Whatsapp

Varizes

Saúde e Bem-estar

PUBLICIDADE

Varizes são veias tortuosas e dilatadas que já não são capazes de realizar adequadamente sua função de levar o sangue de volta ao coração. Geralmente as veias mais comprometidas são as dos membros inferiores, o que pode causar dor e inchaço nas pernas. A maior incidência de varizes é observada no sexo feminino. Histórico familiar, obesidade, tabagismo, sedentarismo e uso de pílulas anticoncepcionais são fatores de risco para o desenvolvimento do problema.

Leia mais: Riscos do uso do cigarro – destacam-se o câncer de pulmão e doenças respiratórias como enfisema

Entendendo um pouco mais sobre as veias

O sistema cardiovascular é constituído pelo coração e pelos vasos sanguíneos. As artérias partem do coração e vão se ramificando, garantindo que o sangue chegue a todas as partes do nosso corpo. As veias, por sua vez, garantem o retorno do sangue ao nosso coração.

O sangue segue pelas artérias impulsionado pelo bombeamento do coração, estando, desse modo, sob alta pressão. Para retornar ao órgão pelas veias, ele enfrenta maior resistência, uma vez que está sob baixa pressão e, muitas vezes, precisa correr contra a força da gravidade. Para garantir seu retorno adequado, as veias contam com valvas que impedem o refluxo, fazendo com que o sangue corra em uma única direção.

Leia também: Diferença entre veia, artéria e capilar

Como as varizes se formam?

Como mencionado, as veias possuem valvas que evitam o refluxo do sangue, permitindo que a circulação ocorra em apenas um sentido. Em algumas situações, no entanto, observamos o mau funcionamento das valvas, as quais não conseguem evitar o refluxo. Nesse momento observa-se acúmulo de sangue e dilatação das veias, o que levará ao surgimento de varizes.

Observe na figura o fluxo irregular de sangue em uma veia varicosa.
Observe na figura o fluxo irregular de sangue em uma veia varicosa.

As varizes apresentam alguns fatores de risco, sendo o principal deles os casos da doença na família. Além disso, elas se desenvolvem com maior frequência em mulheres e em pessoas com mais de 30 anos. Outros fatores de risco são: obesidade, sedentarismo, tabagismo, uso de pílulas anticoncepcionais, reposição hormonal, e gestação.

É importante destacar que alguns profissionais apresentam maior risco de desenvolverem varizes, sendo esse o caso de pessoas que trabalham por muito tempo sentadas ou em pé. Isso inclui profissionais como professores, vendedores, atendentes, cabeleireiros e secretárias.

Vale salientar que, de acordo com a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular, não há “nenhuma relação estabelecida entre a formação de varizes e depilação ou uso de salto alto, assim como não há influência com relação a carregar peso”.

Os sintomas das varizes

As varizes são veias tortuosas e dilatadas que ocorrem, com maior frequência, nos membros inferiores.
As varizes são veias tortuosas e dilatadas que ocorrem, com maior frequência, nos membros inferiores.

Os pacientes que apresentam varizes geralmente possuem sintomas como:

  • Aparecimento de veias azuladas e muito visíveis;
  • Agrupamento de pequenos vasos avermelhados;
  • Sensação de peso nas pernas;
  • Sensação de pernas ardendo;
  • Câimbras;
  • Inchaço nas pernas, em especial ao final do dia.

Quando não recebem o tratamento adequado, podem levar a complicações como dermatite, inflamações nas veias, escurecimento da pele, hemorragia, e surgimento de feridas nas pernas (úlceras).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Diagnóstico das varizes

O diagnóstico das varizes pode ser feito por meio da observação clínica do paciente e uso de exames complementares, sendo o principal deles o ecodoppler venoso dos membros inferiores. O ecodoppler é um exame capaz de identificar a insuficiência venosa e observar as regiões de refluxo.

Tratamento das varizes

O tratamento das varizes será escolhido de acordo com as veias que estão comprometidas, podendo ser adotado um tratamento único ou uma combinação de tratamentos. De acordo com dados disponíveis na Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde, os tratamentos indicados para varizes são:

  • Escleroterapia química: é feita a injeção de substâncias esclerosantes dentro dos vasos, que atuam entupindo as veias que estão sendo tratadas e direcionando o sangue para veias saudáveis. É uma técnica usada em varizes de pequeno calibre.
  • Cirurgia: consiste na retirada das veias comprometidas.
  • Laser escleroterapia: técnica adotada para tratamento de vasos superficiais. Essa técnica consiste na emissão de um laser que faz com que o sangue seja deslocado para outro vaso e o vaso comprometido seja destruído e reabsorvido pelo corpo.
  • Laser endovenoso: é realizado no tratamento de veias safenas e consiste na introdução de uma fibra ótica na veia e no disparo de um laser através dela. Esse processo promoverá o fechamento das veias comprometidas e sua posterior absorção pelo organismo.
  • Radiofrequência: um cateter que emite calor é colocado no interior da veia safena, realizando a termocoagulação do segmento da veia e, consequentemente, provocando seu fechamento, o qual é seguido de  reabsorção.

A  Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular salienta que, em pacientes que não podem fazer os tratamentos citados ou não querem realizá-los, as varizes podem ser tratadas com uso de medicamentos, elevação dos membros inferiores e meias de compressão.

As meias de compressão são importantes para garantir uma melhoria da circulação sanguínea. Vale destacar que essas meias só devem ser utilizadas quando indicadas por um médico, pois somente um profissional está apto a saber qual a melhor meia em cada caso, uma vez que elas possuem diferentes compressões.

Prevenção das varizes

As meias de compressão podem ajudar na prevenção de varizes, porém devem ser indicadas por um médico.
As meias de compressão podem ajudar na prevenção de varizes, porém devem ser indicadas por um médico.

As varizes podem ser prevenidas adotando-se algumas mudanças no estilo de vida. A seguir, descreveremos algumas dicas importantes para evitar o problema:

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Varizes"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/saude/varizes.htm. Acesso em 06 de maio de 2021.

Artigos Relacionados
Você sabe o que são capilares sanguíneos? Clique aqui e conheça a sua estrutura e função, bem como seus tipos. Aprenda a diferença entre capilares e outros vasos.
Aprenda a diferença entre a circulação sistêmica e a pulmonar e entenda de uma vez por todas o trajeto percorrido pelo sangue no corpo.
Saiba mais sobre o DIU, um método contraceptivo que se destaca por sua grande eficácia na prevenção contra uma gravidez indesejada.
Aprenda a respeito da embolia pulmonar, problema causado pela obstrução da artéria pulmonar ou de seus ramos. Neste texto, explicaremos o que é essa embolia, quais são suas causas, seus principais fatores de riscos, seus sinais e sintomas. Também falaremos a respeito do diagnóstico e do tratamento desse grave problema.
Estrutura das artérias e veias e a diferença entre elas.
Entenda o que é obesidade e saiba como calcular o IMC. Clique aqui!
A pressão arterial deve ser observada sempre.
Conheça os principais riscos dos anticoncepcionais orais para a saúde da mulher.
Conheça os diferentes tipos de circulação sanguínea no reino animal!