Topo
pesquisar

Tipos de erosão

Geografia

Os tipos de erosão podem ser definidos com base em seus agentes formadores e nos processos de constituição e desgaste dos solos.
As erosões, quando intensificadas, tornam-se problemas estruturais
As erosões, quando intensificadas, tornam-se problemas estruturais
PUBLICIDADE

A erosão, como sabemos, consiste no processo de desgaste, transporte e sedimentação das rochas e, principalmente, dos solos. Ela pode ocorrer por processos naturais, que costumam ser mais lentos e de menor impacto, e por processos antrópicos, o que caracteriza as erosões aceleradas. Se observamos a imagem acima, podemos notar que, em casos extremos, a atuação desse fenômeno pode gerar grandes catástrofes tanto no meio urbano quanto no meio rural.

Em termos de classificação, há vários tipos de erosão, que podem ser elencadas conforme o tipo de agente erosivo atuante, como a água, os ventos e os seres vivos.

Mapa Mental: Tipos de Erosão

Mapa Mental: Tipos de Erosão

*Para baixar o mapa mental em PDF, clique aqui!

1. Erosão pluvial: é o tipo de erosão causado pela ação da água das chuvas. Em geral, qualquer desgaste do solo ocasionado pelas precipitações pode ser classificado como erosão pluvial, mas nas áreas onde o terreno é menos protegido pela vegetação e outros elementos, os efeitos da ação da água podem ser mais intensamente sentidos.

As erosões pluviais podem apresentar-se de diferentes formas, como poderemos ver a seguir:

1.1. Erosão em splash: é o efeito gerado pelo impacto das gotas de chuva sobre o solo. Aparentemente simples, esse processo pode ocasionar problemas maiores caso se intensifique pela total ou parcial desagregação das partículas do solo e das rochas.


Esquema da ocorrência de erosão em splash, com o impacto da água sobre o solo

1.2. Erosão laminar: é quando o escoamento superficial das águas das chuvas “lava” o solo, ou seja, retira a sua cobertura superficial, desgastando-o.

1.3. Erosão em sulcos: ocorre quando o escoamento da água sobre os solos intensifica o seu desgaste a ponto de formar pequenas “linhas” ou cortes no terrenos. Geralmente, esse é o princípio para a formação de erosões mais graves em áreas de declividade.


Formação de erosão em sulcos

1.4. Ravinas: é quando a água das chuvas, com o tempo, vai abrindo cavidades maiores ao longo da declividade do terreno.


Exemplo da formação de ravinas no relevo

2. Erosão Fluvial: é o desgaste provocado pelo leito dos rios tanto quando eles se excedem e avançam sobre as margens quanto quando a vegetação ciliar é removida e desprotege o relevo ao redor dos cursos d´água, conforme ilustra a figura a seguir:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Leito do rio com graves problemas de erosão fluvial

3. Voçoroca: pode ser resultante da combinação de vários tipos de erosão, formando grandes crateras que costumam atingir o lençol freático ou estruturas internas dos solos.


Vista aérea de uma voçoroca, na porção superior da imagem*

4. Erosão Marinha: ocorre quando as rochas ou o solo litorâneo são desgastados pela água das ondas do mar. É um processo natural e que se transforma em problema quando habitações ou estradas são construídas em áreas ocasionalmente ocupadas pelas ondas.


Erosão marinha atuando sobre uma área de pavimentação asfáltica

5. Erosão eólica: como o próprio nome indica, é o tipo de erosão causado pela ação dos ventos, que vão lentamente esculpindo as rochas e transportando as partículas dos solos.


Exemplo de rochas e formas de relevo modeladas pelos ventos

6. Erosão glacial: é o tipo de erosão causado pela ação do gelo, tanto da neve quanto das geleiras. Geralmente ocorre porque as variações de temperatura congelam e descongelam a água, que se dilata e se comprime, afetando as rochas e os solos. Outras formas de movimentação do gelo, como as avalanches, também atuam nesse processo.

7. Erosão por gravidade: ocorre em áreas montanhosas de acentuada declividade. Em alguns casos, quando o relevo é muito inclinado, pode ocorrer a movimentação de massas de terra, fenômeno que pode ser intensificado pela saturação dos solos pela água das chuvas.


Ação da erosão por gravidade

8. Erosão geológica: é também conhecida como erosão natural ou que não sofreu a interferência humana. Atua modelando as paisagens, com uma combinação de vários outros tipos de ações erosivas. Um exemplo é a modelagem de um vale ou de um canyon pelas águas e pelos ventos.


Grand Canyon, paisagem modelada pela ação dos agentes erosivos ao longo do tempo

______________________
* Créditos da imagem: René Boulet / Embrapa

 

Por Rodolfo Alves Pena
Mestre em Geografia

*Mapa Mental por Rafaela Sousa
Graduada em Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PENA, Rodolfo F. Alves. "Tipos de erosão"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/geografia/tipos-erosao.htm>. Acesso em 20 de janeiro de 2019.

Lista de Exercícios
Questão 1

Não me iludo
Tudo permanecerá do jeito

Que tem sido
Transcorrendo, transformando
Tempo e espaço navegando todos os sentidos

Pães de Açúcar, Corcovados
Fustigados pela chuva e pelo eterno vento
Água mole, pedra dura
Tanto bate que não restará nem pensamento”

(Tempo Rei – Gilberto Gil).

No trecho da música acima, Gilberto Gil expõe de maneira poética o conceito de intemperismo e fala sobre as transformações que o tempo atmosférico ocasiona na paisagem.

Quando o autor afirma que formações rochosas, como o Pão de Açúcar e o Monte Corcovado, são “Fustigados (…) pelo eterno vento”, a que tipo de erosão ele faz referência?

a) fluvial

b) voçoroca

c) eólica

d) laminar

e) glacial

Questão 2

Veja a imagem a seguir:

O tipo de erosão ilustrado na imagem ocorre especialmente em áreas montanhosas, que possuem acentuada declividade. A que tipo de erosão refere-se a imagem?

a) laminar

b) por gravidade

c) marinha

d) glacial

e) em splash

Mais Questões
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola