Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Geologia

A Geologia é uma ciência da natureza que tem como objetivo o estudo da origem, evolução e composição do planeta Terra, sendo uma das mais abrangentes áreas do conhecimento.

Ferramentas de trabalho de um geólogo, o profissional da área da Geologia, sobre uma mesa.
A Geologia estuda a composição e a evolução das estruturas internas e da superfície do planeta Terra.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Geologia é uma ciência da natureza que estuda a origem, a composição, a estrutura e a evolução do planeta Terra. As diferentes áreas de estudo que compõem essa importante área do conhecimento se ocupam desde a formação e composição dos minerais que constituem as rochas até as dinâmicas internas e externas que condicionaram transformações no planeta Terra, da sua formação ao atual estágio, investigando ainda as diferentes formas de vida que aqui viveram no decorrer do tempo geológico.

Leia também: Arqueologia — a área científica que estuda o passado por meio de registros e evidências antigas

Tópicos deste artigo

Resumo sobre Geologia

  • A Geologia é uma ciência da natureza que se dedica ao estudo da superfície e da estrutura interna da Terra, abrangendo os materiais que a integram e os diferentes processos e dinâmicas evolutivas do nosso planeta.

  • Divide-se em diferentes áreas de estudo que se dedicam a temas específicos, como Geofísica, Geoquímica, Geologia Ambiental, Hidrogeologia, Mineralogia e outras.

  • As faculdades de Geologia formam os bacharéis nessa área do conhecimento, chamados de geólogos.

  • No Brasil, existem 32 cursos de Geologia e Engenharia Geológica, ofertados tanto por instituições públicas, federais e estaduais, quanto privadas.

  • O geólogo pode atuar em diversas áreas, que vão desde a mineração e a petroquímica até a pesquisa acadêmica. Órgãos e empresas estatais e muitas agências reguladoras também absorvem esses profissionais.

  • O profissional da Geologia deve ser registrado no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que é a Geologia?

A Geologia é uma ciência da natureza que se dedica ao estudo e compreensão da superfície e da estrutura interna do planeta Terra, abrangendo a composição e todas as dinâmicas e os processos que condicionam a sua formação e transformação ao longo do tempo geológico. A própria palavra “geologia” expressa o objeto de estudo dessa importante área do conhecimento. O termo é derivado do grego e significa “estudo da Terra” (geo = Terra; logos = ciência, estudo).

O que a Geologia estuda?

O principal objeto de estudo da Geologia é a estrutura do planeta Terra, o que faz com que ela seja uma ciência muito abrangente. Essa área do conhecimento se ocupa desde a composição mineralógica das rochas que constituem a litosfera terrestre até os processos evolutivos que condicionaram a atual configuração do nosso planeta.

É possível dizer que a Geologia estuda a história de formação e evolução da Terra por meio das estruturas rochosas da superfície, chamadas de estruturas geológicas, e dos diferentes tipos de registros biológicos que são encontrados nessas formações e que auxiliam a demarcar a passagem do tempo geológico e a compreender as condições climáticas pretéritas (paleoclima) que atuaram como fatores exógenos na sua constituição. Esses registros biológicos são conhecidos como fósseis.

Os processos endógenos e exógenos que condicionam a transformação do planeta Terra são também objetos de estudo da Geologia. Como exemplos desses processos podemos citar:

  • sismos e os movimentos das placas tectônicas, bem como suas consequências na superfície, como falhamentos e fraturas nas rochas;

  • atividade vulcânica;

  • deslizamentos de terra.

Os fatores que condicionam a formação dos depósitos minerais, das reservas de petróleo e a viabilidade prática e econômica de tais recursos estão presentes nos estudos da Geologia.

As propriedades dos materiais de que as rochas, os solos e outras estruturas terrestres são compostos, como minerais, cristais e seus respectivos elementos químicos, constituem, igualmente, objetos de estudo da Geologia. É importante destacar ainda que essa área do conhecimento aborda questões relacionadas ao substrato oceânico e às águas subterrâneas, o que demonstra a amplitude da ciência geológica.

Quais são as áreas de estudo da Geologia?

Ferramentas utilizadas pelos profissionais da área da Geologia sobre um mapa disposto em uma mesa.
A Geologia está subdividida em diversas áreas de estudo, que contemplam desde o relevo da superfície até os fenômenos do interior da Terra.

A Geologia está dividida em diversas áreas de estudo que compreendem temas e abordagens específicas, sendo tanto disciplinas nos cursos superiores quanto em áreas de especialização profissional. Veja as principais:

  • Geofísica: estudo das propriedades físicas do planeta Terra e dos respectivos materiais e elementos que a constituem. Dentre essas propriedades estão a radioatividade, magnetismo, calor interno e propagação de ondas, por exemplo.

  • Geoquímica: estudo da composição química dos diferentes materiais que formam a Terra, o que é feito por meio da coleta de material em campo e análise laboratorial.

  • Geomorfologia: estudo das formas da superfície terrestre e dos processos e agentes modeladores do relevo.

  • Geotécnica: associada ao trabalho de engenharia e construção civil mediante a aplicação dos conhecimentos dos demais campos na Geologia para a análise da viabilidade dos terrenos para a execução de obras e projetos. É chamada também de Geologia de Engenharia.

  • Geologia Ambiental: preocupa-se em solucionar problemas ambientais decorrentes da ação antrópica.

    • Geologia Urbana: é um dos ramos da Geologia Ambiental. É voltada para a aplicação dos conhecimentos das demais áreas da Geologia na solução de problemas decorrentes do crescimento das cidades.

  • Geologia Econômica: estudo das jazidas minerais — englobando sua composição, formação e evolução —, da legislação associada à sua exploração enquanto recurso mineral e seu potencial econômico.

  • Geologia Estrutural: estudo da estrutura das rochas e identificação de problemas ou distorções como dobras e falhas.

  • Geologia Marinha: estudo do assoalho oceânico e das estruturas geológicas presentes no fundo dos oceanos, bem como das variações do nível do mar.

  • Hidrogeologia: estudo das águas subterrâneas, o que compreende desde a análise da existência de reservas e aquíferos até a avaliação da qualidade dessas águas, viabilidade de uso e de construção de estruturas para a sua extração.

  • Mineralogia: estudo das propriedades químicas e físicas dos minerais.

  • Paleontologia: estudo dos fósseis e dos animais e plantas pré-históricos.

  • Petrologia: estudo das rochas em sua origem, formação, estrutura, propriedades físicas e químicas e desenvolvimento.

  • Sedimentologia: estudo da formação e estrutura dos depósitos sedimentares.

  • Sismologia: estudo das ondas sísmicas (origem, como se propagam) e dos movimentos das placas tectônicas.

Veja também: Geografia urbana — a área da geografia humana que analisa as cidades e o espaço urbano

Termos importantes da Geologia

A Geologia, como outras áreas do conhecimento, trabalha com diversos conceitos. Muitos deles aparecem com mais frequência em textos e materiais didáticos, por isso é importante compreendê-los.

  • Rocha: material sólido formado por um conjunto de minerais consolidados.

  • Mineral: estrutura homogênea, sólida, composta por um ou mais elementos químicos. Surgem por meio de processos inorgânicos que acontecem na natureza.

  • Solo: camada de material inconsolidado que recobre a litosfera.

  • Litosfera: camada mais externa do planeta Terra, chamada também de crosta. Composta por rochas e minerais.

  • Fóssil: restos de formas de vida pretéritas, animal ou vegetal, que foram preservadas em material rochoso.

  • Tempo geológico: escala de tempo utilizada na Geologia para analisar a história e o processo evolutivo do nosso planeta. Tem início com a formação da Terra, há 4,6 bilhões de anos.

  • Era geológica: uma subdivisão da escala de tempo geológico.

  • Depósito sedimentar: áreas rebaixadas onde os sedimentos provenientes de processos intempéricos físicos são depositados na etapa final da erosão.

  • Jazida mineral: depósitos naturais de minerais que podem conter valor econômico.

  • Estrutura geológica: estruturas rochosas da litosfera sobre as quais o relevo da superfície é esculpido, sendo elas os escudos cristalinos, as bacias sedimentares e os dobramentos modernos.

  • Vertente: encosta de um morro, serra ou montanha.

  • Assoalho oceânico: parte da litosfera que constitui o fundo rochoso dos mares e oceanos.

  • Placa tectônica: grandes blocos rochosos em que se divide a litosfera.

  • Sismo: terremoto, tremor de terra.

  • Falha geológica: rupturas ou cisões que acontecem em blocos de rochas.

  • Dobramento: deformações nas rochas provocadas pela ação de forças endógenas.

  • Metamorfismo: processo de transformação das rochas que afeta a sua estrutura física sob condições específicas de pressão e temperatura.

  • Intemperismo: desagregação física e/ou decomposição química ou biológica das rochas.

Por que a Geologia é importante?

A Geologia é importante porque por meio dela podemos conhecer em detalhes o nosso planeta. É mediante os estudos das diferentes áreas dessa ciência que tomamos conhecimento de como aconteceu a evolução da Terra até o estágio atual, tomando nota dos fenômenos pretéritos que influenciaram na sua configuração e também das diferentes formas de vida que viveram no planeta ao longo do tempo geológico.

A ciência geológica nos permite ainda conhecer a composição química e física da superfície terrestre, informações essas que possuem grande valor prático e econômico quando pensamos na análise das jazidas minerais e reservas petrolíferas e ainda na avaliação de áreas destinadas a projetos de infraestrutura. A importância da Geologia está aliada também à necessidade de preservação do meio ambiente e recuperação de áreas devastadas mediante a análise e compreensão dos fenômenos responsáveis pela sua degradação.

Faculdade de Geologia

Geólogo, o profissional da área de Geologia, analisando as rochas de um determinado lugar.
As faculdades de Geologia formam profissionais capacitados para o trabalho em campo e acadêmico.

A faculdade de Geologia é responsável pela formação e capacitação dos bacharéis nessa área do conhecimento, que recebem o título de geólogos.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Geologia (SBGEO), existem hoje no Brasil 32 cursos de formação em Geologia e Engenharia Geológica entre universidades públicas (federais e estaduais) e privadas.

Esses cursos são ofertados em 18 estados brasileiros de todas as regiões do país, com destaque para a alta concentração em Minas Gerais e no Rio Grande do Sul.

Entre as universidades com cursos mais antigos de Geologia do Brasil, ofertados desde 1957, estão:

  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE);

  • Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop);

  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);

  • Universidade de São Paulo (USP);

  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Qual é a atuação do geólogo?

Há uma grande diversidade de campos de atuação em que o geólogo pode se inserir, tanto na iniciativa privada, em empresas e instituições de ensino, quanto nos órgãos estatais, agências reguladoras, empresas e unidades de ensino administradas pelo poder público.

Veja algumas das áreas em que o geólogo pode atuar:

  • empresas petrolíferas e de mineração;

  • empresas e organismos ligados à área ambiental;

  • hidrelétricas e empresas ou órgãos que realizam a gestão de recursos hídricos;

  • engenharia civil, em equipes de realização de obras e projetos de infraestrutura;

  • órgãos públicos, empresas e agências reguladoras ligadas ao Estado brasileiro, a exemplo do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Agência Nacional do Petróleo (ANP), Agência Nacional de Águas (ANA) e outras;

  • no meio acadêmico, tanto na pesquisa quanto atuando em sala de aula.

Para atuar, no entanto, é preciso saber que o geólogo precisa ser registrado no Conselho Regional de Arquitetura e Agronomia (Crea), estando assim apto a exercer sua profissão, emitir pareceres técnicos, elaborar estudos de viabilidade e impactos ambientais, entre outras atribuições.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Geologia"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/geologia.htm. Acesso em 28 de fevereiro de 2024.

PUBLICIDADE