Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Censo demográfico

O censo demográfico é uma importante pesquisa realizada a fim de obter conhecimento acerca da população de um país.

Recenseador do IBGE trabalhando no censo demográfico do Brasil de 2022.
O censo demográfico é uma pesquisa realizada periodicamente com o objetivo de quantificar a população de uma área ou território. [1]
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

O censo demográfico é uma pesquisa realizada periodicamente para a coleta de dados da população de um determinado território. Por meio do censo demográfico se tem conhecimento do tamanho e da distribuição espacial da população, além do perfil e das condições de vida dos habitantes do país ou área onde ocorreu o recenseamento.

O IBGE é o órgão responsável pelo censo demográfico no Brasil desde 1940, realizando a pesquisa a cada dez anos. Em decorrência da recente crise sanitária que afetou o mundo, que foi a pandemia de covid-19, e questões orçamentárias, o censo que seria feito em 2020 foi realizado entre 2022 e 2023.

Leia também: Densidade demográfica — um índice demográfico que calcula o número de habitantes por quilômetro quadrado

Tópicos deste artigo

Resumo sobre censo demográfico

  • Censo demográfico é uma pesquisa realizada periodicamente que tem como objetivo a coleta de dados da população de uma área ou território.

  • Permite dimensionar e mapear a distribuição espacial de uma população, analisar a sua evolução com o passar do tempo, traçar seu perfil e conhecer importantes aspectos socioeconômicos do território onde foi realizado.

  • É importante para a elaboração de políticas públicas, para a distribuição de verbas federais e para a implementação de medidas de desenvolvimento social e econômico.

  • O responsável pela realização do censo demográfico no Brasil é o IBGE.

  • Sua realização se dá por meio da visita a todos os domicílios do país e da aplicação de questionários aos moradores.

  • É realizado no Brasil em intervalos de dez anos.

  • A pandemia de covid-19 e cortes orçamentários atrasaram a coleta de dados para o Censo 2020 do IBGE, que começou a ser feita somente em 2022.  A divulgação dos resultados aconteceu em 2023. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que é censo demográfico?

Censo demográfico é uma pesquisa sobre a população de uma determinada área ou território, podendo abranger bairros, cidades, estados, regiões e países.

Por meio do censo demográfico é possível saber o tamanho da população que vive em uma localidade, a sua distribuição espacial e o perfil dessa população, como a sua estrutura etária, a escolaridade e a composição por sexo e por etnia. Importantes características socioeconômicas são também levantadas por meio dos censos demográficos, como a renda mensal, a composição do núcleo familiar e as condições de vida daquelas pessoas.

O censo demográfico é realizado regularmente, com uma frequência determinada, o que permite analisar como se dá a evolução daquele grupo de indivíduos em um período de tempo. Segundo a definição da Organização das Nações Unidas (ONU), o intervalo ideal para a repetição das pesquisas é de dez em dez anos.

Qual o objetivo do censo demográfico?

O censo demográfico tem como principal objetivo dimensionar a população de uma determinada área ou território, isto é, saber o número exato de pessoas que vivem em uma localidade.

A coleta de informações visa também a traçar o perfil geral da população e conhecer o local onde ela habita e os aspectos socioeconômicos daquele grupamento de pessoas, permitindo assim saber o tamanho da população, como ela se distribui pelo território e as condições nas quais ela vive, considerando tanto a residência particular quanto o seu entorno.

Como é feito o censo demográfico?

A realização do censo demográfico se dá por meio da aplicação de questionários a toda a população do território a ser recenseado. Essa aplicação se dá por meio da ida a campo de profissionais contratados pelos institutos de pesquisa exclusivamente para essa finalidade, como é o caso brasileiro.

O levantamento deve cobrir a integridade da população, e, por essa razão, é uma pesquisa que requer amplo planejamento, recursos financeiros e tempo para a sua execução, que compreende a coleta dos dados e a sua posterior organização, análise e divulgação.

Recenseadora tocando campainha para realizar a coleta de dados do censo demográfico de 2022.
A realização do censo demográfico depende do trabalho de campo dos recenseadores. [2]

O questionário aplicado é composto por perguntas sobre a pessoa que atende aos recenseadores e sobre os demais moradores do domicílio. São feitos também questionamentos a respeito da composição da residência e do acesso aos serviços básicos de infraestrutura, como redes de saneamento básico e coleta de lixo. No caso do censo demográfico brasileiro, esse questionário corresponde ao Questionário Básico, que é formado por 26 perguntas.

Uma parcela dos domicílios brasileiros é selecionada para a aplicação do que o IBGE classifica como Questionário Amostra. Formado por 77 questões, esse segundo tipo de questionário tem como objetivo coletar dados mais detalhados da população, aprofundando-se em temas como as características específicas do domicílio, migração interna e internacional, religião e culto, identificação étnico-racial, entre outros.

Qual a importância do censo demográfico?

O levantamento de informações do censo demográfico permite que seja criado um retrato da população de uma localidade em um determinado momento, que representa um contexto socioeconômico específico. Por meio desses dados é possível verificar como se deu o crescimento e a evolução dessa população, traçar seu perfil e identificar a maneira como ela se distribui pelo território, o que torna o censo demográfico um importante instrumento para os gestores públicos e para a sociedade de modo geral.

As informações do censo demográfico são utilizadas para a liberação de verbas federais para as instâncias estadual e municipal. É mediante o quadro da população fornecido pelo recenseamento que acontece a elaboração de políticas públicas específicas em diferentes áreas, como saúde, educação, mobilidade espacial, habitação e saneamento básico, e direcionadas para grupos selecionados, como crianças, idosos e pessoas com deficiência, por exemplo.

Por meio da utilização dos dados coletados pelo censo demográfico, que revela aspectos como a renda média da população e permite identificar as principais necessidades de uma parcela dos habitantes do país, ocorre a formulação de estratégias de crescimento econômico. Essas mesmas informações são úteis ainda para a atração de investimentos de empresas e agentes privados.|1|

O IBGE destaca ainda a importância do censo demográfico na composição da estrutura governamental do país, tendo em vista que a distribuição populacional e o número de habitantes em cada unidade da federação, estado e município são informações fundamentais para a determinação da quantidade de vereadores, deputados estaduais e deputados federais.

Veja também: Transição demográfica — uma teoria que aborda as diferentes fases pelas quais passa o crescimento populacional

Quem realiza o censo demográfico?

A realização do censo demográfico fica a cargo de órgãos governamentais e institutos de pesquisa associados ao governo dos territórios e países. No Brasil, a pesquisa é de responsabilidade do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Censo demográfico no Brasil

O censo demográfico é realizado no Brasil desde 1872, embora o primeiro dispositivo legal que previa a coleta periódica de dados da população nacional, em intervalos de oito anos, tenha sido criado no ano de 1846.

Antes disso, o levantamento de informações era disperso e feito de maneira indireta e por diferentes agentes da sociedade civil, como artesãos e párocos que mantinham registros em seus estabelecimentos ou ligados à Coroa portuguesa.

Dois anos antes da efetivação do primeiro censo demográfico brasileiro, a Câmara e o Senado aprovaram a Lei 1829 de 9 de setembro de 1870, que determinava a realização do recenseamento da população do Brasil decenalmente, isto é, com uma frequência de dez anos. Dessa maneira, após a realização do Censo Geral do Império, novos levantamentos foram feitos em 1890, 1900 e em 1920. O censo demográfico brasileiro não foi feito nos anos de 1910 e 1930.

A retomada do censo demográfico aconteceu no ano de 1940, quatro anos após a criação do IBGE e no mesmo ano em que o Conselho Nacional de Estatística (CNE) e o Conselho Nacional de Geografia (CNG) foram criados e incorporados ao instituto de pesquisa.

O primeiro recenseamento realizado pelo IBGE foi o quinto da história do Brasil e representou a implementação de melhorias técnicas e metodológicas. Desde então, a pesquisa tem sido realizada a cada dez anos, com exceção do Censo de 1990, que acabou sendo realizado no ano seguinte, e do Censo de 2020, adiado para 2022 devido à pandemia de covid-19.

