Topo
pesquisar

Crescimento demográfico e escassez de recursos naturais

Geografia

Há em pauta, atualmente, uma ampla discussão sobre a relação entre crescimento demográfico e escassez de recursos. Pessoas morrerão de fome pelo excesso de habitantes?
PUBLICIDADE

A população mundial, ao longo dos últimos séculos, elevou-se em um ritmo exponencial, muito embora as últimas décadas tenham apresentando certa desaceleração nesse crescimento. O principal marco para o aumento do número de habitantes na Terra foi a Revolução Industrial a partir do século XVIII em diante, que possibilitou o crescimento das cidades e uma acelerada urbanização, que inicialmente ocorreu nos países desenvolvidos e, atualmente, manifesta-se no mundo subdesenvolvido.

As condições sanitárias precárias no período de formação e expansão daquelas que são hoje consideradas grandes cidades do mundo (Nova York, Londres, Paris, entre outras) fizeram com que as taxas de mortalidade fossem altas, o que compensava o crescimento da natalidade. Porém, com o tempo, melhorias sociais foram desenvolvidas e as taxas de mortalidade diminuíram, provocando o crescimento da população.

Atualmente, a população mundial está estimada em 7,2 bilhões de pessoas, o que gera preocupação por parte de muitos sobre como esse grande número de habitantes utilizará os recursos naturais disponíveis na Terra. Será que o planeta conseguirá atender as demandas e o nível de consumo de tantas pessoas?

O fato é que, realmente, o nível de exploração e utilização dos recursos naturais vem se expandindo, sendo atribuído por muitos como uma consequência do crescimento massivo da população. No entanto, se fizermos uma análise mais cuidadosa, poderemos perceber que não necessariamente o aumento de pessoas é o responsável pelo aumento da exploração da natureza pelo ser humano. Afinal, mesmo com o crescimento populacional desacelerando-se atualmente, o consumo vem se expandindo, e tal expansão ocorre de maneira desigual no mundo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os Estados Unidos, por exemplo, possuem cerca de 6% de toda a população existente no mundo, mas consome cerca de ¼ de todos os recursos do planeta. Em alguns casos, como o do petróleo, os norte-americanos consomem mais do dobro do que o segundo colocado nesse ranking consome, que é a China. Alguns apontamentos indicam que, se todos os países mantivessem o mesmo padrão de vida dos EUA, seriam necessários quatro planetas Terra e meio para aguentar tal intensidade de consumo. Afinal, além da cultura consumista, ainda existe a intensiva obsolescência programada ou planejada, em que os equipamentos eletrônicos tornam-se obsoletos (técnica ou psicologicamente) em um período muito rápido, aumentando a demanda por novos produtos e, consequentemente, por mais recursos. E isso sem falar da grande produção de lixo.

Algumas organizações e entidades internacionais afirmam que o planeta produz, atualmente, uma quantidade de alimentos e recursos suficientes para cerca de nove bilhões de pessoas, o que, no entanto, não impede que quase 1 bilhão de habitantes sofram com o problema da fome e da miséria extrema, a maioria concentrada nos países subdesenvolvidos. Portanto, o que se nota não é a escassez de recursos – sobretudo alimentares – frente ao aumento do número de pessoas, mas a má distribuição e a falta de acesso a esses elementos, fruto das relações de desigualdade e pobreza acentuada em várias partes do planeta.


Por Me. Rofolfo Alves Pena

O crescimento da população do planeta causa preocupação quanto à disponibilidade de recursos
O crescimento da população do planeta causa preocupação quanto à disponibilidade de recursos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PENA, Rodolfo F. Alves. "Crescimento demográfico e escassez de recursos naturais"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/crescimento-demografico-escassez-recursos-naturais.htm. Acesso em 19 de setembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola