Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

30 livros que viraram filmes

Selecionamos 30 livros que viraram filmes, séries ou minisséries. Obras como Orgulho e preconceito (inglesa) e A hora da estrela (brasileira) foram adaptadas para o cinema.

Claquete e livro em alusão a livros que viraram filmes.
Ao longo da história, diversas obras literárias de sucesso foram adaptadas para o cinema.
Crédito da Imagem: Shutterstock
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Os 30 livros que viraram filmes aqui apresentados fazem parte da tradição literária do Brasil e de outros países, como Inglaterra, França, Irlanda e Estados Unidos. Portanto, são obras que apresentam algum elemento universal que permitiram que elas fossem valorizadas pela crítica especializada. São eles:

  • Orgulho e preconceito;
  • Os miseráveis;
  • Alice no país das maravilhas;
  • Inocência;
  • O primo Basílio;
  • Memórias póstumas de Brás Cubas;
  • Germinal;
  • O retrato de Dorian Gray;
  • O cortiço;
  • Quincas Borba;
  • O mágico de Oz;
  • Triste fim de Policarpo Quaresma;
  • Orlando;
  • Macunaíma;
  • Menino de engenho;
  • Admirável mundo novo;
  • E o vento levou;
  • Capitães da areia;
  • Vidas secas;
  • O pequeno príncipe;
  • Querelle;
  • 1984;
  • O tempo e o vento;
  • Dona flor e seus dois maridos;
  • Entrevista com o vampiro;
  • Tieta do Agreste;
  • A hora da estrela;
  • Feliz ano velho;
  • A cor púrpura;
  • Ensaio sobre a cegueira.

Leia também: Lista dos 20 clássicos da literatura mundial

Tópicos deste artigo

Quais livros viraram filmes?

1. Orgulho e preconceito

Romance da escritora inglesa Jane Austen, Orgulho e preconceito foi publicado, pela primeira vez, em 1813. Conta a história de amor entre os jovens Elizabeth Bennet e Mr. Darcy, que precisam vencer orgulho e preconceito para ficarem juntos. O filme, uma coprodução entre Estados Unidos, França e Reino Unido, é de 2005 e conta com a direção do inglês Joe Wright.

2. Os miseráveis

Obra do Romantismo francês, Os miseráveis, de Victor Hugo, foi publicado, pela primeira vez, em 1862. E conta a história do ex-presidiário Jean Valjean, que, após reconstruir sua vida, passa a ser perseguido pelo inspetor Javert. A adaptação para o cinema mais famosa é a de 2012, um musical coproduzido pelo Reino Unido e Estados Unidos, dirigido pelo cineasta inglês Tom Hooper. Já a produção americana de 1998 foi dirigida pelo cineasta dinamarquês Bille August.

3. Alice no país das maravilhas

Alice no país das maravilhas em animação, um dos livros que viraram filmes.
Alice no país das maravilhas, animação produzida pela Disney em 1951.

Livro infantil do inglês Lewis Carroll, Alice no país das maravilhas foi publicado, pela primeira vez, em 1865. Após seguir um coelho, a menina Alice acaba caindo em uma toca que a leva ao País das Maravilhas. As duas principais adaptações para o cinema são a produção americana, de 2010, dirigida pelo cineasta estado-unidense Tim Burton, e a animação da Disney, de 1951, dirigida pelos americanos Clyde Geronimi, Hamilton Luske e Wilfred Jackson.

4. Inocência

Romance regionalista do Romantismo brasileiro, Inocência, de Visconde de Taunay, foi publicado, pela primeira vez, em 1872. Ele narra a história de amor impossível entre uma jovem idealizada do interior de Mato Grosso e um jovem médico sem formação. O filme é uma produção nacional de 1983, dirigida pelo cineasta Walter Lima Jr.

5. O primo Basílio

Obra do Realismo português, O primo Basílio, de Eça de Queirós, foi publicado, pela primeira vez, em 1878. Nesse romance, Luísa, insatisfeita no seu casamento com Jorge, inicia uma relação extraconjugal com o primo Basílio. A adaptação brasileira para o cinema é o filme Primo Basílio, de 2007, dirigido por Daniel Filho. Saiba mais sobre essa obra clicando aqui.

6. Memórias póstumas de Brás Cubas

Romance do Realismo brasileiro, Memórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis, foi publicado, pela primeira vez, em 1881. E conta a história de Brás Cubas, um membro da burguesia carioca que, após sua morte, decide narrar os acontecimentos de sua existência vazia. O filme é uma produção nacional de 2001, com direção de André Klotzel. Saiba mais sobre esse livro clicando aqui.

7. Germinal

Romance naturalista francês, Germinal, de Émile Zola, foi publicado, pela primeira vez, em 1885. Essa obra mostra as condições deploráveis dos mineiros na França do século XIX. O filme, de 1993, é uma coprodução entre França, Bélgica e Itália. A direção é do francês Claude Berri.

8. O retrato de Dorian Gray

Único romance do escritor irlandês Oscar Wilde, O retrato de Dorian Gray foi publicado, pela primeira vez, em 1890. A narrativa fala da beleza e do caráter do belo Dorian Gray, que, com a passagem do tempo, permanece jovem, enquanto sua imagem em uma pintura envelhece. O filme de 2009 é uma produção do Reino Unido, dirigida pelo cineasta inglês Oliver Parker. Já o filme americano de 1945 foi dirigido pelo estado-unidense Albert Lewin.

9. O cortiço

Romance do Naturalismo brasileiro, O cortiço, de Aluísio Azevedo, foi publicado, pela primeira vez, em 1890. Com visão determinista, ele mostra a realidade dos moradores do cortiço de São Romão, no Rio de Janeiro. O filme é uma produção nacional de 1978, com direção de Francisco Ramalho Jr. Para saber mais sobre esse romance, clique aqui.

10. Quincas Borba

Romance realista brasileiro, Quincas Borba, de Machado de Assis, foi publicado, pela primeira vez, em 1891. A narrativa mostra o gradual processo de enlouquecimento do protagonista, que começa a ter mania de grandeza após receber uma gorda herança. O filme é uma produção nacional de 1988, com direção de Roberto Santos.

11. O mágico de Oz

Cartaz do filme O mágico de Oz, um dos livros que viraram filmes.
Cartaz do filme O mágico de Oz, de 1939.

Livro infantojuvenil do escritor estado-unidense L. Frank Baum, O mágico de Oz foi publicado, pela primeira vez, em 1900. E conta a história da menina Dorothy, que, com seu cãozinho Totó, depois de um ciclone, acaba caindo no mundo de Oz. Ali encontra o Espantalho, o Homem de Lata e o Leão, amigos que a ajudarão a voltar para casa. O filme é um clássico do cinema americano, um musical de 1939 dirigido pelo cineasta estado-unidense Victor Fleming.

12. Triste fim de Policarpo Quaresma

Romance pré-modernista brasileiro, Triste fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto, foi publicado, pela primeira vez, em 1915. E narra as desventuras do patriota Policarpo Quaresma, que acaba se desiludindo com o Brasil e com os brasileiros. O filme Policarpo Quaresma, herói do Brasil é uma produção nacional de 1998, com direção de Paulo Thiago. Para saber mais sobre esse romance, clique aqui.

13. Orlando

Romance da escritora inglesa Virginia Woolf, Orlando foi publicado, pela primeira vez, em 1928. Nessa obra, o jovem Orlando um dia desperta como uma mulher. O filme de 1992 é uma coprodução entre Reino Unido, Países Baixos, França, Itália e Rússia, com direção da inglesa Sally Potter.

14. Macunaíma

Romance da primeira fase do Modernismo brasileiro, Macunaíma, de Mário de Andrade, foi publicado, pela primeira vez, em 1928. E conta a história de Macunaíma, herói sem nenhum caráter, que empreende uma viagem pelo Brasil em busca de um amuleto. O filme é uma produção nacional de 1969, com direção de Joaquim Pedro de Andrade. Para conhecer essa obra, clique aqui.

15. Menino de engenho

Romance regionalista do Modernismo brasileiro, Menino de engenho, de José Lins do Rego, foi publicado, pela primeira vez, em 1932. Com traços autobiográficos, narra a vida do menino Carlos em um engenho nordestino. O filme é uma produção nacional de 1965, dirigida pelo cineasta Walter Lima Jr.

16. Admirável mundo novo

Romance do autor inglês Aldous Huxley, Admirável mundo novo foi publicado, pela primeira vez, em 1932. De caráter distópico, mostra um futuro em que as pessoas são separadas em castas e dependentes da alta tecnologia. Até que o selvagem John surge para questionar aquele mundo supostamente perfeito. A produção estado-unidense de 1998 tem a direção dos americanos Larry Williams e Leslie Libman. Já a de 1980, também dos Estados Unidos, conta com a direção do americano Burt Brinckerhoff.

17. E o vento levou

E o vento levou é um romance estado-unidense da escritora Margaret Mitchell, publicado, pela primeira vez, em 1936. A obra, de caráter histórico, é ambientada no Sul dos Estados Unidos, durante a Guerra Civil Americana, e conta a história da rica e mimada heroína Scarlett O’Hara. O filme é um clássico do cinema americano de 1939, com direção dos estado-unidenses George Cukor, Sam Wood e Victor Fleming.

18. Capitães da areia

Livro da Geração de 1930 do Modernismo brasileiro, Capitães da areia, de Jorge Amado, foi publicado, pela primeira vez, em 1937. E mostra a chocante realidade de meninos de rua da cidade de Salvador. O filme é uma produção nacional de 2011, com direção de Cecília Amado. Saiba mais sobre esse livro clicando aqui.

19. Vidas secas

Obra da Geração de 1930 do Modernismo brasileiro, Vidas secas, de Graciliano Ramos, foi publicado, pela primeira vez, em 1938. E narra a história de uma família de retirantes nordestinos, que sofrem com a seca. O filme é uma produção nacional de 1963, dirigida pelo cineasta Nelson Pereira dos Santos. Para conhecer essa obra, clique aqui.

20. O pequeno príncipe

Famoso livro infantil do francês Antoine de Saint-Exupéry, O pequeno príncipe foi publicado, pela primeira vez, em 1943. E conta a história de um misterioso menino que conhece um piloto francês, cujo avião caiu no deserto do Saara. Existem dois principais filmes adaptados dessa obra.

O primeiro é um musical de 1974 dirigido pelo estado-unidense Stanley Donen, uma coprodução entre Estados Unidos e Reino Unido. Já o segundo, é um filme de animação de 2015, dirigido pelo estado-unidense Mark Osborne, uma coprodução entre Canadá, França, China, Estados Unidos e Itália. Para conhecer esse clássico da literatura, clique aqui.

21. Querelle

Romance do escritor francês Jean Genet, Querelle foi publicado, pela primeira vez, em 1947. Por meio do protagonista Georges Querelle, o narrador mostra relações homossexuais que escandalizaram a França conservadora da época. O filme, de 1982, foi dirigido pelo famoso diretor alemão Rainer Werner Fassbinder, em uma coprodução entre França e Alemanha.

22. 1984

Livro do escritor inglês George Orwell, 1984 foi publicado, pela primeira vez, em 1949. E mostra um futuro distópico, no ano de 1984, em que o pensamento de todos é controlado pelo Grande Irmão. O filme, uma produção do Reino Unido, foi lançada no ano de 1984 e conta com a direção do britânico Michael Radford. Outra adaptação do Reino Unido foi feita em 1956, dirigida pelo cineasta inglês Michael Anderson.

23. O tempo e o vento

Obra da Geração de 1930 do Modernismo brasileiro, O tempo e o vento, de Erico Verissimo, é uma série de romances publicada, pela primeira vez, entre 1949 e 1961. E narra a saga da família Terra-Cambará, tendo como pano de fundo fatos históricos do Rio Grande do Sul. O filme é uma produção nacional de 2013, com direção de Jayme Monjardim.

24. Dona flor e seus dois maridos

Atores durante gravações de Dona Flor e seus dois maridos, um dos livros que viraram filmes.
Set de filmagens de Dona Flor e seus dois maridos, em 1976.

Obra da Geração de 1930 do Modernismo brasileiro, Dona flor e seus dois maridos, de Jorge Amado, foi publicado, pela primeira vez, em 1966. Flor, uma cozinheira de mão cheia, após ficar viúva de seu marido malandro, se casa com um homem certinho, mas passa a ser visitada pelo fantasma do safado marido morto. O filme é uma produção nacional de 1976, dirigida pelo cineasta Bruno Barreto.

25. Entrevista com o vampiro

Livro da autora estado-unidense Anne Rice, Entrevista com o vampiro foi publicado, pela primeira vez, em 1976. Nesse romance, o vampiro Louis conta a um jovem repórter detalhes de sua relação com o vampiro Lestat. A adaptação para o cinema é um filme americano, de 1994, com a direção do cineasta irlandês Neil Jordan.

26. Tieta do Agreste

Romance da Geração de 1930 do Modernismo brasileiro, Tieta do Agreste, de Jorge Amado, foi publicado, pela primeira vez, em 1977. Tieta, a protagonista, é expulsa de casa e, após muitos anos longe da família, volta rica para sua cidadezinha natal. O filme é uma produção nacional de 1996, dirigida pelo cineasta Cacá Diegues.

27. A hora da estrela

Obra da terceira fase do Modernismo brasileiro (ou Pós-Modernismo), A hora da estrela, famoso livro de Clarice Lispector, foi publicado, pela primeira vez, em 1977. E conta a história da nordestina Macabéa, que trabalha como datilógrafa no Rio de Janeiro. O filme é uma produção nacional de 1985, dirigida pela cineasta Suzana Amaral. Saiba maia sobre essa obra clicando aqui.

28. Feliz ano velho

Romance da literatura contemporânea brasileira, Feliz ano velho, de Marcelo Rubens Paiva, foi publicado, pela primeira vez, em 1982. A obra é autobiográfica e relata os acontecimentos da vida do autor após sofrer um acidente e ficar tetraplégico. O filme é uma produção nacional de 1987, com direção de Roberto Gervitz.

29. A cor púrpura

A cor púrpura é um romance da escritora estado-unidense Alice Walker, publicado, pela primeira vez, em 1982. E narra a história de Celie, uma mulher negra, abusada pelo padrasto na adolescência e obrigada a se casar com um violento viúvo. O filme é uma produção americana de 1985, dirigida pelo cineasta estado-unidense Steven Spielberg.

30. Ensaio sobre a cegueira

Ensaio sobre a cegueira é um romance do escritor português José Saramago, publicado, pela primeira vez, em 1995. Nessa obra, uma epidemia de cegueira toma conta de uma cidade, o que permite mostrar o lado sombrio do ser humano. O filme, uma coprodução entre Brasil, Canadá, Itália, Japão e Reino Unido, é de 2008 e conta com a direção do cineasta brasileiro Fernando Meirelles.

Saiba mais: Literatura inglesa — principais autores e obras

10 livros que viraram série ou minissérie

1. O guarani

Romance indianista do Romantismo brasileiro, O guarani, de José de Alencar, foi publicado, pela primeira vez, em 1857. E conta a história de amor entre o indígena Peri e Ceci, a filha de um fidalgo português. A minissérie, composta por 35 episódios, foi exibida em 1991, pela extinta Rede Manchete, e contou com a direção de Marcos Schechtman. Conheça esse romance clicando aqui.

2. Dom Casmurro

Romance realista brasileiro, Dom Casmurro, de Machado de Assis, foi publicado, pela primeira vez, em 1899. E trata da suposta traição de Capitu, esposa do narrador Bentinho. Com o título de Capitu, a minissérie, composta por cinco episódios, foi exibida em 2008, pela Rede Globo, com a direção de Luiz Fernando Carvalho. Clique aqui para saber mais sobre essa obra.

3. Arsène Lupin

A série de livros policiais Arsène Lupin, do escritor francês Maurice Leblanc, foi iniciada em 1907. O herói das obras é um habilidoso ladrão, mestre dos disfarces. A série Lupin, exibida pela Netfix desde 2021, está na terceira temporada, com um total de 17 episódios, e conta com vários diretores.

4. Sítio do Picapau Amarelo

Atriz Reny de Oliveira como Emília em texto sobre livros que viraram filmes.
A Emília da série televisiva de 1978, interpretada pela atriz Reny de Oliveira.[1]

Sítio do Picapau Amarelo é uma série de livros infantis do escritor Monteiro Lobato, publicados, pela primeira vez, entre 1920 e 1947. Eles contam as aventuras de Pedrinho, Narizinho, Emília, Visconde e outros personagens do sítio. Entre 1977 e 1986, a TV Globo exibiu dez temporadas da série dirigida por Geraldo Casé. Uma nova versão da série, com sete temporadas, foi exibida, pela mesma emissora, entre 2001 e 2007, com diversos diretores. Para conhecer mais detalhes sobre essa obra clique aqui.

5. O tempo e o vento

Obra da Geração de 1930 do Modernismo brasileiro, O tempo e o vento, de Erico Verissimo, é uma série de romances publicada, pela primeira vez, entre 1949 e 1961. E narra a saga da família Terra-Cambará, tendo como pano de fundo fatos históricos do Rio Grande do Sul. A minissérie, composta por 26 episódios, foi exibida em 1985, pela Rede Globo, com direção de Denise Saraceni, Paulo José e Walter Campos.

