Topo
pesquisar

Prata

Química

A Prata apresenta diversas características e utilizações importantes para o ser humano.
PUBLICIDADE

Um elemento químico nada mais é do que um grupo de átomos que apresentam em seu núcleo o mesmo número de prótons (número atômico). Dessa forma, quando analisamos determinados átomos e percebemos que o número atômico deles é o mesmo, temos a certeza de que se trata de um elemento químico.

Quando estudamos a tabela periódica, vemos que nela estão representados 118 elementos diferentes. Por isso, sabemos que o ser humano conhece a existência de apenas 118 átomos com números diferentes de prótons no interior de seus núcleos.

Cada elemento químico apresenta um grupo de propriedades e aplicações, que, por sua vez, são bastante variadas e importantes. Neste texto vamos dar uma atenção especial para o elemento químico denominado Prata.

A Prata é representada pela sigla “Ag” em razão da origem do seu nome, que vem do latim argentum. Veja como esse elemento é denominado em outras línguas:

  • Espanhol: Plata

  • Inglês: Silver

  • Italiano: Argento

  • Francês: Argent

  • Japonês: Gin

A Prata é um metal extremamente conhecido e utilizado em todo o mundo. A história da sua utilização data de 3000 a.C. Durante muitos e muitos anos, esse elemento, juntamente ao ouro, foi sinônimo de riqueza. Ao ler o Antigo Testamento bíblico, por exemplo, é possível verificar que muitos personagens da Bíblia ficaram conhecidos por terem muito ouro e prata, o que mostra como esse metal tem valor desde muito tempo.

O interessante é que já existiu uma época em que a prata tinha mais valor financeiro que o ouro. Isso aconteceu entre os anos de 1780 a 1580 a.C. A desvalorização da prata só começou a ocorrer quando ela começou a ser encontrada muito mais facilmente que o ouro. Hoje em dia é esse metal é encontrado principalmente na América do Sul, Estados Unidos, Austrália, México e Noruega.

A Prata pode ter três origens: a natural (encontrada na natureza), a industrial e a sintética (produzida em laboratório):

  • Natural: a Prata pode ser encontrada em sua forma pura ou associada a outros materiais. Na natureza, existem mais de 60 minérios diferentes que apresentam prata em sua composição;

  • Industrial: é obtida a partir do processamento de materiais como chumbo, cobre e zinco;

  • Sintética: é obtida a partir de reações químicas com sais que apresentam prata em sua constituição, como o nitrato de prata, que, ao reagir com o cobre, origina um sal e prata metálica pura. Veja a equação que representa o processo:

Cu + 2AgNO3 → Cu(NO3)2 + 2 Ag

Veja a seguir as principais características e utilizações da Prata:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

a) Principais características da prata

É um metal que apresenta cor característica (branco-prata) e um brilho metálico muito intenso. Quando a prata entra em contato com o oxigênio, ocorre uma reação química com formação do óxido de prata, que é um material negro que pode ser retirado facilmente por meio do processo de polimento da peça.

A prata apresenta número atômico igual a 47, ou seja, no interior do núcleo dos átomos de prata encontramos 47 prótons (partículas de carga positiva) e 47 elétrons (partículas de carga negativa) em seus orbitais atômicos. Esse metal está localizado na tabela periódica no chamado grupo 11 ou família IB e tem a seguinte distribuição eletrônica:

1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 3d10 4s2 4p6 4d10 5s1

Além do já exposto, são especificidades da prata:

  • Estado Físico: Sólido (T = 298K ou 25 oC);

  • Densidade: 10,490 (g/cm3);

  • Ponto de fusão: 961,93 oC;

  • Ponto de Ebulição: 2212 oC;

  • Metal de Transição (pertencente a uma família B);

  • É macia;

  • É dúctil (pode formar fios);

  • É maleável (pode formar uma lâmina);

  • Sua estrutura de cristal é cúbica de face centrada (forma como os átomos estão organizados);

  • Dureza: 3,25 mohs (essa grandeza avalia a dureza do material, que é a capacidade de riscar. Assim, a prata é menos dura que o granito (o granito risca a prata), por exemplo.);

  • Quando queimada, produz uma chama de cor lilás;

  • É estável quando exposta ao ar;

  • É boa condutora de eletricidade.

Observações:

  • Quando exposta ao ozônio, a prata perde seu brilho característico;

  • Toxicidade — trata-se de um metal tóxico ao ser humano. Quando uma pessoa está contaminada com prata, ela apresenta uma intoxicação denominada argiria, na qual a prata deposita-se nas membranas mucosas.

b) Principais utilizações da prata

  • Utilizada para a produção de joias em geral e de objetos decorativos (sempre associada com cobre, em maior ou menor quantidade);

  • Fabricação de talheres;

Talheres feitos de Prata
Talheres feitos de Prata

  • Produção de instrumentos musicais;

  • Fabricação de radiadores de automóveis;

  • Fabricação de moedas;

  • Na área odontológica (amálgama para restauração, por exemplo);

  • Formação de ligas para solda;

  • Produção de contatos elétricos;

  • Produção de baterias de alta capacidade;

  • Produção de pinturas utilizadas em circuitos impressos;

  • Produção de explosivos (prata presente em sais inorgânicos);

  • Utilizada em fotografia convencional (prata presente em sais inorgânicos);

  • Utilizada para provocar chuvas (prata presente em sais inorgânicos);

  • Serve como cimento para vidro (prata presente em sais inorgânicos);

  • Utilizada no tratamento de irritações de membranas mucosas da boca e garganta (prata presente em sais inorgânicos);

  • Utilizada como agente anti-irritante das membranas dos olhos, ouvido, nariz e garganta (prata presente em sais inorgânicos).


Por Me. Diogo Lopes Dias

Representação da estrutura de um cristal de prata
Representação da estrutura de um cristal de prata

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DIAS, Diogo Lopes. "Prata"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/prata.htm. Acesso em 16 de dezembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola