Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

João Pessoa

Geografia do Brasil

João Pessoa é a capital do estado da Paraíba, no litoral nordeste do Brasil. É uma das cidades mais antigas do território nacional e conta atualmente com 817 mil habitantes.
Bandeira da cidade de João Pessoa, capital paraibana.
Bandeira da cidade de João Pessoa, capital paraibana.
PUBLICIDADE

João Pessoa é uma cidade litorânea brasileira situada na Região Nordeste. Pertence ao estado da Paraíba e concentra as principais atividades político-administrativas do estado, sendo, assim, a sua capital. De clima tropical úmido e relevo suave, a cidade integra o bioma Mata Atlântica. Sua economia se destaca tanto no setor de comércio e serviços quanto industrial e tecnológico. Conta atualmente com 817.511 habitantes e um elevado adensamento populacional de mais de 3 mil hab./km².

Leia também: Quais são as capitais dos estados brasileiros?

Resumo

  • João Pessoa é a capital do estado da Paraíba, na Região Nordeste do Brasil.

  • A cidade foi fundada em 5 de agosto de 1585, tendo início a partir do Forte do Castelo. Essa edificação hoje constitui um dos pontos turísticos da cidade.

  • Possui clima tropical úmido e um relevo composto pelos tabuleiros litorâneos e planícies. Sua cobertura vegetal pertence ao bioma Mata Atlântica.

  • É a cidade mais populosa da Paraíba, com 817.511 habitantes. Além disso, é densamente povoada e possui distribuição de 3.421,28 hab./km².

  • Seu PIB corresponde a um terço do PIB estadual. A economia de João Pessoa se concentra no setor terciário, com destaque para as atividades ligadas ao turismo. Possui ainda um dos principais parques industriais e tecnológicos do estado.

  • Conta com diversos espaços culturais, como a Estação Cabo Branco, e históricos, como o próprio Forte do Castelo, que se tornaram grandes atrativos para visitantes, além de suas praias.

Dados gerais de João Pessoa

  • Gentílico: pessoense.

  • Localização: Região Nordeste.

  • País: Brasil.

  • Unidade federativa: Paraíba.

  • Região intermediária[1]: João Pessoa.

  • Região imediata[1]: João Pessoa.

  • Região metropolitana: Região Metropolitana de João Pessoa ou Grande João Pessoa. Formada por 12 municípios: João Pessoa, Bayeux, Cabedelo, Conde, Cruz do Espírito Santo, Lucena, Rio Tinto, Santa Rita, Alhandra, Caaporã, Pedras de Fogo, Pitimbaú.

  • Municípios limítrofes: Bayeux, Santa Rita, Conde, Cabedelo.

  • Geografia

  • Área total: 210,044 km² (IBGE, 2020).
  • População total: 817.511 habitantes (IBGE, 2020).

  • Densidade: 3.421,28 hab./km² (IBGE, 2010).

  • Clima: tropical úmido.

  • Altitude: 37 metros.

  • Fuso horário: GMT -3 horas.

  • Histórico:

  • Fundação: 5 de agosto de 1585.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Geografia de João Pessoa

João Pessoa é um município brasileiro que se encontra situado no litoral nordeste do país. Pertence à unidade federativa da Paraíba e desempenha o papel de sua capital, uma vez que abriga a sede do governo do estado e concentra suas atividades político-administrativas. Possui 210 km² de área, sendo uma das menores capitais brasileiras.

Como sendo uma metrópole regional, é a cidade principal da Região Metropolitana de João Pessoa, também chamada de Grande João Pessoa. Situada no leste paraibano, a cidade possui saída oriental para o Oceano Atlântico. Faz também divisa com outros quatro municípios:

  • Cabedelo, ao norte;

  • Santa Rita e Bayeux, a oeste;

  • Conde, ao sul.

Vista parcial das praias de Tambaú e Manaíra em João Pessoa, Paraíba. [1]
Vista parcial das praias de Tambaú e Manaíra em João Pessoa, Paraíba. [1]

Vamos analisar agora algumas das características físicas de João Pessoa.

  • Clima de João Pessoa

O clima predominante na capital paraibana é o tropical úmido, caracterizado pelas temperaturas elevadas durante todo o ano. A média fica em torno de 26º C, enquanto as mínimas registradas são de 22º C e máximas de 28º C. A umidade do ar permanece acima dos 70%, e os maiores volumes de chuvas se concentram nos meses referentes ao outono e início do inverno, entre abril e julho. Anualmente, a pluviosidade é de 1.700 mm.

  • Relevo de João Pessoa

João Pessoa está inserida no domínio das planícies e terras baixas costeiras, conforme a classificação de Aziz Ab’Sáber. Seu relevo é marcado por terrenos aplainados em sua maioria, além da presença dos chamados tabuleiros litorâneos. O ponto mais elevado está situado a 74 metros acima do nível do mar, enquanto a média altimétrica encontrada no seu perímetro urbano é de 10 metros.

  • Vegetação de João Pessoa

Situada no litoral da Paraíba, sua capital pertence à Zona da Mata, área recoberta pelo bioma Mata Atlântica. Além disso, João Pessoa pertence ao sistema costeiro-marinho, dispondo de formações vegetais características, como mangues e restingas.

Destaca-se, nesse sentido, a Floresta Nacional da Restinga de Cabedelo, localizada entre esse município e a capital paraibana e considerada uma das últimas áreas conservadas de Mata Atlântica em restinga, de acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). A cidade é reconhecida também pelas suas áreas arborizadas e recebeu, em 2019, o título de cidade mais verde das regiões Norte e Nordeste do Brasil |1|.

  • Hidrografia de João Pessoa

O município está na área de abrangência da bacia hidrográfica do Rio Paraíba, um dos cursos d’água mais importantes do estado. Sua importância se estende para a capital, embora não a atravesse. O Rio Jaguaribe banha a cidade de João Pessoa e é um dos principais rios da cidade. Somam-se a ele os rios Mumbaba-Gramame, Marés e Sanhauá.

Leia também: O Nordeste é só seca?

Mapa de João Pessoa

Recorte de mapa mostra localização de João e cidades de entorno
João Pessoa, capital da Paraíba, está localizada no litoral nordeste do Brasil.

Demografia de João Pessoa

A população pessoense é de 817.511 habitantes, conforme indicam os dados do IBGE. Trata-se da cidade mais populosa da Paraíba e a 24ª do Brasil. Entre as sedes estaduais, João Pessoa fica na 18ª colocação. Quando se leva em consideração a população da Paraíba, temos que a capital concentra 20,2% dos paraibanos. A cidade de João Pessoa é, além de populosa, bastante povoada. A distribuição populacional em seu território é da ordem de 3.421,28 hab./km², maior concentração no estado e 29ª em âmbito nacional (IBGE, 2010).

Levando em consideração um escopo temporal mais abrangente, o IBGE constatou que a população pessoense aumentou em três vezes e meio nas últimas cinco décadas, o que ampliou também a sua participação relativa dentro do contexto da Paraíba.

Quase todos os moradores de João Pessoa vivem na zona urbana, chegando a 99,6% em 2010, quando o último censo do IBGE foi realizado. Com relação à composição populacional, tem-se que a grande maioria dos pessoenses é parda (47,22%) ou branca (44,28). Pretos, amarelos e indígenas representam, respectivamente, 6,68%, 1,56% e 0,27% da população, de acordo com o censo.

O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da capital paraibana é de 0,763, o mais elevado do estado.

Divisão geográfica de João Pessoa

João Pessoa é composta por 65 bairros, os quais se dividem entre as zonas Norte, Sul, Leste e Oeste da cidade. Os bairros pessoenses foram legalmente delimitados apenas no ano de 1998, embora a cidade exista desde o século XVI. O mais populoso deles é o bairro de Mangabeira, que conta com mais de 75 mil habitantes, de acordo com os dados do censo de 2010, e é subdividido em oito outros setores (I a VIII).

Economia de João Pessoa

João Pessoa é a principal economia municipal do estado da Paraíba, concentrando suas principais atividades financeiras e também industriais. A cidade apresenta Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 20 bilhões, valor que corresponde a aproximadamente 31% do PIB paraibano. Em escala nacional, a economia pessoense se encontra na 47ª colocação. Assim como na maioria das capitais estaduais, o setor terciário, que abrange serviços em geral e o comércio, responde pela maior parcela do PIB, que é de 59,81%.

O turismo, bem como as atividades e cadeias produtivas direta e indiretamente a ele atreladas, tem grande importância para a economia de João Pessoa, o que se deve tanto às suas paisagens naturais quanto aos aspectos culturais e históricos da cidade. Já a indústria é responsável por 18,3% do valor adicionado ao PIB da cidade. A capital paraibana é detentora de um dos principais parques industriais da Paraíba, que reúne grandes empresas de ramos variados, como de bebidas, alimentício, eletroeletrônico, têxtil, construção civil, moveleiro, informática e outros. João Pessoa conta também com a presença de parques científicos e tecnológicos.

A agropecuária corresponde a 0,24% da economia pessoense. Destacam-se a criação de animais e a pesca do camarão, bem como a produção de frutas, como manga, banana, coco-da-baía, maracujá, abacaxi, e também as lavouras de cana-de-açúcar.

Leia também: Sub-regiões do Nordeste — as subdivisões do território nordestino

Governo de João Pessoa

O governo de João Pessoa, seguindo o modelo nacional e estadual, é do tipo democrático representativo. Os seus governantes são escolhidos pela população pessoense a cada quatro anos, por meio da realização das eleições municipais. O prefeito é o chefe do Poder Executivo do município, enquanto a Câmara Municipal, órgão representante do Poder Legislativo local, é formada por 27 vereadores.

A cidade de João Pessoa, como capital da Paraíba, abriga a sede do governo do estado. Esta fica situada no Palácio da Redenção, no centro da cidade.

Infraestrutura de João Pessoa

A maior parcela dos domicílios de João Pessoa está situada na sua zona urbana, fazendo uso, assim, da sua rede de serviços. De acordo com os dados do IBGE, 96,3% estavam ligados à rede municipal de água, enquanto os demais eram abastecidos por poços, fontes ou nascentes dentro ou fora das propriedades. A grande maioria possuía acesso à energia elétrica e também esgotamento sanitário ou banheiros, ultrapassando 99%. Levando em conta o esgotamento adequado, a taxa é de 70,8%. Destaca-se ainda que 78,4% dos domicílios pessoenses estavam localizados em áreas arborizadas.

Os deslocamentos urbanos são realizados em sua maioria por meio das linhas de ônibus, bem como pelo transporte ferroviário, com 30 km de linha e que atende uma média de 8 mil passageiros todos os dias na sua região metropolitana. O principal porto pessoense é o Porto de Cabedelo, sendo importante para o escoamento de cargas. Além das rodovias federais e estaduais que chegam e partem de João Pessoa, conectando a capital paraibana a outras regiões do país, o Aeroporto Internacional de João Pessoa – José Castro Pinto é o principal ponto de chegadas e partidas por via aérea.

Cultura de João Pessoa

João Pessoa é detentora de uma rica tradição cultural, que se manifesta por meio das festas e celebrações, da dança, da música, do artesanato, da arte de um modo geral e da gastronomia. O calendário cultural da cidade inclui a tradicional representação da Paixão de Cristo, que ocorre no mês de abril, a Festa de Iemanjá e a festa da padroeira da cidade como algumas das celebrações religiosas. Há ainda as festas juninas, o Carnaval e as micaretas fora de época, assim como mostras de artesanato e festivais de arte.

Vista da Estação Cabo Branco em João Pessoa. [2]
Vista da Estação Cabo Branco em João Pessoa. [2]

A cidade conta com muitos prédios históricos, que deixam marcados, na paisagem urbana, um pedaço da história de João Pessoa. Entre eles citamos o Centro Cultural São Francisco, situado no centro histórico da cidade, o Theatro Santa Roza, a Fortaleza de Santa Catarina, a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, o Palácio da Redenção e outros. Em se tratando de projetos contemporâneos, a Estação Cabo Branco foi projetada por Oscar Niemeyer e funciona como um centro cultural, artístico e científico de acesso gratuito.

História de João Pessoa

A região onde hoje está instalada a capital da Paraíba era habitada predominantemente pelas populações indígenas, além de estar em uma área altamente visada pelos franceses em função de suas riquezas naturais, sobretudo o pau-brasil. A tentativa de expansão do domínio português sobre o litoral em 1560 foi frustrada pelos indígenas tapuia. Uma nova incursão dos portugueses ocorreu na década seguinte, mas sem sucesso. No ano de 1579, a área passou a integrar oficialmente a Capitania da Paraíba. Anteriormente, ela era parte da Capitania de Itamaracá.

Os portugueses conseguiram se estabelecer na atual João Pessoa apenas no ano de 1585, tendo a cidade surgido com o propósito de defesa territorial. A data de fundação é estabelecida como 5 de agosto de 1585 em decorrência da construção de um forte nas margens de um dos afluentes do Rio Paraíba, o Sanhuá, mediante um acordo com os indígenas que viviam naquela região. A cidade nasceu sob o nome de Nossa Senhora das Neves e já com o status de cidade. A partir de então, o local passou a desenvolver suas atividades econômicas e teve início o gradual processo de instrumentalização do espaço urbano de João Pessoa.

O nome de João Pessoa foi oficialmente adotado alguns séculos mais tarde, em 1930, como uma forma de homenagear o governador do estado que foi morto naquele mesmo ano. Até então, referia-se à cidade como Paraíba do Norte. Atualmente, a capital paraibana consiste no seu centro político-administrativo, além de concentrar o maior contingente populacional do estado e as principais atividades econômicas e tecnológicas.

Notas

G1 PB. Prêmio reconhece João Pessoa como capital com área urbana mais verde do Norte e Nordeste. G1, 25 nov. 2019. Disponível aqui. Acesso em 29 jun. 2021.

Créditos das imagens

[1] Cacio Murilo / Shutterstock.com

[2] BrunaOly / Shutterstock.com

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia 

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "João Pessoa"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/joao-pessoa.htm. Acesso em 17 de outubro de 2021.

Artigos Relacionados
Confira aqui as características físicas e socioeconômicas da região Nordeste do Brasil!
Clique aqui e conheça Aracaju, cidade litorânea e capital de Sergipe. Entenda seu processo de formação, e leia mais sobre os seus principais aspectos geográficos.
Características do contingente populacional paraibano.
Conheça quais são as capitais do Brasil e seus respectivos estados. Saiba como essas capitais distribuem-se pelo Brasil e quais foram as capitais federais.
Leia nosso texto e conheça a cidade de Natal, capital do Rio Grande do Norte. Aprenda sobre seus aspectos geográficos, e entenda a sua importância para o estado.
Leia nosso texto sobre Recife e conheça um pouco da Veneza Brasileira, como é chamada. Saiba mais sobre a geografia, população e economia da capital pernambucana.
Clique aqui para ler nosso texto sobre Teresina e conhecer um pouco da capital do Piauí. Entenda a sua importância e descubra as principais características da cidade.