Sol.

Principais características de cada planeta

Mercúrio

Mércurio é o planeta mais próximo do Sol, porém não é o mais quente.
Mércurio é o planeta mais próximo do Sol, porém não é o mais quente.

Mercúrio é o planeta mais próximo do Sol, cerca de 57.910.000 km, e é o que possui a menor massa, ou seja, é o menor entre os planetas do Sistema Solar. A temperatura na sua superfície pode chegar, durante o período diurno, a 550ºC.

O planeta tem em sua composição silicatos e basaltos, o que o assemelha à Terra. Mercúrio não possui satélites, e sua superfície é repleta de crateras resultantes de meteoritos que colidiram com o planeta. Sua atmosfera é composta, em sua maior parte, por hélio e, em pouca quantidade, por hidrogênio.

Saiba também: Teoria do Big Bang

Vênus

Vênus é o planeta mais quente do Sistema Solar.
Vênus é o planeta mais quente do Sistema Solar.

Vênus, também conhecido como Estrela Dalva, é o segundo planeta em relação ao Sol, estando, aproximadamente, a 108.200.000 km de distância. É um planeta de fácil visibilidade, antes do nascer ou depois do pôr do Sol, a olho nu.

Suas características assemelham-se às da Terra, especialmente a massa, diâmetro e a gravidade. Outra semelhança com o nosso planeta encontra-se na atmosfera, composta por gás carbônico, nitrogênio e vapor d'água. É constituído de silicatos e basaltos.

Apesar dessas semelhanças, o planeta não apresenta condições para existência de vida, devido à grande concentração de gás carbônico que mantém a temperatura do planeta a mais de 460ºC. Não possui satélites naturais.

Terra

A Terra é o planeta que apresenta condições para a existência de vida.
A Terra é o planeta que apresenta condições para a existência de vida.

Terra é o terceiro planeta na ordem de proximidade com o Sol, encontrando-se a 149.600.000 km de distância desse. É o planeta que apresenta condições favoráveis à existência de vida. Sua atmosfera é composta por nitrogênio, oxigênio, vapor d'água e outros gases em menor quantidade.

Possui temperatura média de 14ºC. É constituído por silicatos e basaltos, e sua estrutura interna divide-se em núcleo, manto e crosta terrestre. O planeta possui apenas um satélite natural, a Lua, que se encontra a cerca de 384.400 km de distância dele.

Veja também: Por que a Lua não cai na Terra?

Marte

Marte apresenta óxido de ferro em sua superfície, o que lhe confere a cor avermelhada.
Marte apresenta óxido de ferro em sua superfície, o que lhe confere a cor avermelhada.

Marte, também chamado de Planeta Vermelho, é o quarto planeta na ordem em relação ao Sol, estando a, aproximadamente, 227.940.000 km de distância dele. É um dos planetas que também apresentam condições de ser visto a olho nu. É constituído por silicatos e basaltos, e sua atmosfera é composta basicamente por gás carbônico, nitrogênio e alguns vestígios de oxigênio, monóxido de carbono e vapor d'água.

A atmosfera menos espessa propicia uma variação de temperatura entre -76ºC e -10ºC. O solo de Marte é repleto de crateras formadas pelo impacto de meteoritos. Esse solo é rico em ferro e silício, o que dá a coloração avermelhada ao planeta. Marte possui dois satélites naturais.

Saiba mais: O que é um cometa?

Júpiter

Júpiter é conhecido como o Gigante Gasoso.
Júpiter é conhecido como o Gigante Gasoso.

Júpiter é o maior planeta do Sistema Solar possuindo uma massa 318 vezes maior que a da Terra. Diferente dos quatro planetas mais próximos ao Sol, Júpiter é constituído de gases como hidrogênio, hélio, metano, amônia e vestígios de vapor d'água.

O planeta encontra-se a, aproximadamente, 778.330.000 km do Sol, e é conhecido como o Gigante Gasoso. A temperatura em sua superfície é muito baixa, chegando -100ºC. Júpiter é formado por anéis constituídos de poeira fina e possui 16 satélites naturais.

Saturno

Saturno é conhecido pelo seu sistema de anéis compostos por gelo.
Saturno é conhecido pelo seu sistema de anéis compostos por gelo.

