Whatsapp

Desnutrição

Saúde e Bem-estar

A desnutrição pode ser ocasionada pela falta de uma alimentação adequada ou por problemas de saúde que impedem a absorção de nutrientes de maneira correta.
PUBLICIDADE

A desnutrição é um grave problema de saúde pública em todo o mundo, sendo considerada a segunda causa de morte em crianças que possuem menos de cinco anos em países que se encontram em desenvolvimento. Essa deficiência alimentar pode ser definida como uma insuficiência em nutrientes essenciais.

A ocorrência de pessoas desnutridas é comum em locais onde se vive em extrema pobreza e também em regiões que sofrem com guerras e outros tipos de conflito, uma vez que a população acaba isolada e possui o acesso a alimentos dificultado. A desnutrição, entretanto, não ocorre apenas em pessoas que não têm acesso a uma alimentação saudável. É importante destacar que esse problema também afeta pessoas doentes que não conseguem absorver os nutrientes dos alimentos de forma satisfatória. Isso é comum em pacientes com diarreia intensa, anorexia ou com doenças como câncer e HIV.

Uma pessoa desnutrida sofre diversos problemas, principalmente no que diz respeito ao seu sistema imunológico, que fica bastante fragilizado e não consegue evitar, portanto, que o paciente adquira doenças. Além disso, a desnutrição gera grande perda muscular e de gordura, retardo no crescimento, alterações psicológicas, perda da cor do cabelo, enrugamento da pele, anemia, alterações ósseas, entre outros problemas. Em crianças, é importante lembrar que o desenvolvimento mental e físico fica seriamente comprometido.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Para a realização do diagnóstico de desnutrição, normalmente, o médico ou nutricionista avalia o quadro clínico do paciente, analisando detalhadamente cada sintoma. Feito o diagnóstico, é importante iniciar o tratamento o quanto antes para evitar complicações graves e até mesmo a morte. Para tratar uma pessoa desnutrida, é necessário realizar uma reeducação alimentar e tratar, quando a causa é patológica, o problema que está levando à desnutrição.

De acordo com o Ministério da Saúde, para se ter uma alimentação saudável, é importante:

- Fazer pelo menos três refeições e dois lanches por dia;

- Comer cereais, tubérculos e raízes;

- Comer legumes, verduras e frutas;

- Comer arroz com feijão pelo menos cinco vezes por semana;

- Consumir leite e derivados, carnes, aves, peixes ou ovos;

- Comer apenas uma porção de óleo, manteiga ou margarina;

- Evitar refrigerantes e sucos industrializados, bolos, biscoitos recheados e outras guloseimas;

- Diminuir a quantidade de sal na alimentação;

- Beber pelo menos dois litros de água por dia;

- Tornar a vida mais saudável, praticando exercícios e eliminando vícios, como cigarro e álcool.

Atenção: Dietas radicais com a privação de alguns tipos de alimento podem desencadear problemas de desnutrição. Antes de iniciar uma dieta, procure um nutricionista.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Nem sempre a desnutrição está ligada ao acesso à alimentação
Nem sempre a desnutrição está ligada ao acesso à alimentação

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Desnutrição"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/saude/desnutricao.htm. Acesso em 07 de março de 2021.

Artigos Relacionados
A qualidade da alimentação é um dos fatores de análise do IDH. Saiba mais!
Entenda o que são sinais e sintomas, compreenda a diferença entre esses dois termos e descubra por que não podem ser usados como sinônimos.
Conheça mais sobre o Dia Mundial da Alimentação. Neste texto falaremos sobre a importância da criação desse dia e o motivo pelo qual essa data foi escolhida.
Você sabia que nove crianças morrem a cada minuto por causa de desnutrição? Clique aqui e descubra como esse problema pode ser evitado.
Devido à falta de vitamina C, o escorbuto pode causar até perda dos dentes. Clique aqui e compreenda melhor o que é essa doença e como a prevenir.
Tipos de alimentos que devem ser ingeridos, dando ênfase às quantidades diárias.