Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Amapá

Geografia do Brasil

PUBLICIDADE

O Amapá é um dos estados da região Norte do Brasil, localizado em dois hemisférios: Norte e Sul. O estado faz fronteira com:

Leia também: Região Sul – a menor região brasileira, contando com apenas três estados

História do Amapá

As primeiras incursões de colonização no território amapaense deram-se em 1499, quando o primeiro europeu, Vicente Yáñez Pinzón, navegou pelos rios da bacia Amazônica. Na época, Pinzón conseguiu navegar até o atual rio Oiapoque, que, na época, foi batizado com o nome do europeu.

No entanto, o território do Amapá já estava ocupado por nativos de várias etnias: palikur, maracá-cunani e tucuju são alguns exemplos.

Na época em que Pinzón explorou por aquelas terras, elas pertenciam à Espanha, graças ao Tratado de Tordesilhas, assinado entre esse país e Portugal pela posse das futuras terras americanas. No século XVIII, com a assinatura de uma série de tratados entre os dois países, como o Tratado de Madri (1750), a ocupação portuguesa na região de fato iniciou-se.

Algumas vilas e cidades foram fundadas a fim de povoar e desenvolver a região, como a Vila de São José de Macapá (1758) e a Vila de Nova Mazagão (1770). Essas duas vilas transformaram-se em grandes cidades ao longo dos anos. No século XIX, Macapá e Mazagão, com suas respectivas populações, participaram de uma revolta ocorrida no Período Regencial, a Cabanagem, entre 1835 e 1840.

Anos mais tarde, na década de 1850, o atual território do Amapá tornou-se alvo de disputa política entre a França e o governo brasileiro. Tal disputa já vinha de anos anteriores, mas acirrou-se mesmo na segunda metade do século XIX.

Esse conflito político só foi encerrado em 1900, quando o suíço Eduard Miller deu o aval positivo para o Brasil, que anexou cerca de 260 mil km² de território.

No século XX, em 1943, foi criado o território federal do Amapá, com administração conjunta do governo federal e do estado do Pará. Com a Constituição de 1988, esse território deixou de existir, passando ao status de unidade federativa. Com isso, no dia 1º de janeiro de 1991, foi instaurado o estado do Amapá.

Observe alguns dados selecionados desse novíssimo estado, consultados no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Dados gerais do Amapá

  • Região: Norte
  • Capital: Macapá
  • Área territorial: 142.470,762 km²
  • População: 861.773 pessoas (IBGE, 2020)
  • Densidade demográfica: 4,69 hab/km² (IBGE, 2010)
  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,708 (IBGE, 2010)
  • Fuso: GMT – 3 horas, o mesmo fuso horário de Brasília
  • Clima: Equatorial Superúmido, com duas estações definidas (verão e inverno) e altos índices pluviométricos (média de 2500 mm por ano)
Bandeira do estado do Amapá.
Bandeira do estado do Amapá.

Geografia do Amapá

O clima do estado do Amapá, quente e superúmido, proporciona que prevaleça a vegetação de floresta equatorial, como a Floresta Amazônica, que ocupa mais de 70% do território amapaense. No litoral constata-se a presença de manguezais, uma vegetação que protege as margens dos rios que deságuam no Atlântico e serve de sustento às famílias da região.

Já o relevo é composto, em sua maioria, de baixas altitudes. Localizado em pontos do Planalto das Guianas, o Amapá apresenta poucos terrenos com aclives acentuados. Para ter-se uma ideia da predominância de planícies no estado, o ponto de altitude mais elevada é a Serra do Tumucumaque, com 701 m. Essa serra abriga o Parque Indígena do Tumucumaque, importante área de preservação ambiental na região.

Na hidrografia, destacam-se os rios Amazonas e Oiapoque, os maiores do estado. Aproximadamente 40% do Amapá são banhados pela bacia amazônica. Devido à enorme cobertura vegetal presente no estado, os rios representam importante via de transporte, além de contribuir com a economia e alimentação da população com pesca, turismo e lazer.

Veja também: Quais são as bacias hidrográficas do Brasil?

Mapa do Amapá

Observe, no mapa a seguir, a localização do estado do Amapá perante o território nacional.

Localização do estado do Amapá.
Localização do estado do Amapá.

Demografia do Amapá

A população amapaense conta com 861.773 pessoas, segundo estimativas do IBGE em 2020, sendo 512 mil apenas na capital, Macapá. O estado apresenta muitos imigrantes de países fronteiriços com o Brasil, como Venezuela, Guiana Francesa e Suriname, com grande expressividade em Oiapoque, cidade no extremo norte do Amapá.

Divisão geográfica do Amapá

O estado do Amapá possui quatro subdivisões — Oiapoque, Amapá, Macapá e Mazagão —, que concentram 16 municípios. Observe a lista de municípios do estado e, em seguida, o mapa com as quatro subdivisões territoriais.

Municípios, em ordem alfabética:

1. Amapá

2. Calçoene

3. Cutias

4. Ferreira Gomes

5. Itaubal

6. Laranjal do Jarí

7. Macapá

8. Mazagão

9. Oiapoque

10. Pedra Branca do Amapari

11. Porto Grande

12. Pracuúba

13. Santana

14. Serra do Navio

15. Tartarugalzinho

16. Vitória do Jari

Divisão dos municípios do Amapá. Em destaque, a cidade de Macapá, capital do estado. Fonte: IBGE.
Divisão dos municípios do Amapá. Em destaque, a cidade de Macapá, capital do estado. Fonte: IBGE.

Mapa com a divisão territorial do estado:

Divisão do estado do Amapá.
Divisão do estado do Amapá.

Economia do Amapá

Dos três setores da economia (primário, secundário e terciário), o que mais se destaca na economia amapaense é o terciário, com comércio, bens e serviços representando cerca de 85% da economia do estado.

O setor primário possui pouca expressividade, com destaque para a produção de castanha-do-pará, arroz, mandioca, feijão e milho, grande parte em estabelecimentos que praticam agricultura familiar. Na pecuária, o estado conta com pouco mais de 36 mil cabeças de gado, algo ínfimo se compararmos com outros estados brasileiros, como Mato Grosso, que possui mais de 24 milhões.

extração de madeira e alguns minérios, como manganês, em Serra do Navio, e ouro, em Calçoene, mas de forma tímida. Quanto à madeira, grande parte é feita de forma ilegal, algo maléfico para populações nativas que vivem nas áreas de extração.

No setor secundário, que participa com pouco mais de 10% da economia do estado, o destaque fica com a cidade de Santana, que possui um pequeno distrito industrial.

Acesse também: Terceira Revolução Industrial – inovações e desdobramentos

Infraestrutura do Amapá

O território amapaense conta com duas rodovias federais: a BR-156 e a BR-210. A primeira faz parte de um ousado projeto de integração territorial entre Brasil, Guiana, Guiana Francesa e Suriname, e é apelidada de Rodovia Transguianense. Ela tem a intenção de interligar os quatro países, com uma extensão de 2300 quilômetros.

A BR-210, também conhecida como Perimetral Norte, corta o estado de leste a oeste, com 470 quilômetros de extensão. Há uma ponte binacional sobre o rio Oiapoque que liga Brasil e Guiana Francesa, demonstrando uma parceria entre os dois países no extremo norte do Brasil.

Apagão em Macapá

Em novembro de 2020, o estado sofreu um apagão no fornecimento de energia que deixou grande parte dele sem luz elétrica por 25 dias, entre rodízios e quedas constantes, prejudicando a população, que perdeu eletroeletrônicos e comidas, gerando um caos por todo o território.

Segundo a Polícia Militar do estado, durante os 25 dias foram registrados mais de 120 protestos no Amapá, em clima de transtorno e revolta do povo amapaense. Foi o maior apagão da história do Brasil.

 

Por Átila Matias
Professor de Geografia 

Listagem de Artigos

Lista de Exercícios
Questão 1

O Amapá é um estado brasileiro que está localizado em qual complexo regional?

a) Sudeste

b) Nordeste

c) Norte

d) Centro-Oeste

e) Sul

Questão 2

Marque a alternativa que corresponde à capital do estado do Amapá:

a) Boa Vista

b) Porto Velho

c) Rio Branco

d) Belém

e) Macapá

Ver resposta