Saturno encontra-se a, aproximadamente, 1.429.400.000 km do Sol e é o segundo maior planeta do Sistema Solar. Sua composição assemelha-se à de Júpiter: hidrogênio, hélio, metano, amônia e vestígios de vapor d'água. A temperatura em Saturno pode chegar a -140ºC. Esse planeta é muito conhecido pelos seus anéis, compostos por gelo, que refletem até 80% da radiação solar. Saturno possui 18 satélites naturais, sendo o maior deles conhecido como Titã.

Urano

Urano possui cor azulada devido à presença de metano.
Urano possui cor azulada devido à presença de metano.

Urano, um dos planetas gasosos, é o terceiro maior planeta do Sistema Solar, estando a, aproximadamente, 2.880.990.000 km do Sol. Suas características assemelham-se às de Júpiter e Saturno.

É constituído por gases como hidrogênio, hélio e metano, que lhe confere a cor azulada. A temperatura no planeta pode chegar a -200ºC. O planeta possui um sistema de anéis, descoberto em 1977, e possui cerca de 27 satélites naturais. O planeta possui também, aproximadamente, 27 luas.

Netuno

Netuno é o último planeta do Sistema Solar em relação ao Sol.
Netuno é o último planeta do Sistema Solar em relação ao Sol.

Netuno foi descoberto em 1845 e não pode ser visto a olho nu. É o último planeta do Sistema Solar em relação ao Sol, estando a cerca de 4.504.300.000 km de distância desse.

Sua composição assemelha-se a dos demais planetas gasosos, sendo constituído por gases como o hidrogênio, hélio, e metano. A temperatura no planeta é extremamente baixa, chegando a -218ºC. O planeta possui cerca de 13 satélites naturais e também apresenta um sistema de anéis.

Por que Plutão não é um planeta?

Plutão não é mais considerado um planeta.
Plutão não é mais considerado um planeta.

Plutão era considerado um planeta do Sistema Solar até 2006. Contudo, a União Astronômica Internacional (UAI) o “rebaixou” à categoria de planeta anão, considerando que as novas descobertas astronômicas apontavam a existência de diversos corpos celestes com características semelhantes às de Plutão. Sendo assim, seria necessário aumentar o número de planetas do Sistema Solar ou criar uma nova classificação para esses corpos celestes encontrados.

Curiosidades

  • Um dia no planeta Vênus corresponde a mais que um ano no planeta Terra.

  • Existem diversos vulcões na superfície de Marte. Esses encontram-se inativos, e o mais conhecido é o Olympus Mons.

  • Mercúrio não é o planeta mais quente, apesar de ser o mais próximo do Sol. O planeta mais quente é Vênus, devido à concentração de gás carbônico que há nele.

  • Vênus é o único planeta de rotação retrógrada, diferentemente de todos os outros.

Caso tenha mais interesse nesse assunto, leia nosso texto: Curiosidades sobre o Sistema Solar.

 

Por Rafaela Sousa
Graduada em Geografia

O Sistema Solar é composto por oito planetas, que se dividem em rochosos e gasosos.
O Sistema Solar é composto por oito planetas, que se dividem em rochosos e gasosos.

Listagem de Artigos

Lista de Exercícios
Questão 1

O nosso Sistema Solar possui oito planetas, que são classificados em dois tipos, os rochosos e os gasosos. Assinale com um R os planetas rochosos e com um G os planetas gasosos.

( ) Terra

( ) Vênus

( ) Netuno

( ) Urano

( ) Saturno

( ) Mercúrio

( ) Júpiter

( ) Marte

Questão 2

“Editoras de livros didáticos, preparem-se: Plutão não é mais o nono planeta do Sistema Solar. Cerca de 2.500 astrônomos convocados pela União Astronômica Internacional (IAU) foram a Praga, na República Tcheca, e decidiram, no voto, rebaixar o astro descoberto em 1930 pelo americano Clyde Tombaugh.

Com a decisão, o Sol fica com uma família de oito planetas – Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. Rebaixado à “segunda divisão”, Plutão agora será denominado um “planeta anão”, categoria recém-criada que também irá abraçar todos os objetos aproximadamente esféricos além da órbita netuniana.”

(G1, 24/08/2006. Disponível em: g1.globo.com).

Entre os motivos que levaram o rebaixamento de Plutão a um planeta anão, podemos assinalar corretamente:

a) Possui tamanho reduzido

b) A sua órbita não é totalmente autônoma

c) O seu formato é indefinido

d) Não realiza o movimento de rotação

e) Não possui atmosfera

Ver resposta
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola