Topo
pesquisar

O Conflito na Palestina: a Faixa de Gaza

Geografia

A Faixa de Gaza é um dos locais mais afetados pelas disputas históricas envolvendo árabes e judeus
PUBLICIDADE

A região conhecida como Faixa de Gaza corresponde a um fragmento do território destinado à população árabe residente na Palestina, de acordo com a divisão proposta pela ONU na intitulada Partilha da Palestina no ano de 1947. Localizada próximo ao Mar Mediterrâneo e situada entre Egito e Israel, possui um área de apenas 360 km² (pouco maior que a cidade brasileira de Fortaleza) e uma população de 1 milhão e 657 mil habitantes. Por apresentar uma grande população e se tratando de um território tão reduzido, a densidade demográfica de Gaza é a 5ª maior do planeta, com 4.750.71 hab./ km².

Após a 1ª Guerra Árabe-Israelense (1948-1949) o Egito assumiu o controle dessa faixa de terra que deveria estar sob a governança dos árabes palestinos. Gaza serviria aos egípcios como uma espécie de proteção contra as tentativas do então recém-criado Estado de Israel de aumentar suas conquistas territoriais frente ao Egito, que detinha potencial para exercer o domínio geopolítico na região.

Pouco depois, em 1956, o Egito adotou uma proposta de integração do mundo árabe que ficou conhecida como Pan-arabismo, tentando reunir esforços para consolidar um elo político, econômico e cultural entre os países árabes e ao mesmo tempo se defender dos interesses das potências ocidentais e de Israel. O marco desse momento foi quando o presidente egípcio Gabal Abdel Nasser nacionalizou o Canal de Suez, importante ligação entre os mares Vermelho e Mediterrâneo e fundamental para o comércio do petróleo entre o Oriente Médio e o ocidente.

Entretanto, a vitória egípcia foi ofuscada pelas conquistas israelenses que ocorreram em 1967, após a Guerra dos Seis Dias. Ao término do conflito, Israel ampliou suas fronteiras anexando os territórios da Cisjordânia (Jordânia), Colinas de Golã (Síria), Península do Sinai e Faixa de Gaza (Egito). Apesar de Gaza não possuir recursos especiais como solos férteis ou mesmo reservas de recursos naturais estratégicos como petróleo, a sua posse foi fundamental para Israel consolidar suas ambições de dominar uma faixa territorial contínua junto ao Mar Mediterrâneo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

No ano de 1979 foram realizados, nos Estados Unidos, os Acordos de Camp David, reunindo o líder egípcio Anwar Al Sadat e o premiê israelense Menachem Begin. Mediados pelo presidente estadunidense Jimmy Carter, os acordos foram responsáveis por estabelecer pela primeira vez a paz entre Egito e Israel, que manteve a posse da Faixa de Gaza, mas devolveu ao Egito a Península do Sinai. Em troca, o Egito reconheceu a soberania do Estado de Israel, tornando-se o primeiro país árabe a realizar esse feito, o que foi interpretado como atitude contrária aos antigos ideais de autonomia das nações árabes.

A Faixa de Gaza acabou sendo um palco para a demonstração de força do Estado de Israel frente às forças palestinas que buscavam a independência, o que também levou à formação de grupos extremistas que utilizaram o fundamentalismo religioso como forma de obter apoio das massas para a realização de atos terroristas, como por exemplo, o Hamas, que desde a sua fundação em 1987 tem utilizado Gaza como um de seus principais centros de organização, aproveitando também a situação de miséria social para perpetuar seus ideais e recrutar a população jovem e desprovida de perspectivas.

No ano de 1993 ocorreram os Acordos de Oslo, quando o presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, intermediou um diálogo entre o líder palestino Yasser Arafat e o primeiro ministro de Israel, Yitzhak Rabin. Entre as determinações principais, Israel se prontificou a encerrar a ocupação civil e militar sobre a Faixa de Gaza e na Cisjordânia, reconhecendo a autonomia palestina. Os palestinos, por sua vez, se organizariam em torno de uma forma de governo democrática conhecida como ANP – Autoridade Nacional Palestina, abandonando a luta armada e adotando a diplomacia como mecanismo principal para garantir seus interesses.

*Créditos da imagem: ChameleonsEye e Shutterstock.com


Júlio César Lázaro da Silva
Colaborador Brasil Escola
Graduado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista - UNESP
Mestre em Geografia Humana pela Universidade Estadual Paulista - UNESP

Bombardeio na Faixa de Gaza, 2009.*
Bombardeio na Faixa de Gaza, 2009.*

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Júlio César Lázaro da. "O Conflito na Palestina: a Faixa de Gaza"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/o-conflito-na-palestina-faixa-gaza.htm. Acesso em 18 de setembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola