Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

População mundial

Geografia

PUBLICIDADE

A população mundial atingiu a marca de 1 bilhão de pessoas em 1800. Na época, as condições sanitárias eram precárias se compararmos com as atuais, e esse número foi assustador, uma vez que perspectivas pessimistas foram criadas em torno do alto número de habitantes no planeta, como a teoria de Thomas Malthus.

Com o passar do tempo e as evoluções científicas e tecnológicas, a população mundial continuou crescendo, chegando a 7 bilhões em 2011 e, em 2020, a 7,8 bilhões.

Leia também: O que é transição demográfica?

Crescimento da população mundial

Desde quando atingimos a marca de 1 bilhão de habitantes, em 1800, o ritmo de crescimento da população mundial tem sido expressivo, principalmente no século passado. Desde a Revolução Industrial, no século XVIII, os habitantes do globo vivenciaram significativas mudanças, que permitiram mais longevidade e melhores condições de vida.

A população mundial aumentou consideravelmente no século XX.
A população mundial aumentou consideravelmente no século XX.

São exemplos dessas mudanças significativas:

  • desenvolvimento da penicilina;

  • uso da tecnologia na produção alimentar;

  • surgimento de vacinas para erradicação de doenças;

  • saneamento básico, tratamento de esgoto e planejamento urbano, além de infraestruturas que possibilitaram a população mundial viver mais e melhor.

Desde que nos tornamos sedentários, durante a Revolução Neolítica, nossa alimentação e o estilo de vida nos levaram a viver mais, sem os perigos da natureza vivenciados pelos nossos ancestrais. Entretanto, mesmo com uma vida mais confortável, a população não aumentava de forma expressiva, pois em muitos locais a produção de alimentos não conseguia atender a todos, além da existência de doenças sem tratamento, como o evento da peste negra na Europa Medieval.

 Graças às inovações científicas, a vida humana tornou-se mais longeva.
Graças às inovações científicas, a vida humana tornou-se mais longeva.

Foi com o desenvolvimento tecnológico e com a ciência que o ser humano atingiu o patamar de viver por mais tempo: vacinas, remédios, produção alimentícia em larga escala, entre outras inovações, o que reduziu consideravelmente a taxa de mortalidade.

Chegamos a 2 bilhões de pessoas em 1930, época da proliferação da penicilina pelo mundo e do desenvolvimento de vacinas. Cinquenta anos depois, na década de 1980, já éramos mais que o dobro de pessoas, 5 bilhões. No início do século XXI, em 2000, 6 bilhões. Atualmente, somos quase 8 bilhões de habitantes. Esse crescimento é assustador, mas nos faz refletir sobre as positivas mudanças para a vida humana, tornando-a mais confortável do que há 12 mil anos.

Veja também: Quais são as teorias demográficas?

Distribuição da população mundial

A população mundial não está distribuída de forma regular pelo globo. Há enormes áreas com vazios demográficos, como no continente africano e na América do Sul. Porém, existem territórios pequenos que abrigam uma significativa quantidade de pessoas, fazendo-as viver em condições de superlotação em determinados locais.

Como exemplo, vejamos o caso do Japão, país pequeno em extensão territorial, mas que abriga mais de 120 milhões de pessoas. A China é outro exemplo: é o país que possui a maior população do globo, mas essa população está concentrada, em sua maioria, na vertente oriental do país.

Segundo a Worldometer, organização que estuda dados demográficos, a população mundial está distribuída pelo planeta da seguinte forma:

Continente

População

Percentual em relação à população mundial

Ásia

4.641.054.775

59,5 %

África

1.340.598.147

17,2 %

América

1.022.831.978

13,1%

Europa

747.636.026

9,6 %

Oceania

42.677.813

0,5 %

Ranking de países mais populosos do mundo

Vejamos os 10 países mais populosos do mundo e suas respectivas populações, com dados de 2019.

  • 10º lugar: México — 127.575.529 habitantes.

  • 9º lugar: Rússia — 145.872.260 habitantes.

  • 8º lugar: Bangladesh — 163.046.173 habitantes.

  • 7º lugar: Nigéria — 200.963.603 habitantes.

  • 6º lugar: Brasil — 211.049.519 habitantes.

  • 5º lugar: Paquistão — 216.565.317 habitantes.

  • 4º lugar: Indonésia — 270.625.567 habitantes.

  • 3º lugar: Estados Unidos da América — 326.766.748 habitantes.

  • 2º lugar: Índia — 1.366.417.756 habitantes.

  • 1º lugar: China — 1.433.783.692 habitantes.

Países populosos X países povoados

O termo populoso faz referência à população absoluta de um local, ou seja, à quantidade total de pessoas que ali vivem. A China, por exemplo, é o país mais populoso do planeta.

Mapa com a densidade demográfica mundial. Localidades com luzes mais brilhantes são as mais povoadas.
Mapa com a densidade demográfica mundial. Localidades com luzes mais brilhantes são as mais povoadas.

Já o termo povoado volta-se para a forma como a população absoluta está distribuída pelo território, fazendo referência ao que se conhece como população relativa, que é medida pelo índice da densidade demográfica (a relação proporcional entre o número de pessoas e a área da localidade). O país mais povoado do mundo é Mônaco, com uma densidade demográfica de 26.152 hab/km² e uma população de 38.967 pessoas

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Acesse também: Qual é a diferença entre população absoluta e população relativa?

População do Brasil

A população brasileira é uma das mais heterogêneas do planeta, com grande diversidade de etnias. É, também, uma população concentrada na vertente oriental do país, herança do processo histórico de colonização, que sempre priorizou o leste brasileiro. Para corroborar, basta observarmos que as principais cidades brasileiras estão localizadas no litoral do país.

O responsável pela contagem da população do Brasil é o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), fundado em 1937, durante o governo de Getúlio Vargas. Contudo, registros históricos afirmam que o primeiro censo brasileiro foi feito em 1872, durante o reinado de D. Pedro II.

Para contar a população, o IBGE realiza um censo com a ajuda do Programa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), que é feito anualmente. O censo com o total de brasileiros é atualizado de 10 em 10 anos.

Os dados do Pnad são importantes para o desenvolvimento de políticas públicas, além de servir para conhecermos a realidade nacional das cinco regiões do país.

Segundo as estimativas de 2020, a população brasileira era de 211,8 milhões. O município mais populoso é São Paulo, com 12.325.232 de habitantes.

População da China

Considerado o país mais populoso do mundo, a China viu sua população aumentar de forma considerável na segunda metade do século XX, o que trouxe benefícios ao país, como grande fornecimento de mão de obra, atraindo empresas transnacionais a partir da década de 1970, com a abertura do país à economia capitalista, após a morte do líder Mao Tsé-Tung.

Contudo, a explosão demográfica fez com que houvesse um rígido controle de natalidade, levando o governo a implantar na década de 1980 a política do filho único, uma frustrada tentativa de diminuir o crescimento populacional. Foi frustrada porque, ao longo das últimas décadas, houve uma brusca redução das taxas de natalidade, aumento da expectativa de vida e redução da mortalidade, fatores que, somados, levaram a um progressivo envelhecimento populacional.

Com isso, em 2018 o governo chinês revogou essa política e melhorou as políticas de incentivo à natalidade, como aumento das licenças-maternidades, tanto em tempo quanto em salário para as chinesas.

A maior população do mundo carrega consigo enormes problemas. As cidades chinesas são gigantescas em termos de quantidade populacional. Isso sobrecarrega o sistema de saúde, previdenciário, além de trazer à tona a fragilidade de políticas de moradia. Há, também, o peso de ser uma grande economia industrial, o que acarreta poluição do ar e diminuição da qualidade de vida.

Exercícios resolvidos

Questão 1 – (UECE 2016) Atente ao excerto a seguir:

Duzentos e cinquenta milhões de habitantes na época da Antiguidade Clássica, meio bilhão pelos meados do século XVII, um bilhão em 1850, dois bilhões em 1940, mais quatro bilhões antes de 1980. [...] A mais inelutável das razões de desigualdade entre os homens é hoje a sua origem geográfica, isto é, o lugar onde nascem”.

George, 1986, p.7-8. In. Moreira, Ruy. Para onde vai o pensamento geográfico. Por uma epistemologia crítica. Contexto, São Paulo, 2011. p.78- 79.

As reflexões históricas, sociais e espaciais sobre a distribuição do homem na Terra podem ser as mais diversas. Dentre as causas da explosão demográfica, pode-se apontar corretamente

A) a revolução na higiene, que acompanhou a Revolução Industrial, principalmente nas áreas da medicina e do saneamento básico.

B) o acesso de toda a população mundial a remédios e tratamento de saúde mais modernos e eficazes.

C) o aumento global da produção de alimentos, que eliminou a fome e a desnutrição em todos os continentes.

D) o aumento do número de cidades no mundo, fato que elevou drasticamente a população global.

Resolução

Alternativa A. A população cresceu, de forma considerável, graças aos avanços medicinais e melhorias no saneamento básico, como acesso à água potável e tratamento de esgoto.

Questão 2 – (IFBA 2017) A geografia da população corresponde à constituição histórica, distribuição, dinâmica e distribuição dos habitantes do globo. Sabendo dessa complexidade de fatores e características, é correta a alternativa que afirma que:

A) a distribuição e as condições sociais da população dependem da localização e do tamanho dos países, de modo que sempre nos países menores encontra-se baixa densidade demográfica.

B) a estrutura da população no mundo é caracterizada pelo conflito entre o crescimento do número de idosos e as altas taxas de natalidade, que são características dos países mais desenvolvidos no cenário mundial.

C) o neomalthusianismo traz elementos da teoria malthusiana para justificar a desigualdade econômica entre os países e atribuir responsabilidade pelo desenvolvimento precário ou retardatário dos países a suas taxas de natalidade.

D) as teorias populacionais buscam explicar a relação entre o crescimento da população e o desenvolvimento social, de modo que a teoria malthusiana aponta para a real escassez de alimentos para a população atual.

E) a estrutura etária populacional tende ao equilíbrio entre natalidade, população jovem e adulta e longevidade.

Resolução

Alternativa C. A teoria populacional neomalthusiana atribui a miséria e pobreza de alguns países ao alto número de habitantes, pregando soluções drásticas, como um rígido controle de natalidade, algo polêmico e que não surte efeito, como o caso da China, que aboliu a política do filho único em 2018.

 

Por Átila Matias
Professor de Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

MATIAS, Átila. "População mundial"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/populacao-mundial.htm. Acesso em 19 de outubro de 2021.

Lista de Exercícios
Questão 1

A população mundial apresentou um aumento significativo ao longo da história. Um conjunto de mudanças está atribuído ao crescimento da população do mundo, entre elas está:

A) a atenuação do crescimento vegetativo entre países economicamente mais pobres do planeta.

B) a substituição da mão de obra mecanizada nas grandes fazendas de produção de alimentos.

C) o deslocamento de refugiados de países subdesenvolvidos para nações mais industrializadas.

D) o estabelecimento de unidades industriais nas zonas rurais dos países menos desenvolvidos.

E) o processo de urbanização ocorrido por meio do êxodo da população do campo para a cidade.

Questão 2

O crescimento da expectativa de vida é um fator determinante para a ampliação da população mundial. Os dados positivos desse indicador demográfico estão diretamente relacionados com

A) a melhoria da oferta de saneamento básico.

B) a mecanização das atividades agrícolas.

C) a concentração de rendimentos financeiros.

D) o consumo de alimentos industrializados.

E) o desenvolvimento de cidades inteligentes.

Mais Questões
Artigos Relacionados
Confira uma discussão sobre os principais elementos em torno da relação entre crescimento demográfico e escassez de recursos.
Descubra o que é densidade demográfica. Aprenda a calcular a densidade demográfica e saiba como é o índice demográfico brasileiro e o mundial.
Entenda o envelhecimento populacional. Conheça os impactos desse processo no futuro de um país e quais países estão mais inseridos nesse fenômeno demográfico.
Entenda o que é explosão demográfica, suas causas e características.
Conheça os principais casos de países com deficit demográfico e os problemas relacionados com esse processo.
Entenda o que é a taxa de fecundidade e como esse indicador populacional pode ser útil na análise de uma população.
Entenda mais sobre taxa de natalidade e taxa de mortalidade, importantes indicadores de desenvolvimento humano e de análise do crescimento populacional de um dado lugar. Saiba como calcular cada taxa e como usá-las para analisar a dinâmica populacional dos países.