Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Bulgária

Geografia

Bulgária é um país europeu da região dos Bálcãs, de relevo montanhoso e costa voltada para o mar Negro. Sófia é a sua sede administrativa e também seu município mais populoso.
Bandeira da Bulgária
Bandeira da Bulgária
PUBLICIDADE

A Bulgária é um país localizado no leste do continente europeu, na região dos Bálcãs. Tem como capital a cidade de Sófia, situada no interior de seu território. O país é banhado, a leste, pelo mar Negro e possui um relevo montanhoso característico da área em que se encontra.

Sua população atual é de 6,9 milhões de habitantes, os quais se encontram bem distribuídos nos seus mais de 111 mil km². A economia da Bulgária é liderada pelas atividades do setor terciário, com grande crescimento recente do turismo.

Leia também: Quais são os países da Europa?

Dados gerais da Bulgária

  • Nome oficial: República da Bulgária

  • Gentílico: búlgaro

  • Extensão territorial: 111.002 km² (ONU, 2020)

  • Localização: Leste Europeu

  • Capital: Sófia

  • Clima: Temperado

  • Governo: república parlamentarista

  • Divisão administrativa: 28 províncias

  • Idioma: búlgaro (oficial)

  • Religiões:

    • ortodoxa: 59,4%

    • islamismo: 7,8%

    • outras: 1,7%

    • sem religião: 3,7%

    • sem informações: 27,4%

  • População: 6.948.000 habitantes (ONU, 2020)

  • Densidade demográfica: 64 hab./km² (ONU, 2020)

  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,816

  • Moeda: Lev búlgaro (BGN)

  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 77,78 bilhões (FMI, 2021)

  • PIB per capita: US$ 11.320 (FMI, 2021)

  • Gini: 0,413

  • Fuso horário: GMT +3 horas

  • Relações exteriores:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

História da Bulgária

Os registros de ocupação do território búlgaro datam de mais de 40 mil anos a.C., havendo ainda indícios de comunidades agrícolas que ali se instalaram em períodos posteriores. A Bulgária como hoje a conhecemos tem origem, entretanto, apenas no século VII da era atual, quando se estruturou enquanto um Estado. Nesse intervalo de tempo, o país ficou sob o domínio dos impérios Romano e Bizantino, este após o estabelecimento do Estado búlgaro. Esse período marcou a instalação do Primeiro Império Búlgaro, que viu o seu fim no século X.

O Segundo Império Búlgaro teve início cerca de cem anos mais tarde, e durou até aproximadamente o final do século XIV. Um pouco antes, por volta de 1340, ocorreu a invasão dos Otomanos por sobre aquela região e o início do seu domínio sobre a Bulgária. Seu enfraquecimento se deu a partir do século XVI, com o auxílio de outros territórios, como aquele que hoje corresponde à Rússia.

A independência da Bulgária marcou a derrocada do Império Otomano naquela região, o que aconteceu em 1878. Os anos que se seguiram foram marcados pelas Guerras dos Bálcãs e pelas duas Guerras Mundiais, que perduraram até meados do século XX.

No ano de 1946, a Bulgária se tornou uma república socialista. Esse sistema foi mantido até o ano de 1990, quando reformas estruturais de caráter político e econômico reorientaram o país à sua maior abertura ao cenário internacional e à implantação de uma economia de mercado.

Veja também: União Soviética – nação que surgiu a partir da implantação do socialismo na Rússia

Mapa da Bulgária

Mapa do leste europeu com destaque para a Bulgária.

Geografia da Bulgária

A Bulgária é um país do Leste Europeu situado na península dos Bálcãs. Com 111 mil km² de extensão territorial, o país é banhado, a leste, pelo mar Negro através do seu litoral de aproximadamente 350 km. Tem como capital a cidade de Sófia, que fica na sua porção oeste, e estabelece fronteiras com outras cinco nações:

Vejamos abaixo os principais aspectos físicos da Bulgária.

  • Clima da Bulgária

O tipo climático predominante no território búlgaro é o Temperado, sob grande influência da altitude e da presença dos mares Negro e Mediterrâneo, este situado ao sul. É caracterizado pelos verões quentes e secos e invernos rigorosos e com maiores índices de precipitação, com registros de neve em diversos pontos do país.

A temperatura média anual é de 10,5 ºC, enquanto as máximas podem superar 40 ºC e as mínimas caem abaixo de zero. O norte é mais seco que o sul, e as chuvas acumulam entre 450 mm e 1190 mm nessas regiões respectivamente.

  • Relevo da Bulgária

A Bulgária dispõe de um relevo bastante heterogêneo composto por cadeias montanhosas, planícies e depressões.

O norte do país é caracterizado pela planície do rio Danúbio e também pela cordilheira Balcânica, que percorre igualmente as terras a oeste e sudoeste. A porção central é formada por planícies, que têm início nas proximidades da capital, e depressões, dando lugar novamente a um relevo montanhoso que predomina nas terras meridionais, formadas pelos picos de Pirin e Rila, a sudoeste, e pela cordilheira Ródope.

A elevação média é de 472 metros, ao passo que seu ponto culminante está situado a 2925 metros acima do nível do mar. Trata-se do monte Musala, localizado no sudoeste do país.

Vista aérea do monte Musala, na Bulgária.
Vista aérea do monte Musala, na Bulgária.
  • Vegetação da Bulgária

Sob a influência do clima Temperado e do relevo montanhoso, a cobertura vegetal da Bulgária é formada pela Tundra alpina nas áreas mais elevadas, espetes e floresta mediterrânea ao sul.

  • Hidrografia da Bulgária

O Danúbio, embora não percorra o interior do território búlgaro, é um dos principais rios da região e de todo o continente europeu. Faz as vezes de fronteira natural entre a Bulgária e a Romênia.

O maior rio da Bulgária é o Maritsa, com 480 km de extensão, percorrendo o país de oeste a leste até sua foz, no mar Negro. Destacam-se também os rios Iskŭr, Tundzha, Struma, Arda e Yantra. A rede hidrográfica do país é composta por uma grande quantidade de lagos. O maior deles é o lago Burgas, que possui 27 km² de extensão e está localizado próximo ao mar Negro.

Veja também: Rio Ganges – rio asiático extremamente importante para os habitantes da região

Demografia da Bulgária

Os dados das Nações Unidas para 2020 indicam que a Bulgária tem população de 6.948.000 habitantes. Sua distribuição acontece de forma homogênea sobre o território, o que se reflete na densidade demográfica de 64 hab./km².

A população búlgara se concentra nas áreas urbanas, sendo a sua taxa de urbanização de 76%. A capital, Sófia, é a cidade mais populosa do país, contando com 1.276.900 habitantes. Outros importantes centros urbanos do país são a cidade de Plovdiv, que fica a 133 km da capital, e Varna, situada no litoral do país, a 377 km de Sófia.

Vista aérea de parte da cidade de Sófia, na Bulgária.
Sófia é a capital e a cidade mais populosa da Bulgária.

Além dos nascidos no país, a população búlgara é composta por turcos, romenos, russos, armênios e valáquios. Os idiomas falados no país são predominantemente o búlgaro, sua língua oficial, e também as línguas maternas de cada um dos grupos mencionados.

A idade mediana da população búlgara é de 43,7 anos, bastante elevada se comparada a outros países. Nos últimos anos, a taxa de crescimento populacional passou por uma queda, o que se deveu tanto ao menor índice migratório quanto à redução dos nascimentos contrapostos ao terceiro maior índice de mortalidade em todo o mundo, que é de 14,52 a cada mil habitantes. A expectativa de vida ao nascer na Bulgária atualmente é de 75,3 anos.

Economia da Bulgária

A economia búlgara passou por um processo de reestruturação a partir da década de 1990, ganhando caráter mais liberal e mercadológico. Anteriormente, assim como em diversos países da região, a Bulgária possuía um sistema econômico planificado. Com as reformas, houve um período de grande instabilidade e adaptação que se refletiu em aumento da inflação e na reação social ao cenário de crise. Posteriormente, a economia búlgara passou por uma fase de crescimento que teve início em 1997 e perdurou até a crise de 2008/2009.

De acordo com os dados do FMI, o país possui um Produto Interno Bruto (PIB) de US$ 77,78 bilhões. O setor de serviços responde por uma parcela de 67,4% desse valor, ao passo que a indústria representa 28%, e a agropecuária apenas 4,3%. A economia do país é bastante dependente do mercado externo e principalmente das exportações, além de realizar a importação de energia oriunda da Rússia.

A indústria extrativa é representada pelo cobre, bauxita e zinco. Assim, destacam-se os ramos metalúrgico, de peças automotivas, maquinários e equipamentos, e também as indústrias alimentícia, do tabaco e da extração petrolífera e produção de combustíveis e derivados do petróleo. Com aproximadamente 43% das terras cultiváveis, o país é um grande produtor de batata, milho, trigo, cevada, frutas como melancia e uva, e também flores, a exemplo dos girassóis.

Cultura da Bulgária

A cultura búlgara é derivada da influência de diversos povos que se instalaram naquela região no decorrer do tempo. Atualmente, possui correlação com as tradições e costumes russos, embora se trate de uma cultura com forte identidade nacional e grande homogeneidade, com algumas variações regionais.

Muito da história daquele país pode ser visto materializado nos seus edifícios históricos, que acabam por se tornar atrativos turísticos, atividade essa que vem ganhando força nos últimos anos. Entre esses prédios estão o Monastério Rila, que data do século X, a Fortaleza de Tsarevets, a Catedral Ortodoxa de Alexandre Nevsky e muitos outros monumentos. O Museu de História Nacional fica na capital e representa um importante centro cultural do país.

Diversos festivais ocorrem anualmente na Bulgária, com destaque para o Festival Internacional do Folclore, o Festival de Música de Sófia e o Festival Internacional de Verão de Varna. As artes plásticas, a música e o teatro são algumas das formas de manifestação cultural tradicionais no país, que se destaca também na produção audiovisual de filmes e desenhos animados.

Um dos pratos típicos do país é o banitsa um preparo feito com massa folheada e recheio que pode ser doce ou salgado, e geralmente leva queijo e iogurte. No Ano-Novo, coloca-se um amuleto no centro da massa e dá-se a ele o nome de Banitsa da Sorte.

Foto de um banitsa, prato tradicional da Bulgária, fatiado e cubos de queijos sobre tábuas de madeira.
Banitsa, um dos pratos mais tradicionais da Bulgária.

Infraestrutura da Bulgária

A Bulgária é um país urbanizado e de elevado IDH. A infraestrutura urbana que atende à população que vive nessas áreas é consideravelmente ampla. Cerca de 73% dos búlgaros possuem acesso a redes seguras de saneamento, ao passo que a água potável chega a quase todos os habitantes daquele país. O mesmo acontece com a rede de energia elétrica, que atende igualmente a todos os búlgaros. No entanto, boa parte da eletricidade consumida no país é derivada de importações. De geração própria, a maior parcela é oriunda de combustíveis fósseis e nucleares.

Os transportes são realizados principalmente por meio das rodovias, mas a Bulgária possui uma densa rede ferroviária de pouco mais de cinco mil km de trilhos. Dos quase 70 aeroportos de que o país dispõe, destacam-se os aeroportos internacionais de Sófia e de Burgas, no litoral. Além disso, as vias fluviais e marítimas são utilizadas para os deslocamentos. O transporte por via marítima é realizado por meio dos portos de Burgas e de Varna, respectivamente no litoral central e norte da Bulgária.

Veja também: Quais são e como funcionam as fontes alternativas de energia?

Governo da Bulgária

Desde a aprovação de uma nova Constituição, em 1991, o governo da Bulgária é uma república parlamentarista. Com isso, tem-se que o presidente desempenha a função de chefe de Estado, e é eleito por meio de eleições populares realizadas a cada cinco anos. O papel de chefe de governo é exercido pela figura do primeiro-ministro, cuja seleção é feita pelo Parlamento. A sede do governo da Bulgária fica na cidade de Sófia.

Curiosidades sobre a Bulgária

  • Foi descoberto um tesouro composto principalmente por ouro na necrópole de Varna, na Bulgária, que tem idade de cinco mil anos a.C. e é um dos mais antigos do mundo.

  • Fica na Bulgária a cidade mais antiga de toda a Europa, Plovdiv.

  • O nome do país faz referência ao povo búlgaro que se instalou na região dos Bálcãs no século XVII. Sua denominação, por sua vez, refere-se a fortalezas (ou castelos).


Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Listagem de Artigos