Whatsapp

Diferença entre intemperismo e erosão

Geografia

A diferença entre intemperismo e erosão nem sempre é muito clara, pois trata-se de processos interligados e, em alguns casos, complementares entre si.
PUBLICIDADE

Durante os estudos sobre a dinâmica do relevo terrestre, aprendemos que a camada superficial da Terra está continuamente passando por transformações, causadas por alguns elementos, como os ventos e a água, que são chamados de agentes exógenos do relevo. Assim, aprendemos que esses elementos atuam em processos de intemperismo e erosão sobre as formações rochosas e os solos que compõem a morfologia terrestre.

Mas, afinal, qual é a diferença entre intemperismo e erosão?

Embora muitas pessoas acreditem que se trate de procedimentos iguais ou sinônimos, intemperismo e erosão são conceitos diferentes. O emprego de um conceito no lugar do outro pode gerar terríveis enganos, de modo que ambos não podem ser confundidos. Confira as diferenças:

O conceito de intemperismo – também chamado de meteorização – refere-se ao conjunto de processos químicos, físicos e biológicos responsável pela desagregação (quebra) ou decomposição das rochas. É por intermédio do intemperismo que se formam os sedimentos (partículas de rochas) e também os solos, que são exatamente constituídos de rochas decompostas e desagregadas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Já o conceito de erosão, por outro lado, designa o conjunto de etapas que reúne o desgaste, o transporte e a deposição de material sedimentar, ou seja, de partículas de rochas e de solos.

Em resumo, podemos dizer que a erosão é o processo de transporte das partículas de rochas decompostas ou desagregadas pelo intemperismo. Trata-se de ocorrências, portanto, interligadas e que atuam juntas na dinâmica de transformação do relevo.

Tanto o intemperismo quanto a erosão são participantes iniciais da formação de rochas sedimentares, uma vez que os sedimentos gerados pelo intemperismo e transportados pela erosão, após passarem por uma série de transformações, tornam-se rochas sedimentares e bacias sedimentares.


Por Me. Rodolfo Alves Pena

O intemperismo e a erosão atuam na transformação do relevo e formam novas paisagens
O intemperismo e a erosão atuam na transformação do relevo e formam novas paisagens

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PENA, Rodolfo F. Alves. "Diferença entre intemperismo e erosão"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/diferenca-entre-intemperismo-erosao.htm. Acesso em 07 de março de 2021.

Lista de Exercícios
Questão 1

“(…) Consiste na deposição de material sob a forma sólida em condições físico-químicas normais. O material depositado pode ser de origem inorgânica (proveniente do intemperismo e erosão de rochas preexistentes) ou orgânica, por via de processos biológicos”.

PEIXOTO, A. M., et. al.(coord.). Enciclopédia Agrícola Brasileira. vol. 6. São Paulo: EdUSP; Fapesp, 2006. p.91.

O processo acima descrito, resultante da deposição do material gerado pelo intemperismo e pela erosão das rochas, é chamado de:

a) corrosão

b) sedimentação

c) assoreamento

d) laterização

e) deslizamento

Questão 2

“Muitos já devem ter ouvido ou lido que os solos da região amazônica são quimicamente pobres. Certamente, essa informação foi recebida com certo ceticismo, afinal, como uma vegetação tão exuberante como a da floresta amazônica pode manter-se sobre um solo pouco fértil? Bem, apesar de estranho, a informação é verdadeira. Os solos desenvolvem-se a partir da destruição (intemperismo) das rochas, que chamamos de material de origem. Esse intemperismo é causado pela água (chuvas), que, em geral, é levemente ácida em virtude da reação da água com o CO2 da atmosfera, formando ácido carbônico (H2O + CO2 = H2CO3)”.

GUEDES, I. M. R. “Solo pobre, mata exuberante, agricultura insustentável”. Geófagos. Disponível em: <http://scienceblogs.com.br/geofagos>. Acesso em: 28 ago. 2015. [adaptado]

De acordo com as classificações mais usuais acerca da transformação de relevo, o processo acima exposto pode ser tipificado como:

a) intemperismo biológico, pois as raízes das plantas provocam fraturas no relevo.

b) intemperismo físico, com a dissolução mecânica do material rochoso.

c) intemperismo químico, com a decomposição dos protólitos que originam o solo.

d) intemperismo climático, causado pela presença de agentes meteorológicos.

e) intemperismo de impacto, por ser uma consequência da ação antrópica.

Mais Questões
Artigos Relacionados
Saiba quais são os principais agentes exógenos do relevo e como eles atuam no processo de transformação dos solos e das rochas.
Conheça os vários fatores que controlam o intemperismo e entenda por que esse processo atua mais em algumas áreas do que em outras.
Entenda o que é uma erosão e suas causas, bem como as consequências desse processo e como evitá-lo. Aprenda também quais são os tipos de erosão que existem.
Entenda como são formados os cânions. Conheça os principais cânions do mundo e do Brasil. Aprenda as características dos cânions.
Confira aqui algumas formas de proteção do solo contra erosão!
O Grand Canyon (EUA) é um exemplo claro de como a água pode agir como modelador de relevo. Clique e entenda!
O tectonismo, abalos sísmicos, chuvas e ventos são alguns dos agentes formadores do relevo.
Saiba o que é intemperismo e os fatores que contribuem para esse processo, além de conhecer os tipos de intemperismo que ocorrem nas rochas.
Compreenda o que são as bacias sedimentares, como elas se formam e qual a importância delas para as atividades científicas e econômicas.
Confira os principais tipos de erosão e compreenda melhor esse fenômeno de desgaste e transformação do relevo.