Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Teresina

Geografia do Brasil

Teresina é um município da região Nordeste do Brasil e capital do estado do Piauí. Fundada no século XIX, a cidade é hoje a mais populosa do estado e sua principal economia.
PUBLICIDADE

 Teresina é a capital do estado do Piauí, na região Nordeste do Brasil. A cidade se localiza na fronteira com o estado do Maranhão, na porção ocidental do território piauiense. Possui área de 1391 km² e dispõe de clima Tropical semiúmido.

O relevo da cidade varia de rebaixado, a oeste, a mais elevado e acidentado na medida em que se caminha para leste. A capital é a cidade mais populosa do Piauí, com 868 mil habitantes. É, ainda, a maior economia estadual, a qual se concentra no setor terciário.

Leia também: Quais são as capitais dos estados do Brasil?

Resumo sobre Teresina

  • Teresina é a capital do estado do Piauí.

  • Integra a Região Integrada de Desenvolvimento (Ride) Grande Teresina, formada por municípios do Piauí e do Maranhão.

  • Estende-se por uma área de 1391 km², e possui relevo formado por planícies e planaltos. O clima na cidade é o Tropical semiúmido.

  • Integra o bioma Cerrado.

  • É a cidade mais populosa do Piauí, contando com 868.075 habitantes atualmente.

  • O PIB municipal de Teresina é de R$ 20,96 bilhões, com maior participação do setor terciário.

  • A pecuária bovina teve grande importância para a formação e o povoamento de Teresina. Essa atividade, junto das demais que compõem o setor primário, entretanto, responde hoje por apenas 0,3% do PIB.

  • A ponte estaiada de Teresina é um dos cartões-postais da cidade e ponto turístico.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Dados gerais de Teresina:

  • Gentílico: teresinense

  • Localização

    • País: Brasil

    • Unidade federativa: Piauí

    • Região intermediária[1]: Teresina

    • Região imediata[1]: Teresina

    • Região metropolitana: pertence à Região Integrada de Desenvolvimento (Ride) Grande Teresina, que contém municípios do Piauí e do Maranhão.

    • Municípios limítrofes: União, José de Freitas, Altos, Pau d’Arco do Piauí, Demerval Lobão, Nazária, Monsenhor Gil, Timon, Caxias.

  • Geografia

    • Área total: 1391,3 km² (IBGE, 2020)
    • População total: 868.075 habitantes (IBGE, 2020)

    • Densidade: 584,94 hab./km² (IBGE, 2010)

    • Clima: Tropical semiúmido

    • Altitude: 92 metros

    • Fuso horário: GMT -3 horas

  • Histórico

    • Fundação: 16 de agosto de 1852

Leia também: Brasília – capital federal do Brasil

Geografia de Teresina

Teresina é uma cidade brasileira situada no estado do Piauí, na região Nordeste do país. Abriga a sede do governo estadual, desempenhando, dessa forma, o papel de capital. Estende-se por uma superfície de 1391,3 km² ou 0,55% da área piauiense. A cidade está situada na porção centro-norte do estado, fazendo divisa com dois municípios do Maranhão (Timon e Caxias) e outras sete cidades do Piauí.

Embora não pertença a nenhuma região metropolitana, Teresina integra a Região Integrada de Desenvolvimento (Ride) Grande Teresina. A diferença da Ride para a RM reside no fato de municípios de mais de um estado integrarem as regiões integradas, como é o caso de que tratamos aqui. Timon, no Maranhão, integra a Ride da Grande Teresina, além dos municípios piauienses de Altos, Beneditinos, Coivaras, Curralinhos, Demerval Lobão, José de Freitas, Lagoa Alegre, Lagoa do Piauí, Miguel Leão, Monsenhor Gil, Pau D’Arco, União, Nazária e Teresina.

  • Clima de Teresina

O clima em Teresina é o Tropical semiúmido. É caracterizado pelas elevadas temperaturas durante a maior parte do ano, e pela presença de duas estações do ano bem definidas, sendo uma seca, que se estende pelos meses de inverno e primavera, e outra chuvosa, correspondendo ao período do verão e do outono. A temperatura média é de 26 ºC, enquanto as chuvas anuais somam 1365 mm.

  • Relevo de Teresina

A capital piauiense está inserida no domínio dos planaltos e chapadas da bacia sedimentar do Parnaíba. Na porção oeste da cidade, na fronteira da qual corre o rio Parnaíba, observa-se a presença das planícies e terraços fluviais. Na medida em que se caminha para leste, o relevo se torna mais acidentado e as elevações aumentam. São comuns formas como morros e mesas, além dos chamados morros testemunho.

  • Vegetação de Teresina

A cobertura vegetal de Teresina pertence ao bioma Cerrado, sendo formada por campos, florestas secundárias e palmeiras como o babaçu.

  • Hidrografia de Teresina

Encontro das águas dos rios Parnaíba e Poti em Teresina (PI).
Encontro das águas dos rios Parnaíba e Poti em Teresina (PI).

Os rios Parnaíba e Poti são os dois principais cursos d’água de Teresina, contando com diversos afluentes. O primeiro deles corre a oeste, na divisa com o Maranhão, enquanto o segundo nasce no Ceará, atravessa o Piauí, a partir do leste, e deságua no Parnaíba.

Mapa de Teresina

Mapa do Nordeste com foco em Teresina.
Localização de Teresina, na região Nordeste do Brasil.

Demografia de Teresina

A cidade de Teresina possui 868.075 habitantes, o maior contingente populacional do estado do Piauí e o sétimo da região Nordeste. Esse valor corresponde a 26,5% da população piauiense. Levando-se em consideração todas as sedes estaduais, Teresina aparece na 17ª colocação, conforme os números do IBGE para o ano de 2020.

A capital é também o município mais densamente povoado do Piauí, com densidade demográfica de 584,94 hab./km² (IBGE, 2010). Uma parcela de 94,2% dos habitantes de Piauí vive na área urbana da cidade, apontam os dados do último Censo do IBGE. Os demais, que perfaziam 5,7%, tinham seus domicílios na zona rural teresinense.

A maior parcela dos teresinenses se autodeclara parda, sendo 59,82% de toda a sua população. O segundo grupo com maior número de pessoas autodeclaradas é o branco, com 26,26%. Os negros representam 11,2% da população de Teresina, enquanto amarelos e indígenas são, respectivamente, 2,56% e 0,16%. Destaca-se também que, embora a composição por idade mostre uma população relativamente jovem, o cenário tem mudado aos poucos nos últimos anos, indicando um processo de envelhecimento populacional.

Confira no nosso podcast: Envelhecimento populacional e economia

Divisão geográfica de Teresina

A capital do Piauí é formada por 123 bairros. Eles se encontram subdivididos em regiões administrativas ou Superintendências de Ações Administrativas Descentralizadas (Saad). As quatro Saad de Teresina são assim nomeadas:

  • Centro-Norte

  • Leste

  • Sul

  • Sudeste

Economia de Teresina

Teresina é a cidade mais rica do estado do Piauí, com Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 20,96 bilhões, de acordo com os dados do IBGE para 2018. No cenário nacional, a capital piauiense figura na posição de número 46 entre todos os municípios brasileiros. O setor terciário é o segmento econômico que responde pelo maior número de pessoas empregadas na cidade e também pela maior parcela do seu PIB, que é de 61,13% – com exceção da administração pública.

A indústria de Teresina se concentra em ramos como o têxtil, da construção civil, de alimentos e bebidas, químico, farmacêutico e agroindustrial. Levando em conta a participação desse setor da economia no PIB, temos que o secundário é responsável por 15,67% do seu valor adicionado. Embora situada em uma região de elevado dinamismo agropecuário, o setor primário responde por uma pequena parcela de 0,3% do PIB de Teresina. Destacam-se o rebanho bovino e a produção dele derivada, como leiteira e de carne e couros, e a criação de galináceos, além dos cultivos de cana-de-açúcar, milho e arroz.

Governo de Teresina

O governo do município de Teresina é do tipo democrático representativo. Isso quer dizer que é a população teresinense quem escolhe e elege os seus representantes, o que ocorre por meio de eleições municipais realizadas a cada quatro anos. O prefeito é o chefe do Poder Executivo do município, enquanto a Câmara Municipal, que é um órgão do Poder Legislativo, é composta por 29 vereadores.

Como capital, Teresina abriga a sede do governo do estado do Piauí. As principais funções administrativas são executadas no Palácio de Karnak.

Palácio de Karnak, sede do governo piauiense em Teresina.
Palácio de Karnak, sede do governo piauiense em Teresina.

Infraestrutura de Teresina

A maioria dos domicílios de Teresina está na sua zona urbana, e, apesar disso, muitos problemas estruturais podem ser identificados. De acordo com o IBGE, cerca de 6% das residências se encontram em vias com urbanização adequada, o que abrange bueiros, asfaltamento, meio-fio e calçadas. Lembramos, ainda, que essa informação é referente ao último Censo Demográfico.

O acesso aos serviços de esgoto e à rede de água de forma adequada é, no entanto, muito mais abrangente. A parcela dos domicílios coberta por esses serviços urbanos é de 61,6% e 93,3%, respectivamente. A rede elétrica é ligada a 99,8% dos domicílios teresinenses.

Diversos modais de transporte são utilizados para os deslocamentos tanto dentro de Teresina quanto entre a capital do Piauí e outras regiões do Brasil. O principal é a rodovia, sendo a cidade o ponto de cruzamento de diversas vias federais e estaduais, como a BR-226 e a BR-343. O modal ferroviário é usado para os translados entre os estados do Piauí e Maranhão, por meio da Ferrovia São Luís-Teresina, que conecta ambas as capitais, e também internamente, por meio do metrô de Teresina. A capital piauiense abriga também o principal aeroporto do estado, que é o Aeroporto Senador Petrônio Portella.

Cultura de Teresina

A cultura teresinense se expressa por meio diversas manifestações, como as inúmeras lendas folclóricas, festas tradicionais, danças, músicas, na literatura, nos trabalhos manuais e por meio de vários outros canais. Entre as danças e festas típicas se encontram o bumba meu boi, o reisado e a quadrilha. As lendas são protagonizadas por personagens como Cabeça de Cuia, Zabelê e Miridam.

Os pontos turísticos da capital do Piauí incluem paisagens naturais e urbanas que servem como ponto de encontro para os teresinenses e para aqueles que desejam conhecer um pouco melhor a cidade e a sua história. Os seus espaços naturais lhe renderam a alcunha de Cidade Verde, e, dentre eles, estão o Jardim Botânico, o Parque do Encontro das Águas e o Parque da Cidade.

A ponte estaiada se transformou em um dos símbolos de Teresina, e nela se localiza um complexo turístico que atrai inúmeros visitantes, como o seu mirante. O Espaço Cultural Esperança Garcia e o Museu do Piauí são também importantes centros culturais da capital.

Ponte estaiada de Teresina (PI).
Ponte estaiada de Teresina (PI).

História de Teresina

A atividade pecuária e a interiorização da ocupação do território brasileiro promovida pelos bandeirantes se encontram nas origens de muitos dos municípios piauienses, entre eles a sua capital, Teresina. O povoamento da área é atribuído a Domingos Jorge Velho, ainda no século XVII, e a sua economia girava em torno da criação de animais, da pesca e da plantação de fumo e mandioca.

Sob o nome de vila Poti, a cidade passou a ser então a capital da província do Piauí no século XIX, o que se deveu sobretudo à sua proximidade com um dos principais rios piauienses e à possibilidade de utilização desse curso como via de transporte para o escoamento de mercadorias. A denominação Teresina é adotada a partir de 1852, nome que surgiu como uma homenagem para a imperatriz Teresa Cristina Maria de Bourbon.

A cidade de Teresina foi planejada, o que pode ser observado com base na sua planta quadriculada. Desde a sua instalação, passou por um período intenso de urbanização, processo esse que ganha ainda mais forças a partir das primeiras décadas do século XX. Teresina é atualmente o principal centro urbano do Piauí, contando com mais de 860 mil habitantes.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia 

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Teresina"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/teresina.htm. Acesso em 26 de setembro de 2021.

Artigos Relacionados
Clique aqui e conheça Aracaju, cidade litorânea e capital de Sergipe. Entenda seu processo de formação, e leia mais sobre os seus principais aspectos geográficos.
Conheça quais são as capitais do Brasil e seus respectivos estados. Saiba como essas capitais distribuem-se pelo Brasil e quais foram as capitais federais.
Clique aqui para ler o nosso texto sobre a cidade de João Pessoa. Conheça um pouco mais dos aspectos geográficos, econômicos e populacionais da capital paraibana.
Leia nosso texto e aprenda mais sobre Maceió, capital do estado de Alagoas! Descubra a geografia da cidade, e conheça sua população, economia, cultura e história.
Leia nosso texto e conheça a cidade de Natal, capital do Rio Grande do Norte. Aprenda sobre seus aspectos geográficos, e entenda a sua importância para o estado.
Leia nosso texto sobre Recife e conheça um pouco da Veneza Brasileira, como é chamada. Saiba mais sobre a geografia, população e economia da capital pernambucana.
Tire um tempo para ler sobre a cidade de Salvador. Ela foi a primeira capital do Brasil e é a maior cidade do Nordeste. Conheça sua geografia, economia e população.
Clique aqui para conhecer um pouco mais de São Luís, capital do Maranhão. Leia sobre os aspectos geográficos, a população, a economia e a cultura desse município.