6. Grande sertão: veredas

Obra da terceira fase do Modernismo brasileiro (ou Pós-modernismo), Grande sertão: veredas, livro de João Guimarães Rosa, foi publicado, pela primeira vez, em 1956. E narra a história de um amor impossível entre Riobaldo e Reinaldo (ou Diadorim), tendo como pano de fundo a guerra de jagunços no sertão. A minissérie, composta por 25 episódios, foi exibida em 1985, pela TV Globo, com direção de Walter Avancini. Conheça esse romance clicando aqui.

7. O conto da aia

O romance O conto da aia, da escritora canadense Margareth Atwood, foi publicado, pela primeira vez, em 1985. A obra mostra uma sociedade governada por um totalitarismo religioso, em um futuro distópico. A série da Hulu vem sendo exibida desde 2017, caminha para a sexta e última temporada e conta com várias diretoras.

8. Agosto

Obra da literatura contemporânea brasileira, Agosto, de Rubem Fonseca, foi publicada, pela primeira vez, em 1990. É um romance policial que mistura fatos históricos com ficção, já que a investigação de um assassinato se mescla aos fatos políticos que levaram ao suicídio de Getúlio Vargas em 1954. A minissérie, composta por 16 episódios, foi exibida em 1993, pela Rede Globo, com direção de Denise Saraceni, José Henrique Fonseca e Paulo José.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

9. Memorial de Maria Moura

Romance da Geração de 1930 do Modernismo brasileiro, Memorial de Maria Moura, de Rachel de Queiroz, foi publicado, pela primeira vez, em 1992. E narra a história de Maria Moura, uma versão feminina de Lampião. A minissérie, composta por 24 episódios, foi exibida em 1994, pela TV Globo, com direção de Carlos Manga.

10. Heartstopper

Série de romances gráficos juvenis, Heartstopper, da escritora inglesa Alice Oseman, teve seu primeiro volume publicado em 2016. E narra uma doce história de amor entre os adolescentes Charlie Spring e Nick Nelson. A série, exibida pela Netflix desde 2022, está na segunda temporada, com um total de 16 episódios, e tem a direção do galês Euros Lyn.

Créditos da imagem

[1] Wikimedia Commons

Escritor do artigo
Escrito por: Warley Souza Professor de Português e Literatura, com licenciatura e mestrado em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Warley. "30 livros que viraram filmes"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/literatura/livros-que-viraram-filmes.htm. Acesso em 19 de julho de 2024.

De estudante para estudante


Videoaulas


Artigos Relacionados


10 dicas para manter a atenção durante aulas muito longas

Clique aqui e descubra 10 dicas para manter a atenção durante aulas muito longas. Neste texto, falaremos sobre atitudes que podem ajudá-lo a ter maior atenção nas aulas. Além disso, enfocaremos algumas ações que podem prejudicar sua atenção e, consequentemente, afetar seu aprendizado.
Dicas de estudo

20 clássicos da literatura brasileira

Clique aqui e conheça 20 clássicos da literatura brasileira. Saiba um pouco sobre cada um deles e conheça um pouco da rica tradição literária nacional.
Literatura

20 clássicos da literatura mundial

Descubra 20 clássicos da literatura mundial. Veja um breve resumo de cada uma das obras. E, desse modo, conheça um pouco da rica tradição literária do Ocidente.
Literatura

Grande sertão: veredas

Leia a análise da obra “Grande sertão: veredas” e conheça as características dessa narrativa. Saiba também um pouco sobre a vida do autor da obra, Guimarães Rosa.
Literatura

Cinco poemas de amor de Vinicius de Moraes

Cinco poemas de amor de Vinicius de Moraes: Clique e conheça versos consagrados do mais popular poeta brasileiro.
Literatura

Cinema brasileiro

Acesse o texto e aprenda sobre o cinema brasileiro. Saiba quando se realizou a primeira sessão de cinema em nosso país. Conheça seus gêneros marcantes.
Cultura

Diferenças entre linguagem literária e linguagem não literária

Saiba mais sobre as diferenças entre a linguagem literária e a linguagem não literária.
Literatura

Filmes para assistir nas férias escolares

Clique no link e acesse uma lista de filmes para assistir nas férias escolares. Veja as sugestões de filmes relacionados com quatro áreas do conhecimento.
Férias escolares

Mulheres e a poesia brasileira

Mulheres e a poesia brasileira: A participação feminina na produção literária nacional.
Literatura

O essencial de Carlos Drummond de Andrade

O poeta de sete faces: O essencial de Carlos Drummond de Andrade.
Literatura