Whatsapp

Prata

Química

A Prata apresenta diversas características e utilizações importantes para o ser humano.
PUBLICIDADE

Um elemento químico nada mais é do que um grupo de átomos que apresentam em seu núcleo o mesmo número de prótons (número atômico). Dessa forma, quando analisamos determinados átomos e percebemos que o número atômico deles é o mesmo, temos a certeza de que se trata de um elemento químico.

Quando estudamos a tabela periódica, vemos que nela estão representados 118 elementos diferentes. Por isso, sabemos que o ser humano conhece a existência de apenas 118 átomos com números diferentes de prótons no interior de seus núcleos.

Cada elemento químico apresenta um grupo de propriedades e aplicações, que, por sua vez, são bastante variadas e importantes. Neste texto vamos dar uma atenção especial para o elemento químico denominado Prata.

A Prata é representada pela sigla “Ag” em razão da origem do seu nome, que vem do latim argentum. Veja como esse elemento é denominado em outras línguas:

  • Espanhol: Plata

  • Inglês: Silver

  • Italiano: Argento

  • Francês: Argent

  • Japonês: Gin

A Prata é um metal extremamente conhecido e utilizado em todo o mundo. A história da sua utilização data de 3000 a.C. Durante muitos e muitos anos, esse elemento, juntamente ao ouro, foi sinônimo de riqueza. Ao ler o Antigo Testamento bíblico, por exemplo, é possível verificar que muitos personagens da Bíblia ficaram conhecidos por terem muito ouro e prata, o que mostra como esse metal tem valor desde muito tempo.

O interessante é que já existiu uma época em que a prata tinha mais valor financeiro que o ouro. Isso aconteceu entre os anos de 1780 a 1580 a.C. A desvalorização da prata só começou a ocorrer quando ela começou a ser encontrada muito mais facilmente que o ouro. Hoje em dia é esse metal é encontrado principalmente na América do Sul, Estados Unidos, Austrália, México e Noruega.

A Prata pode ter três origens: a natural (encontrada na natureza), a industrial e a sintética (produzida em laboratório):

  • Natural: a Prata pode ser encontrada em sua forma pura ou associada a outros materiais. Na natureza, existem mais de 60 minérios diferentes que apresentam prata em sua composição;

  • Industrial: é obtida a partir do processamento de materiais como chumbo, cobre e zinco;

  • Sintética: é obtida a partir de reações químicas com sais que apresentam prata em sua constituição, como o nitrato de prata, que, ao reagir com o cobre, origina um sal e prata metálica pura. Veja a equação que representa o processo:

Cu + 2AgNO3 → Cu(NO3)2 + 2 Ag

Veja a seguir as principais características e utilizações da Prata:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

a) Principais características da prata

É um metal que apresenta cor característica (branco-prata) e um brilho metálico muito intenso. Quando a prata entra em contato com o oxigênio, ocorre uma reação química com formação do óxido de prata, que é um material negro que pode ser retirado facilmente por meio do processo de polimento da peça.

A prata apresenta número atômico igual a 47, ou seja, no interior do núcleo dos átomos de prata encontramos 47 prótons (partículas de carga positiva) e 47 elétrons (partículas de carga negativa) em seus orbitais atômicos. Esse metal está localizado na tabela periódica no chamado grupo 11 ou família IB e tem a seguinte distribuição eletrônica:

1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 3d10 4s2 4p6 4d10 5s1

Além do já exposto, são especificidades da prata:

  • Estado Físico: Sólido (T = 298K ou 25 oC);

  • Densidade: 10,490 (g/cm3);

  • Ponto de fusão: 961,93 oC;

  • Ponto de Ebulição: 2212 oC;

  • Metal de Transição (pertencente a uma família B);

  • É macia;

  • É dúctil (pode formar fios);

  • É maleável (pode formar uma lâmina);

  • Sua estrutura de cristal é cúbica de face centrada (forma como os átomos estão organizados);

  • Dureza: 3,25 mohs (essa grandeza avalia a dureza do material, que é a capacidade de riscar. Assim, a prata é menos dura que o granito (o granito risca a prata), por exemplo.);

  • Quando queimada, produz uma chama de cor lilás;

  • É estável quando exposta ao ar;

  • É boa condutora de eletricidade.

Observações:

  • Quando exposta ao ozônio, a prata perde seu brilho característico;

  • Toxicidade — trata-se de um metal tóxico ao ser humano. Quando uma pessoa está contaminada com prata, ela apresenta uma intoxicação denominada argiria, na qual a prata deposita-se nas membranas mucosas.

b) Principais utilizações da prata

  • Utilizada para a produção de joias em geral e de objetos decorativos (sempre associada com cobre, em maior ou menor quantidade);

  • Fabricação de talheres;

Talheres feitos de Prata
Talheres feitos de Prata

  • Produção de instrumentos musicais;

  • Fabricação de radiadores de automóveis;

  • Fabricação de moedas;

  • Na área odontológica (amálgama para restauração, por exemplo);

  • Formação de ligas para solda;

  • Produção de contatos elétricos;

  • Produção de baterias de alta capacidade;

  • Produção de pinturas utilizadas em circuitos impressos;

  • Produção de explosivos (prata presente em sais inorgânicos);

  • Utilizada em fotografia convencional (prata presente em sais inorgânicos);

  • Utilizada para provocar chuvas (prata presente em sais inorgânicos);

  • Serve como cimento para vidro (prata presente em sais inorgânicos);

  • Utilizada no tratamento de irritações de membranas mucosas da boca e garganta (prata presente em sais inorgânicos);

  • Utilizada como agente anti-irritante das membranas dos olhos, ouvido, nariz e garganta (prata presente em sais inorgânicos).


Por Me. Diogo Lopes Dias

Representação da estrutura de um cristal de prata
Representação da estrutura de um cristal de prata

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DIAS, Diogo Lopes. "Prata"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/prata.htm. Acesso em 17 de abril de 2021.

Artigos Relacionados
Visto que tudo no universo é composto por diferentes tipos de elementos químicos, é necessário saber o que eles são. Confira!
Como se classificam os Metais intermediários.
Quais são os metais que recebem essa classificação?
Saiba mais sobre as propriedades químicas do telúrio. Veja também quais são suas aplicações e suas formas de obtenção.