close
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Chipre

Chipre é uma ilha mediterrânea situada no continente asiático. Encontra-se dividida entre as comunidades grega e turca, e conta atualmente com 1,2 milhão de habitantes.

Bandeira do Chipre.
Bandeira do Chipre.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

O Chipre é a maior ilha do mar Mediterrâneo, com mais de nove mil km² de extensão e população de 1,2 milhão de habitantes. Após uma série de conflitos entre gregos e turcos, seu território se encontra dividido entre essas comunidades, o que inclui a capital, Nicósia. No geral, trata-se de um país com elevado índice de desenvolvimento e economia altamente concentrada no setor de serviços, com ampla participação do turismo.

Leia também: Quais são os países da Europa?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre Chipre

  • O Chipre é um país insular localizado no mar Mediterrâneo.

  • A ilha se encontra dividida entre os turcos, que vivem na sua parcela norte, e os gregos, no sul.

  • A ONU instalou uma zona neutra no país, por onde passa a Linha Verde, que divide o território.

  • A capital, Nicósia, é também dividida.

  • A ilha possui clima Mediterrâneo e relevo bastante acidentado, com a presença de montanha, planaltos e planícies.

  • Possui 1,2 milhão de habitantes e densidade de 130 hab./km².

  • É um país com elevado índice de desenvolvimento e economia mais desenvolvida na porção grega se comparada à porção turca.

  • Seu subsolo é rico em minerais, mas as principais atividades econômicas se concentram no setor terciário, com destaque para o turismo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Dados gerais do Chipre

  • Nome oficial: República de Chipre

  • Gentílico: cipriota

  • Extensão territorial: 9251 km²

  • Localização: entre o oeste asiático e a Europa

  • Capital: Nicósia

  • Clima: Mediterrâneo

  • Governo: república presidencialista (parte grega)

  • Divisão administrativa: distritos

  • Idioma: grego e turco

  • Religiões: dados referentes ao território greco-cipriota

    • cristã ortodoxa: 89,1%

    • católica: 2,9%

    • protestante/anglicana: 2%

    • islâmica: 1,8%

    • budismo: 1%

    • outros: 1,4%

    • desconhecido ou ateus: 1,7%

  • População: 1.207.000 habitantes (ONU, 2020)

  • Densidade demográfica: 130,7 hab./km² (ONU, 2020)

  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,887

  • Moeda: euro (€)

  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 26,48 bilhões (FMI, 2021)

  • PIB per capita: US$ 29.550 (FMI, 2021)

  • Gini: 0,327 (Banco Mundial, 2018)

  • Fuso horário: GMT +3 horas

  • Relações exteriores:

    • União Europeia

    • ONU

    • Banco Mundial

    • Unesco

Veja também: Andorra – país europeu situado na cordilheira dos Pirineus, entre a França e a Espanha

História do Chipre

Existem indícios arqueológicos de que a ilha do Chipre era habitada há mais de 12 mil anos, mas os primeiros assentamentos datam de, aproximadamente, nove mil anos antes da era atual. Pequenos assentamentos foram sendo criados, e as vilas tiveram origem há cerca de quatro mil anos.

A chegada dos gregos até a ilha, os quais viriam a formar grande parte da sua população, data de 1200 anos antes do presente. Além dos domínios gregos que se instalaram na área, o Chipre já foi parte dos impérios:

O império otomano ocupou o Chipre na segunda metade do século XVI, fazendo, cerca de dois séculos mais tarde, um acordo com os britânicos para a administração da ilha enquanto ela estivesse sob o domínio turco. Os britânicos viram naquele território uma importante base para suas operações na região, mas a rivalidade com a Turquia, durante a Primeira Guerra, levou à quebra do acordo e à transformação do Chipre em uma colônia britânica na década de 1920.

O Chipre conquistou a sua independência quatro décadas mais tarde, no ano de 1960, mas conflitos que estavam em curso, durante o período precedente, entre turcos e gregos sofreram uma escalada em decorrência do texto da Constituição e a sua execução. Um dos resultados do conflito foram a criação de enclaves turcos na ilha e a divisão da capital, Nicósia, entre as comunidades grega e turca, sendo aquela maioria. A divisória ganhou mais tarde o nome de Linha Verde, e uma força da ONU foi encaminhada, em 1964, na tentativa de pacificar os conflitos violentos entre gregos e turcos.

A década seguinte foi marcada por uma tentativa de golpe de Estado, apoiada por militares gregos e pela guarda nacional da ilha, seguida da invasão turca, que ocorreu no mesmo ano, em 1974. Desde então, efetivou-se a separação territorial do Chipre e, no norte, os turcos estabeleceram a República de Chipre do Norte, reconhecida somente pela Turquia.

Mapa do Chipre

 Mapa do Chipre.

Geografia do Chipre

O Chipre é uma extensa ilha de 9251 km², situada no mar Mediterrâneo, geograficamente pertencente ao oeste asiático, mas cultural e economicamente associada ao continente europeu. Não faz fronteira terrestre com nenhum outro território, mas localiza-se nas proximidades da Turquia, Síria e Líbano. Na sequência vamos conhecer melhor as características físicas da ilha do Chipre.

  • Clima do Chipre

O clima do Chipre é do tipo Mediterrâneo, marcado pela acentuada distinção entre as quatro estações do ano. Os verões são quentes e secos, com temperaturas que podem chegar a 37 ºC. Os invernos são chuvosos, por vezes ocorrendo precipitação na forma de neve, e frios, com os termômetros marcando entre 5 ºC e 15 ºC. O volume anual de chuvas é baixo, totalizando 500 mm.

  • Relevo do Chipre

A ilha do Chipre possui um relevo bastante heterogêneo e, em sua maioria, acidentado. Cadeias montanhosas erigem principalmente nas porções central, oeste e sul do território, com terrenos planos na sua zona costeira e na faixa centro-norte e leste da ilha. O ponto mais elevado do Chipre fica na região sudoeste da ilha, que é o Monte Olimpo, a 1951 metros acima do nível do mar.

Montanhas de Troodos, onde se localiza o Monte Olimpo, ponto culminante da ilha do Chipre.
Montanhas de Troodos, onde se localiza o Monte Olimpo, ponto culminante da ilha do Chipre.
  • Vegetação do Chipre

A cobertura da ilha do Chipre é formada pelas florestas de coníferas, que compõem a paisagem das áreas montanhosas do país, além da vegetação tipicamente mediterrânea nas planícies, com a presença de arbustos e árvores frutíferas de pequeno e médio porte.

Veja também: Tundra – bioma que se localiza acima do Círculo Polar Ártico

  • Hidrografia do Chipre

Alguns dos principais rios do Chipre são intermitentes, isto é, temporários, e se originam das chuvas de inverno. Destacam-se os rios Pedieros, Serakhis e Kouris, os quais fluem, respectivamente, para o leste, noroeste e sul da ilha e partem das montanhas de Troodos.

Demografia do Chipre

A ilha do Chipre é habitada por 1.207.000 pessoas, de acordo com os dados nas Nações Unidas para 2020. A distribuição populacional não ocorre de forma homogênea, com a maior parte dos seus habitantes se concentrando na porção central do território, onde se localiza a sua capital e também os terrenos menos acidentados do país. Assim, tem-se uma densidade demográfica da ordem de 130,7 hab./km² (ONU, 2020).

A maioria dos cipriotas vive nas cidades, sendo a taxa de urbanização de 66,9%, com a população urbana crescendo cerca de 0,7% ao ano. Nicósia é a cidade mais populosa do Chipre, reunindo 269.500 habitantes. Limassol é a segunda cidade do país, com mais de 160 mil habitantes, destacando-se também Pafos e Lárnaca.

A população do Chipre cresce 1,1% ao ano, o que se deve sobretudo às migrações, cujas taxas colocam o país na 13ª colocação mundial em população de migrantes. Os nascimentos superam as mortes, mas, ainda assim, a sua taxa é relativamente baixa. A idade mediana da população do Chipre é atualmente de 37,9 anos, enquanto a expectativa de vida chega a 79,51 anos.

Veja também: Pirâmides etárias – representações gráficas conforme idade e sexo de determinada população

Economia do Chipre

A economia do Chipre estava em pleno processo de crescimento em meados do século XX, processo esse que foi interrompido pela ocupação turca no norte da ilha e pelo início das disputas territoriais com aquela nação. A sua recuperação veio com o acesso à União Europeia, que ocorreu em 2004 e que se deu com a porção grega do território (centro-sul). Quatro anos mais tarde, o euro foi adotado como sendo a moeda oficial do país. Pode-se dizer que o território greco-cipriota é bastante desenvolvido, e o oposto ocorre na parcela turca.

O Produto Interno Bruto (PIB) do Chipre é da ordem de 26 bilhões de dólares, e a sua economia é conduzida pelas atividades do setor terciário, as quais correspondem a 85% do valor adicionado ao PIB. O turismo possui papel fundamental nesse segmento, em conjunto com as atividades financeiras e logísticas.

A indústria da ilha cresce a ritmos acelerados e se destaca na produção de alimentos e bebidas, materiais de construção, produtos destinados ao reparo de navios, química, papel e celulose, e argila.

O subsolo do país é rico em cobre, gesso, mármore e pirita, sendo, ainda, produtor de sal e de matérias-primas para a indústria madeireira. Na agropecuária, uvas, azeitonas, leite caprino, batata e carne de porco estão entre os gêneros produzidos.

Cultura do Chipre

A cultura do Chipre é bastante diferenciada e dividida entre os territórios ao norte e ao sul da ilha. Quase 99% dos moradores das áreas ao sul são de origem greca-cipriota, com uma pequena parcela da população pertencente a outras etnias, como armênios, maronitas e também turco-cipriotas. Ao norte, a maioria da população tem origem turco-cipriota. A ilha possui, assim, dois idiomas oficiais, que são o grego e o turco, enquanto línguas como o inglês, russo, romeno, búlgaro e outras são também faladas na parcela grega do Chipre.

A manutenção das tradições culturais é importante em ambos os lados da ilha do Chipre, e muitas delas são orientadas pela religião. O território turco é de maioria islâmica, enquanto os greco-cipriotas seguem de forma predominante a religião cristã ortodoxa. Entre os aspectos que eles compartilham estão as artes populares e o artesanato, com trabalhos em renda e metais preciosos. Alguns dos pratos típicos da ilha são o halloumi (queijo de cabra e queijo de ovelha), o pourgouri (à base de trigo), a moussaka e os kebabs.

Infraestrutura do Chipre

Grande parte da população do Chipre é urbana, embora ainda haja uma ampla parcela dos seus moradores vivendo em sua zona rural. Ainda assim, a ilha apresenta uma rede de infraestrutura, que atende à maior parte dos seus moradores, e dispõe de um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) considerado muito alto (0,887), indicando, assim, um pouco da qualidade de vida dos cipriotas.

A eletrificação da população total (rural e urbana) chega a 100%, com uma matriz energética formada essencialmente por combustíveis fósseis e hidrelétricas. O acesso às redes adequadas de saneamento é efetivado por 86,3% dos moradores do país, sendo que a maior parte dos habitantes das cidades é atendida pelas redes de esgoto e água.

O acesso ao país é feito principalmente por via aérea, por meio de um de seus 15 aeroportos. O Chipre dispõe de cinco portos principais, três deles na porção grega, e dois na porção turca da ilha, ao passo que internamente os deslocamentos são feitos pelas rodovias, que se estendem por aproximadamente 20 mil km.

Governo do Chipre

O sistema de governo instalado no Chipre é o republicano presidencialista, o que significa dizer que o presidente desempenha o papel de chefe do Estado e também de chefe do governo. Há, entretanto, uma disputa territorial acerca da porção norte da ilha, reivindicada pelos turcos. A Turquia reconhece aquela região como sendo a República Turca de Chipre do Norte, sendo habitada, em sua maioria, por turco-cipriotas. Tal autoridade, entretanto, não tem sua soberania reconhecida por outras nações e entidades internacionais.

A capital do Chipre, a cidade de Nicósia, encontra-se atualmente dividida entre ambos os territórios, o que deu origem, assim, à Nicósia do Norte, que integra a parcela turca da ilha. A separação territorial e o estabelecimento de uma divisória entre as partes, denominada Linha Verde, ocorreu, em 1974, após conflitos com a Turquia. Nessa área, a ONU estabeleceu o que se chama de zona neutra.

Confira em nosso podcast: Os muros que dividem o mundo

Placa indicando a área neutra na ilha do Chipre, controlada pelas Nações Unidas (ONU).[1]
Placa indicando a área neutra na ilha do Chipre, controlada pelas Nações Unidas (ONU).[1]

Curiosidades sobre do Chipre

Sítio de Choirokoitia, no Chipre.
Sítio de Choirokoitia, no Chipre.
  • A bandeira do Chipre carrega o seu mapa, sendo uma nação pioneira nesse aspecto.

  • Nicósia é a primeira capital do mundo dividida entre dois territórios, a República do Chipre, de maioria greco-cipriota, e a República Turca de Chipre do Norte, reconhecida somente pela Turquia.

  • Um dos mais importantes sítios neolíticos da Europa, Choirokoitia, fica no Chipre e data de 7000 a.C.

Crédito da imagem

[1] Jose HERNANDEZ Camera 51 / Shutterstock

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Chipre"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/chipre.htm. Acesso em 19 de maio de 2022.

De estudante para estudante


Verdadeiro ou Falso?

Mapas são representações gráficas em escala reduzida da superfície terrestre ou de parte dela sobre um plano podem ainda representar especialmente determinadas informações gráficas, compondo, assim, os mapas temáticos

Por Anna Clara
Responder
Ver respostas

como era a situaçao da cidade de berlin durantguerra e o periodo da guerra  fria

Por davi Abner
Responder
Ver respostas

Estude agora


Tempos primitivos

Para estudarmos a formação dos tempos verbais, precisamos entender os mecanismos de conjugação a partir de formas...

Jane Austen

Nesta videoaula, você conhecerá um pouco mais sobre a vida e a obra de uma das escritoras de língua inglesa mais...