Crátons

Geografia

PUBLICIDADE

Os crátons são estruturas geológicas da Terra formadas há centenas de milhares de anos e presentes em áreas de estabilidade tectônica. Essas estruturas possuem duas classificações, conhecidas como escudos cristalinos e bacias sedimentares. Eles se formam por meio de dois processos: sedimentação e erosão rochosa. No Brasil, encontram-se ambas as estruturas, por se tratar de uma estrutura geológica sem atividades vulcânicas, ou seja, com estabilidade tectônica.

Leia também: Diferença entre intemperismo e erosão

O que são crátons?

Os crátons são estruturas geológicas antigas, ou seja, são formações terrestres formadas há centenas de milhares de anos. Formaram-se na Era Pré-Cambriana, no Proterozoico e Arqueozoico. Em geral, essas estruturas terrestres são bastante estáveis, sem atividades geológicas fortes ou intensas, ou seja, sem ocorrência de atividades sísmicas – terremotos –, além de apresentarem rochas ígneas/magmáticas e metamórficas.

Eles são formados por dois tipos de estruturas geológicas: escudos cristalinos (maciços antigos) e as bacias sedimentares (plataformas continentais). Essas superfícies apresentam riqueza geológica muito grande, pois há a presença de minerais metálicos, como:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os escudos cristalinos ou maciços antigos são estruturas internas formadas por rochas cristalinas – ígneas e metamórficas. Dessa forma, pode ocorrer no relevo o afloramento da rocha, ou seja, essas rochas podem ficar expostas a olho nu na natureza. Os escudos cristalinos caracterizam as áreas de planaltos.

Afloramento de rocha em escudo cristalino – Ucrânia.
Afloramento de rocha em escudo cristalino – Ucrânia.

Já as bacias sedimentares ou plataformas continentais são formações rochosas mais recentes, do Paleozoico, compostas por rochas sedimentares, que, por sua vez, são constituídas a partir da deposição de sedimentos. Essas rochas apresentam-se de maneira geral em camadas e são formadas por regiões de depressões relativas.

Rochas sedimentares em bacia sedimentar – Estados Unidos.
Rochas sedimentares em bacia sedimentar – Estados Unidos.

Formação dos crátons

A formação dos crátons também varia de acordo com a estrutura geológica. De maneira geral, uma está ligada aos processos erosivos, formada a partir da erosão de outras rochas, e a outra ocorre pela deposição de materiais ou sedimentos. Sendo assim, percebe-se que nos crátons há maior predomínio de ação de agentes erosivos externos, ou exógenos, como água e o vento, pois esses agentes contribuem para o processo erosivo.

Os escudos cristalinos são formados a partir da erosão de rochas magmáticas ou ígneas, em sua grande maioria. São também constituídos pela solidificação do magma terrestre, decorrente de áreas onde ocorre atividade vulcânica.

Já as bacias sedimentares são estruturas que se formam a partir do acúmulo ou deposição de sedimentos. Esses sedimentos são originários de áreas montanhosas antigas que se desgastaram, foram erodidas e depositadas nas áreas de ocorrência dos crátons.

Veja também: O que é tempo histórico e tempo geológico?

Crátons no Brasil

No Brasil, a estrutura geológica divide-se em duas classes, como já vimos. São elas os escudos cristalinos e as bacias sedimentares.

Os escudos cristalinos são formações geológicas bastante antigas e abrangem um total de aproximadamente 36% do território do Brasil. Por serem bastante antigas, formaram-se no período geológico Pré-Cambriano, ou seja, há mais de 4 a 2,5 bilhões de anos. Foi nesse período também que se formaram os minerais não metálicos, como o granito e ardósia. Em seguida, formaram-se alguns minerais metálicos.

Os minerais metálicos são utilizados em nosso dia a dia como matéria-prima para diversos produtos, sendo também comercializados. São eles:

No caso das bacias sedimentares, elas ocupam cerca de 64% do território brasileiro e foram formadas no Paleozoico, ou seja, há de cerca de 570 a 290 milhões de anos. Como foram formadas por deposição de sedimentos, é comum nessas áreas a presença de materiais formados a partir da matéria orgânica, portanto se encontram nas bacias sedimentares o petróleo, carvão mineral e gás natural. Esses produtos também são extraídos para uso no dia a dia e como matéria-prima para vários produtos.

Acesse também: Agentes endógenos de transformação do relevo: o que são?

Exercícios resolvidos

Questão 1 - (Uespi) Observe a estrutura geológica esboçada a seguir.

Nesse esboço, a seta está indicando a seguinte estrutura:

A) bacia sedimentar.

B) dobra assimétrica.

C) fiorde.

D) falha geológica.

E) domo.

Resolução

Alternativa A. De modo geral, as bacias sedimentares caracterizam as áreas de depressão. O bloco-diagrama (imagem) denota uma formação geológica ligada a essa forma do relevo.

Questão 2 - (UEL) A estrutura geológica do Brasil é composta por:

I. escudos cristalinos, muito antigos, de rochas rígidas e resistentes que originaram planaltos e algumas depressões, compondo 1/3 do território nacional.

II. bacias sedimentares compostas de rochas sedimentares que originaram as planícies, planaltos sedimentares ou depressões, ocupando cerca de 64% do total do país.

III. dobramentos modernos que originaram planaltos e relevos montanhosos, formados no Terciário, ocupando cerca de 30% do território nacional.

IV. escudos cristalinos recentes, pouco desgastados por processos erosivos, que deram origem às formas de relevo nas quais predominam os planaltos montanhosos distribuídos por quase todo o território nacional.

Assinale a alternativa correta.

A) Somente as afirmativas I e II são corretas.

B) Somente as afirmativas I e IV são corretas.

C) Somente as afirmativas III e IV são corretas.

D) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.

E) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

Resolução

Alternativa A. Tanto os escudos cristalinos quanto as bacias sedimentares são estruturas antigas, ligadas à erosão e à formação da estrutura de relevo brasileira: planaltos, planícies e depressões.

 

Por Gustavo Henrique Mendonça
Professor de Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

MENDONçA, Gustavo Henrique. "Crátons"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/cratons.htm. Acesso em 27 de novembro de 2020.

Lista de Exercícios
Questão 1

A respeito dos crátons (estrutura geológica), avalie as proposições a seguir:

1) A formação dos crátons é muito antiga, remonta à era Pré-cambriana e ocorreu há bilhões de anos durante os períodos Proterozoico e Arqueozoico.

2) Os crátons são encontrados em áreas de grande instabilidade tectônica, ou seja, em locais propensos a abalos sísmicos e vulcanismo.

3) As estruturas cratônicas são rígidas, e as rochas que as compõem são sedimentares, em sua maioria.

4) As estruturas geológicas mais antigas, como os crátons, são ricas em minerais de alto valor econômico, como o petróleo e o gás natural.

Estão corretas as afirmativas:

a) Somente a afirmativa 1 é verdadeira.

b) Somente a afirmativa 2 é verdadeira.

c) Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras.

e) As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.

Questão 2

Os crátons são classificados em dois tipos de estruturas:

a) zonas endógenas de tensão e bacias sedimentares.

b) dobramentos recentes e zona de instabilidade tectônica.

c) plataforma continental e escudos cristalinos.

d) maciços antigos e zonas de subducção.

e) bacias sedimentares e dobramentos recentes

Mais Questões
Área de mineração na Serra dos Carajás, nesse local é extraído minério de ferro formado em escudos cristalinos.
Geografia do Brasil Estrutura Geológica do Brasil
Uma jazida de minérios
Geografia Tipos de Rochas
Geografia do Brasil Relevo brasileiro
Geografia Erosão
As erosões, quando intensificadas, tornam-se problemas estruturais
Geografia Tipos de erosão
Planície do Pampa, localizada no sul do Brasil
Geografia Planícies
Chapada dos Guimarães, localizada no Mato Grosso, Planalto Central.
Geografia Planaltos