Censo demográfico 2022

Recenseador do IBGE segurando um dispositivo móvel nos trabalhos do censo demográfico de 2022.
O Censo de 2022 é o mais recente censo demográfico brasileiro, realizado entre 2022 e 2023. [3]

A pandemia de covid-19 ocasionou o adiamento do censo demográfico que seria realizado no Brasil em 2020, exatamente uma década após o último levantamento feito em escala nacional pelo IBGE.

Além disso, novos atrasos e mudanças nos questionários ocorreram após cortes no orçamento brasileiro que foram aprovados em 2021 para a execução no ano de 2022 e que provocaram uma redução significativa na verba destinada à realização do censo demográfico.

Os recenseadores do IBGE foram a campo entre os meses de agosto de 2022 e maio de 2023, e os resultados oficiais foram divulgados pelo instituto no dia 28 de junho de 2023 |2|. Nesse ínterim, vários problemas foram relatados, como a recusa de pessoas a responderem o questionário, dificuldade para acessar comunidades isoladas e um menor número de recenseadores, tendo havido a necessidade de novas contratações durante a realização da coleta de dados.|3|

O IBGE concluiu que a população do Brasil é de 203.062.512 pessoas, quase quatro milhões de pessoas a menos do que estimava o instituto quando iniciou o recenseamento de 2022. Entre 2010 e 2022, houve um crescimento de 6,5% na população brasileira. Isso significa que o país cresceu 0,52% ao ano nesse intervalo de tempo, que foi o menor crescimento já registrado desde o início da realização do censo demográfico, de acordo com o IBGE.

Conforme o Censo de 2022, a distribuição da população brasileira por Grande Região é feita da seguinte maneira:

  • Região Norte: 17.349.619 habitantes (8,54% da população brasileira);

  • Região Nordeste: 54.644.582 habitantes (26,91% da população brasileira);

  • Região Centro-Oeste: 16.287.809 habitantes (8,02% da população brasileira);

  • Região Sudeste: 84.847.187 habitantes (41,78% da população brasileira);

  • Região Sul: 29.933.315 habitantes (14,74% da população brasileira).

Notas

|1| CAETANO, João Eduardo. Censo 2022 é essencial para o investimento privado no Brasil. Poder 360, 09 out. 2022. Disponível aqui.

|2| CABRAL, Umberlândia. De 2010 a 2022, população brasileira cresce 6,5% e chega a 203,1 milhões. Agência de Notícias IBGE, 28 jun. 2023. Disponível aqui.

|3| SILVEIRA, Daniel. Censo 2022: faltando recensear ao menos 20% da população, IBGE admite que vai atrasar conclusão da pesquisa. G1, 06 dez. 2022. Disponível aqui.

Créditos de imagem

[1] rafapress / Shutterstock

[2] Alf Ribeiro / Shutterstock

[3] xm4thx / Shutterstock

Fontes

IBGE. Censo Demográfico 2022. Disponível em: https://censo2022.ibge.gov.br/.

IBGE. Censo Demográfico. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/saude/22827-censo-demografico-2022.html.

IBGE. História dos Censos. Disponível em: https://memoria.ibge.gov.br/historia-do-ibge/historico-dos-censos/panorama-introdutorio.html.

MÁXIMO, Wellton. Orçamento de 2022 prevê R$ 2 bilhões para Censo Demográfico. Agência Brasil. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2021-08/orcamento-de-2022-preve-r-2-bilhoes-para-censo-demografico.

OLIVEIRA, L.A.P; SIMÕES, C.C.S. O IBGE e as pesquisas populacionais. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbepop/a/VCdB6mfFsmm5Wjd4LmydTrD/?format=pdf&lang=pt.

UN. ARTIGO: Realizar o Censo é garantir que ninguém fique para trás. Nações Unidas Brasil. Disponível em: https://brasil.un.org/pt-br/126901-artigo-realizar-o-censo-e-garantir-que-ninguem-fique-para-tras.

UNFPA. Census. Disponível em: https://www.unfpa.org/census.

 

Por Paloma Guitarrara
Professor de Geografia

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Censo demográfico"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/sociologia/censo-contagem-populacao.htm. Acesso em 21 de maio de 2024.

De estudante para estudante